O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Dança do Destino - Penny Jordan



Eles haviam manchado o passado de uma mulher. Agora ela os forçaria a renunciar ao futuro!

Pepper faria quatro homens perderem tudo que amavam na vida. Depois ela conseguiria viver em paz?

A mulher rica e sensual que arrebatava o coração dos homens parecia distante de qualquer sofrimento. No mundo de brilho e sucesso da bela Pepper Minesse ninguém suspeitaria que o desejo de vingança por uma violência sexual sofrida no passado conduzia seus passos. Cada um de seus movimentos sedutores, cada degrau de sua incrível ascensão social, cada minuto que deixava de amar eram dedicados a um único objetivo: destruir a vida de quatro homens que haviam abusado de seu corpo, amargurando uma alma inocente.

Alguns queriam detê-la, nem que para isso precisassem matá-la. Só um tinha a consciência limpa e o coração cheio de ternura. Com seu amor esperava sufocar o fogo destruidor que ela estava prestes a lançar sobre todos!


Palavras de uma leitora...

- Sinceramente, não sei nem por onde começar... Estou com tanta raiva! Se eu tivesse lido esse livro no papel eu o teria queimado! Dizer que estou furiosa é pouco. Não aceito essa história... Não aceito esse livro. É imperdoável... Cheio de maldade e com apenas um sutil toque de romance.. O que me deixa ainda mais revoltada! Acreditam que o romance se passa entre a mocinha e um dos culpados???!!! Vou explicar tudo... Mas antes preciso lhes dá um aviso:

TODA A RESENHA TERÁ SPOILER! NÃO VOU CONSEGUIR ME CONTROLAR AO DAR AS INFORMAÇÕES DO LIVRO E POR ISSO AVISO QUE SE NÃO QUISEREM SABER COISAS ESSENCIAIS E IMPORTANTES DA HISTÓRIA, PAREM POR AQUI! NÃO PROSSIGAM! DEPOIS NÃO DIGAM QUE NÃO AVISEI!

Bem... Por onde começar? Que tal dizendo que o livro tem uma passagem só de ida para a lista dos livros que odiei? E que a Penny Jordan conseguiu me tirar do sério? Não. Ainda não a odeio, não. E isso se deve as livros maravilhosos que já li da autora... Mas, sinceramente, com esse ela passou do limite. Não consigo perdoar a história. É maldade demais... Não tenho estômago para esse tipo de livro e não recomendo a história pra ninguém. Acho que vocês não perderão nada se não lerem esse livro. Como amiga, eu não recomendo essa leitura.

A história começa com a Pepper (seu nome verdadeiro é Rachel) já rica e desejosa de vingança. Haviam se passado dez anos desde o dia que ela foi violentamente estuprada....

Bem... Muita coisa aconteceu ao passar desse longo tempo... Entre essas coisas, todos os três homens que destruíram sua vida e o que fingiu que não viu nada... Haviam vencido na vida. Os demônios haviam seguido com suas vidas como se aquela garota de 17 anos, inocente e indefesa, que eles estupraram... Nunca tivesse existido.

Enquanto isso... Rachel lutava dia e noite para se tornar uma mulher rica e importante. Alguém com poder suficiente para destruí-los. Mas a vida dela não foi nada fácil. Ela estava muito ferida e amargurada e deixou uma parte de si muito importante pra trás quando continuou. Na verdade, ela abandonou a si mesma e construiu uma identidade nova... Uma personalidade nova. Uma máscara. Alguém que ela não era. A dor dessa personagem me revoltou muito. Ela não merecia nada do que passou desde o dia em que nasceu. Ela só teve sofrimento na vida... Como se tivesse sido marcada para sofrer. E eu não posso aceitar que aqueles que lhe fizeram tanto mal não tenham tido um castigo adequado. Pelo contrário, dos quatro, somente um foi eliminado da história... Os outros sequer souberam o que era sofrer. E ainda viveram felizes para sempre!!!! É inaceitável! Gente, vocês não tem ideia de quanta raiva estou sentindo...

- Mas antes de continuar preciso fazer o "um pequeno resumo" para que vocês não se percam.

Um pequeno resumo:

Tudo começou no ano de 1960... Quando uma tribo cigana perdeu seu líder e um novo líder foi elegido. O líder falecido havia deixado uma esposa, Naomi e uma filha, Layla. Como era tradição na tribo, o novo líder deveria tomar para si alguém de seu mesmo povo e de igual status... e quem se encaixava nessa categoria era Layla.

