O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Impiedosa Paixão - Michelle Reid



O bilionário grego Leo Christakis está convencido de que as roupas largas de Natasha Moyles são simplesmente o disfarce de uma alpinista social. Ele acredita que ela está envolvida em um esquema para roubar sua empresa. Por isso, ordena que Natasha fique a sua disposição 24 horas por dia. Porém, Leo logo descobre que ela é inocente... em todos os sentidos! Agora, ele não lhe deixará escolha: apenas o casamento satisfará sua honra!




Palavras de uma leitora...



- Bem... Depois que li o livro "Razões do Coração" decidi continuar lendo os livros da Michelle Reid antes de voltar a ler a série que estava lendo. E mais uma vez não me arrependi! Sei que estou ficando repetitiva, mas o que posso fazer se também adorei esse livro????!!! É claro que ele não é tão maravilhoso quanto o outro (o anterior é muito especial), mesmo assim achei a história ótima, envolvente, com paixão, intensidade e um casal maravilhoso!


- Quando comecei a ler esse livro, concordei em parte com uma menina que fez resenha dele no skoob. Realmente, achei o livro "a cara" da Lynne Graham. Eu não estava encontrando as diferenças que sempre encontro entre os romances da Lynne e da Michelle. Não era nenhum problema para mim, mas eu queria notar a diferença. O que não concordo com a menina é quando ela diz que o livro é apenas "divertidinho"...rsrs... Para mim, não. Ele é divertido, mas também é apaixonante! Foi ótimo ler esse livro!


- E o Léo?!! rsrs... Ai, gente! Não posso dizer que ele não é TDB, pois é! É tudo de bom e mais um pouco. Lindo, grego, sensual, emotivo, temperamental, sensível, possessivo e... muito ciumento! Confesso que ele me irritou um pouco, mas me divertiu muito mais. Seus ataques de ciúmes tornaram o livro muito melhor. Ele não finge ser o que não é. Não diz que não tem ciúmes somente para proteger o seu orgulho ou porque ter ciúmes é algo negativo. Não. Ele disse com todas as letras que morria de ciúmes da mocinha. E quando ele confessa que só usou as armas que possuía para lutar por "sua mulher"???!!! Amei essa cena e essa frase! Me convenceu completamente, pois desde o início estava claro que ele gostava dela. A provocava somente para fazê-la reagir de alguma forma. Ele a queria e lhe enchia de frustração vê-la prestes a se casar com o canalha do irmão dele. E ele nem pensou duas vezes: aproveitou a primeira oportunidade que teve para "roubá-la" para si. Claro que ele não faz as coisas direito, né? Nada de uma lenta sedução, vários encontros antes do primeiro beijo... Ele tinha pressa. Já não aguentava mais vê-la e não poder tocá-la e por isso usou a primeira chance que apareceu para "forçá-la" (bem entre aspas...rsrs...) a ceder. Ele a amava tanto! Só por causa desse amor que consegui sentir daqui, a história já é perfeita para mim. O Léo é PERFEITO!!! E eu considero a Natasha uma sortuda. Era louca por tentar fugir de um homem tão maravilhoso!!!! Eu jamais faria isso!kkkkkkkk... Essa história me faz lembrar da música "Blanco y Negro" que a Mónica me enviou um tempo atrás. Me faz lembrar da parte da música na qual a cantora diz, mais ou menos, que ele é quem a faz chorar, porém só ele pode consolá-la....rsrs... Houve dois momentos assim no livro. E o primeiro me tocou muito, pois o mocinho não desejava ter feito ela chorar. Ele a ofendia naturalmente, mas na verdade não queria fazer aquilo, sabe? Não era sua intenção (somente algumas poucas vezes foi). E quando ele a pegou no colo... Como não se emocionar com uma atitude tão sensível? Ele foi atrás dela. Ouviu em silêncio ela chorar sozinha, enquanto ele sentia o próprio coração se rasgar... Aí, sentindo que não suportava mais, ele se aproximou e a pegou no colo. Ela continuou chorando nos braços dele e adormeceu. Só de lembrar dessa cena sinto vontade de chorar também!kkkkk....



