O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sábado, 16 de abril de 2011

Chantagem e Prazer - Trish Morey



O ultimo obstáculo entre Dante Carrazzo e sua vingança é Mackenzi Keogh, a mulher misteriosa que lhe proporcionou a melhor noite de paixão de sua vida. Ela fará qualquer coisa para salvar seu hotel, e ele pretende utilizar isso a seu favor. Dante esta disposto a negociar ... se Mackenzi se tomar sua amante !
Ela sabe que ele não é digno de confiança, mas o prazer que Dante lhe oferece é intenso demais ... Porém, um acontecimento inesperado pode por seus planos em risco...

 
 
 
Palavras de uma leitora...
 
 
 
- Cerimônias de casamento deveriam ser mais longas, não? Ok. Deve ter sido longa, mas no livro ocupou menos de uma página! Eu queria ter visto eles se casando... esse é o problema de ler o livro sem "vê-lo". Deveria ser obrigatório fazer filmes de todos os romances que existem. Bem... não todos, mas sim aqueles lindos, romances de verdade e não imitações mal feitas. (quando falo de imitação mal feita estou falando dos livros ruins, tá? É claro!) Mas os filmes deveriam manter cada detalhe da história e não tirar, adaptar ou sei lá o quê. Nada de trocar ou diminuir as frases. Nada de mudar as características físicas ou emocionais dos personagens... Não seria permitido mudar absolutamente nada! Teriam que se virar para manter TUDO o que a história tivesse. E nada de ficar repetindo os atores protagonistas! O mocinho que se casou com uma determinada mocinha em um livro... não poderia casar com outra numa outra história, certo? Sei que isso seria complicado, mas talvez até tivesse mais oportunidades para atores novos... não sei bem como funciona isso. Na verdade, não sei nada... mas deixa eu continuar sonhando....rsrsrs... Até posso imaginar... seria maravilhoso terminar de ler um livro e depois assistir o filme sobre ele... "ver" as emoções, ouvir as palavras... Seria maravilhoso! Mas... Infelizmente é pedir demais... Já pensou como seria? Você poder encontrar a história que leu totalmente detalhada em um filme? Cada trecho, cada cena... cada tudo?! rsrs... É tão bom sonhar... eu não paro nunca! Acredito que isso não exista ainda... Mas pode existir um dia, certo? Se depender do quanto eu imagino e sonho com isso... rsrsrs... Sei que existem filmes "baseados" em livros... mas eles não contam, pois, embora muitos sejam lindos e inesquecíveis, nunca mantém a história intacta. Mudam e cortam sempre alguma coisa... enfim... Mas a resenha não é sobre filmes. Mas por falar em filmes... Existe um que é minha eterna paixão e eu gostaria que tivesse o inverso: que existisse o livro contando a história dele. Eu acho que não existe. Alguém sabe? O nome do filme é... Titanic!!!!!! Não podia ser outro. Toda vez que assisto esse filme eu choro rios... principalmente em três momentos: Rose está desesperada e não vê mais motivos para viver. Sua vida é um inferno e ela tem que se casar com um monstro... é claro que preferiria a morte... Aí, meu amado e inesquecível Jack a interrompe quando ela está pensando em se jogar do Titanic, diz que já está envolvido e que teria que se jogar tbm. Por que eu choro??!!! rsrsrs... Não chorei da primeira vez que vi essa cena. Achei ela linda, mas as lágrimas vieram da segunda vez... pois eu já sabia como a história terminava...rsrs... Aí passei a me emocionar demais, pois achava a história deles linda e trágica. O segundo momento no qual me emociono é quando o Jack segura a Rose por trás e os dois abrem os braços, segurando um na mão do outro, e ficam na ponta do Titanic... Lindo demais! Eles tão próximos... tão apaixonados. E o terceiro momento? Nesse eu sou capaz de provocar um dilúvio...kkkkk.... Mas a cena é... triste, trágica demais. Ela começa quando eles estão no mar, o Titanic afundou e a tábua que o Jack encontrou para que os protegesse da água fatal não dava para dois. Ele colocou a Rose na tábua e ficou na água... segurando sua mão. Disse coisas lindas e que ela sairia daquela, que teria filhos, netos e morreria de velhice... (já estou me emocionando só de lembrar...rsrsrs...) A Rose "dormiu", se desligou da vida por um tempo e acordou quando um barco voltou para tentar encontrar sobreviventes. Ela tentou acordar o Jack para que eles pudessem ser salvos... mas já era tarde demais. Ele havia morrido (essa cena é demais, gente! Não tem como não chorar. É forte e muito triste) e ela disse não, Jack, não. Tentou chamá-lo de volta de alguma forma, mas não havia mais esperanças... e ela soltou sua mão, deixando ele afundar no mar.... Eu queria muito ler um livro sobre eles... mas contando a história deles, perfeita e intacta, sabe? Sei que o livro não teria final feliz... mas valeria a pena lê-lo mesmo assim. E agora? Vamos falar do livro "Chantagem e Prazer"???!!! rsrsrs...