Mas Layla não o queria. Ela tinha apenas 15 anos de idade e um espírito rebelde e livre que jamais se submeteria às maldades de Rafe, o escolhido para ser seu marido. Embora ninguém mais enxergasse isso, Layla sabia que Rafe era mau...  A essência da maldade e que gostava de infligir dor aos outros... Ela não suportaria isso. Não nasceu para isso... E com a revolta causada pelo destino triste que lhe reservaram... ela encontrou Duncan.

Duncan era muito diferente de Rafe. Ele era bom, gentil e ela havia se apaixonado por ele. E junto com esse amor, veio também a excitação causada pelo perigo. Ela sabia que não podia se unir à Duncan. Além de ser prometia à outro, ela era cigana e ele escocês. Nenhum cigano podia se envolver com alguém que não pertencesse a seu próprio povo... Mas ela não se importava com as regras. Ela queria ser feliz e enfurecer Rafe, pois o odiava com todas as suas forças...

Layla e Duncan viveram um tórrido tempo de amor... Foram muito felizes juntos, embora enfrentassem o perigo toda vez que se encontravam. Layla começou a amar cada vez mais o seu amante e não queria se separar dele... E teria que escolher entre deixar Duncan ou deixar sua mãe e seu povo... Mas ela não teve tempo de tomar uma decisão... Ela nunca iria encontrar a felicidade. Seu tempo na Terra estava chegando ao fim.

Layla teve um último encontro com seu amor e pela última fez sentiu seus lábios... o sentiu. Depois o viu ser assassinado diante dos seus olhos. Rafe o matou.

Layla seguiu o impulso de fugir, mas não havia escapatória. Ninguém a ajudaria. Seu povo era muito fiel às tradições e crenças e como a lei cigana dizia, ela teria que ser punida por sua leviandade. E foi.

Rafe não teve piedade ao destruir seu corpo e sua alma. Matando aos poucos a garota linda e livre que ela havia sido. Mas Layla não perderia sozinha. E no dia seguinte denunciou Rafe pela morte de seu amado.

Rafe morreu, mas ela também estava morrendo. Mas não partiria antes de dar à luz a filha que ela e Duncan geraram. E lutou para viver até ter sua linda Rachel.

Após dar à luz a sua filha, Layla partiu banhada pelo próprio sangue. Mas não sem antes fazer sua mãe prometer que cuidaria e amaria sua Rachel como se fosse sua própria mãe...

Veja um trecho:

"Ao pegar a filha nos braços, Layla sorriu pela primeira vez desde a morte de Duncan.
- Ela é linda - comentou. - Vai lhe dar o nome de Rachel e amá-la por mim, não vai, mãe?

Naomi cumpriu com sua promessa, se esforçando ao máximo para proteger a filha de sua falecida filha. Mas não conseguiu. Rachel só tinha o consolo do amor de sua avó, mas sofria rejeição tanto do povo de sua mãe quanto do de seu pai.

Maltratada, agredida e humilhada desde criança... Rachel cresceu sentindo que nunca deveria ter nascido. E como se não bastasse, aos 15 anos perdeu também a sua avó. Ficando completamente só no mundo.

Dois anos se passaram... Rachel fugiu do povo de sua mãe e chegou a Oxford com sonhos de crescer... E ela encontrou lá apenas mais sofrimento... E uma degradação que jamais poderia ser superada.

Ao cruzar o caminho de Tim Wilding, Rachel não tinha ideia do que aquele garoto de aparência angelical e gentil lhe reservava... Mas Tim não chegou a concretizar seus planos, pois foi assassinado por Simon Herries, colocando nas mãos do mesmo o destino de Rachel... E Simon cumpriu a sua missão com muito prazer...

Simon, que havia recrutado dois novos idiotas para o clube satânico conhecido como Clube do Fogo do Inferno, resolveu chantagear os dois covardes estúpidos para raptar a sua vítima: Rachel Lee.

Pensando apenas no próprio pescoço, Alex Barnett e Richard Howell, raptaram, amarraram e amordaçaram Rachel para depois entregá-la à Simon.... E seguiram com suas vidas sem olhar pra trás.

Naquela noite amaldiçoada, Rachel sofreu como nunca havia sofrido antes, mas não teve o consolo da morte como no caso de sua mãe... Ela viveu para sua desgraça... Pois preferia nunca mais acordar.

