O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Amando o Homem Errado - Penny Jordan

2º Livro da Trilogia Noivas: Buquê Para Casar

Será que ela sabia o que era amar de verdade?

Poppy, apaixonada por Chris, fica arrasada quando ele se casa com outra. Acredita que nunca mais amará outra pessoa em toda sua vida. James Carlton, irmão mais velho de Chris, destaca-se pelo cinismo e pelo hábito de fazer comentários sarcásticos, principalmente em relação a Poppy. Então, Poppy usa James para matar sua ânsia de amor, fingindo que ele é Chris. E é aí que o feitiço vira contra o feiticeiro!


Palavras de uma leitora...


- L-I-N-D-O!!!! O livro é maravilhoso e eu não queria que ele acabasse. Me diverti com a história e só fiquei com raiva em um único momento. Nesse momento de raiva eu desejei que o James batesse na Poppy! Ela merecia! rsrsrs...


- Bem... Mas eu gostei da Poppy tbm. Ela é uma mocinha única: atrevida e tímida ao mesmo tempo. Ela me surpreendeu. E como! Nunca imaginei que ela fosse fazer o que fez naquele quarto de hotel...kkkk... Eu fiquei um pouco chocada com a reação dela...kkk... Parecia que tinha perdido o juizo perfeito. E na verdade tinha... Estava delirando de amor... Coitadinha!


O James é um homem T-U-D-O D-E B-O-M! Está na minha lista de mocinhos preferidos. Eu estou apaixonada por ele...rsrs... E olha que ele a Poppy passam o livro quase todo brigando!... Mesmo assim achei o James romântico e maravilhoso. O Chris poderia até ser bonzinho e gentil, mas eu prefiro mil vezes o James. Ele é um homem de verdade... Estou apaixonada, gente! rsrs..


Bem... Vamos ao um pequeno resumo!

Um pequeno resumo:

Ela estava arrasada. O grande amor da sua vida... O garoto que invadia seus sonhos e a fazia suspirar de amor havia se casado com outra! Tantos sonhos, planos e esperanças para nada! Sally não tinha o direito de ficar com Chris. Era ela que o amava, que sonhava com ele... Sally tinha acabado de se apaixonar por Chris, mas ela, já amava ele há dez anos...


Depois do casamento de Sally e Chris, Poppy decide esquecê-lo, pois agora era realmente impossível tê-lo. Mas a dor não a abandona e ela sofre dia e noite pelo amor perdido... E como se não bastasse todo seu sofrimento, James Carlton, seu primo e irmão de Chris, decide dificultar ainda mais a vida dela.


Poppy não suportava ficar perto de James. Ele era um arrogante, cruel e insensível e eles não conseguiam ficar num mesmo ambiente sem se atacarem.

Apaixonado por Poppy desde sempre, James ficou destruído qaundo ela confessou que amava o irmão dele e, desde esse dia se tornou um homem mais cínico e arrogante, chegando a ser considerado um insensível. Mas toda essa arrogância era uma máscara... Uma forma de proteger seu coração. Poppy era sua vida e machucava muito vê-la devotar seu amor à outro.

Mas James recupera a esperança de tê-la no momento que Chris se casa e Poppy necessita de alguém que a console. Não. Ele não tinha a menor intenção de consolá-la... Mas tinha muitos planos para os dois...

E é claro que aproveita a oportunidade de viajar para a Itália com ela. Onde, embora fosse uma viagem à trabalho, estariam só os dois.

Por causa de uma grande confusão, Poppy e James acabam tendo que dividir o mesmo quarto e...a mesma cama. Poppy não aceita a situação muito fácil, porém, vencida pelo cansaço, acaba aceitando a situação.

Mas as coisas se complicam de verdade depois que Poppy tem um sonho louco e faz amor com James. Embora invente mil desculpas para o seu comportamento, Poppy, em um momento terá que aceitar que estava perdendo seu coração para o último homem que esperava amar.

Mas Poppy não quer amar o James. Seu coração é só do Chris. Ela odeia o James com todas as suas forças e desde a noite em que fizeram amor, vem evitando-o. Só que uma noite inconsequente pode trazer grandes problemas... E uma gravidez inesperada também...

- O livro é maravilhoso e eu o amei com todo o meu coração. Acho que nunca o esquecerei...rsrs...

- Amei o James e ele está na minha lista dos meus mocinhos preferidos. Ele é sexy, lindo, romântico, apaixonado... Tudo de bom! Eu o quero de presente de Natal!

- O momento que me estressei foi quando a Poppy gritou o nome do Chris quando estava prestes a fazer amor com o James. Eu desejei que ele lhe desse uma surra! Ninguém merece tamanha humilhação... Mas o James não perde o controle. Ele fica arrasado, mas não a pune por sua estupidez. E se eu não o amasse desde o início, teria me apaixonado por ele nesse momento. Achei o James a imagem do homem de verdade.