- Eu comecei a ler esse livro porque gostei muito do livro "Refém de uma Chantagem" e não queria me separar da autora ainda...rsrsrs... Esse livro já estava na minha lista, então, não atrasaria a lista ao lê-lo... enfim... Ainda não sei de qual dos livros gostei mais! Tudo bem que esse livro me irritou mais do que o outro, pois há coisas que não são facilmente aceitáveis... em dias normais..rsrs... Mas eu gostei do envolvimento do casal e principalmente do final do livro. Não tem a cena linda do mocinho se ajoelhando como no livro anterior... mas não deixa de ser muito boa, pois é aí que os segredos sobre o passado do mocinho são revelados. A autora foi esperta, pois se sua história cansasse alguém... ela teria algo pra prender o leitor: o segredo. O que fez o Dante sentir tanto ódio por Jonas e Sara Douglas? O que há por trás disso? Por que esse desejo de destruir tudo que esse casal possuía? Isso só é revelado no final... Nós acompanhamos o ódio intenso que o mocinho sente cada vez que esses nomes são mencionados, mas só no final sabemos o que aconteceu 17 anos atrás. Eu não vou contar, é claro! Só se fosse louca! rsrs... Mas o motivo é convincente... até eu teria me revoltado e teria desejado vingança tbm... Não sou uma pessoa vingativa, não, felizmente. Mas existem pessoas que merecem ser punidas. E não existiria lei na Terra para punir aquele casal, então, alguém teria que agir. O Dante não desejava matá-los ou algo do gênero... só queria tirar deles tudo que amavam: poder, dinheiro, propriedades. Eles haviam feito muito mal na vida e mereciam pagar. Mas não foi só Dante quem agiu: o próprio destino se encarregou disso... Mas é esse desejo de vingança que provoca o encontro entre Dante e Mackenzi Rose (vou chamá-la só de Rose, tá bom? Seria muito difícil ficar escrevendo esse nome durante a resenha toda...rsrs...). Dante havia adquirido a última propriedade dos Douglas e estava indo destruí-la... transformá-la em cinzas... Só não contava com duas coisas: havia uma mulher dormindo em sua cama e... essa mesma mulher faria qualquer coisa para impedir que ele destruísse o hotel no qual seus pais se casaram.

