O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Um Amor Maravilhoso - Judith McNaught


2º Livro da Série Sequels

Judith McNaught retrata com maestria uma heroína notável, e uma paixão inesquecível, nesta poderosamente comovente história de amor - um de seus romances mais amados de todos os tempos!

O casamento tempestuoso de Alexandra Lawrence, uma menina inocente do campo e Jordan Townsende, o duque rico e poderoso de Hawthorne, está prestes a enfrentar o seu derradeiro teste de fidelidade. Arrastada para o mundo infinitamente fascinante da sociedade londrina, Alexandra, de espírito livre é envolvida numa teia de ciúmes e vingança, orgulho tempestuoso e paixão esmagadora. Mas, por trás da máscara de seu marido, o frio e arrogante, vive um homem terno e sensual ... O homem com o qual Alexandra casou-se. Agora, ela vai lutar por sua própria vida ... e um vínculo arrebatador que só eles podem compartilhar.


Palavras de uma leitora...


"—Não! Não morra! — Chorou com voz rouca agarrando a mão flácida, freneticamente sentindo o pulso. — Não morra! — Encontrou o pulso, fraco, quase impercetível, mas ainda estava lá e de repente ele sentiu uma imperiosa necessidade de continuar falando com ela — Não me deixe, Alex — disse ele, segurando-a firmemente. — Deus, não me deixe! Existem mil coisas que eu quero te dizer, lugares que eu quero mostrar para você. Mas eu não posso se você for embora. Alex, por favor, querida ... Por favor, não vá embora... Ouça-me! — Jordan pediu urgentemente, de algum modo convencido que ela decidiria viver se entendesse o quanto ela significava para ele. — Escute como era minha vida antes que você irrompesse nela com sua armadura... Minha vida era vazia! Sem cor. E então você apareceu e de repente experimentei sentimentos que eu nunca acreditei que existisse, e eu vi coisas que nunca vi antes. Você não acredita, verdade, querida? Mas é verdade, e posso prová-lo. — As lágrimas rasgaram aquela profunda voz enquanto Jordan continuava — As flores da colina são azuis. — disse ele com voz entrecortada — As que estão junto ao rio são brancas. E as rosas que cobrem o arco, no jardim, são vermelhas.
Ele levou a mão da Alexandra até seu rosto e esfregou o rosto nela.


— E isso não é tudo que eu notei. Também percebi que na clareira junto ao pavilhão, onde colocou minha placa, é idêntico a do bosque no qual tivemos nosso duelo há um ano atrás. Oh, querida, e há outra coisa que eu tenho que dizer: Eu te amo, Alexandra.


Lágrimas sufocaram sua voz, e a frase se tornou um sussurro atormentado.


— Eu te amo, e se você morrer eu nunca vou ser capaz de dizer-lhe isso.
 
 
- Bem... Essa chorona aqui está tentando pensar com clareza depois de ler um final tão emocionante... Mas antes de tudo eu quero dizer o seguinte: o livro não começa de forma tão fascinante e há um "vazio" nele durante algumas páginas... Mas... O que eu quero realmente dizer é o seguinte: independente desses momentos nos quais você pode desejar abandonar a história, NÃO abandone! Eu prometo que você não irá se arrepender se seguir com a leitura. Gente, o livro é lindo! Não sei o que dizer dele... Eu não esperava por um final como aquele... Não imaginava que poderia chorar rios quando a história terminasse e que fosse desejar que ela não tivesse acabado. A autora mais uma vez me surpreendeu. Eu tinha na cabeça que essa história não seria tão inesquecível como as outras duas, mas... me enganei. Ela está na categoria das histórias inesquecíveis.
 
- Antes eu pensava em dar três estrelas à ela lá no skoob, mas agora será impossível fazer isso...rsrs... O livro vai receber cinco estrelas, pois merece. Apesar de alguns momentos chatos (risos) merece receber cinco estrelas, pois não é qualquer livro que pode transbordar de emoção como aconteceu com esse livro. Não é qualquer livro que pode emocionar tanto...
 
