O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Coração Desafiado - Diana Palmer



17 º Livro da Série Homens do Texas

1º Livro da Série Irmãos Hart


Aos 18 anos, a bela Dorie Wayne teve um breve namoro com o intempestivo Corrigan Hart, um dos cinco indomados irmãos Hart. Corrigan não era do tipo que se casa, mas seu desejo por Dorie se tomava cada vez mais incontrolável. Inocente, porém apaixonada pelo sexy cowboy, Dorie decidiu não se entregar a ele em um momento de paixão, e partiu para Nova York, onde começou sua carreira como modelo. Oito anos mais tarde, Dorie retorna paa Jacobsville, mais madura e segura de si, e reencontra Corrigan. Agora, eles terão de reavaliar o passado para poderem planejar um futuro.



Palavras de uma leitora...


- Bem... Gente, tive um dia terrível, estou cheia de coisas importantes para fazer, organizar e minha cabeça parece que vai explodir...rsrs... Sério! Tudo que mais quero é cair na cama e dormir até recuperar minhas forças, mas nem isso posso fazer ainda. Mas quem nunca teve um dia difícil, não é? Todo mundo tem seu dia difícil e hoje foi o meu. E estou dizendo tudo isso para explicar o motivo de, talvez, minha resenha ser um pouco mais curta, mais apressada, entende? Eu não queria terminar o dia sem aparecer aqui e falar desse livro e vou tentar me expressar da melhor maneira possível. E se, por um acaso, acharem que a resenha deixou a desejar, eu a atualizo depois, ok? Não tenham medo de dizer que a resenha ficou péssima...rsrsrs...


- Bem... Quando comecei a ler esse livro eu estava preparada para o pior...rsrs... Lembro de já ter lido algumas resenhas bem "desagradáveis" sobre os livros dessa autora. E eu confesso que tinha medo de seus livros (e ainda tenho) e esse era um dos motivos de eu adiar sempre a leitura dos livros dela. Mas sabia que não podia ficar adiando pra sempre e resolvi criar coragem e ler algum livrinho da autora. E adivinha! A experiência não foi nada traumática...kkk... Parece que escolhi o livro certo para começar. Eu achei a leitura desse livro bem agradável e ele até me fez rir bastante! É lógico que senti raiva em alguns momentos, mas nada muito forte. Meu sangue não chegou a ferver, não...rsrs...

- A história fala basicamente de um casal que se amava sem ao menos ter percebido isso ainda e que não soube começar as coisas da maneira certa. Ocultaram muito, disseram coisas que não queriam dizer e fizeram coisas das quais se arrependeram muito. E quando digo muito, é muito! Ambos ficaram marcados pelo erro que cometeram. Ambos foram ao inferno e voltaram, como o livro mesmo diz. E tudo porque tinham muito medo e orgulho. O mocinho da história resolveu esconder o que sentia pela Dorie atrás de palavras falsas... Por exemplo, quando ele dizia que só queria ter um caso sem consequências com ela... na verdade estava querendo dizer que queria engravidá-la e viver pra sempre ao seu lado....rsrs... Entendem? Ele tentou se proteger muito e o que conseguiu foi perdê-la e enfrentar uma dor terrível por causa disso. Já a nossa mocinha havia sido criada por pais religiosos que a educaram dizendo que sexo fora do casamento era pecado. E como se não bastasse isso para que ela ficasse longe do mocinho... ainda tinha uma prima que disse coisas terríveis sobre a "intimidade" de um casal. Ela tinha medo do mocinho. Apesar de já amá-lo e desejar se entregar, ela temia. E o que causa a separação? Justamente esses medos. O Corrigan tinha medo de amar e se machucar e a Dorie tinha medo da relação íntima. O Corrigan não soube entendê-la quando ela recusou ir até o fim... quando ela não quis se entregar completamente. Ele a ofendeu, humilhou e ela ficou ainda mais assustada. E o que acabou acontecendo? Nossa pobre mocinha resolveu tomar a atitude drástica de fugir da cidade. Ela foi embora e ambos sofreram durante oito longos anos. Não havia a mínima necessidade disso, mas nós seres humanos gostamos de complicar as coisas de vez em quando, não é? Acho que estou compreensiva hoje... Enfim...