- O que tem nessa história que não é facilmente aceitável em dias normais?! rsrs... Imagine o seguinte: a Rose havia se matado de trabalhar o dia inteiro no relatório que pretendia apresentar ao Dante para impedi-lo de destruir o hotel. Quando ela terminou já era muito tarde e estava exausta. O tempo estava horrível e o aeroporto estava fechado. Os voos marcados para chegar naquele dia só chegariam na manhã seguinte... e havia um quarto vago, uma cama muito convidativa. Quem poderia resistir?! rsrsrsrs... (não consigo deixar de achar graça dessa cena.) E como o dono dela só chegaria na manhã seguinte por causa do tempo (esse dono é o Dante, tá? rsrs...), Rose viu que não haveria problema nenhum em descansar um pouco... Então, entrou no quarto, se despiu (ela é do tipo de pessoa que gosta de dormir sem roupa... Já podem imaginar aonde isso vai dá, não é?) e foi dormir... apagou assim que bateu na cama e começou a sonhar seus sonhos eróticos, com um amante imaginário que não a achava frígida, "Rainha do Gelo" como seu ex insistia em fazê-la acreditar... esse amante imaginário era o consolo de Rose, só ele era capaz de aumentar um pouco sua autoestima... e ela não chegou a achar tão estranho o momento no qual sentiu que havia um homem em cima dela, fazendo coisas que seu amante imaginário já havia feito... e demorou um pouco para perceber que tudo parecia real até demais...kkkkkkkkkkkkkkkk.....kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.... Gente, normalmente eu acharia a atitude do mocinho uma vergonha. Onde já se viu isso?! Só por que encontrou uma mulher em sua cama e sem roupa tinha que ir logo pulando em cima dela???!!! Mas a cena foi muito engraçada. Eu tentei ficar indignada! Juro que tentei, mas não deu! rsrsrs... Foi um bom começo de história, diferente... quente, inusitado....rsrs... Eu até acho que já li um começo assim em algum livro. Se não me engano foi no livro "A Virgem Sedutora" - Penny Jordan... mas de qualquer forma a cena teve algo de único, sabe?

- Nosso mocinho havia chegado no hotel muito cansado e tudo que queria era dormir. O recepcionista lhe deu a chave do quarto, mas antes que ele subisse, informou que havia uma surpresa de "boas-vindas" aguardando por ele no quarto...rsrsrs... E quando viu aquela mulher em sua cama, ele acreditou que ela era a surpresa. Grande engano, é claro... mas... rsrs... Ele estava tentado a mandar a "prostituta", (teria como ele imaginar que ela era outra coisa senão uma prostituta? Só se tivesse procurado o recepcionista para saber se ela era a surpresa. Mas é claro que ele nem pensou em fazer isso!) contratada para lhe dar prazer, embora, mas após se aproximar e ver o quanto ela era linda nosso mocinho não resistiu... foi logo atacando a mocinha enquanto ela ainda estava dormindo...rsrsrs... Deveria ser alguma de suas fantasias secretas e o livro até narra o seguinte: "Ele se espantou com a sensação excitante que experimentava ao ter contato físico com uma mulher adormecida. Tratava-se de algo inédito e tentador acrescido de um toque de malícia e pecado". Sim! Deveria ser uma fantasia tão secreta que nem ele havia percebido que a tinha e eu achei a situação toda muito hilária...rsrs... Ficava imaginando o que iria acontecer quando ela acordasse e descobrisse o que ele estava fazendo com ela... Mas ela tem o sono tão pesado, gente! kkkk... Mas ele decide acordá-la antes de "completar" o que estava fazendo (só porque ela falou o nome de outro homem enquanto dormia)... Se ele não tivesse feito isso acho que ela nem teria acordado!kkkkkkkkkkkkkkkkk..... Me diverti muito com esses dois! Eles tem um relacionamento sensual, intenso e engraçado ao mesmo tempo... Ou talvez eu esteja de bom humor hoje. Não sei. Mas os adorei! Foi muito bom acompanhar seus altos e baixos. E a autora sabe fazer mocinhos arrogantes e ao mesmo tempo vulneráveis... eu amo isso! Ele não é tão perfeito como "meu" Diablo do livro "Refém de uma Chantagem", mas é maravilhoso também...rsrsrs...


- Não irei fazer um pequeno resumo, pois eu contaria basicamente o que já estou contando, entende? Iria ficar repetitivo demais... Então, vou explicando os acontecimentos e dando minha opinião junto.