Naquela mesma noite, Miles French chegou no quarto que dividia com Simon naquela universidade de Oxford e encontrou aquela jovem ferida na sua cama. Como bom samaritano ele limpou suas feridas e a vestiu... Mas não moveu mais nenhum dedo para ajudá-la... Seguindo com sua vida e esquecendo o ocorrido. Ele era uma testemunha principal e estudava direito, tinha como amigo um juiz... Mas nada fez para punir os agressores de Rachel. Construir seu futuro era mais importante... No futuro talvez pudesse fazer algo para aquietar sua consciência... Quem sabe talvez casar com ela? (eu estou com vontade de matá-lo)

Aquela noite teve como resultado uma criança que foi rejeitada desde o ventre. Rachel não queria ter a criança, mas após decidir por tê-la... Quis nunca ter nenhum laço importante com ela. Amor maternal estava fora de cogitação. Ela queria odiá-la! Mas nem tudo é como a gente quer...

Mas Rachel, mesmo ferindo a si mesma ao abandonar o filho, seguiu com seu caminho... deixando-o com uma família que podia dar-lhe o que ela não podia: amor e felicidade.

E depois disso... Nasce uma nova Rachel. Agora conhecida como Pepper Minesse...

E dez anos depois... Ela incia sua vingança... Mas será que valerá a pena? Tudo tem um preço... Qual será o preço que ela terá que pagar por essa vingança? Ou melhor: quem terá que perder?

- Bem... Já sabem que odeio esse livro com todas as minhas forças e acho que já sabem porquê... Lembram-se de Miles French? O desgraçado que se omitiu e tornou-se cúmplice daquele crime? Pois é. O infeliz que se tornou o defensor dos oprimidos é o mocinho dessa história... E se eu já não odiasse o livro antes, teria odiado quando descobri isso. Como ele pode ser digno de ficar com a Rachel no final? Ele não a merecia. Ele encobertou o que lhe fizeram... Ele é tão culpado quanto os outros... Mas fica com ela no final! Essa ideia da Penny Jordan foi uma piada de muito mau gosto. Estou com vontade de gritar de raiva! Acho que nunca li livro tão detestável!

- E lembram-se de Richard e Alex? Aqueles que a raptaram e entregaram ao demônio do Simon? Eles vivem felizes para sempre ao lado de suas amadas esposas e filhos. É como se nunca tivessem feito nada de errado... O que a Penny Jordan tinha na cabeça? Eles sequer sofreram!!! Pelo contrário, foram recompensados pelo mal que fizeram! Qe loucura é essa, pelo amor de Deus?!

E Simon Herries? Como Miles cooperou para que ele ficasse em liberdade... O demônio/crápula do inferno coleciona mais vítimas e mata mais gente. Tim foi sua única vítima que realmente era culpada de alguma coisa... As outras? Pessoas inocentes que não mereciam sofrer.

Deborah Wilding foi outra vítima que teve um fim inaceitável. Violentada também por Simon, ela não teve forças para continuar e se suicidou na capela de sua casa.... E acreditem, acompanhar os seus pensamentos e sua morte é horrível. É um momento muito ruim, mesmo.

Sabe a quem mais Simon fez mal? Ao próprio filho que teve com sua esposa Elizabeth. Ela já havia conhecido a maldade do marido, mas quando vê o seu próprio filho vítima dessas barbaridades, tira forças de onde não tinha e o enfrenta... Conseguindo fugir com seus filhos para longe dele.

Mas Simon não para por aí... Ele ainda destrói mais vítimas e depois encontra a morte... Simples assim. Ele não merecia morrer sem sentir na própria pele muita dor. Ele teve um fim fácil demais para alguém que havia destruído tantas vidas... E não posso aceitar isso...

Quando o romance aparece? No momento que Miles sequestra Rachel para dar uma de herói e protegê-la de Simon... Dez anos depois de fingir que nunca havia encontrado ela ferida e ensanguentada em sua cama... Eu não pude aceitar isso. O miserável havia pensado somente nele no passado... E agora que tinha uma carreira sólida e estava quase se tornando juiz, é claro que poderia se dar ao luxo de virar herói. E até ganhar uma alma boa como esposa. Oh, que maravilha, né? Mais um sendo recompensado por seus pecados.