Um pequeno resumo:


Ele estava furioso. Desde a morte do pai que ele vinha bancando a babá do meio-irmão e de sua madrasta super sensível, Angelina. Mas estava cansado daquela situação. Tinha vontade de jogar tudo pro alto e começar a cuidar da própria vida. E o último golpe de Rico era para ter sido a gota d água. Porém, seu senso de responsabilidade falou mais alto e ele se viu protegendo o meio-irmão mais uma vez.


Uma fraude havia sido feita. O responsável todos sabiam que era Rico e exigiam, sem palavras, que Léo tomasse uma atitude. O prejuízo havia sido de milhões e Rico merecia uma punição adequada. O mais adequado seria entregar o irmão à polícia, porém ele não suportaria magoar Angelina e optou por não fazer isso. Desligar o irmão da empresa também atingiria Angelina, mas ele precisava fazer algo. Se não fizesse, sua imagem ficaria prejudicada perante os sócios e funcionários da empresa e Rico também continuaria cometendo seus crimes por pensar que sempre teria Léo para protegê-lo. E mal contendo a fúria, Léo decidiu ir até a sala do irmão. Ele não sabia ainda como puniria Rico, só sabia que as coisas não poderiam ficar como estavam... E ao pensar no caráter do irmão, ele se perguntou mais uma vez o que a reservada, educada e "Abotoada dos Pés a Cabeça" Natasha havia visto nele... Natasha não era o tipo de mulher que chamava a atenção de Rico. Seu irmão era um mulherengo que gostava de um tipo de mulher muito diferente de Natasha. Não. Com certeza ela não fazia o tipo do seu irmão... Mas fazia o dele.


Natasha estava aborrecida. Mais uma vez havia recebido fotos de Rico com outra mulher e estava cansada de fazer de conta que o noivo não a traía. Ela só precisava de uma confirmação dele... e aí poderia jogar seu futuro casamento fora. Poderia não se achar o tipo ideal de mulher, mas não era tola e não passaria a vida inteira sendo traída somente para ter um homem ao seu lado. E era o momento de ter uma séria conversa com Rico.


Ao entrar na sala do irmão, Léo se sentiu paralisar. Não podia acreditar no que estava vendo. Mas era verdade. Seu irmão realmente estava com as calças no joelho, enquanto fazia sexo com uma loira, que estava deitada em cima da mesa e com as pernas em volta da cintura de Rico. Ele sentiu muito nojo na hora, mas não conseguia parar de olhar... principalmente por pensar que a loira fosse Natasha. Ele estava em choque e não queria acreditar naquilo. Ao ouvir um barulho atrás de si, ele se virou e encarou Natasha sentindo um misto de alívio e confusão... e depois repulsa pelo que ela estava presenciando naquele momento. Ao perceber quem era a loira que estava com Rico, ele sentiu ainda mais piedade de Natasha e foi atrás dela, quando ela saiu correndo da sala.


A partir daí uma história intensa, apaixonante e complicada se inicia... Marcada por palavras ditas da boca pra fora, momentos de angústia, brigas... e também de inesquecíveis cenas de amor. Léo está completamente apaixonado por Natasha e tudo que fará será para conquistar a mulher amada... Mas será que uma relação que começou no momento errado e pelos motivos errados pode durar? Até quando?



- Bem... Estou tentando segurar os spoilers embora nem sempre me saía muito bem nisso. Mas não quero falar "tudo" sobre a relação do casal, entendem? Deixa eu ver o que posso contar...rsrs...


- Natasha é aquele tipo de mocinha com o qual já estou acostumada. Embora ela possa ter atitude em alguns momentos... Como nos quais bateu no mocinho ou atacou a bebida nele... Ela é bastante altruísta, digamos. Aquele tipo que as famílias más costumam usar como capacho, sabe? Ela se importa demais com pessoas que não estão nem aí para ela. Ela ama quem não deveria amar. E por isso passou boa parte da vida sofrendo. O livro não fala muito do passado dela, mas dá para perceber que infância feliz ela não teve. Sempre esteve sobrando. Desde o momento que Cindy nasceu. Ela passou simplesmente a servir de babá e empregada de uma irmã que a odiava.