- O livro começa com o mocinho já chegando no hotel. Ele está cansado, pois dirigiu muito e tudo que quer é dormir... Quando ele está subindo para sua suíte no hotel que ele planeja destruir, o recepcionista informa que tem uma surpresa de "boas-vindas" esperando por ele no quarto. Nosso mocinho nem se liga muito nisso, mas fica perplexo ao ver uma moça despida dormindo em sua cama...rsrs... (não consigo parar de rir quando lembro dessa cena) Quando percebe o quanto ela é linda, sensual... ele decide aproveitar seu "presente" e começa a tocar na nossa mocinha. Bem... a cena é quente, sensual e engraçada. E é um bom começo de história, se você não levar em conta o fato de que eles fazem amor antes que o Dante sequer saiba como a mocinha se chama. E outra: para ele, ela não passava de um objeto utilizado para aliviar, saciar seu desejo... Pelo menos, no início. E foi o que falei sobre coisas que não aceito facilmente... Mas eu achei que nessa história foi aceitável... Eles são muito fofos juntos e acho que posso não levar em conta o fato dele não saber o nome dela...rsrs...

- Na manhã seguinte, a mocinha escapa antes que ele acorde. Ela adorou cada momento que passou com ele, mas... aquilo era uma loucura, é claro! Ela era a gerente do hotel e precisava convencê-lo a não destrui-lo. Como ele a levaria a sério se soubesse que ela era a mesma mulher que se entregou tão facilmente na noite anterior???!!! Aí, nossa mocinha super otimista, coloca na cabeça que ele não irá reconhecê-la, pois estava escuro na noite passada e ela está vestida formalmente na manhã seguinte: terninho, óculos de leitura, coque. Impossível que ele a reconheça, não? Bem... No início, nosso mocinho mal a olha, mas quando ela começa a se alterar porque ele está decidido a destruir o hotel e não quer escutar seus argumentos, ele finalmente percebe que existe alguém falando com ele...rsrsrs... Uma mulher de olhos verdes. Olhos verdes????!!! Ele nunca poderia esquecer aqueles olhos, e quando imaginou como ela ficaria sem aquela roupa e com os cabelos soltos... soube quem ela era: a mulher da noite passada. Aí ele decide que pode viver mais noites de prazer nos braços dela e faz chantagem para conseguir isso: se ela aceitar ser sua amante ele "vai pensar" se deve ou não salvar o hotel. E é aí que vem um outro ponto complicado: a mocinha se vender por um motivo não convincente. Quando há motivos fortes envolvidos, eu até tolero e considero motivos fortes os seguintes: filhos envolvidos, pais que podem ter um ataque fatal se a mocinha não aceitar os termos do mocinho (e já li livros nos quais o pai, mãe da mocinha tinha problema de saúde que poderia ser fatal caso a mocinha não fizesse algo.)... Algo nobre, algum desastre iria acontecer se a mocinha não se vendesse para o mocinho... tem livros que aceito motivos pouco convincentes, mas tudo bem... Porém, o motivo dessa mocinha não foi tão convincente assim. Um hotel que não era nada dela???!!! Que pertencia a pessoas que nem eram amigas suas? Estranhos??!!! Tudo bem... Os pais dela se casaram lá, mas eles não morreriam se o hotel deixasse de existir. Aí vem um motivo super "nobre": várias pessoas vão ficar sem emprego se ela não fizer o que o mocinho quer. Ok. Essas pessoas eram mais do que capazes de conseguir outros empregos! E se o mocinho fosse velho e feio??!! Se fosse um horror? Ela se "sacrificaria" da mesma forma???!!! rsrs... Duvido muito! Bem... mas como eu não acreditei nos supostos motivos dela, não levei muito isso em conta. Ela não estava se sacrificando por ninguém: simplesmente o desejava e só precisava de alguma desculpa pra continuar "dormindo" com ele. Isso eu posso aceitar perfeitamente, pois aí só existiriam um homem e uma mulher que desejavam ficar juntos. Sem dinheiro envolvido nisso.

