O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sábado, 8 de maio de 2010

Um Homem sem Compaixão - Anne Hampson

Uma viagem a Chipre para rever velhos amigos e deixar-se envolver pela paisagem do mar Mediterrâneo talvez fosse a solução para Helen esquecer o casamento desfeito de modo tão brutal. Ainda estava muito vivo em sua memória aquele trágico acidente em que seu marido morrera... nos braços de outra mulher. Mas embora Helen não quisesse mais amar, o destino lhe preparava uma cilada colocando em seu caminho Leon Petrou, um homem de alma de gelo e coração de pedra, para quem as mulheres não passavam de empreendimentos comerciais de que se deveria tirar todo o lucro possível!

2 comentários:

Mil suspiroos disse...

Oie!

Te falei que eu ia ler outro livro dessa autora pra ver o que eu achava do mocinho e ver se estava tudo bem comigo rsrsrsrs

Pequei esse livro antes de ver sua indicação de "meu primeiro amor"

Olha .... achei "um homem sem compaixão" meio chatinho". Sem muita emoção, ele é bem rancoroso, quando as coisas não estavam bem pro lado dele descontava nela e nas crianças, que culpa as crianças tinham???!!!!!!

Ele é o típico grego de romances, prefere demonstrar o quanto se importa com a mocinha com autoritarismo, nas cenas de ciúme por exemplo

Ai, estou caindo de sono ... amanha eu faço a resenha desse livro rsrsrsrs

Bjosss
Renata

Luna disse...

Olá, Renata!

rsrsrs... É verdade. Esses gregos só misericórdia! rsrsrs... Faz já um bom tempo que li esse livro. Acho que foi no ano passado, eu acho. Mas me lembro que ele chega a dar uns tapas nas crianças, não é? E no fim, vira o "o homem perfeito" (está longe disso) para fazer a mocinha ficar ao seu lado e não perder as crianças que a bruxa da mãe queria levar. Vai entender...

Bjs!

Recomendei o livro "Meu primeiro amor" porque, apesar de ter momentos super estressantes, como quando ele a ameaça e toca nela na "noite de núpcias" (se uma noite de núpcias é assim, nunca quero ter uma...rsrs...), há momentos que a gente chega a entender (um pouquinho) o mocinho da história. Ele perdeu um filho. A bruxa da ex-esposa dele era tão ciumenta e louca que se matou e matou a criança junto...

Como disse, dá para entendê-lo. Entender sua dor, o motivo por ele ser tão cruel e sombrio... Mas não dá para entender porque ele culpa a mocinha por isso. Quem se casou com a bruxa foi ele! Não foi ela que escolheu a esposa para ele!!!

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.