O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sábado, 22 de janeiro de 2011

A Rebelde - Hannah Howell


3º Livro da Série Highland Brides


Escócia

Entre o desejo e a vingança

Ágata achava impossível evitar o casamento que seu tio lhe arranjara, com um pretendente detestável, até ser seqüestrada pelo maior inimigo de sua família. Agora ela se encontrava à mercê de um homem implacável, cujo coração fora transformado numa pedra de gelo pela mágoa e pela dor.

Lorde Alexander MacDubh estava na Escócia para reivindicar a guarda de seus sobrinhos, frutos do amor proibido entre seu irmão e uma das jovens MacFarlane. E vislumbrou na bela Ágata a oportunidade de vingar-se do sórdido inimigo que arruinara sua família. A beleza e o temperamento rebelde de Ágata o faziam vibrar de desejo, tornando a vingança mais doce que nunca. Mas a paixão seria suficiente para aplacar o tormento do passado e romper as correntes que aprisionavam seu coração?

 
 
Palavras de uma leitora...
 
 
"— Nossos destinos estão amarrados um ao outro, moça. Preciso de você para iluminar a escuridão do meu espírito.



— E eu preciso de você para tantas coisas que levaria anos citando todas.


— Bom, temos tempo, querida. Sim, minha amada esposa, temos vários e gloriosos anos pela frente — ele riu —, até eu ficar murcho, careca e pronto para a terra fria.


— Tenho certeza que na sua lápide se lerá "Ainda o mais belo homem da Escócia", mesmo que você chegue aos cem anos.


— E na sua: "Aquela que teve o coração dele".


— Você será capaz de amar uma mulher pequena e arisca até que a morte nos separe?


Ágata aproximou os lábios dos dele.


— Querida, meu amor não diminuirá nem com o toque frio da morte."


- Depois de tantas coisas pelas quais esse casal tão querido passou, o livro terminou com chave de ouro. Adorei o final e adorei quase tudo no livro... É... Quase tudo, exceto um tapa que não deveria ter sido dado.... pelo mocinho e na mocinha... Foi algo desagradável e que me fez sentir muita raiva dele, mas ao lerem o livro vocês verão porque ele está totalmente perdoado....rsrs... Lindo, gente! O livro é muito lindo! Muito intenso, cheio de altos e baixos angustiantes, mas com muita beleza. O amor que esses dois sentem um pelo outro é evidente. Eu não imaginava que pudesse gostar tanto desse livro, principalmente depois do início que é justamente quando esse mocinho impulsivo, cabeça-dura e arrogante bate na Ágata. É logo em uma das cenas iniciais.. Eu sabia que ele ainda traria muita dor de cabeça e trouxe. Magoou muito a mocinha. E não foi o tapa que fez isso com ela, pois quando ele lhe bate eles ainda não se conhecem nada. Foi no primeiro encontro...rsrs... Ele ofende a mocinha e ela o ofende também... Aí ele todo orgulhoso não aceita isso e vira a mão no rosto dela. Até agora estou aguardando o pedido de desculpas que não chegou, mas... Ele pagou por esse ato covarde. E pagou caro e nossa mocinha pagou junto com ele e nós, leitoras, tbm...rsrs... A cena na qual ele é chicoteado é muito forte e me fez perder o controle. É muito triste... Lembram do que eu disse sobre o Rowland do livro Assim Fala O Coração? Eu disse que gostaria que ele se arrependesse pelo que fez o suficiente para pedir a Brigitte para açoitar ele também, lembram disso? Meu desejo se realizou nesse livro só que com outro mocinho e eu não gostei nada! A mocinha quase morreu quando teve que fazer aquilo e achei uma das cenas mais fortes do livro. Mas por que ela teve que açoitá-lo? Por prazer e vontade própria lhes digo logo que não foi. Ela sofreu muito ao fazer aquilo, mas foi forçada a fazer. E quando eu digo 'forçada' falo sério...

- Eu comecei a ler esse livro por curiosidade. Alguém lá no grupo pediu o arquivo dele e uma outra menina enviou, aí eu fiquei curiosa e resolvi ler o livro já que tinha que ler um livro da Hannah Howell. Gostei da sinopse e segui em frente com a leitura o que me fez virar a noite lendo-o. No momento que comecei a ler o livro não consegui mais parar. Ele prende o leitor até o final e desperta muitas emoções na gente. O relacionamento entre o casal é intenso e quando você pensa que está tudo finalmente bem... aparecem outros problemas e um mais angustiante do que o outro. Eu fiquei muito ansiosa durante a leitura, pois não tinha ideia do que mais poderia acontecer, embora tivesse certeza que problemas sérios ainda viriam. E desconfiei muito do Alexander, pois o achei capaz de entregar a mocinha aos familiares miseráveis mesmo que se arrependesse logo em seguida. Não pensei assim durante a história toda, mas no início, pois ele era meio cruel quando queria. Não maltratava a mocinha mais tinha algo nele difícil de entender e eu também não conhecia a autora, então, não sabia exatamente o que esperar dos seus livros. Mas esse mocinho conseguiu ganhar meu coração.

