O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Agora e Sempre - Lynne Graham



Faz oito anos desde o casamento por conveniência de Prudence e Nikolas Angelis. A relação deles nunca foi consumada, sempre viveram separados. Mas agora, Prudence deseja ter um bebê e quer o divórcio. No entanto, Nik está decidido: ele é o marido dela e será o pai dessa criança.



Palavras de uma leitora...

-Não tenho muito tempo para fazer essa resenha, infelizmente. Por isso, vou tentar falar das coisas essenciais.


-Fiquei em dúvida se colocava ou não esse livro na lista dos "romances que odiei" durante boa parte da história. Senti meu sangue ferver. Porém...rsrsrs... Conforme a história ia se desenrolando e eu ia conhecendo mais os motivos e as personalidades do Nik e da Prudence, a minha raiva ia passando. Deixei de lado meus pré-conceitos iniciais e deixei meu coração livre para entender os dois...


-Foi aí que percebi que os dois tinham defeitos e que queriam muito aprender a não errar. Eles estavam tentando crescer e salvar aquele casamento fadado ao fracasso. Erraram muito para aprender mas, no fim, aprenderam e puderam ser feliz juntos. Gostei da história.


Um pequeno resumo:

A mãe de Prudence foi abandonada por seu pai quando ela ainda não havia nascido. O motivo do rompimento foi a pressão de Theo Demakis, seu avô. Ele fez o filho desistir de se casar com Trixie e voltar para a Grécia. Trixie fez o que pôde para criar a filha e até levou o caso ao tribunal fazendo assim, o pai de Prudence ser obrigado a sustentar a filha.


Dezenove anos depois, a mãe de Prudence está com sérios problemas de saúde e precisa de um tratamento urgente ou irá morrer. Seu problema é alcóolico. Ela começou a beber, acho, que por causa da desilusão que sofreu, pois havia largado sua brilhante carreira de modelo para casar com o pai de Prudence e no fim, ficou sem as duas coisas. Prudence não queria que sua mãe morresse, por isso, aceitou viajar para a Grécia para tentar convencer seu avô a ajudar sua mãe.


Na Grécia, Prudence é cruelmente humilhada e rejeitada por toda aquela gente esnobe. Ela era muito tímida e um pouco "gordinha". Na verdade, Prudence não era gorda, mas tinha os seios fartos e os quadris generosos... Não tinha o corpo aceito por aquela gente estúpida e se sentia feia.


Prudence não queria permanecer naquele lugar e insistiu para que seu avô a ajudasse. Theo aceita salvar a vida da mãe de Prudence, mas em troca de algo: ela teria que se casar com Nikolas Angelis, o cara que ela amava em segredo.


A família de Nikolas estava com sérios problemas financeiros e para salvar sua família da ruína, Nikolas aceita se casar com Prudence por dinheiro.


Ambos foram obrigados a entrar naquele casamento e uma relação assim, com tanta amargura e pressão, não podia nunca dar certo e não deu: Nikolas começou a ter seus casos e Prudence viajou para Londres para ficar com sua mãe, abandonando a ilusão de ser feliz ao lado de Nik.


Ficaram vivendo como amigos, em casas separadas, durante oito anos... Até Prudence decidir que queria ter um filho através de inseminação artificial. Nik fica revoltado com essa ideia absurda e chantagea Prudence para fazê-la desistir da ideia de divórcio.


É aí que ambos começam a lutar contra os fantasmas do passado e contra eles mesmos para tentarem ficar juntos para sempre... Começam a aprender a perdoar, compreender e amar...

3 comentários:

Beatriz Solano Pinzon disse...

O livro chama a atenção, nem tanto por ser bom, mas pelas bizarrices da estória. As mais românticas dirão que Nick sempre amou a Pru (Prudence que nome feio rsrsr), mas sou mais cética... 8 anos de afastamento não é nada romântico... Claro que cada um tinha lá seus motivos, mas as justificativas soaram tããão fracas... Nick pensava que tinha se comportado mal na noite de núpcias, porém se tornaram amigos depois é estranho que não tenham tentado esclarecer os mal entendidos do casamento, que amizade era essa... no entanto, ele segue sua vida normal sem nenhuma mudança com as 03 amantes (eca). Bizarrice é a esposa ainda ser simpática com as amantes do marido, só por Deus mesmo! Fica a pergunta: E se Pru não tivesse querido engravidar e pedido o divórcio, tudo continuaria na mesma? Para o Nick a vida parecia bastante confortável, dava conta de 3 mulheres que pra ele não era difícil né, o casamento era conveniente ele se protegia de qualquer outro compromisso, pois já era “casado”. Não deixa saudades!

Beatriz Solano Pinzon disse...

Depois a autora quis fazer Nick um cara romântico, mas depois de mostrar a promiscuidade dele não funcionou, aí tenta compensar com as seguidas ceninhas hots do casal querendo dizer que o amor não tem preconceitos. Mas e o diabo do respeito fica onde? Querendo ou não ele era casado e na minha terra ele seria chamado de infiel, pois sexo fora do casamento é traição/adultério e querer justificar isso é o cúmulo da hipocrisia...

Luna disse...

Olá, Beatriz!

kkkkkkkkk... Adoro seus comentários, querida!

Eu também me estressei com várias coisas neste livro. Mas acabei tentando entender o casal. A maior parte das mocinhas da LG são umas completas imbecis, disso não tenho dúvidas! E a Prudence está entre elas.

Sim, tudo era muito fácil para o mocinho. Se a Prudence não tivesse decidido engravidar, acredito que eles seguiriam daquela maneira por mais vinte, trinta anos.kkkkkkk...

Entendo a sua revolta! É realmente inaceitável! Mas já li livros piores da Lynne, sabe? Fogo Eterno, é um exemplo. Como odeio aquele livro!

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.