- A noite de amor deles? kkkkk.... Só rindo mesmo pra não chorar. Aquilo pode ser chamado de noite de amor? Não. Ele não a estuprou. Bem... Não como Simon a estuprou, pelo menos. Digamos que ela apenas disse: Não. Não... Eu não quero!, e ele a pegou desprevenida ao possuí-la de surpresa... Tudo bem, ela havia dito sim antes, mas mudou de ideia... Mas mesmo que tivesse dito sim, ele não deveria ter prosseguido. Vários fatos indicam que ela não podia tomar aquela decisão ainda. Entre eles, o fato dela ter sido drogada pela criada, ter tido um pesadelo horrivel com seu estuprador, estar sofrendo os efeitos de um segundo sequestro, ter tido uma visão com a avó falecida que tinha crença em destino... Entre outras coisas... A cena foi de péssimo gosto e a recuperação milagrosa da Rachel nada convincente. Ela sofreu uma agressão muito cruel e inesquecível... Dez anos se passaram e ela ainda tinha as marcas tanto físicas quanto mentais daquela violência... E de repente, ela volta ao normal como se nada tivesse acontecido! E outra! Se entrega à um estranho que a havia sequestrado e que ela considerava culpado pelo que lhe aconteceu no passado....

Enfim... eu odiei o livro e não o recomendo. Tenho vontade de xingar todos aqueles malditos infelizes que não tiveram o que mereciam. E não só de xingar... Tenho vontade de acabar com eles eu mesma.

Ah!... E mais um detalhe: não tem o Alex? rsrsrs (estou rindo, mas acreditem, não é de alegria) Acredita que o infeliz vira amigo da Rachel?! Ele chega a ficar com o filhinho dela... resultado do estupro que ele ajudou a provocar... para que o casal recém casado possa ter um tempo só para eles. Que bonitinho, né? Esse livro não pode ter sido escrito por essa autora. Eu não consigo acreditar nisso.

- Nunca mais quero ler nenhum livro como esse. Se esse livro tivesse sido o primeiro que eu li... nunca mais voltaria a ler nenhum romance na vida. Esse livro tem a capacidade de fazer alguém perder o gosto pela leitura. E me arrependo amargamente de ter começado a ler essa história. Se pudesse voltar atrás, nunca teria começado a lê-la.

Sabe o que desejo? Esquecer essa história. Fingir que nunca a li. Mas tenho certeza que nunca conseguirei esquecê-la. Esse maldito livro vai ficar na minha mente por um bom tempo...

- Leitoras e amigas, peço por favor, não leiam essa história... Só se tiverem estômago para aguentar as barbaridades narradas nela e o fim inaceitável.

OBS: E antes que pensem que sou a única que odiou essa história... A Monica leu o livro junto comigo e também ficou revoltada com a história... Ela considera o livro "um lixo". E eu lhe dou toda razão! Se vocês lerem esse livro com toda atenção, perceberão que essa história é absurda!
E vou deixar para vocês tbm uns trechos da opinião da Monica sobre a história:

"Esse livro como eu disse é um lixo, nós duas somos duas heroínas por ter tido a coragem de ler,credo que livro mais ,olha nem tenho palavras. Alex e Richard ficam com a vida resolvida.Ela não entrega os dossies,porque o Miles com o seu suposto amor a ensina que a vingança não leva anada,pra mim sinceramente eu acho que ele se aproveitou da situação.Eu sinceramente não sei como ele se fez bom como advogado porque primeiro ele foi omisso com o estupro da Pepper,simplesmente limpou as feridas e deixou a pobre fugir vestida com apenas uma camisa dele.Depois a questão da droga,foi até Paris,persuadiu a garota a passar a droga pra ele e novamente seguiu com a vida,ou seja ele não cumpri a lei ele passa a mão na cabeça de quem comete erro,isso é mais ou menos aqueles pais que não paciência para ensinar os filhos a pescar achando mais fácil dar logo o peixe e ver o que acontece,eu não confio no amor do Miles,acho mais que ele quis livrar a cara dele e dos outros de alguma forma,porque se eles fossem acusados ele tbm seria porque nenhuma deles ficaria de boca calada eu acho que está perto dela é uma forma de dominá-la,desses 4 acho sinceramente que o Miles é o pior francamente porque é dissimulado e extremamente inteligente.Ele encontrou o ponto fraco dela e usou contra ela sem nenhum poder se o Simon fosse um homem controlado não teria acontecido nada a ninguém porque o Miles controlou ela direitinho.