- Há nesse livro um elemento que eu detesto nos livros, mas que já é a terceira vez no mês que tenho que suportar. Primeiro foi no livro Assim Fala o Coração, depois no livro Agora e Sempre e finalmente nesse... Porém, não sei se posso interpretar aquela cena como um estupro, não...rsrs.. Desde quando a vítima toma parte ativa na própria violação? rsrsrs... No começo ela não queria e o mocinho estava agindo por vingança, mas rapidamente (e quando digo rapidamente é rapidamente) eles começam a agir como dois loucos apaixonados. Eu achei graça, isso sim! Como posso considerar um estupro? Não dá! A mocinha chora depois, mas é por um motivo que me fez rir ainda mais. Esses dois são muito malucos e a mocinha me surpreendeu nesse momento. E ela até meio que queria ser violada mesmo não querendo. O quê?! É uma longa história... rsrs... Foi assim... O mocinho decidiu que iria usar a mocinha para se vingar de seus dois inimigos. Um era tio dela e o outro, noivo. Então, para insultá-los ele iria tirar a virgindade da mocinha...Os sentimentos dela não são levados em consideração... Enfim... Só que nossa mocinha também odiava o noivo que era um sádico miserável e muito cruel. Ele pretendia fazer horrores com ela na hora que lhe tirasse a virgindade e depois tbm... Enfim...  e nossa mocinha o desprezava com todas as suas forças. Aí, sem que o Alexander soubesse, é claro (risos) ela viu a oportunidade de escapar pelo menos de um de seus tormentos. Ela sabia que o Alexander odiava sua família e que a considerava uma prostituta (mesmo sabendo que ela era virgem), mas sabia também que ele não era nenhum monstro e que não a machucaria de propósito. Para ela, o Alexander estava até lhe fazendo um favor.. rsrsrs... É uma cena imperdível! Do início ao fim, passando pelo momento em que a mocinha se embriaga de vinho, o mocinho de cerveja e até pelo momento em que ela quebra a garrafa de vinho na cabeça dele... rsrs... Sem dúvida eu me diverti! Como não poderia?! E também tem um outro momento engraçado... Bem... Todos esses momentos foram engraçados para mim, pelo menos... Esse outro momento é quando eles vem o sangue na cama. Ela era virgem, então era normal. Mas a atitude da mocinha é hilária. Ela foi muito dramática e eu não fui a única a me divertir, o mocinho também! Ela diz que ele a matou (risos) e fala de uma forma melodramática.... Enfim... Mas o livro não é feito só de momentos bons e engraçados... Há uns momentos bem fortes...

- As atitudes frias do mocinho e as narrações de que a mocinha sofria por isso me fizeram sentir muita raiva dele, mas era impossível não entender porque ele ficava distante. Ele estava tentando se proteger. Já havia se casado duas vezes e além das experiências desagradáveis que teve com as duas esposas, também conheceu outros exemplos de mulheres cruéis através da sua cunhada e também da madrasta. A primeira mulher dele era uma vadia, mas pelo menos era só isso. Ela lhe deu uma filha linda e isso era o que importava pra ele. Sua filha era sua vida. Mas a primeira esposa dele morreu e ele se casou novamente depois. E essa sim o destruiu. Ela não passava de uma louca masoquista e sádica, que além de se matar levou a filha do Alexander junto (quando a gente descobre como a criança morreu tbm é chocante) e, como se ele já não tivesse sofrido bastante...  A madrasta dele trai seu pai e seu clã, armando uma armadilha para o marido e conduzindo-o direto à morte. A infeliz o faz perder o pai e uma das terras que possuía e Alexander jura vingar o que lhe fizeram... e promete que um dia irá derrotar o clã MacFarlane. E quem pertence à esse clã? Nossa querida Ágata.... Enfim... Aí a cunhada dele também lhe prova que as mulheres não valem nada ao infernizar a vida de seu irmão mais novo e o fazer se tornar um homem bêbado e infeliz... Bem... São esses os motivos que Alexander tem para odiar as mulheres e eu o entendo principalmente ao que se refere ao pai e a filhinha dele. Ele só teve exemplos negativos e era lógico que iria desconfiar da nossa mocinha. Por mais que quisesse acreditar que ela era diferente e que merecia consideração, ele não conseguia. As feridas ainda estavam abertas e somente muita paciência e amor as fariam cicatrizar. Mas nossa mocinha luta e vence! Ela tem seu próprio jeitinho todo especial e vai, pouco a pouco, fazendo nosso mocinho se libertar dos fantasmas do passado e dar uma chance a si mesmo de recomeçar. Nossa mocinha não dá mole pra ele e fala sempre o que tem que dizer e vai penetrando no coração dele, mas é somente quando a perde que ele finalmente admite a si mesmo que não pode viver sem ela... Enfim... Uma história linda e inesquecível. Eu dei muita sorte com os livros esse mês. Só li livros ótimos e um mais lindo do que o outro.