- Alexandra e Jordan me marcaram para sempre. De início eu não gostava do Jordan, confesso. Eu não gostava do fato dele se casar com minha mocinha querida por pena, mesmo que sentisse alguma atração por ela. Ele chegou a dizer isso para sua amante e eu senti muita raiva dele por isso. A Alex sofreu muito ao se sentir tão traída por ele e o brilho de vida foi se apagando dos olhos dela... Mas o Jordan, com o passar da história, foi conquistando meu coração e eu comecei a entendê-lo. Ele não era mau, mas tinha motivos de sobra para "odiar" as mulheres. Não é que ele as odiasse, mas... por causa de exemplos que teve desde a infância não as considerava dignas de confiança. Mas o destino as vezes apronta, né? rsrs... Ele colocou a jovem Alexandra em seu caminho e foi, pouco a pouco, lhe mostrando que nem todos são iguais. Aos poucos, Alex foi derrubando suas defesas e o fazendo amá-la sem ele ao menos perceber isso. Foi tão lindo ver as mudanças que foram acontecendo... As reais transformações que esse personagem sofreu. E partiu meu coração vê-lo sofrer tanto quando imaginou que ela poderia estar traindo ele. Ele sofreu muito e se eu não tivesse me apaixonado por ele já... esse mocinho querido teria ganhado meu coração naquele momento.
 
- Confesso também que o fato de ele acusar a Alex apenas por causa de algumas evidências que poderiam não ser verdadeiras... me deixou furiosa...rsrs... Mas, como disse, a dor que ele sentiu ao imaginar que ela estava tentando matá-lo o redimiu. As provas apontavam para a Alex, entende? Tudo indicava que era ela. E ele já tinha admitido para si mesmo que a amava quando seu detetive levantou suas suspeitas. Ele ficou arrasado e mesmo acreditando que ela desejava vê-lo morto... ainda pensou em lhe dar dinheiro para que ela fugisse e não fosse presa. Eu achei isso tão lindo e uma prova de amor! Mesmo imaginando que ela estava tentando matá-lo.... ele pensou em salvá-la. Não se importou com ele mesmo, apenas com ela.
 
- E o momento em que a verdade é revelada e ele descobre que ela era apenas uma vítima como ele? É aí que eu não consegui segurar as lágrimas. Sabe por quê? (a chorona aqui está tentando se segurar) Porque ele descobre isso de uma forma muito dolorosa... Eu acho que ele desejou que ela fosse culpada... Acompanharam o trecho que coloquei logo no início das "palavras de uma leitora"? Agora sabem como ele descobriu que ela era inocente? Foi horrível, gente! Se eu não tivesse lido o livro Alguém Para Amar primeiro e soubesse através dele que a Alexandra estava bem viva...rsrs... teria entrado em desespero. A cena é chocante. Vê-la caindo nos braços dele atingida num lugar fatal... Minha nossa! É melhor eu deixar que vocês saibam como tudo acontece sozinhos...rsrs... Não vale contar todos os detalhes, não é?
 
- Bem... Uma história de amor linda e que nunca esquecerei. Foi lindo acompanhar o modo como o casal foi vencendo cada barreira, cada medo, dúvidas... Ambos tinham motivos para não confiar um no outro, mas arriscaram. Mesmo sabendo que poderiam se machucar, eles decidiram confiar no amor... confiar um no outro. Uma das histórias de amor mais lindas que já li. Toda série vale a pena e fica difícil escolher um livro só como preferido...
 
 
Um pequeno resumo:
 
Inglaterra, século XIX. A jovem Alexandra Lawrence já tinha dezessete anos e motivos mais do que suficientes para deixar de acreditar na vida. Mas ela não fez isso. Ao olhar para a natureza, para o céu ou à sua volta... Ao ver cada estação chegar e passar... ela acreditava que algo maravilhoso esperava por ela. Que algum dia encontraria o que a esperava... e encontrou.
 
Aconteceu numa noite escura enquanto ela voltava de uma festa na casa de sua melhor amiga. Ela escutou vozes e percebeu que algum assaltante estava rendendo um cavalheiro. Corajosa e determinada a impedir que aquele cavalheiro morresse, ela se atirou sobre o bandido. Ao ser ferida e jogada no chão só deu a chance do cavalheiro atirar em um dos assaltantes, mas ele acabou sendo rendido pelo outro. E quando o bandido estava prestes a matá-lo, ela atirou nele... não só o ferindo, mas matando-o.
 
Chocada ao perceber que acabava de matar um homem, Alex desmaia e é carregada por Jordan, o homem que devia sua vida à ela.
 
Porém, ao entrar numa estalagem com ela nos braços e permanecer meia hora lá dentro com ela, Jordan acaba destruindo a reputação da menina que arriscou a própria vida para salvá-lo... e a única forma de reparar seu erro... é casar com ela.
 
O casamento não começa bem, mas após uma linda e inesquecível noite de amor tudo muda... Para pior.
 
Após o desaparecimento misterioso de Jordan apenas quatro dias após o casamento e a certeza de sua morte logo depois... Alexandra se fecha em tristeza e passa a viver das lembranças do marido.
 
