O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

terça-feira, 8 de março de 2011

Uma Vida Marcada - Lynsey Stevens (Maratona de Banca 2011 - Março)


Março: "Nem Tudo é Perfeito"- Cicatrizes


Alguns disseram que tinha sido o destino. Outros, a vontade de Deus. Mas nenhuma explicação diminuía a agonia de Jo. Devia haver algum motivo além de sua compreensão para ela sobreviver ao horrível acidente que matara seu marido e seu filhinho. E de que adiantava viver, se estava sozinha e com o rosto marcado por uma cicatriz? Nunca mais poderia voltar aos palcos. Nem queria. Seu único desejo era se esconder do mundo. Por isso, tinha ido se isolar naquela praia. Que não era tão isolada como imaginava. Havia Sam, a menininha carente de afeto. Havia Jake, o tio de Sam. E os dois invadiram a vida de Jo, exigindo amor. Só que ela não tinha coragem de amar. Não ousava mais ser feliz.



Palavras de uma leitora...


"Não temos motivos para acreditar que acontecerá de novo, mas, se houver outra fatalidade, enfrentaremos o problema juntos. É um risco que todos temos que correr.



- Jake, acho que não sou bastante forte para me arriscar novamente.


- Sou bastante forte por nós dois."




"Não importa o que o destino reservou para nós, vamos enfrentar tudo juntos. Teremos altos e baixos, mas os altos serão tantos, que os baixos não terão grande significado."



 
 
- Bem... Eu sabia porque não poderia ler esse livro agora: lágrimas. Pois é... Mas como sou teimosa, ontem durante a noite, resolvi ler esse livro. Chorei, sim. Impossível não se emocionar. Mas não me arrependo. Ler esse livro foi uma experiência maravilhosa e deu um aperto no coração quando ele, infelizmente, chegou ao fim. Gostaria que não tivesse terminado. E com certeza lerei esse livro de novo um dia. E ele será inesquecível!
 
- A sinopse nos diz basicamente o que aconteceu na vida da Jo: um acidente terrível marcou seu rosto com uma cicatriz, lhe arrancou o marido... e o filho. Acho que pior do que não poder ter filhos é ter e perder, não é? Nesse livro a Joelle enfrentou a pior dor que o ser humano pode enfrentar, que é a dor de perder alguém amado. Mas na verdade ela não "enfrentou" nada. Ela desistiu. Deixou aquela dor terrível tomar conta dela, entrou em depressão, ficou internada no hospital cheia de sedativos para não se machucar ou machucar outra pessoa... ela não queria continuar. Só queria sofrer sozinha, sem pensar no passado e sem esperanças de ter um futuro. Eu simpatizei muito com a Joelle e a entendi. Quem já enfrentou uma grande dor é incapaz de julgar a mocinha por ter desistido. E eu ainda a achei bem forte. Ela não pensou em suicídio, pelo que pude perceber... ela simplesmente não tinha forças pra recomeçar. Estava parada no tempo, a vida passando e ela ficando onde estava. É tão triste vê-la sofrendo, ver o livro falando de sua dor, seus pesadelos, sua sensação de culpa... E vc fica desejando que ela saía logo daquela situação, que volte a sorrir e seja feliz. Felizmente, ela encontra Samantha e o tio da menina, Jake. Outras duas pessoas marcadas por tragédias, mas que estavam dispostas a estenderem as mãos para que ela pudesse recomeçar com eles. É lindo demais! Impossível não se sensibilizar com todos eles. Todos os três são especiais... até mesmo o Jake, apesar da estupidez que ele fez no início, aquela maldade terrível... eu o odiei naquele momento, mas consegui perdoá-lo bem fácil. É difícil não amá-lo...rsrs...
 
