O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Ilusão - Nicola Cornick


Ela sabia iludir como ninguém... mas em seu coração se ocultava a verdade.

Lady Isabella jamais imaginou que as coisas chegariam a esse ponto. Já não bastava o risco de ser presa por dívidas que não eram dela Isabella ainda precisa se casar às pressas com Marcus, conde de Stockhaven, o homem que amou e perdeu há tantos anos, e que jamais a perdoou por partir. Agora, ele pretende se vingar exigindo que seu casamento seja consumado! Enquanto as más línguas de Londres observam em busca de diversão, ela luta para manter um educado distanciamento em seu casamento. Contudo, quanto mais Isabella desafia a determinação de ferro de Marcus, mais forte se torna sua paixão. Dessa vez, ela consumirá a ambos... ou alimentará um amor maior do que eles ousariam sonhar?


Palavras de uma leitora...


- Lindo... O livro é intenso... Tantos segredos, tanto amor transformado em ódio, tanta destruição... e um recomeço para alguns e o fim para outros... Uma história que não esquecerei. Não só pelos personagens principais, mas também pelos personagens secundários, os coadjuvantes, que foram importantes para manter a história, mas que não tiveram um final tão bom quanto o do casal principal. Uma dessas personagens já começa morta na história, mas a história de vida dela é importante para manter o livro. Eu gostei muito dos personagens principais. De verdade. Talvez não tenha simpatizado muito com a mocinha (mas isso eu explico daqui a pouco), mas torci por eles e gostei muito de como resolveram seus problemas pouco a pouco. Não deixaram nada sem explicação. Cada sentimento foi expressado, cada amargura... Todos os motivos para cada mágoa. Não se esconderam atrás do medo. Sentiram muito medo de se separarem mais uma vez por causa do passado, mas foram até o fim. Os segredos foram revelados, medos foram confessados e no final... Somente depois de resolverem todas as questões, foram capazes de dizerem que ainda se amavam. Que apesar de tudo, que apesar da dor da separação e dos doze anos de distância e segredos, ainda se amavam. Isso foi lindo. Foi ótimo acompanhar o passo à passo.... Nada aconteceu de repente. Demorou para a confiança ser restaurada, para eles passarem a se respeitar e para terem a coragem de desnudar a alma perante o outro. A história deles é muito dolorosa e linda... Mas... Apesar de ter amado a história deles e de não ter me arrependido de lê-la... Senti muito pelos outros... Aqueles que não tiveram a mesma sorte que eles. Foi doloroso ver que o final desses outros personagens era muito diferente do final da história do casal principal. E o incrível é que a gente vê os dois lados de um mesmo sentimento. Essas outras pessoas foram destruídas pelo mesmo sentimento que possibilitou finalmente a felicidade do Marcus e da Isabella. Também amavam e por amarem tanto... seguiram por caminhos diferentes que os conduziram para um final inevitável.... Foi triste, sabe? Dá uma vontade enorme de chorar por compaixão e tristeza. “Ela” foi forçada a fazer a mesma escolha que a Isabella. Também teve que abrir mão de quem amava. Mas sua história foi pior. Ela não conseguiu dar a volta por cima. Não era forte o suficiente para isso. Era fraca de verdade. Tímida e sem forças pra lutar pelas pessoas que amava e pela própria vida. Apesar de sua morte ter sido um acidente... ela teria acabado morrendo cedo de qualquer forma. Tinha desistido da própria vida, também foi forçada a abandonar... o grande e único amor da sua vida. Foi uma escolha que lhe custou caro. Custou a felicidade. Ela nunca conseguiu recomeçar. Nunca conseguiu perdoar os pais que lhe fizeram tanto mal (odeio os pais dela. Para mim eles foram tarde... Poderiam ter morrido antes. Parece crueldade, né? Mas crueldade foi o que fizeram com a vida da própria filha) e também não perdoou a si própria. Ela não encontrou a felicidade antes de morrer e na verdade nem tentou. Ao abrir mão das duas pessoas mais importantes da sua vida... ela também abriu mão da própria vida. Isso foi doloroso de saber. Eu pensei em como poderia ter sido... Tanto pra ela quanto para o amor dela, que seguiu outro caminho e buscou a morte de qualquer forma... Enfim... Esse livro é lindo, intenso e com muito drama...