Um ano depois, ao ser apresentada à sociedade londrina, Alex descobre que havia chorado por uma ilusão. Que seu marido não foi nada do que ela imaginou e descobre isso de forma muito dolorosa...
 
Disposta a se vingar de um marido que ela acreditava estar morto ela passa a colocar sua reputação em risco e quase é vítima de um sequestro... Para sua própria segurança se vê obrigada a casar com lorde Anthony, primo de Jordan...
 
Mas o que acontecerá quando Jordan aparecer?
 
- Eu fiz esse "um pequeno resumo" disposta a não revelar mais do que já revelei...rsrs... Não quero contar todos os detalhes, pois vale a pena vocês descobrirem sozinhos... Tbm não irei contar o que leva Jordan a suspeitar de Alex e nem quem é o assassino na história.
 
- Eu não suspeitei dessa pessoa em nenhum momento e nem tentei. Estava magoada com o Jordan apesar de entendê-lo. Não gostei de ver as provas  acusarem a Alex e detestei aquele detetive! rsrs... Mas acho que é fácil descobrir quem é. Acho que vocês vão conseguir descobrir bem rápido.
 
- Bem... Uma história de amor que vale muito a pena ler, um livro inesquecível, um casal que conquista... Amor, paixão, sensualidade, drama, humor e muitos altos e baixos... Tem momentos que você irá rir muito, em outros irá chorar, se estressar até mesmo odiar... Mas no final irá perceber que valeu muito a pena não ter desistido do livro.
 
- Como já disse, haverá um vazio enorme no livro e que eu julguei desnecessário. Me estressou muito, eu confesso. Esse vazio acontece quando o Jordan desaparece e fica muitas páginas ausente. A história acaba perdendo a graça nesse momento e só fica nos relatando o empenho da Alex em se vingar de alguém que ela pensava que havia morrido. Só festas, pretendentes e nenhuma emoção. Pensei em abandonar a história nesse momento, mas me convenci de que tinha motivos para não fazer isso...rsrs... E estava certa. Não me arrependo de ter seguido adiante. E tenho certeza que você tbm não irá se arrepender.
 
"Ele esperou, escutando, observando, com a mão sem vida agarrada entre as suas, como se ele tentasse infundir sua própria força dentro dela, e então, de repente, a determinação e a esperança que o levara a falar sem parar com ela desmoronou. O desespero se apoderou dele, cercando seu coração, sufocando-o, e lágrimas brotaram de seus olhos. Rodeando aquele corpo inerte com seus braços, aproximou sua face contra a dela e chorou :



— Ah, Alex— chorou, balançando-a nos braços como se fosse um bebê— como vou continuar a viver sem você? Me leve contigo —sussurrou—. Eu quero ir com você ..."
 
- Impossível pra mim esquecer esse momento. O momento que ela cai em seus braços e todas as esperanças se perdem. Ninguém podia fazer nada por ela... Ele a estava perdendo. Do momento que ela é atingida (não vou contar porque ela é atingida) até o momento que luta para continuar viva... Você vai chorar. Não acredito que só eu seja capaz de sentir tanto nessa parte. A dor do mocinho e seu desespero emocionam muito...
 
- E que tal um trecho bom agora? Um momento emocionante de outra maneira? rsrs... Mas é só um trecho... Não vale colocar uma das cenas mais lindas inteira, não é? Só vou deixar vocês com vontade de ler o livro.... :)
 
"—O-o que... você vai fazer? —Perguntou Alexandra, aterrorizada, incapaz de deslocar o olhar que mantinha fixo no peito moreno e musculoso de Jordan.



Ele levantou seu queixo com suavidade, forçando-a a encontrar seu olhar.


— Vou beija-la e estreitá-la contra meu corpo — disse em um tom suave e acariciante — E eu vou tocar em você. Então, algo que farei vai doer um pouco, mas somente um instante — prometeu —. Mas eu avisarei antes quando isso acontecer — acrescentou para evitar que ela começasse a temer a dor muito antes .


Alexandra arregalou os olhos com a menção da dor, mas falou mostrando uma comovedora preocupação com ele e não com ela.


— Será que vai machucá-lo também?


— Não.


A menina que Jordan temia que pudesse resistir sorriu timidamente e trêmula e acariciou-lhe a face com os dedos.


— Eu fico contente — disse baixinho —. Eu não quero que você sofra."
 
"Faminto, abriu a boca de Alexandra com a sua enquanto suas mãos percorriam seus quadris e coxas e passavam ao encaracolado triângulo entre suas pernas. Ela ficou rígida com aquela carícia tão íntima e juntou as pernas enquanto agitava a cabeça com frenesi.