- O que mais posso falar sobre esse livro? É uma história de dor, amor e superação... Joelle não recomeça de uma hora pra outra. Ela enfrenta momentos de muita dor, até mesmo depois de conhecer Samantha e Jake. E acho que principalmente depois disso. Conhecer Samantha provocou muita dor na Jo, pois a fez lembrar do filho que ela perdeu sem merecer... do seu lindo bebezinho. E ela sentiu raiva. Muita raiva. E houve um momento no qual ela pensou mais ou menos assim: "por que essa criança feia está viva se o meu bebezinho lindo morreu?" Não são bem essas palavras, mas é quase a mesma coisa. Ela enfrenta um momento de raiva. Mas passa logo. Aos poucos ela percebe que aquela criancinha também estava sofrendo e mais tarde descobre que ela não era a única pessoa do mundo que havia perdido alguém amado: Samantha tinha assistido a morte dos pais.
 
Mas antes de continuar farei um pequeno resumo.
 
 
 
Um pequeno resumo:
 
 
Mais tarde ela soube que seu medo era justificável...
 
Joelle tinha tudo que poderia querer da vida: uma carreira brilhante, um marido que a amava e o filho que era sua razão de viver. Não poderia desejar mais nada da vida. Tinha tudo e por isso temia. Ela sabia que ninguém poderia ser tão feliz e não pagar por isso. Ela tinha um medo terrível de saber como pagaria... mas não podia imaginar que seria daquela forma...
 
Era noite... a estrada estava molhada, Mike estava aborrecido, ela também estava irritada e seu filhinho, Jamie, estava cansado. A tensão dentro do carro era terrível e ela nem poderia dirigir a palavra ao Mike que era motivo pra ele gritar. E ela estava nervosa.
 
O tempo foi passando, ela pediu para o Mike voltar, mas ele se recusou. Jamie acordou de um cochilo e deixou o ursinho querido cair. Pediu para a mãe pegá-lo e Jo teve que tirar o cinto de segurança para fazer isso. No momento que ela se inclinou para pegar o ursinho... um carro, vindo em alta velocidade, se chocou com seu carro, fazendo ele capotar. Por estar sem o cinto de segurança, Jo foi jogada para longe do carro e ficou horas inconsciente. Ao acordar, sua mente se recusava a admitir a verdade, mas seu coração sabia: em questão de segundos, ela havia perdido toda sua vida.
 
O tempo passou... Jo ficou meses no hospital e durante semanas ela se recusou a acreditar nas mortes de Mike e Jamie. Se negava inclusive a admitir que os conhecia. Mas ela foi forçada a encarar a realidade no momento que, por engano, uma mulher com uma criança carregando um ursinho entrou no seu quarto. Naquele momento todas as lembranças voltaram e ela entrou fundo na depressão, chegando a ter que viver durante um bom tempo com a ajuda de sedativos, pois era um perigo para si mesma e os outros.
 
Após sair do hospital, ela passou a viver com sua irmã de criação, mas não recomeçou. Sobreviveu durante todos aqueles meses até que, cansada daquela situação, resolveu ir pra casa de praia da irmã com a desculpa de que iria escrever um livro.
 
Lá, ela se entregou ainda mais à solidão, mas isso não durou muito. Uma garotinha, enfrentando seus próprios fantasmas, procurou em Jo a mãe que havia perdido de modo tão terrível e foi, pouco a pouco, ajudando Joe a sair de vez do seu mundinho isolado.
 
Ela não queria amar aquela garotinha. Não podia. Não queria sair da depressão, não queria nada... somente ficar como estava, sozinha. Mas os céus se recusaram a atender seu pedido e como se não bastasse somente aquela criança para ajudá-la, Jake Mashall também surgiu em sua vida. Só que diferente daquele pequeno anjo que foi abalando seu mundo lentamente, Jake chegou como um furacão, bagunçando tudo... forçando-a a reagir.
 
Será que ela terá forças pra recomeçar... agora? Será que Samantha e Jake serão capazes de lhe mostrar que ela não sobreviveu por acaso? Que ainda tinha muito o que viver?
 