- Bem... O que falar do casal principal? Eu gostei mais do Marcus do que da Isabella durante boa parte da história. Odeio admitir isso. Preferia ter gostado dos dois de forma igual. Mas a mocinha fez coisas que me fizeram... Não digo desgostar dela, mas... me decepcionou um pouco, sabe? A atitude dela no início do livro (embora uma atitude compreensiva), o ressentimento pela prima morta e o egoísmo para com a mesma prima na adolescência. Talvez essa parte em relação à prima dela tenha sido afetada pela minha tristeza por causa do final triste dessa personagem... Mas mesmo assim, a Isabella pensou muito nela mesma e fez mal pra outra mesmo sem querer. Será que era tão difícil para ela tentar ser amiga de uma garota que tinha a mesma idade que ela e que cresceu ao seu lado? Ela não se importou. Só pensou em si mesma na época. Eu entendo que ela não passava de uma adolescente também e que, como todo, ou quase (existem as pessoas altruístas) ser humano, estivesse mais preocupada consigo mesma. Entendo isso... Mas o que custava fazer um esforço para ajudar uma pessoa que era evidente que precisava de ajuda? É verdade que não era obrigação dela, mas ela também não era nenhuma cega. Idolatrava uma tia que era tão mesquinha quanto a mãe dela e foi ocupando o lugar da prima e se deixando ser comparada com a outra... a menina sofrendo e ela não enxergando isso. Crianças e adolescentes são muito observadores, não é? Sei que são. Ela não enxergou porque não quis. Poderia ter ajudado a prima, mas não se importou os suficiente para fazê-lo...


Mas não julguem a Isa pelo que eu estou falando. Como disse, ela não era muito querida pra mim durante "boa parte da história", mas eu não disse que foi durante a história toda...rsrs... Talvez ela não seja uma das minhas mocinhas preferidas, mas a vida dela também não foi fácil.


- Assim como a prima, Isabella teve que abrir mão de algo muito importante para "o bem da família". Não sei se agiria diferente se estivesse na mesma situação, porém existiam pessoas inocentes envolvidas na história. Acho que se fosse pelos pais dela, talvez a Isa não tivesse tomado a decisão que tomou... mas ela pensou nos irmãos que não mereciam pagar pelo erro de pais inconsequentes e estúpidos. Por eles, ela abriu mão da própria vida e do amor. Só tinha 17 anos e isso me deixa muito furiosa. Mas tenho reparado que na maioria das histórias que leio (principalmente se o livro é histórico) onde há manipulação, a pessoa manipulada é quase sempre adolescente. Isso me dá uma raiva. Pais, irmãos mais velhos, tios ou o que quer que seja, que deveriam protegê-los, são quase sempre os primeiros a fazerem mal. Eu acho a maldade com quem quer que seja terrível, mas quando há crianças e adolescentes envolvidos é ainda mais revoltante... Enfim... Ela ficou apavorada e sofreu muito para tomar a decisão que tomou. É triste quando ela começa a lembrar e contar para o Marcus... Foi quando fui conhecendo mais e mais a história dela que passei a entendê-la melhor. Ainda acho que ela poderia ter ajudado a prima, mas ninguém também ajudou ela, não é? Todos a abandonaram. O Marcus eu não culpo, pois ele foi impedido de falar com ela e quando soube de seu casamento com aquele patife... já era tarde. Ela já estava casada com o canalha. E nem sei se posso culpar o irmão e a irmã dela. A menina só tinha 15 anos e o garoto, 18 anos. Embora o Freddie já fosse um rapaz e mais velho do que a Isa, não tinha força, personalidade forte o suficiente para defender a irmã. Era fraco, mas ele carrega durante muito tempo a culpa por não ter socorrido a irmã... Enfim... Isabella sofre muito mesmo. Durante os doze anos de casamento ela sofreu a dor terrível por não ter o Marcus ao seu lado, por ter desistido dele... As lembranças e a culpa a atormentam. O canalha com quem ela casou, embora não lhe maltratasse fisicamente, maltratava com as palavras cruéis e o desprezo... E como se não bastasse tudo que aquela menina já estivesse passando, ela descobre que está grávida, passa a amar a criança, cuidar dela depois de nascida, lutar para protegê-la durante anos e depois... depois de seis anos, uma doença maldita lhe arranca a menina como se tivesse direito de fazer isso. É muito doloroso o momento que ela entra em prantos ao ver o velório de uma criancinha. Ela lembra da filha e chora muito por isso.


