O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Lua Nova - Stephenie Meyer


2º Livro da Série Crepúsculo

Eu me sentia como se estivesse presa em um daqueles terríveis pesadelos, um onde você
precisa correr, correr até seus pulmões estourarem, mas você não
pode fazer seu corpo
se mover rápido o suficiente. Minhas pernas se moviam devagar e mais devagar
enquanto eu me esforçava para abrir caminho pela indiferente multidão, mas os
ponteiros na enorme torre do relógio não reduziram a velocidade. Com implacável,
insensível força, eles decididamente iam em direção ao fim – o fim de tudo.
Mas isso não era sonho, e, ao contrário do pesadelo, eu não estava correndo pela minha
vida; Eu estava correndo para salvar algo infinitamente mais precioso. Minha própria
vida já não importava tanto.
Alice tinha dito que havia uma boa chance de morrermos aqui. Talvez o resultado fosse
diferente se ela não fosse apanhada pela ofuscante luz do sol, só eu podia correr por essa
iluminada, aglomerada praça.
E eu não podia correr rápido o suficiente.
Então não me importava que nós estivéssemos cercados de nossos inimigos
extraordinariamente poderosos. Assim que o relógio começou a soar a hora, vibrando
abaixo das solas de meus lentos pés, eu soube que estava muito atrasada – e eu me
alegrei que alguma coisa sanguinária estivesse me esperando pelos arredores. Se isto
desse errado, eu perderia qualquer vontade de viver.
O relógio soou de novo, e o sol se pôs bem no meio do céu.


Palavras de uma leitora....

Esse foi o segundo livro mais doloroso da série (o primeiro foi Amanhecer). Quando comecei a ler, não sabia o que me esperava. Só sabia que alguma coisa muito ruim iria acontecer após aquele infeliz aniversário. Mas não pensei que o Edward fosse deixá-la. Isso foi um golpe no meu coração. Podia sentir a dor da Bella. Ela havia entregado seu coração à ele, abriu mão da vida, da alma... Só aguardando o momento em que ele iria transformá-la ou matá-la. Nem quando o James quebrou sua perna, sua cabeça e mordeu seu braço transferindo seu doloroso veneno para ela... Nem quando ela gritou que estava queimando, estava doendo... Sofreu tanto como quando ele a deixou. Nenhuma dor física podia se comparar aquela dor. Ela a dor do vazio, da solidão... Seu coração ficou oco, sua vida ? Sem sentido.

"Bella, eu não quero que você venha comigo". Ele falou as palavras lentamente e
precisamente, seus olhos frios no meu rosto, observando enquanto eu absorvia o que ele
realmente queria dizer.
Houve uma pausa enquanto eu repetia as palavras na minha cabeça algumas vezes,
analisando elas pra saber seu verdadeiro significado.
"Você... não... me quer?" Eu tentei as palavras, confusa pela forma como elas soavam,
colocadas em ordem.
"Não".
Eu olhei, sem compreender, dentro dos olhos dele. Ele encarou de volta sem se
arrepender.
Seus olhos eram como topázio - duros e claros e muito profundos. Eu sentí como se
pudesse ver por dentro deles por milhas e milhas, e mesmo assim, ainda não conseguia
alcançar o lugar onde encontraria a contradição de suas palavras.

Aquele "Não" matou a Bella. Sério. Leia o livro e confira. Ela morreu. Não era mais ela, nem o Jacob conseguiu lhe devolver a vida... Tudo que ele conseguiu foi construir uma nova Bella, a "Bella do Jacob".

Quando o Edward foi embora, ele achou que estava fazendo o que era melhor para a Bella: afastando o perigo, afastando os vampiros... Mas havia se esquecido que só tinha matado o James. Faltavam o Laurent e a Victória. E Victória queria vingar a morte de James matando quem Edward mais amava: Bella. E agora? Sem os vampiros quem poderá salvar a Bella?
Bella entrou numa profunda depressão... Não sentia mais a vida. Suas notas melhoraram, ela trabalhava, mas não sentia nada ao seu redor... Não ouvia, não falava e seu sono era perturbado pelo pesadelo do vazio. Isso tudo até Jacob entrar em ação. Jacob foi seu balsámo, seu alicerce, seu construtor. Construiu uma nova Bella, inconseqüente, aventureira. Que procurava perigo e não mais fugia dele. Aos poucos a Bella regressou à sociedade. Tudo estava indo bem... Sinal de que alguma coisa ruim estava para acontecer.
Jacob desaparece da vida da Bella, assim como um dia o Edward fez... E Laurent tenta matá-lo. É aí que ela os vê. Os lobos enormes.
Se o Edward pensou que Bella estaria segura sem ele, se enganou completamente. Ela sempre atraí o perigo e agora atraiu os lobisomens... Mas os lobos também foram sua salvação. Eles a salvaram do Laurent e a protegeram da Victória. E o lobo Jacob ressuscitou parcialmente seu coração. Até o momento que a Bella pula do penhasco...
Ao flertar mais uma vez com o perigo, Bella não só pôs sua vida em risco, mais também a de sua melhor amiga, Alice, e a de sua outra metade: Edward.
Agora ela tem que correr contra o relógio se não quiser perder sua razão de viver... Para sempre.

[...]"Era muito estranho, até onde eu sabia nós dois estávamos em perigo mortal. Mesmo

assim, naquele instante, eu me sentia bem. Completa. Eu podia sentir meu coração
disparado no meu peito, o sangue pulsando quente e rápido nas minhas veias de novo.
Meus pulmões estavam cheios com o doce cheiro que vinha da pele dele. Era como se
nunca houvesse existido um buraco no meu peito. Ele estava perfeito - não curado, mas
era como se ele nunca tivesse estado lá pra começar." [...]

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.