- E foi muito bom acompanhar o relacionamento deles. Nosso mocinho é muito complicado. Ele é fechado e não gosta de considerar a mocinha alguém que pensa, que tem um cérebro. Acho que é porque assim ele poderia fingir que ela não era importante (algo que já estava se tornando pra ele). Eles brigam algumas vezes por causa desse jeito arrogante e estúpido do mocinho, mas ele é um amor...rsrs... Tem algo nele que fascina, faz a gente amá-lo. Não sei bem o que é. Só sei que acabei perdidamente apaixonada por ele.

- O livro tem alguns altos e baixos... há brigas e uma gravidez que não é nenhuma novidade. A sinopse do livro já dá a entender que a mocinha ficará grávida. Eu gostei muito do livro, mas não deixo de achar que ele poderia ser um pouco mais longo. Talvez a editora tenha cortado ele, como já é costume... enfim, posso quase apostar que foi isso! Pois dá a entender que tinha mais história ali, entende? Achei o final um pouco rápido... E a cena do casamento tão curtinha! Queria um pouco mais, queria um epílogo também... nem vi o nascimento do bebê! rsrs... Mas enfim... a história deixou um gostinho de quero mais. Isso não é justo! rsrs... Mas tudo bem. Posso conviver com isso...

- Recomendo o livro, sim! Vale a pena lê-lo. A história não é muito longa... é curta, sensual, quente, interessante, apaixonante. Eu achei maravilhosa! Não posso prometer que vc não vai se decepcionar, mas eu amei! E darei todas as cinco estrelas do skoob.

- E não posso esquecer de dizer que esse livro foi uma indicação da Monica! Muito obrigada, Monica! O livro é maravilhoso! E eu já sou fã dessa autora... espero que ela continue escrevendo histórias assim. Não quero me decepcionar com ela :)

- Bem, gente... É isso. Na próxima resenha, o último livro da série "As Irmãs MacAlpin". O nome do livro é "Prisioneira do Esquecimento" ( e tem amnésia! Vcs sabem que adoro esse tema, certo? Eu amo!) e conta a história da irmã MacAlpin mais nova, a Megan. Pelo que li no segundo livro, ela é "terrível"...rsrs... Parece que ler sua história será uma experiência muito divertida. É o que eu espero.

10 comentários:

Anônimo disse...

Oi, Luna!

Eu não sei se gostaria desse livro. Começando logo com essa cena entre eles. Muito rápido! E depois a chantagem básica, mocinha se vendendo por motivos não convincentes... rsrs Mas quem sabe. Dependeria muito de como a autora desenvolve a história depois.

Quanto ao Titanic, acredita que da 2ª vez que vi eu gostei mais? Da primeira vez foi tanta gente buzinando no meu ouvido, contando a história, que eu fiquei desapontada. Já conhecia o final e tb criei muita expectativa. Depois eu tinha um problema com o Leo de Caprio. Durante muitos anos achei que ele e sua eterna juventude não o ajudavam. Mas reconheço que a história é muito linda, bem como a trilha sonora. No entanto o Leonardo di Caprio só me conquistou de vez recentemente. E agora eu o amo. Ele está mais maduro e muito melhor ator. O filme em que ele me conquistou se chama "Diamante de Sangue" (pelo menos esse é o nome aqui em PT) e não é uma história de amor, pelo menos não entre um homem e uma mulher. É uma história de amor familiar. Durante boa parte do livro ele interpreta um homem sem escrúpulos e ganancioso, mas a redenção dele é linda e ele se sacrifica para unir uma família. É tão linda essa história, eu chorei muito, especialmente porque fala sobre uma realidade muito triste. A trilha sonora é linda, o ator secundário é fabuloso e o Leonardo di Caprio está maravilhoso. Se vc nunca viu eu te recomendo muito!