Os pais de Natasha haviam adotado ela porque pensavam que não poderiam ter filhos. No início, ela era a preciosidade deles, mas quando a Cindy nasceu, eles não a quiseram mais. Acredito que só não a devolveram pro orfanato porque não queriam ficar com a consciência pesada... Ou talvez porque precisavam de uma babá para a filha. E uma gratuita seria melhor ainda, não? Creio que já deu para perceber que eu não os suporto. Eu acho egoísmo demais usar uma pessoa assim. Principalmente uma criança e esse tipo de coisa tem a capacidade de esquentar o meu sangue. Enfim... Natasha cresceu servindo somente para cuidar de Cindy e protegê-la das tolices que fazia. Sentia-se sozinha e sem valor e desejava com todo seu coração fugir daquela vida, mas não tinha coragem de magoar "as pessoas que foram tão generosas e lhe deram um lar". Tanta generosidade!!! Quando Cindy começou a ficar famosa como cantora, Natasha virou literalmente a empregada dela. Cindy tinha tudo. Ela não se deu a oportunidade de ter algo e ainda deixava a irmã humilhá-la. Aí, quando conheceu o Rico e ele se interessou por ela, nossa mocinha viu sua única oportunidade de fugir e aceitou o pedido de casamento prematuro que ele lhe fez. E, por ter alguém que a notasse pela primeira vez na vida, Natasha acreditou que estava apaixonada por ele. Dá para perceber que ela não amava aquele infeliz, mas isso não a impediu, é lógico, de ficar profundamente ferida ao ver o noivo transando ("aquilo" com certeza não é fazer amor!!!!) com sua irmã. Ela ficou péssima e passou muito mal antes mesmo de conseguir sair da empresa. É aí que começa uma relação complicada entre ela e o TDB Léo... Ele havia ido atrás dela e a segurou enquanto ela vomitava. Não é uma forma adequada de ter o primeiro encontro, mas já é alguma coisa...rsrs... Ela não aceitou a solidariedade dele e lhe deu uma bofetada. Mesmo assim nosso mocinho não saiu do seu lado. Ele já a amava e não poderia deixá-la sofrer sozinha. Enfim... Prometi que não iria falar muito sobre a relação dos dois...rsrs...  Aquela cena nojenta que a mocinha presenciou havia sido armada. Não pelo mocinho, mas sim pela vadia da irmã da mocinha.

Aquele projeto de cobra tinha tudo que poderia desejar na vida, mesmo assim tinha inveja da Natasha. Ela não aceitava que a outra pudesse ser feliz. Que pudesse ter algo que ela não tivesse provado antes, sabe? Então... Ela fez tudo de propósito para magoar a Natasha. Ela não queria que a Natasha terminasse com o Rico. Ela só queria que nossa mocinha sempre soubesse que a Cindy havia tido o Rico antes. E se tenho algo para criticar nessa história, é o final da Cindy, do Rico e dos pais dessa vadia. Não aceito aquilo e nunca aceitarei. Eles mereciam pelo menos um pouco de sofrimento, mas terminaram bem, como se nunca tivessem feito nada de errado na vida. Ah, não! Não posso aceitar esse tipo de coisa. Gente assim não merece ser feliz. Pelo menos, não antes de pagar pelos seus erros. Fizeram nossa mocinha sofrer muito conscientes do que estavam fazendo... O sucesso que a Cindy alcançou me deixou muito furiosa. Até o final ela aprontou, mas em vez de pagar pelos seus erros, ela foi recompensada.


- Enfim... O que posso falar sobre a relação desse casal? É complicada somente porque o mocinho usa motivos falsos para conseguir a mocinha. Ele já a amava, mas queria tê-la de uma vez e por isso usou de chantagens. Como havia uma "prova" de que a mocinha tinha participado da fraude com o Rico, ele disse mais ou menos isso para a mocinha: se você se tornar minha amante por seis semanas, eu não te entrego para a polícia. Essa atitude foi covarde se levarmos em consideração que ele sempre soube que ela não era culpada e nossa mocinha ainda estava muito abalada pelo que tinha visto naquele dia. Ela estava arrasada e ele ainda acabou de "destruí-la". Ele não fez aquilo por mal... O modo dele tentar consolá-la, procurar fazê-la se sentir bem com ele (mesmo quando a ofendia sem ao menos perceber isso!), ou até o modo como ele a olhava, mostrava que ele sentia algo forte pela mocinha. Não só paixão. Tinha mais ali. E a atitude dele quando a mocinha sai correndo da sala do Rico, provam muito que ele a ama. Lembram que eu disse que ele não iria despedir o Rico para não magoar a Angelina? Porém eu não disse que ele mudou de ideia, certo? E adivinha quando isso aconteceu!!! :D


"Com a fúria que sentia em nome de Natasha se espalhando por seu corpo, Leo virou-se novamente para os dois amantes cheios de culpa. As perguntas que Rico deveria estar respondendo subitamente desapareceram de sua mente.