- Como já li em algumas resenhas de outros blogs, a Diana Palmer adora colocar mocinhos traumatizados em seus livros e mocinhas virgens e inocentes até demais. Nesse livro temos isso. O mocinho sofreu traumas demais para uma pessoa só. Foi abandonado pela mãe quando criança, antes da mesma ir embora sentiu o desprezo dela por ele e seus outros irmãos, quando a cobra resolveu se reconciliar com o pai dele (só porque estava sem um amante rico para sustentá-la), ambos acabaram morrendo afogados... Ao crescer viu seu irmão Simon sofrer por causa de um casamento fracassado e depois viu o mesmo sofrer um série acidente por causa dessa mulher. Ao se apaixonar pela Dorie e não ter coragem para aceitar esse sentimento, a viu partir e deixá-lo sozinho. E como se não bastasse, ainda sofreu um acidente no qual perdeu o movimento de uma das pernas. É ou não é traumas demais para uma pessoa só? E nossa mocinha também tem lá seus traumas. Tem o medo de sexo por causa das palavras da prima, tem as lembranças das regras dos pais na cabeça e ainda quase foi vítima de uma violência. Bem... Já sabem que não seria muito fácil uma reconciliação acontecer entre o casal, não é? Mas eles até que se entendem bem. O Corrigan aprende um pouco a lição (não totalmente...rsrs...) e resolve confessar o que deixou de falar no passado. Eu achei alguns desses momentos de confissão emocionantes. Ele falava de uma maneira simples e bem verdadeira. Apesar de ser difícil confiar nas mulheres, eles estava disposto a arriscar com a Dorie. Não queria perdê-la uma segunda vez e estava lutando para fazer o relacionamento dar certo.

- A Dorie também sofreu muito com a separação que havia acontecido no passado e ainda tinha medo de arriscar. Tinha se decepcionado, foi humilhada pelo homem que amava e depois do que passou em Nova York, não acreditava muito que pudesse ter um relacionamento sério com alguém... muito menos com o Corrigan. Mas ela não consegue lutar contra o coração e se entrega. Eu achei os momentos que o casal passou juntos muito bonitos e divertidos. O Corrigan apesar de rude é bem sentimental e carinhoso. Um amor! rsrs... Gostei muito dele. Ele também é muito inseguro. Tem muito medo de se ferir sentimentalmente. E por causa desse medo que ele acaba tomando uma atitude infantil e afastando a Dorie pela segunda vez... mas isso eu vou deixar vocês descobrirem sozinhos. Não vou dizer o que ele faz. Mas foi nesse momento que senti raiva dele. Não chegou a me levar ao limite da paciência, mas me irritou um pouco. A falta de coragem de tentar lutar pela Dorie depois disso também me estressou, mas eu procurei entender seus sentimentos, sua insegurança... até porque também sou insegura às vezes...Enfim... Pelo menos depois ele tomou alguma atitude...rsrs... E os irmãos dele também....kkkk.... Esses irmãos dele são uma graça! Eles me divertiram muito! Com o vício em biscoitos, com a prisão da Dorie, o presente de Natal e o balde de água....kkk... Não vou explicar exatamente o que eles aprontam. Isso eu deixo vocês descobrirem.

- Vou tentar fazer um pequeno resumo da melhor maneira possível, ok?


Um pequeno resumo:


Dorie não passava de uma menina na época em que conheceu Corrigan Hart. Apesar de já ter 18 anos ainda não tinha amadurecido o suficiente para assumir um relacionamento com alguém como Corrigan.