Fazendo um esforço quase sobre-humano, Jordan deteve a mão e a olhou.


—Não tenha medo de mim, querida —disse em um sussurro latejante, e a mão se moveu de novo com grande suavidade mas sem trégua, acariciando o ponto mais sensível, explorando com os dedos o calor úmido , em busca da abertura.


—. Confia em mim.


Após um instante de hesitação, a rigidez se dissipou e as coxas de Alexandra se abriram docemente. Desde o começo, Jordan tinha imaginado, que ela lutaria contra ele quando as carícias se tornasse tão íntimas. Entretanto, comprovou que se entregava a ele sem reservas, combatendo seu próprio medo e confiando que ele não lhe causaria mal."
 
"Engolindo em seco com gesto convulsivo, Alexandra abriu os olhos, alagados de lágrimas, surpresa e aliviada ao comprovar que a dor começava a diminuir. O belo rosto de seu marido estava aceso pela paixão e duro, com pesar, ao mesmo tempo. Ela o estreitou com força.



—Não foi tão doloroso —murmurou ela.


Não pôde suportar a constatação de que ela pretendia consolá-lo. O muro de cinismo e frieza que o rodeou ao longo de vinte e sete anos começava a desintegrar-se, lavado com uma onda de paixão desinteressada que se alastrou por todos os poros de seu corpo."
 
- Esses foram apenas uns poucos trechos...rsrs... A entrega natural da Alex, A ternura do Jordan e o modo como ele foi começando a mudar naquele momento tornaram a cena marcante.
 
 
Para conhecer os outros dois livros da série:
 
Agora e Sempre (Victoria e Jason)
Alguém Para Amar (Elizabeth e Ian)

24 comentários:

Anônimo disse...

Oi, Luna. Agora suspirei de alívio. Ainda bem que a Judith não decepcionou. rsrs


Vou ter que ler logo. Me animei de novo. rs

Beijos!!
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

É tão lindo, amiga! Fico feliz de não ter desistido da história. Ela até pode não ser tão mágica como as outras duas... Mas não a coloco em uma categoria abaixo, não. É uma história linda e que tem seu próprio valor único. Já estou com saudade dela tbm...rsrs... Na verdade já estou com saudade dos três livros da série :)

Bjs!

Anônimo disse...

kkk

Então agora eu te desafio a ler os contemporâneos. São MARAVILHOSOS. Não dá para colocá-los atrás dos históricos.

beijos
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

Tbm estou desejando lê-los, mas tem tantos livros na lista... que não sei quando poderei ler. Bem... Eu não estou seguindo minhas próprias regras... mas... rsrs... Talvez em fevereiro eu tente ler pelo menos um dela.

Agora irei começar a ler o livro Ilusão - Nicola Cornick. Faz tempo que desejo ler esse livro e vou aproveitar que estou em meu momento histórico para lê-lo. É tbm um livro com crise no casamento, vingança, chantagens, reencontros... Vários temas fascinantes numa história só!

Bjs!

Lulu Sempre Romantica disse...

Aí eu amo Judith!!! Esse eu ainda não li...

Beijos

Anônimo disse...

Oi. Vai em frente!

Eu estou num momento meio indeciso. Ainda não sei o que vou ler. Acho que vou ler um ou dois contemporâneos levinhos e depois talvez volte à Judith.

beijos
Carla

Ana Carolina Nonato disse...

Olá!

Ah, que lindo! Apesar de o livro ter tocado o meu coração, ainda não consegui abandonar o repúdio a este tipo de livros. Desculpe, é um trauma passado... Mas gosto de relembrar dos tempos bons lendo resenhas sobre eles. Adorei a sua!

Abraços e sucesso!

NBruninha disse...

É lindo demais, não é?
Aaaaaaaaiiiiiiii
Amo esse livro!
Muito
Já li três vezes
e mesmo olhando a sua resenha, dá vontade de ler de novo.
Beijos
Bruna

Luna disse...

Olá Carla!

Eu estou lendo um livro muito bom, mas estou sentindo falta da Judith M....rsrs... Vou ter que lutar muito para não voltar aos livros dela antes de fazer a resenha sobre os livros do Desafio de Férias do mês...

Acho que antes do mês terminar eu vou tentar ler mais um livrinho dela...rsrs... Só um...rsrs...

Bjs!

Luna disse...

Olá Lulu!

Mas leia! É maravilhoso!

Bjs!

Luna disse...

Olá Ana!

Eu entendo... antes eu tbm não era muito fã de livros históricos, mas graças aos livros da Candace Camp e agora com a surpresa agradável ao ler os da Judith M, estou de bem com esses livrinhos...rsrs...