Sobre a droga que a criada colocou na bebida dela,colocou porque? não vi explicação nenhuma,porque ela estava bem, e o Miles novamente foi consultado porque ele quando vê o estado dela se diz culpado por ter permitido a criada de dar a bebida,não acreditei porque ele se aproveitou bem,porque tal como você disse se ela estivesse completamente lúcida duvido que ela teria aceitado,ele se aproveitou mesmo."



Querem ler um livro da Penny Jordan? Que tal Sonho Proibido? Amando o Homem Errado? Presente de Natal? Esses são melhores.... Descartem Dança do Destino... Esse livro é horrível.

19 comentários:

apaixonadaporromances.com.br disse...

Muito Obrigada, vou passar bem longe desse livro, o tema não me agrada de forma nenhuma.

Beijos

Anônimo disse...

Credo! Que horror! Já tinha ouvido falar muito mal desse livro, daí eu nunca ter lido. A Penny Jordan devia estar delirando quando escreveu isso. Tem um livro que acho que se chama "Pecador Arrependido" dela que tb já me disseram para não ler de jeito nenhum. O mocinho antes de se redimir é o maior sacana traidor.

bjs
Carla

Luna disse...

Lu,

De nada! Não desejo pra ninguém o desgosto que senti ao ler essa história. É horrível!

Bjs!

Luna disse...

Carla,

Concordo com você! É a única explicação. Ou estava delirando ou estava bêbada... ou coisa parecida. Essa história é hórrível e louca!

Vou passar bem longe de "Pecador Arrependido". Nunca mais quero ler livro como Dança do Destino. Esse tipo de história não é pra mim.

Obrigada por já dizer que "Pecador Arrependido" não presta. Tem como me dizer quais os outros livros dela que são detestáveis?

Obrigada!

Bjs!

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkk

Eu vou ser sincera. Eu não li Pecador Arrependido. Por vezes eu hesito pois bastantes vezes acontece de uma pessoa não gostar da história e eu amar. Mas como tem traição não creio que eu vá gostar. As meninas que me desaconselharam esse livro, desaconselharam toda a série (Crighton series). Não sei bem porquê, mas acredito que alguns até se salvem. A própria Penny Jordan em tempos me respondeu a um email e disse que não se admirava de algumas pessoas não gostarem pois é uma série diferente do que ela costuma escrever. Eu perguntei porque atualmente ela não cria heróis como o Drew por exemplo e ela me explicou que lamentavelmente as editoras condicionam muito o que elas escrevem. Parece que homens rudes estão na moda. Não sei onde. Eu prefiro mil vezes um Drew. Mas ela me falou que no livro que ela está escrevendo ia fazer uma mocinha menos molenga e um mocinho mais agradável. Vamos ver.. rsrs Eu nem sei qual livro ela está escrevendo atualmente. Para ser honesta tem um ou outro que eu achei mais fracos, mas dizer que odiei eu ainda não posso dizer. Houve vários que achei medianos mas não posso dizer que sejam ruins.

"Voltar a Amar" tem muita gente que ama. Eu fiquei furiosa com os mocinhos e escrevi no skoob porquê. Eles só faltou esperarem ser vovôs para se acertarem. Eu hein.

Lembro tb que os que envolvem sheiks não ligo muito porque eu não aprecio romance com sheik.

bjs
Carla

Anônimo disse...

Ahahahah

Acredita que eu acabei de descobrir que "Voltar a Amar" pertence à série dos Crighton.. rsrsrs

Luna disse...

rsrsrs... Está aí uma série que não vou ler!

Carla,

A Monica já leu esse livro Pecador Arrependido e ela disse que o livro é horrível. Adivinha o que o cafageste faz com a pobre mocinha e seus próprios filhos? Ele simplesmente finge que não tem família! Até porque só se casou com a mocinha porque ela era uma herdeira e depois ficou tendo caso com todas as suas clientes (ele é advogado). Só depois de receber uma facada bem merecida (acho que é facada) e ficar entre a vida e a morte... Ele resolve se converter e firar "santo". Eu não tenho capacidade de engolir uma história assim... Embora eu goste de temas que envolva traição, pois é algo que acontece muito na vida real... O mocinho ou a mocinha tem que realmente sofrer pra eu perdoar... Esse cara parece mais que fingiu mudar... No lugar da mocinha eu o teria expulsado de casa e encontrado alguém que realmente me desse valor...

Bjs!

Mil suspiroos disse...

Aiii credo! esse livro estava na minha lista!!!!
Pois é .. ESTAAAAAVA!!!!!!!