- Isabella é uma mocinha muito forte, admirável e humana. Está muito longe da perfeição e fez algumas coisas que não achei corretas. Mas é aí que está. Como disse ela é humana e nenhum humano é perfeito. Logo, ela tinha direito de errar também, não é? Acho que no final das contas eu gostei bastante dela.


- E o Marcus? Eu adorei esse mocinho. O achei encantador, embora péssimo na arte de se vingar...rsrs... Não se saiu bem sucedido em nenhuma das tentativas. Toda vez que fazia algo para prejudicar a mocinha, ela revidava com toda coragem... Gostei muito disso...rsrs... Achei divertido o modo como ela frustrava todas as tentativas dele. E o maior golpe que ela pôde lhe dar foi depois da noite em que consumaram o casamento. Meu mocinho querido disse que a queria naquele momento e a teria... aí depois lhe daria a liberdade. Ela concordou, mas não queria. Falou que ele se arrependeria depois... Não foi uma ameaça, mas a afirmação de um fato. E ele a escutou? Não. Fez amor com ela. Nossa mocinha não lutou e nem sofreu por isso. Ela também o queria muito, mas o problema é que o passado estava presente demais. O prazer seria só de momento... depois o estrago seria grande. E foi. Depois de fazerem amor a mocinha foi embora.... Mas aí começa a segunda parte da história na qual o mocinho luta para conquistar a esposa.


O Marcus também sofreu bastante. Ele amava a Isa com todo seu coração e queria casar com ela. A igreja já tinha sido escolhida e já estava tudo preparado, mas ela não apareceu. Ele foi deixado plantado no altar. Mesmo assim não desistiu. Apesar da humilhação que sofreu ele a amava o suficiente para tentar descobrir o motivo dela ter abandonado ele... Mas ela não o atendeu e ele só soube do casamento dela (se não me engano ela casou um dia depois de abandoná-lo no altar) quando já era tarde. Num impulso, se casou com a prima dela... e ambos foram infelizes, pois não havia amor. Ele foi atormentado pelas lembranças da Isa e lutou para odiá-la... o que na verdade nunca aconteceu. Ele nunca conseguiu odiá-la. Mas quando volta a encontrá-la ele está disposto a fazê-la pagar por toda a dor que lhe causou. Não se sai bem nessa missão, mas aí decide que ainda há tempo para os dois... É a partir desse momento que todo o passado começa a ser desenterrado e muita coisa é revelada. Segredos que podem aproximá-los ou separá-los para sempre.



Um pequeno resumo:


Inglaterra, 1816. Século XIX... Isabella estava de volta. Após doze anos longe de Londres e vivendo prisioneira de um casamento infeliz, ela finalmente está livre de novo. Ernest, seu marido, está morto e agora ela está de volta em busca de paz... O que, infelizmente, ela não encontra.


Ao chegar em Londres, a princesa Isabella descobre que mesmo morto seu marido ainda pode atormentá-la. Ela é informada por um advogado que tudo que herdou do marido foram dívidas e que, se não as pagasse o mais rápido possível, ela seria presa. Ele também disse que ela tinha três opções: prisão, exílio ou casamento. Nenhuma das opções era agradável, mas, movida pelo desespero, Isabella aceita a terceira opção... Porém, do modo dela.


Ela decide que a maneira mais fácil de eliminar as dívidas é casando... Um casamento de conveniência com um marido que nunca iria atormentá-la nem tentar controlar sua vida já que passaria a maior parte do seu tempo pensando nos anos de prisão que ainda viriam.... O quê?! Para se ver livre das dívidas, Isabella faz o seguinte: com o dinheiro que lhe resta decide pagar um prisioneiro atolado em dívidas para assumir a dívida dela também. Como o homem já estaria condenado, não faria diferença nenhuma ele assumir mais dívidas, não é? Então ela vai em frente com seus planos.