Eu fiquei com muita pena dele por amá-la durante tanto tempo em segredo. Ele a amava desde que ela era uma menina e queria que ela passasse a vida inteira ao seu lado. Muito lindo! Deve ter sido horrível vê-la devotar o amor que ele merecia... à outro e ainda por cima, seu próprio irmão.

Mas o James é muito forte e não desiste. Na primeira oportunidade, dorme com ela...rsrsrs... Embora tenha sido a Poppy que o enlouqueceu... ele também se aproveitou da situação. E quando ela ficou grávida não perdeu tempo. Foi logo decidindo que tinham que se casar e o mais rápido possível. Ele estava desesperado para tê-la somente para si.

E o James a respeita muito, apesar de ficar ferindo-a com palavras. Ele a trata com afeto e tenta respeitar sua decisão mesmo depois de casados. Se afasta dela, pois achava que era isso que ela desejava. Só um tonto não enxergaria que ele a amava. É por isso que a Poppy não percebeu nada...

Acredita que ele já deu banho nela quando ela era criança? Eu achei muito fofo. Ela havia brincado na lama quando a mãe dela tinha proibido e, para salvar a pele dela, ele lhe deu banho. Ela agradeceu e passou a
vê-lo como seu herói. Ela tinha sete anos e ele, quinze.  Acho que ele já a amava nesse momento. Um amor puro e cheio de respeito. Eles nasceram um para o outro...

Enfim... O livro é inesquecível. Não me arrependi de lê-lo e fico me perguntando como uma mesma escritora pode escrever livros tão diferentes...


OBS: o livro faz parte de uma série e em breve ela estará completa. Lembram-se da série Doce Vingança/Sedução? Não esqueci dela. Também estará completa em breve.

Bjs!

14 comentários:

Lulu Sempre Romantica disse...

Nossa amei a resenha, já estou incluído essa na minha lista
Beijos

Anônimo disse...

É verdade. Isso é algo que eu tb já reparei. A Penny consegue escrever livros completamente diferentes uns dos outros e maravilhosos. Fico super contente de você tb ter amado esse. Você tem muita sorte. Tem ainda muito mocinho maravilhoso dela para você conhecer!! Aposto que você vai se apaixonar por mais uns quantos.. rsrs beijos! Carla

Luna disse...

Obrigada, Lulu!

Inclua sim. Vale a pena ler o livro e ele é curtinho.

Bjs!

Luna disse...

rsrs... Continua me indicando, Carla! No meu coração sempre cabe mais um...rsrs.

Bjs!

P.S. É quase impossível acreditar que a mesma autora que escreveu REDE DE SEDUÇÃO escreveu tbm AMANDO O HOMEM ERRADO E SONHO PROIBIDO.

Anônimo disse...

É verdade! É difícil acreditar que ela é tão multifacetada. Mas isso é admirável não é? Já ganhou coragem para ler "Tardes de Espanha"?? kkkkkkkkkk

Se não tiver coragem pega em "Olhos Feiticeiros", por exemplo. Eu amo esse mocinho! O mocinho de "Agora Seremos Felizes" tb é maravilhoso. kkkk Mas eu te recomendaria não deixar de ler Tardes de Espanha. Mocinho sofrido esse. Mas eu não pude deixar de adotá-lo tb. Beijos!! Continua escrevendo resenhas maravilhosas! Você tem um dom!!! beijos

Carla

Luna disse...

Obrigada, Carla!

Ainda não tive coragem para ler Tardes de Espanha, não...rsrsrs... Estou lendo no momento Eternos Momentos da autora Yvonne Lindsay. É a primeira vez que leio um livro dela e até agora estou gostando. Comecei a ler esse livro por um simples detalhe: tem amnésia. Eu adoro esse tema...rsrs..

Acho que lerei na sequência, OLHOS FEITICEIROS...rsrsrs... Tardes de Espanha continua na lista...rsrs...

Realmente é muito admirável que ela consiga escrever livros tão diferentes. Ela é muito talentosa.

Bjs!

Anônimo disse...

Oi
Da mesma forma que eu não lembrava muito bem da história de "Amando o Homem Errado" e sabia apenas que havia amado, eu tb só lembro que eu adorei "Tardes de Espanha". Mas eu estou relendo ele para poder esclarecer melhor aquelas suas dúvidas sobre se ele ia tratar mal a mocinha. rsrs

beijos

Luna disse...

Obrigada, Carla!

Estou começando a ficar muito curiosa para saber o que esse livro tem que a fez amá-lo.

Estou lendo "Uma sombra dentro da noite".