Ele havia acabado de se mudar para Jacobsville junto com os irmãos e não conhecia nada da vida de Dorie, mas isso não o impediu de desejar loucamente e procurar obter o que desejava. Eles começaram um relacionamento e Dorie era ciente de que Corrigan não queria compromisso. Casamento e filhos estava fora de questão. Ele só queria ter uma aventura com ela (ou pelo menos ele queria acreditar nisso) e sem "consequências".

Dorie ficou assustada, mas já começava a sentir algo por ele e resolveu deixar as coisas acontecerem. Eles passaram um tempo juntos, felizes e em sintonia, mas quando Corrigan tentou "avançar", eles tiveram uma briga que resultou na fuga e infelicidade dos dois.

Dorie estava disposta a deixar acontecer, mas quando estavam prestes a fazerem amor (ambos já muito "envolvidos"), ela gritou e se afastou dele. A rejeição atingiu em cheio o Corrigan e ele falou muitas coisa que não desejava falar, mas quando se arrependeu já era tarde: Dorie estava indo embora da cidade.

Ela estava com medo e ainda por cima muito ferida pelas palavras do Corrigan. Não tinha coragem de continuar no mesmo lugar que ele e por isso preferiu fugir.

Quando ela estava no ponto, esperando o ônibus que a levaria para longe do homem que amava, Corrigan apareceu e ficou ao seu lado até o ônibus chegar. Naquele momento, ele já tinha se dado conta do grave erro que cometera, mas seu orgulho não o deixou pedir perdão e ele ficou lá, vendo sua Dorie partir...

Oito anos depois, o pai de Dorie morre ele volta para sua cidade Natal para o enterro do pai. Logo quando chega na cidade, ela o reencontra e nada parecia ter mudado. Os dois haviam sofrido muito e amadurecido de forma cruel, mas o sentimento continuava o mesmo e não demora para que eles já estejam envolvidos de novo...

Porém, muita coisa ainda terá que ser resolvida antes que eles possam finalmente encontrar a felicidade um ao lado do outro. Mas uma coisa é certa: nada será capaz de separá-los de novo... Nem mesmo mais uma mágoa. Dessa vez Dorie não poderá escapar.. Ainda mais tendo cunhados tão "leais" como os dela...


- Bem... É isso. Fiz o melhor que pude e espero que vocês consigam entender a história. Eu gostei muito do livro de verdade. A autora ainda não é uma das minhas preferidas... Como disse, "ainda"... Só depois de ler outros livros dela poderei decidir se ela pode ou não ser considerada uma das minhas preferidas. Não encontrei motivos nesse livro para detestá-la. Ela até que pegou mais leve do que a Lynne Graham, Michelle Reid... Ler esse livro uma experiência bem agradável e que valeu a pena.

- Ainda não sei quais são todos os livros que fazem parte da série Homens do Texas. Quando souber, eu coloco aqui.

- A série dos Irmãos Hart que também faz parte da série Homens do Texas, é composta (eu acho) por cinco livros. Amanhã eu coloco os nomes dos outros livros da série.

- Enfim... Não posso esquecer de dizer, é claro, que esse livro foi uma indicação da minha amiga Monica. Tenho certeza absoluta de que ela me indicou esse livro. Só o que não sei é se outra pessoa também o indicou. Se por um acaso alguém mais me indicou o livro, basta me dizer e eu coloco os devidos créditos aqui. Faço questão de sempre dizer quais foram as amigas que me fizeram conhecer determinados livros e autoras. Só que minha memória as vezes falha e eu não consigo lembrar de todas as pessoas que me indicaram livros. É por isso que esse ano eu estou anotando...rsrs... Enfim...  E muito obrigada, Monica! Ler esse livro foi muito bom!


Atualizado  10/02/2011:

Faz parte da série Irmãos Hart:

1-Coração Desafiado
2-Sempre Te Amei
3-Estações do Amor
4-Feitiço do Amor
5-Nas Mãos do Destino

7 comentários:

Anônimo disse...