Ao chegar na prisão ela descobre que o prisioneiro escolhido para assumir as dívidas delas é Marcus Stockhaven, o homem que ela amou na adolescência e a quem abandonou no altar. Ao vê-lo lá ela acredita que ele está preso por dívidas já que aquela era uma prisão de devedores... Porém está muito longe da verdade.


Eles tem um reencontro pouco amigável, mas Marcus, movido por desejo de vingança, decide aceitar o acordo de Isabella e se casa com ela ainda na prisão. Após o casamento, Marcus volta para sua cela e Isabella vai embora se sentindo péssima, mas acreditando que agora está livre para recomeçar.. Porém...


Marcus não estava na prisão pelos motivos que Isabella acreditava. Ele estava em uma missão na qual estava à procura do assassino que incendiou sua casa e matou a tia de Isabella. Se passando como um prisioneiro por causa de dívidas ele acreditava que seria mais fácil conseguir informações sobre o assassino que era tão temido que ninguém ousava falar dele. Depois de três meses preso e sem conseguir nenhuma informação ele decide sair da prisão... é quando Isabella chega e se casa com ele antecipando ainda mais a sua saída.


Marcus, profundamente "preocupado" com sua esposa (risos) resolve sair da prisão no dia seguinte... e a partir desse momento que a vingança começa...


Marcus tenta se vingar de Isabella de várias maneiras e a principal é tirando dela tudo que ela amava: a liberdade e a casa que herdou da tia. Porém Isabella até sofre e passa a desprezar o Marcus, mas não desiste. Sempre que surge uma oportunidade de atingi-lo, ela revida.


Mas quando tem a maior oportunidade de destruir o futuro do Marcus, Isabella recua e decide que não será como ele, que não ficará alimentando dentro de si um sentimento como esse... E é aí que Marcus começa a perceber que estava indo longe demais e aumentando ainda mais a distância que havia entre eles.


Após uma maravilhosa noite de núpcias, Isabella abandona Marcus e o faz lembrar da promessa que lhe havia feito: que depois que ela lhe explicasse porque o abandonou no passado e fizesse amor com ele... Marcus lhe daria a liberdade.


Ele fica arrasado ao saber que sua esposa partiu e vai atrás dela, disposto a fazê-la perceber que ainda havia tempo para os dois... que eles ainda podiam ser felizes juntos.


A partir desse momento mais segredos serão revelados... Marcus e Isabella terão que enfrentar seus medos e voltar a confiarem um no outro. E enquanto eles lutam para salvar o casamento, um assassino perigoso está mais perto do que podem imaginar...



- Bem... Como disse, eu amei a história. Muito linda, profunda e bem construída. A autora colocou todos os elementos na medida certa e ainda colocou um toque de suspense... Um mistério que só é revelado no final da história... Mas quando esse momento chega a gente em vez de sentir ódio pelo assassino, sente compaixão. Eu senti. Fiquei chocada quando descobri quem ele acabou matando... O livro não mostra se ele acaba sendo enforcado após a justiça inglesa condená-lo ou se descobrir quem ele acabou matando... é fatal pra ele. O livro não revela. Só sabemos que de um modo ou de outro ele acaba morrendo. É triste... Tudo poderia ter sido diferente... Ao conhecer a história dele vocês entenderão o que estou dizendo. Não estou querendo falar demais, mas as coisas não precisavam ter sido como foram. Ele amava uma pessoa, mas seu amor foi proibido e ele, movido pela revolta causada por isso, decide seguir por um caminho perigoso e destrói a própria vida...


- A história tem alguns momentos muito divertidos e outros bem dramáticos... A maior parte dos momentos divertidos se passam quando o Marcus e a Isabella estão dizendo com bastante "gentileza" o que pensam um do outro...rsrs... É fantástico! Eles não medem palavras... Falam o que querem e na frente de quem quiserem. Não importa se estão num salão de baile lotado de gente fofoqueira...rsrs...