Um pequeno resumo:


Ágata MacFarlane não estava feliz e nem tinha motivos para isso. Muito em breve se tornaria a esposa do homem que mais odiava no mundo e sabia que esse casamento só lhe traria dor. Donald era cruel e um sádico que tinha prazer em maltratar. Ele planejava fazê-la sofrer na noite de núpcias e durante o resto da sua vida. Mas o que mais preocupava Ágata eram seus sobrinhos. Ela não tinha certeza do que aconteceria com eles e temia não poder protegê-los. Havia prometido a sua irmã, Mairi, que cuidaria dos seus filhos e ela pretendia cumprir a promessa. Amava as três crianças e elas eram sua razão de viver e um laço entre ela e sua querida irmã que havia sido assassinada.

Embora não soubesse quem era o pai das três crianças, Ágata estava a par de quase toda a história. Mairi, aos quinze anos, se apaixonou perdidamente por alguém que ela se recusava a dizer quem era. Esse homem misterioso, era Barry MacDubh, que pertencia ao clã inimigo dos MacFarlane. Mairi o amava mesmo sabendo que seu amor era impossível e passou oito anos mantendo esse relacionamento do qual nasceram as três crianças. Mas o relacionamento não era tão oculto assim e a esposa de Barry, que estava muito doente e quase morrendo, decidiu que não daria paz ao marido nem depois de morta e por esse motivo, mata cruelmente a única mulher que ele amava: Mairi.

Após a morte da irmã, Ágata se fez responsável pelas crianças e fez de tudo para protegê-las de todo o desprezo dos familiares, mas o futuro delas fica ameaçado, assim como o seu, quando seu casamento com Donald se aproxima... Ela estava certa de que seu futuro era inevitável e tudo que podia fazer era rezar para aguentar... Porém nem precisava temer tanto já que é sequestrada, ou melhor, resgatada por Alexander MacDubh.

Tudo que Alexander queria era recuperar os sobrinhos e levá-los para viver com sua família e longe da influência dos MacFarlane, seus piores inimigos. De início, ele não sabia quem Ágata era, pois ela mente sobre sua identidade, mas ao descobrir a verdade, ele decide que vai se vingar de seus inimigos de um modo muito mais prazeroso do que podia imaginar... E, por esse motivo, tira a virgindade da mocinha... Só que ele não contava com um pequeno detalhe: o amor não conhece regras e estava pouco se importando com os motivos dele... Tudo que importava para ele era que os dois ficassem juntos para sempre.

Alexander e Ágata terão que enfrentar muitos problemas antes de finalmente poderem ser felizes juntos. Mas uma coisa é certa: eles vencem e fazem tudo valer a pena.


- Bem... Eu amei essa história e  perdoei o mocinho por ter feito a mocinha sofrer. Ele também sofre e muito. Chega a chorar, sabiam? O que amoleceu muito meu coração. Foi num momento muito triste do livro... e por falar nisso... Essa mocinha está entre minhas mocinhas favoritas. Já li muitos livros e nem lembro muito de todos, mas acho que ela merece o primeiro lugar na lista de mocinhas preferidas. Ela fez algo que quase lhe tirou a vida, mas foi uma prova lindíssima de amor. E não foi para o Alexander. Não vou dizer o que foi, mas nesse momento ela ganhou o primeiro lugar da lista de mocinhas favoritas. Além de ser corajosa e admirável, ela também mostrou o que era amar. Como eu não sabia como o livro terminava e se todas as histórias dessa autora tinham final feliz, fiquei muito nervosa quando aconteceu aquilo. Não seria justo ela morrer e ainda bem que não morreu, senão eu não leria mais nada da autora...rsrs... Enfim... Esse é um livro muito lindo e que eu recomendo muito!

Nele há amor, drama, sensualidade, vingança, superação, perdão... Muita coisa! Não é somente uma história de amor... é bem mais do que isso. É aquele tipo de história que você lê e não esquece. A autora está de parabéns por ter criado uma história tão preciosa.