Esse eu ainda não li. Esse é da série dos irmãos doidos por biscoito? rsrs


Gostei da sua enquete, o pior é que é difícil escolher! Não escolho nem grego nem italiano porque na maior parte dos casos eu os acho arrogantes e prepotentes demais, apesar de ter uns 2 ou 3 na minha lista de mocinhos que eu não esqueço e adoro. Na realidade eu adoro um sul europeu. Eles não são maus assim como as autoras os "pintam", mas vou ter que me basear no que elas escrevem. rsrs Então escolhi inglês!


Espero que quando você acordar pela manhã um lindo dia te receba e que todos os problemas que vc teve hoje façam parte do passado, viu? Beijo!!

Carla

Pamela disse...

esse livro é muito bom, eu li a tanto tempo! vc devia ler mais os livros dela, são ótimos, mas meu preferido da Diana Palmer ainda é A Paciente. esse livro é muito lindo, eu chorei muito com ele........kkkkkkkkk essa é uma péssima forma de recomendar um livro, não que ele seja sempre triste é só que a mocinha sofre muito, só lendo pra saber, não me arrependi, e o final foi lindo. vou fazer uma resenha dele lah no blog e se depois vc se interessar...
bjus Luna!

Renata Cristina - blog Mil Suspiroos disse...

Na verdade eu nunca li esse livro, foi uma amiga minha quem leu e disse que passou raiva.

Como vc sabe, eu não gosto dessa autora, li uns 3 livros dela que gostei, mas depois me deparei com uns que me fizeram parar de ler Diana Palmer, dentre esses livros estão "Destemido" e "Amélia".
Essa autora é daquelas que ou vc gosta muito ou não gosta MESMO! Eu não gosto mesmo! rsrsrs

Se um dia vc ler um desses livros - "Destemido" ou "Amélia" - poderei te explicar melhor porque não gosto do estilo dela.

Se vc quiser a relação completa da série Homens do Texas vê no blog da Suelen, o Romantic Girl, ela é uma super fã e sabe Tuuuuuudo de DP.

Bjosss

Luna disse...

Olá Carla!

Muito obrigada pelo carinho. :)

É sim! rsrs... É a série dos irmãos doidos por biscoitos. Vc precisa ler esse livro! As cenas com esses mocinhos são muito engraçadas. Eles aprontaram bastante...rsrs...


Meus mocinhso preferidos são italianos, gregos, ingleses e CIA...rsrsrs... Fica difícil escolher mesmo!

Bjs!

Luna disse...

Olá Pamela!

Vou aguardar sua resenha.

Esse livro já está na minha lista, pois alguém já o indicou também dizendo que ele é lindo apesar dos momentos dignos de lágrimas. Vou lê-lo em breve!

Bjs!

Luna disse...

Olá Renata!

Por enquanto eu não odeio nem amo a DP. Gostei muito desse livro que li dela. Adorei a história! Mas não arrisco dizer ainda que ela é uma das minhas autoras preferidas, pois ainda não li outros livros dela. Acho que eu terei que ler, mais cedo ou mais tarde, o livro Destemido, pois pretendo ler essa série dos Homens do Texas completa. Quero ler todos os livros dessa série. Mas vai demorar um pouco ainda.

Vou sim! Vou visitar o blog dela para saber os nomes de todos os livros da série. Já sei que ela é fanática pelos livros da autora...rsrs...

Bjs!

Anônimo disse...

Oi, Luna. Lerei, sim. Eu gosto bastante da Diana Palmer.

Quanto a "Dois Pesos, Duas Medidas" eu ainda estou muito no começo. Hoje não pude ler grande coisa. Mas agora estou na fase de raiva do mocinho. Acho que esse é outro traumatizado. Ele dormiu com ela e pela manhã a despachou, sem um beijo sequer. rsrs Vamos ver no que dá. Quando eu ler mais depois comento.

Beijo!
Carla

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.