Menina!!!! vc vai ler a trilogia dos Aincourt da Candace Camp!!! vc vai aaamaaarrr!!!!!
meu preferido é o terceiro livro, dizem que esse é o "menos bom" livro da trilogia mas os mocinhos desse livro me conquistaram!!!!! aaaiiiaaai
é que assim como em as casamenteiras a gente vai descobrindo a história deles ao decorrer da série, só que de uma forma diferente da da Francesca, já que nesse caso eles já são casados!!!! bom .. vc verá!! rsrssr

Até
Bjosssss
Renata

Luna disse...

Renata,

rsrsrs... Quem bom que eliminou o livro Dança do Destino. Quem dera eu tivesse feito o mesmo!

Sobre a trilogia dos Aincourt: pois é. Vou lê-la. Ainda não sei quando, mas você está me deixando muito curiosa! rsrs... Já são casados?!!! Ai, tenho que ler essa trilogia logo! Como falei com a Carla, o dia tinha que ter mais de 24 horas! rsrs....

Bjs!

Anônimo disse...

Xxii, que sacanagem. Eu não sei se estou confundindo histórias já, mas tem uma história em que a esposa liga para o escritório do marido e ele atende o telefone com a secretária caindo de boca "nele".. Arrrrggghhh eu acho que é esse livro!!!

Que ódio!!


E "Estigma de Mulher", está gostando?

bjs
Carla

Luna disse...

Eu matava ele! De boca, é? Ah, se eu não matava! Ia ficar alejado! Nem louca leio um livro assim!

Sobre Estigma de Mulher: Estou amando! Ainda estou na página 16 (só agora estou tendo tempo de ler de novo). Mas pela entrevista já deu pra ver como o Jeff é. Parece ser do tipo que gosto. Mas agora estou livre pra ler!

Bjs!

Sua opinião! disse...

Nossa confesso que quando li o começo do livro, senti muita pena da mocinha, que tragedia! Mas acredito que retratar em um livro o horror da vida real, com final feliz seja aceito. Queremos fugir da realidade quando lemos um romance, mas acredito que nem tudo é um romance... fiquei triste com essa historia, pois me entrego muito a leitura, li mas nao leio outra vez! Tb nao leio Feiticeira do mar! Muito triste!

Lucila disse...

Querida,
Adoro as suas resenhas (acho que já te escrevi isso). Essa.... eu passo longe. Só pela resenha, já desisti de ler o livro e tenho certeza que não vou me arrepender. Que livro é este??
Amor e Vingança da Sophie Johnson é mamão com açúcar, então!! rsrsrs
Obrigada por me poupar de uma leitura tão degradante. Não gosto de livro assim.
beijo grande

Luna disse...

Sua opinião,


Me perdoe a demora para responder seu comentário. Só agora estou vendo que não o respondi. Perdão!:(

Te entendo. Eu também fiquei muito triste com essa história. Até hoje fico com um pé atrás ao ler as histórias da PJ, mesmo adorando essa autora. Dança do Destino me fez muito mal.

Coloquei Feiticeira do Mar na lista de livros que não devo ler.

Bjs!

Luna disse...

Olá, Lucila!


Gracias! :)



De nada, querida. Não é um livro que eu ache saudável ler. Gostaria de não tê-lo lido. Só de lembrar da história me sinto enjoada. É terrível!


Pois é.rsrs... Perto de Dança do Destino, Amor e Vingança é mesmo mamão com açúcar.rsrs...


Bjs!

vitoria nascimento disse...

Isso era pra ser um romance?????? Fala sério, nenhum deles pagou pelo mal que fez!!! Muito menos aquele Simon/demônio/estuprador '-' Li depois de ter lido essa resenha, só de teimosia mesmo e.e me arrependo amargamente...

Luna disse...

Olá, Victoria!

Ao que parece sim, mas a autora acabou estragando tudo e tornando essa história uma das mais detestáveis.

Pois é! Isso é revoltante! Nenhum daqueles miseráveis paga por nada.

Não é apenas uma das piores histórias que li da Penny Jordan. É um dos piores livros que li em toda minha vida.

Anônimo disse...

Livro péssimo! Muito pesado com descrições que impressionam pelos excesso de maldade...Me deu pesadelos e náuseas! Não recomendo e tb gostaria de esquecer que um dia li isso

Luna disse...

Pois é. Essa história é cruel, injusta e absurda. Porque, além de toda a maldade, eles não pagam pelo que fizeram. Nenhum deles.

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.