Bjs e obrigada!

Luna disse...

Olá Bruna!

Sei como é...rsrs... Tbm sinto muita vontade de ler todos os livros da série de novo! São muito lindos e inesquecíveis... Só de falar sinto muita saudade...

Bjs!

Anônimo disse...

Oi, Luna eu tb estou sentindo muita saudade dela. Estou lendo um contemporâneo de um autor masculino(que usa pseudônimo feminino)no momento. Eu já li outros livrinhos dele que gostei muito mas esse não está "descendo". Não estou conseguindo evoluir na leitura. rsrs

bjs
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

Quais os livros bons desse autor? Fiquei curiosa... Um homem escrevendo os chamados livros "água com açúcar"??!! É uma novidade. Vou querer ler os livros bons dele...rsrs...

Bjs!

Anônimo disse...

Oi, Luna. Ele usa o pseudônimo Madeleine Ker. E assim de repente estou lembrando de um livrinho com amnésia que acho inclusive que já te recomendei por email (não tenho a certeza). Se chama "Mulher Sem Destino". É um livrinho do tempo das florzinhas. Não é hot nem nada que se pareça mas eu adorei. É muito fofo.

bjs
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

Agora que você falou eu fui verificar no email. Sim! Você me indicou esse livro. Então ele já deve estar na lista. Obrigada.

Quando estiver no período de livros com amnésia de novo, irei lê-lo. :)

Bjs!

Anônimo disse...

Luna, já terminei de ler Um Amor Maravilhoso!! Amei muito! Aquele final acabou comigo. "Eu te amo, eu te amo, eu te amo" rsrs Adorei o Jordan. Já adotei ele tb. Não tem jeito de eu ficar só com um!! rsrs

bjs
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

rsrsrs.... Eu sabia que vc iria amá-lo! Apesar de todos os defeitos, esse mocinho é apaixonante! O livro é mesmo muito lindo, não é? Inesquecível!

E quando ela quase morre? Apesar de saber que ela não morreria eu fiquei muito nervosa...rsrs...

Bjs!

Anônimo disse...

É mesmo. Tb fiquei aflita e triste com o sofrimento dele. E fiquei admirada como a autora conseguiu colocar uma quase tragédia nas linhas finais do livro e mesmo assim fazê-lo terminar tão bem. Mais uma vez o livro termina dando significado ao título (Algo Maravilhoso - que os grupos de fãs traduziram por Um Amor Maravilhoso). A Judith consegue dar cada reviravolta nas histórias dela, não é?
Sempre me sinto deprimida depois de ler os livros dela. Fico com saudades dos personagens. rsrs

bjs
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

Sim. Ela consegue dar reviravoltas impressionantes! Sem dúvida é uma escritora muito talentosa! É uma das minhas preferidas! :)

Bjs!

Victoria's Secret girls disse...

Oi Luna como é possivel eu ter acabado amando um personagem que detestei tanto? Não é brincadeira. Eu detestei mesmo o Jordan 2/3 do livro. Só comecei a gostar dele quando ele fez a proposta para a Alexandra e tentou salvar o casamento deles. Mas não passei a ama-lo não. Ainda demorou tempo. Mas como você disse ele passou por transformações incriveis e se revelou terno e maravilhoso. E ele também não condenou logo a Alex. Ele se recusava a acreditar que ela estava traindo ele. E quando passou a acreditar sofreu e até pensou em ajudá-la a fugir para que ela não sofresse. O final foi maravilhoso e perfeito. Nesse momento ele se comportou como um verdadeiro mocinho da Judith e me fez ficar completamente derretida. O Jordan é a prova que homens arrogantes e sem carater podem ser completamente transformados pela mulher certa.

Luna disse...

Olá, Cris!

A Judith McNaught pode conseguir isso!rsrs... Ela sempre nos dá motivos para amar seus personagens, mesmo que não o amemos no início.rsrs... Fico muito feliz por esse livro também ter te conquistado! O Jordan não é como o Ian e o Royce, por exemplo, mas tem seu charme. E o final... é digno de lágrimas!

Bjs!

Ádac Barbosa disse...

Miga, onde faço o download? Procuro uma versão de qualidade desse livro desde minha adolescência mas só achei umas versões esquisitas.

Luna disse...

Olá, Ádac!

Infelizmente, eu não sei dizer onde você pode encontrar esta história. Faz muitos anos que li e já não o tenho mais.

Nenhuma editora brasileira publicou este livro ainda. Por isso, só existe em português as traduções de fãs.

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.