- Também existem outros dois personagens que são importantes para a história: Penélope e Alistair. A participação deles é importante.


- E quem será que consegue descobrir quem é o traidor que fica revelando para o jornal mais grosseiro de Londres todos os segredos sobre a vida da princesa Isabella? Logo que chega em Londres, Isabella percebe que é a celebridade favorita de um jornal vulgar. E ela é atacada diversas vezes por esse jornal... Mas quem será que fornece as informações sobre ela? É fácil de descobrir isso...rsrs... Não é o segredo principal da história e é está muito óbvio. Só uma pessoa muito próxima da Isabella poderia saber de tantas coisas.... Quando percebi isso descobri quem era o traidor... Mas não consegui desvendar o segredo completo da história. Eu, quase no final do livro (risos) consegui descobrir quem era o assassino e o que ele procurava. Mas vcs tbm vão conseguir descobrir isso nesse momento, pois o livro praticamente nos diz isso. No início que foi muito difícil. Eu nem passava perto...rsrs... Mas uma coisa que não consegui descobrir até o final e que me chocou quando eu soube... foi quem o assassino chegou a matar. Foi um choque nada agradável.


- Enfim... Uma história linda e que vale a pena ser lida. Recomendo aos fãs da autora, à quem gosta de romances históricos ou quem quer arriscar ler o livro mesmo que não goste da autora e nem do gênero...rsrs...


- Mais uma coisa: não julguem a Isabella pelas coisas que eu falei sobre ela no início da resenha. No final das contas eu gostei muito dessa mocinha. Ela sofreu muito e perdeu muito na vida. No final mereceu ficar com o Marcus e ser feliz. E no fnal também se arrependeu por não ter se esforçado para ajudar a prima. Ela percebeu que tinha muito em comum com a outra garota, embora a prima dela não tivesse tido forças pra recomeçar como ela fez... Essa não é só uma história de amor... É muito mais do que isso.

5 comentários:

Gisele Melo disse...

Oi Luna, ADOREI a resenha!! vou começar a ler hoje mesmo!!! Pelo visto o livro não fica engatando não.. a estória vai fluindo bem...
Depois te conto o que achei ;)

Luna disse...

Olá Gisele!

Obrigada!

É verdade. A história vai fluindo muito bem... Eu adorei o livro. Achei ele maravilhoso!

Vou ficar aguardando sua resenha :)

Bjs!

Gisele Melo disse...

Ahh... Luna terminei o livro e AMEI. eu ia lendo e ia me lembrando da sua resenha!
Muito bom, muito profundo e mto sensual.. o que convenhamos eu acho muito melhor do que uns "escancaramentos" que vemos por ai, se é que vc me entende.. hehehehehe.
O texto é excelente tbm! super recomendado! Olhá lá minha resenha: http://www.skoob.com.br/livro/resenhas/114057

bjooos

Jéssica. disse...

Luna,
adorei os personagens, apesar de vc ter um pé atrás com a Isabella eu adorei ela, super verdadeira e fala na cara o que pensa, gosto de pessoas assim, ou será que é pq eu sempre acho os personagens perfeitos e perdoo todos pelos seus erros ? kk
Bom o Marcus realmente é péssimo de vingança ainda bem, e as notas do jornal foram hilariantes, dei mtas risadas e a galera aqui achando que eu to doida kkkkkk
O livro é mto intenso, e tem mais dramas que comédia, sofri junto com os personagens, não sou de chorar mais me comovi muito com o filho do Warick e a filha da Bella e com oq aconteceu no final...
Bom... Bjus que ja vou indo...
Adorando seu blog,
vou virar comentarista assídua kkk

Luna disse...

Olá Jessica!

Eu não cheguei a adorar a mocinha, mas gostei dela tbm. Foi uma personagem muito bem construída, humana...

Sim! As notas do jornal são incríveis e engraçadas! rsrs... Aquela garota era uma "benção"..rsrs...

As partes dramáticas do livro são mesmo emocionantes demais. Foi muito triste o que aconteceu com o filho do Warick, com a prima da Isabella, com a filha dela e com o próprio Warick... Podia ter sido tudo diferente.

Obrigada!

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.