 
- Esse livro já me marcou...rsrs... Eu chorei ao ver a Jo sofrendo, ri muito com suas brigas com o Jake, seu desejo de ficar longe e não conseguir...rsrs... Foi tudo muito lindo e emocionante. O livro é emocionante do começo ao fim.
 
- Como disse, simpatizei com a Joelle e a entendi. Todos nós seres humanos já passamos por momentos de dor e é impossível não sentir compaixão por essa mocinha. Eu me senti próxima dela, da Sam e do Jake. Todos eles marcados pela dor. Eu amei os três! Até mesmo o Jake...rsrs... Tudo bem que no início eu o odiei. Ele não deveria ter feito o que fez. Foi tão terrível... Mas ele não fez de propósito, sabe? Não sabia porque ela escondia o rosto. Se soubesse jamais teria agido de modo tão cruel. E depois ele pede desculpa...rsrs... E a conquista! Ele luta por ela (do modo dele, é claro...rsrs...), faz chantagem emocional (risos), mas a consegue. Consegue tirá-la da depressão, consegue fazê-la aceitar e esquecer a cicatriz que marca o lado esquerdo do seu rosto e consegue fazê-la aceitar se casar com ele, é claro. Sou uma fofoqueira, não? :) Mas vcs me amam mesmo assim... Enfim...rsrs... Eu me apaixonei por esse livro e o amarei pra sempre! E é claro que recomendo essa história a todos, mas deixo algo bem claro: preparem os lenços, pois vão chorar. Se você é do tipo que se emociona com filmes, livros... vai chorar ao ler essa história. É impossível resistir. A história toca profundamente a gente e... é maravilhoso ler esse livro. Eu gostaria até que ele fosse muito mais longo. Achei que poderia ter mais história...rsrs... Me separar da Joe, da Sam e do Jake foi doloroso, sabe? Eu me apeguei muito a eles.
 
- Não tenho mais o que falar do livro. Dizer que ele é lindo, eu já disse. Enfim... é isso. LEIA esse livro! Não deixe de lê-lo de jeito nenhum! Seria um crime se vc deixasse de ler essa história tão incrível, apaixonante, inesquecível! E eu não poderia ter escolhido livro melhor pra iniciar a Maratona de Banca 2011, certo?
 
- Nesse mês, o tema da maratona de banca é "Nem Tudo é Perfeito". As participantes poderiam escolher livros nos quais os personagens tivessem qualquer tipo de deficiência: cicatrizes, paralisia, deficiência visual, mental etc, etc. Eu escolhi cicatrizes e pensei logo nesse livro que minha querida amiga Carla me indicou faz já algum tempo. Demorei muito pra ler o livro, mas foi até bom. Esse era o livro perfeito para o tema do mês. :)
 

5 comentários:

Nana's Blog disse...

Parece ser lindo fiquei c/ vontade de ler só pela sua resenha, vou procurar por ele.
http://jocastanana.blogspot.com

Anônimo disse...

Oi, Luna. Eu sabia que vc iria gostar dessa história mas ainda bem que vc não só gostou como amou. É linda, não é?


Beijo!!
Carla

fabricia disse...

oi, meu nome é Fabricia descobri seu blog pelo google e sempre venho ler suas opiniões. nossos gostos são bem parecidos, depois que venho seguindo suas indicações, estou lendo com mais frequencia e adorando. obrigada bjs

Luna disse...

Olá Nana!

É lindo sim! É um ótimo livro pra relaxar, se emocionar e chorar...rsrs... A história desses três é linda!




Olá Carla!

Sim! É linda! E mais uma vez obrigada pela indicação. Eu me apaixonei por esse livro!




Olá Fabricia!

Seja bem-vinda!

De nada. É muito bom saber que estou ajudando de alguma forma... E ler é maravilhoso, não é?


Bjs!

Aris disse...

Excelente resenha :-)
Já li este livro, uns anos atrás e gostei. O mocinho é um idiota no inicio, mas dá para sobreviver, já que ele não é um idiota completo, hehehehe.
Bj, Aris.

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.