Bjs!

Anônimo disse...

Bem, estou quase no final. rsrs Quando eu li esse livro eu tinha 16 anos... kkkk eu acho que fiquei muuuuito impressionada com o Ruy Silvadores. Um homem condenado (quer dizer... mais ou menos... ele não está de fato condenado) a uma cadeira de rodas mas que apesar disso em nada perdeu o seu charme, o seu encanto e a sua masculinidade. Acho que do que eu gostei mais foi dos momentos... "íntimos". O homem tem pegada!! kkk

E eu me condoí muito do sofrimento dele. Primeiro ele pensa que a mulher tinha um amante quando o deixou (a mãe dele inventou isso para separá-los e para ela contou que quem ele amava de verdade era outra). Depois se forçou a nunca procurá-la e perdeu quase 4 anos do crescimento do filho. Depois foi atacado por um touro e ficou numa cadeira de rodas. Resultado: quando ele vê a mulher que ele ama na frente dele ele não consegue suportar que ela o veja assim e ao mesmo tempo ele quer puni-la por tudo o que sofreu. Ele não sabe o que a trouxe até ele de novo e inicialmente ela tb não. Ele pensa que ela está fazendo algum tipo de sacrifício e odeia a ideia de que ela sinta piedade dele. Ele tem apenas uma língua muito ferina. Em momento algum ele bate nela. Ele a fere sobretudo com palavras, mas subjacente ao seu discurso é inegável que ele sofre por amor. Por isso eu perdoei sempre tudo o que ele disse. E ele diz várias vezes que sofre por amor a ela, mas ela nunca entende que ele fala dela. Em suma, é isso. Aqui você tb vai notar uma Penny Jordan diferente, entendida em história da Espanha (mais precisamente da Andaluzia). Esse é outro detalhe para o meu encantamento. Eu amo a Andaluzia. E ela é muito "generosa" na sua descrição do povo espanhol e do homem espanhol, parece quase aqueles romances antigos. Eu não garanto que você vá gostar tanto quanto eu, mas eu acho que vale a pena ser lido. Beijos

P.S. - Espero que você esteja gostando da leitura.. rs


Carla

Luna disse...

Adoro livros que falem da Espanha ou algo a ver com a Espanha... E já é um motivo para eu gostar do livro. Mocinho que sofre de amor... Também me agrada...rsrs... Talvez eu ame o livro tbm...

Estou gostando sim do livro "Uma sombra dentro da noite" (por que o livro tem esse título?). O Cage é engraçado e rebelde. Se mete em confusão e é a ovelha negra da família. Adoro quando o mocinho de um livro comete erros e tem emoções. Não é um bloco de gelo, sabe?

Bjs!

Anônimo disse...

Eu penso que o título se deve à noite de amor que eles têm. Ela só vê o vulto no meio do escuro e o confunde com o noivo. Daí "Uma Sombra Dentro da Noite". Mas tb já foi editado com o título "Paixão Explosiva". As editoras costumam procurar títulos mais apelativos do que o original e outras vezes porque o original é complicado de traduzir. rsrs

Eu amei o Cage e tudo o que ele faz por amor. Ele se anula, em certo momento abdica até de ser o pai daquela criança. Ele é tão fofo. E os pais dele me deram muita raiva.

Bjs
carla

Luna disse...

Os pais dele tbm me irritaram. Na verdade, eu odeio esses dois monstros.

Agora o Cage...Ele é tudo! rsrs...

Bjs!

Victoria's Secret girls disse...

Esse livro é maravilhoso! Não sei porquê amo livros em que o mocinho sofre por amor rsrs. Ela era tão cega que nem enxergava que já estava amando ele e muito menos o quanto ele amava ela. E ele comprou uma casa no sitio que sabia que ela sonhava morar desde pequena. Sinceramente como ela ignorou um homem assim por tanto tempo? Perto do James o irmão era tão apagado e sem graça! Bem nunca pensei ver você dizer que queria que um moicinho agredisse a mocinha mas entendo o porquê. Eu pessoalmente tive vontade de sacudir ela quando no dia do casamento ela olha para o irmão dele e sonha como seria se estivesse casando com ele e que o filho que espera fosse dele. Aí deu vontade de gritar "acorda mulher" e o James ter percebido o que ela estava pensando foi de partir o coração.

Luna disse...

Olá, Chris! :)


A Poppy era uma idiota! Apesar de ter passado a gostar dela, reconheço isso. Era muito tonta e o James um querido por suportá-la. Ela não o merecia e o fez sofrer bastante. Merecia sim que ele tivesse batido nela!kkkkk... Uma pena que isso não tenha acontecido. Alguém deveria ter feito essa menina enxergar o quanto ela era imbecil.

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.