O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Trama Diabólica - Carole Mortimer



Naquela bela e ensolarada ilha perdida nos mares da Grécia, Andreas Vatis, um grego atraente e poderoso, construiu o seu império. Enquanto isso, tinha uma única obsessão: vingar-se de Lisa Thomas, a filha do homem que lhe roubou a esposa e provocou o acidente que o deixou cego de um olho. Valendo-se de uma mentira, Andreas conseguiu atrair Lisa para sua ilha... e para sua trama diabólica. Usando de chantagem, forçou-a a casar com ele, disposto a fazer da vida dela um verdadeiro inferno. E, como se isso não bastasse, Lisa percebeu, desesperada, que estava amando Andreas. Como podia se apaixonar por um homem que só trazia ódio no coração, que só pensava em torturá-la?

Palavras de uma leitora...

Primeiramente, peço que não se incomodem com minha explosão de raiva... Me aborreci muito hoje e Andreas Vatis só conseguiu completar o meu dia. Encontrei esse livro no blog da Lilith. Estava pesquisando sobre livros no qual a mocinha ou o mocinho era cego(a). Esse livro me chamou a atenção pelo título e o nome da autora. Achei 241 páginas muita coisa para eu ler em quatro horas, mas não é que eu consegui?! Vocês não sabiam, mas a leitura é minha fuga do mundo real. Gosto de fazer isso. Me faz bem... Às vezes. Confesso que dessa vez me estressou além da conta! Não vou deixar um resumo pessoal como costumo fazer, só vou dizer o que penso do Andreas e da Lisa... Acho que esse dois idiotas se merecem!

Andreas Vatis: arrogante, chantagista, imbecil, insensível, canalha, diabólico, crápula... Merecia sofrer bastante! Meu ódio por ele começou no instante que percebi que Lisa não tinha absolutamente nada haver com o que o pai dela lhe fez. O cara nem estava mais vivo! Ele não tinha sequer o direito de pensar em usar uma inocente para uma vingança estúpida. Esse cara deveria ser internado num manicômio! Não tive pena dele, acreditem! Ele humilhou muito a Lisa para que pudesse ser digno de pena. Só sabia dar ordens e queria que a Lisa ficasse satisfeita e grata por seu tratamento. E outra coisa: ela não tinha o direito de pensar o pior dele. Na verdade, ela não tinha sequer o direito de pensar! Aquele blá blá blá de que queria fazê-la feliz e que nunca teve intenção de machucá-la só me fez ficar com mais raiva dele. Queria sim! Se não fosse assim não teria a tratado daquela forma humilhante e ameaçadora logo no início. Nada justifica suas atitudes. O desgraçado tinha uma filha de dezesseis anos, apenas cinco anos mais nova que Lisa! Quero ver se ele gostaria que alguém ameaçasse, amedrontasse e humilhasse sua filha daquele jeito! Mas sabe? Eu gostei do final. Eles mereciam ficar juntos! Aquela imbecil merece ter um "dono", ao invés de um marido pelo resto da vida.

Lisa Thomas: imbecil, idiota, otária, tola! Tive vontade de lhe dar uma surra. Que atitudes ela tomou para mudar aquela situação insuportável? Nenhuma! Ela aceitou tudo! Achou que merecia ser crucificada no lugar de seu pai! Achou que tinha que pagar pelos erros de outra pessoa! Toda vez que ela gritava, atacava, dizia ou fazia algo contra Andreas e ele não gostava e mandava ela pedir desculpas, ela pedia! Se humilhava e deixava ele perceber seu medo. Ai! Como eu a odiei! Uma vergonha para o sexo feminino! Acho que estou começando a odiar os mocinhos gregos e as mocinhas inglesas! Não dá para entender e aceitar esse tipo de coisa! É loucura!

Bem, espero que amanhã eu esteja mais calma...


Atualizado:12/12/2010   15:16h


- Eu estava generosa no dia que li esse livro, mas ele não pode ficar de fora da categoria "romances que odiei". Eu detestei o livro!

4 comentários:

Renata Cristina disse...

Sabe que "Mais que uma vingança" foi o primeiro livro que li da Carole Mortimer, li porque é o primeiro da série Os Sicilianos. Mas gostei bastante.
Pelo jeito vou passar longe de "trama diabólica", porque mulheres ecrevem isso eu não entendo ... e com 241 páginas ainda ... de jeito nenhum!! gosto de livros contemporâneos pequenos, se ele for grande só se for muito bom. Os romances históricos sim .. adoro que tenham muitas paginas e de preferencia recheiadas de guerreiros de armadura hehehehe

Bjossss

Luna disse...

rsrsrs... Eu sou ao contrário... Prefiro que os romances históricos tenham poucas páginas e os contemporâneos, muitas..rsrsrs. Odiei as personagens do livro: "Trama Diabólica", mas a história não conseguiu ser tão ruim ao ponto de ir para a categoria "romances que odiei".
Mas também não tenho vontade de relê-lo.

Bjs!

Anônimo disse...

vc esta fazendo uma tempestade num copo d'agua, o livro nem é tão ruim assim!!! kkkkkkkk
bj

Michele disse...

ai luna quanto barulho rsrsrsrs o livro nem é ruim, quem não ia querer ser castigada casando com um TDB, morando numa ilha particular, podendo fazer e comprar o que desse na teia, em fim... não sei vcs mas eu queria!!! kkkkkkkkkkk

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.