Beijos
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

Sim! É rápido mesmo, mas eu não penso que estragou, pois achei tudo muito divertido quando li. É algo diferente (pois não costumo ler isso em muitas histórias) e hilário...rsrsrs... Eu ri durante a cena toda, pois era algo absurdo, sabe? Imagina uma situação dessa! É estranho...rsrsrs... A cena é sensual e engraçada (pelo menos para mim). E quanto ao motivo não convincente para se vender: no final das contas acabou que não foi uma relação por chantagem... Eles começaram aquele relacionamento alegando que era por isso, que ela tinha se vendido e tal. Mas o mocinho não cumpriu a promessa (ele odiava demais os antigos donos do hotel). E a mocinha até admitiu pra si mesma que ela queria estar com ele e não estava sendo nem um pouco nobre! Ela o queria, mas não tinha coragem de admitir isso pra ele e por isso agarrou a primeira oportunidade que apareceu para poder terem relacionamento. Eu gostei do modo de escrever da autora. Achei essas duas histórias que li muito boas! Maravilhosas! Mas não prometo que vc pensará igual não!!!! rsrsrs... Não é em qualquer história que aceito esse tipo de coisa e penso que talvez vc acabe não gostando da história.

Eu acho que assisti Titanic muitas vezes já e em todas as vezes eu me emocionei. rsrsrs... Acredito que seja meu filme preferido, seguido de perto por "Um Amor Para Recordar", "Antes que termine o dia", Uma Prova de Amor", "Crepúsculo" e alguns outros...rsrs...

Comigo não teria esse problema das pessoas ficarem buzinando no meu ouvido: não escuto nada se estiver concentrada no que está fazendo na televisão.kkkkkkk... É uma coisa que irrita muito meus familiares, amigos...rsrsrs... O mesmo acontece se estiver concentrada na música, no livro ou em qualquer outra coisa. Pode falar a vontade que não irei escutar.kkkkkk

Os únicos filmes que já assisti com o Leonardo de Caprio como protagonista fora: "Titanic" e "Romeu e Julieta". Eu o achei maravilhoso em Titanic, mas o mesmo não posso dizer do outro filme... e talvez nem seja pelo autor, mas sim pela história em si...rsrs... Mas já vi comerciais com ele em outros filmes, sabe? Já vi anúncios de outros filmes com ele na televisão e esse "Diamante de Sangue" eu já vi anunciando algumas vezes, mas nunca parei para assistir. Vou assistir assim que tiver uma oportunidade. Obrigada pela indicação!

Bjs!

Luna disse...

Olá de novo Carla!

Na frase "não escuto nada se estiver concentrada no que está fazendo na televisão" é 'passando', tá? rsrsrs...

Anônimo disse...

Ah, eu não sou grande fã de Crepúsculo.. rsrs

Mas alguns filmes românticos que eu amo são: "Orgulho e Preconceito" (desculpa se os títulos forem diferentes daí)..

"PS I love you" (sou gamada no Gerard Butler.. rs),

"Uma Linda Mulher" (um daqueles antigos e que são intemporais)..

"O Capitão Corelli" (lindo, lindo esse filme, com o Nicholas Cage e Penelope Cruz.. aposto que se vc não viu vai amar. Me fez lembrar os nossos livrinhos!)

Sou viciada no "Diário de Bridget Jones". A-MO!

"Simplesmente Amor" tb é muito legal. Adorei o fato de ter um brasileiro e uma portuguesa no elenco. Já vi umas 3 vezes. rsrs

"Romeu e Julieta" acho que nunca vi.

bjs
Carla

Anônimo disse...

Lunaaa! rsrs Já passa das 5 da manhã em Portugal! Eu tenho tudo para fazer. Não toquei nas malas. O culpado é o Cam!!!!! Estou apaixonada! kkkkk Não consigo desgrudar do livro. Está perfeito! rsrs Eu me pergunto o que essa história pode ter de errado que justifique algumas resenhas que eu li de meninas que não gostaram do livro. Ah, eu espero que a autora não me decepcione. Vai acontecer algo ruim? Tem a ver com o casamento dela? (já estou parecendo vc).

Muito obrigada por ter me sugerido esse livro! Agora vou ter que deixar o Cam e tentar dormir. rsrs

Beijo!
Carla

Luna disse...

Olá Carla!


Eu tbm adoro "Orgulho e Preconceito", e "Uma Linda Mulher"!!! Como pude esquecer de colocá-los na lista de preferidos? rsrs... É que não tenho essa lista escrita e minha memória é "complicada"...rsrsrs...