- Sobre a cena do suposto estupro: não considerei estupro porque, apesar de inicialmente a mocinha não querer, ela participou depois. Não foi pelo fato dele não machucá-la, mas sim porque ela o quis e se entregou. E também não julgo a mocinha por ter se entregado também, não. Era a primeira vez que eles se viam e ele tinha dado um tapa nele antes (isso sim eu não gostei), mas além do fato de ela se alegrar por não ser o Donald a lhe tirar a virgindade, ela ouvia falar do Alexander desde criança e meio que o idolatrava. Eles ainda não se amavam, mas já existia algo entre eles.

- A Hannah Howell é uma das autoras vencedoras da enquete de melhores autora e ocupa o sexto lugar dessa enquete. Merece. Se esse livro é uma demonstração do seu talento ela ganhou uma nova fã. Isso me deixa feliz. E eu não conheci essa autora por acaso. Foi através da Mayara que é uma amiga lá do skoob e que também é fã do blog. Ela comentou que adora essa autora e foi por indicação dela que resolvi conhecer os livros da autora. Não me arrependi. Na verdade, amei ler esse livro!

- O livro faz parte de uma série, mas eu ainda não sei qual o nome dos outros livros em português. Quando souber eu coloco aqui.

- As crianças do livro são uns amores e eu adorei a pequena Sibeal que tinha um jeitinho todo especial de ser e que saiu em defesa da tia quando o Alexander bateu nela. A pequena, de apenas cinco anos que é muito esperta, socou onde mais doía e fez o forte e temível Alexander se dobrar ao meio de dor. Adorei essa pequena! Espero que a Hannah continue a história dela. Seria muito bom se a autora fizesse uma história com essa pequena já adulta. As três crianças merecem um livro só sobre elas.

- Não expliquei aqui porque a Ágata é obrigada a açoitar o Alexander e nem quando isso acontece. Tem a ver com guerra algo que não gosto em romance nenhum, mas que não tirou a beleza desse livro. Essa cena chocante tem a ver com a guerra que existe entre os clãs e tbm foi por pura maldade do monstro que a obrigou a fazer aquilo. Foi uma tortura psicológica para a mocinha e física para o Alexander. Foi horrível. Nosso mocinho todo corajoso mesmo sentindo dor faz de tudo para não deixar ela perceber, mas a Ágata não era nenhuma idiota e também via com os próprios olhos o que estava acontecendo. A cada chibatada, era como se ela estivesse sentindo também e tudo que eu queria era que a cena terminasse logo. Nossa mocinha fica num estado de partir o coração e ainda sofre muito depois... O livro tem uns momentos bem dramáticos. O casal passa por muita coisa. Mas sabiam que aquela cena poderia ser evitada? Eu não quero culpar o mocinho, mas ele teve sua parcela de culpa mesmo sem querer. Se ele tivesse ouvido o que a pequena Sibeal e a Ágata disseram teria evitado todo aquele tormento. Ele não fez de propósito. Foi descuidado por uma boa causa, mas não deixou de ter culpa também. É essa teimosia dele! rsrs... Sabe? Achava que só ele tinha razão e não escutava. Ele a mocinha pagaram caro por isso e só assim ele aprendeu a escutar. Mas a mocinha o ama mesmo assim...

9 comentários:

Amanda e Elidiane disse...

Parabéns pelo Blog!
Amamos tudo relacionado a livros e romances *--*
E já estamos seguindo :D
Visita lá o nosso Blog Entre Amigas
Bjs

Entre Amigas
entres2amigas.blogspot.com

Luna disse...

Sejam bem-vindas!

Muito obrigada :)

Vou visitar sim.

Bjs!

Anônimo disse...

Olá companheiras,

como posso baixar este livro? estou muito curiosa para lê-lo. Será que vcs poderiam mandar ele para meu email?
mara_eloa@hotmail.com
agradeço muiiiiiiiito

Gardênia disse...

Ah, querida, viciei em seus "pequenos resumos". Nâo começo a ler um livro sem antes verificar se existe resenha dele aqui no blog.
Parabéns!

Luna disse...

Olá, Gardênia!


Ai, querida! Você me deixou muito feliz agora. :D É muito bom saber disso. Agradeço muito pelo carinho e por confiar nas minhas resenhas. Muito obrigada. :)

Bjs!

Lucila disse...

Que delícia de dica!!! Ótima resenha e uma indicação 100% aplaudida!
beijinho

Lucila disse...

Lindo!!! Ótima resenha, excelente dica.
beijinho

Luna disse...

Muito obrigada, Lucila! :) Eu amo essa história!!!


Bjs!

Alana disse...

Oii
ADOREIII o blog pois gosto mt de ver a resenha antes de ler o livro, as vezes chego a ler o fim do livro p saber o q irá acontecer rsrsrs AMEII o resumo q fez desse e gostaria de ler mas nao consegui baixar, poderia por favor enviar no meu email lanahmaforty@hotmail.com mt mt obg e parabens pelas postagens gostei mt msm rsrs bjiinhos :*

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.