"PS Eu Te Amo" não posso dizer que amo, pois nunca o assisti até o final...rsrs... Sempre tinha algo pra fazer, mas ainda verei esse filme até o fim!

Os outros três não lembro de ter assistido, mas vou anotar todos eles como filmes que preciso assistir. :)

Agora sobre minha eterna paixão: O Cam é mesmo TDB e mais um pouco! Ele é perfeito e eu fiquei completa e incondicionalmente apaixonada por ele. Ele ocupa o 1º lugar da minha lista de preferidos, junto com o Cage, o Patrick, o Jeff, o Ian e até o Jason (sim! por algum motivo o Jason me conquistou).

Eu não entendo porque tem gente que não suporta esse livro. Realmente não entendo! Vai acontecer coisas ruins sim, mas é o vilão do livro que faz essas coisas... e há o momento forte no qual a Angela conta tudo que o monstro fez com ela: essa cena é pesada, na minha opinião. Eu cheguei a me sentir mal. Talvez seja esse o motivo da raiva de algumas leitoras... Elas podem não ter aceitado isso. Mas te conto mais por email...rsrs... Se vc quiser, é claro! :D

Bjs e fico muito feliz por vc está gostando do livro!

Anônimo disse...

Oi, Luna. Estou muito chateada com a Candace. Por que ela foi colocar aquilo no livro? ou melhor... porque ela foi tão explícita? eu odiei as descrições, odiei!! é muito horrível! Ela foi exageradamente gráfica e acho que não tinha necessidade nem de ser tão gráfica nem de criar tantas situações nojentas. Afff! Mas vou tentar esquecer essa parte do livro porque estou amando a história.

Bjs
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

Perdoe a autora, por favor! Acredito que ela não fez por mal! Por algum motivo ela achou necessário colocar isso nessa história. Não lembro de já ter lido algo igual nos outros livros da autora... Então, acredito que ela tenha uma explicação para isso, mas infelizmente não falo o idioma dela para tentar entrar em contato e descobrir o motivo.

Eu pensei no seguinte na época que li: que ela poderia dar motivos aos leitores para perdoar a mocinha por ter se casado com outro homem. Apesar de já sabermos que tinha sido para salvar o Cam. Mas tbm pensei que ela poderia querer deixar claro o quanto o monstro era doente... e quando pesquisei sobre o sadismo na internet... percebi que a narrativa pesada se parecia com a pesquisa. Ela realmente falou sobre o sadismo e como piorava com o passar dos anos. Ela quis falar dessa doença, eu acredito e, infelizmente, nossa mocinha foi a vítima. Mas ele não é cruel só com a Angela. No final ele ataca outra pessoa, mas não é sexualmente. Ele é um monstro doente e isso vem de família....

A cena realmente é pesada e revoltante, mas o casal é tão maravilhoso que não vale a pena odiar o livro só por causa do animal! :D É uma das minhas histórias mais queridas!

Eu até escolhi essa história para ser o livro inesquecível na coluna do blog Apaixonada por Romances! :D

Anônimo disse...

Eu perdoo porque a história é muito linda. O Cam é maravilhoso e só ele compensa tudo o resto. Mas o que eu achei foi que a autora poderia ter outro jeito de contar as coisas e a gente continuaria odiando o vilão. Ficou uma coisa muito sórdida, a mocinha explicando em pormenor situações de sexo oral, etc. Talvez o objetivo até tenha sido esse, mas eu fiquei muito chocada e chateada. rsrs Enfim. Agora preciso arranjar um tempo para terminar a leitura. Amei a sua recomendação. Obrigada mais uma vez.

Bjs
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

De nada!

Fico muito feliz por vc ter perdoado a autora e por estar gostando da história :)

O Cameron é mesmo um querido, não? Perfeito!!! E eu o amo!!!! rsrsrs....

Realmente aquela cena foi sórdida, desagradável... Mas eu prefiro até esquecer que ela existe! kkk...


Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.