— Você está acabado comigo, Rico — disse ele para o jovem. — Pegue suas roupas e caia fora do meu prédio antes que eu chame a segurança para expulsá-lo. E leve esta vadia com você!


Então Leo saiu, batendo a porta antes de seguir Natasha, sentindo-se perdido agora que Rico lhe dera um motivo para que ele o excluísse de sua vida."


- Eu adorei esse momento! Quando li essa cena, soube que ele a amava. Não teria motivos para se sentir tão furioso se não a amasse. A fraude não foi motivo suficiente para ele despedir o Rico. Mas o fato do canalha ter magoado sua amada, foi...rsrs... Amei, amei e amei!!! 


- Existe um outro momento no qual ele defende nossa mocinha... É quando ele fica cara a cara, e sozinho, com a Cindy. Naquele momento ele disse tudo que pensava da ordinária e mais um pouco...rsrs... Só gostaria que ele tivesse acabado com ela. Mas parece que a autora não queria isso. Uma pena, realmente.  Mas creio que já estou falando demais, não é? Só vou mencionar mais uma coisa! As cenas de ciúmes do mocinho... quando a mocinha falava um nome: "Rico"...rsrs... Adorei muito essas cenas. Ele ficava tão furioso que me fazia rir!kkkk... E nossa mocinha sempre acabava na cama, com ele por cima dela mostrando em quem ela deveria pensar! É por isso que eu cheguei a pensar que a mocinha passou a falar o nome do Rico somente porque sabia como seria "castigada"!kkkkkk...


- Bem... É isso. Espero não ter falado demais...rsrs... Realmente, adorei essa história e foi muito agradável lê-la. Tem alguns momentos de estresse, que podem sim irritar um pouco os leitores, mas na maior parte das vezes, a gente se diverte. Tem intensidade, paixão, cenas românticas, quentes... com algumas brigas que contribuem para deixar a história única também. Os personagens principais tem personalidade também, embora eu não goste muito de mocinhas como a Natasha. Não que eu não goste. Não tenho nada contra e às vezes sinto vontade de proteger esse tipo de personagem (risos), mas prefiro mocinhas que saibam se defender melhor... que não sejam tão capacho das outras pessoas. Mas ela é uma pessoa maravilhosa, boa, sabe brigar quando quer (somente com o Léo) e também é muito apaixonada. Combina com ele, sim! Já o Léo... (suspiros)... Ele é ÚNICO!!! Estou apaixonada por ele! :D


- Esse livro foi uma indicação da minha amiga, Mónica. Creio que também foi no ano passado e só agora consegui ler o livro...rsrs... Também é o livro que a Bianca estava procurando!!! E agora entendo porque ela queria tanto esse livro. É realmente muito bom!


Bjs e até a próxima! 

8 comentários:

Faby - Adoro Romances de Aracaju. disse...

Oi Luna!
Adoro essa autora, se você gosta de romances com rival, homens arrogantes, cheios de si e que se acham donos da verdade ''leia Michelle Reid'' kkk.
Tenho esse e adorei, é raro não gostar dos livros dela!

Bjs!

Luna disse...

rsrsrs... Concordo completamente com você, Faby! Os livros dessa autora são maravilhosos!!! Ela raramente erra a mão.


Bjs!

Maria Lucelia - A magia da ternura disse...

Olá, Luna!

Agradeço por visitar e seguir o meu blog.Eu gosto muito de ler os livros da Michelle Reid, dificil encontrar um que não me agrade.

Beijos
http://amagiadaternura.blogspot.com/

Anônimo disse...

Como faz para baixar?

Luna disse...

Olá!

O blog não disponibiliza nenhum link para baixar livros. Acredito que ele possa ser encontrado no Google, mas não tenho certeza.

Espero que consiga encontrá-lo! E que se torne fã da autora! A Michelle Reid é uma autora maravilhosa!

Bjs!

Nayra Kelly disse...

Esse livro parece ser otimo vou le.

nesca amici disse...

Adorei a resenha, vou ler esse livro

Beatriz Solano Pinzon disse...

Não deixa de ser um bom romance. Apesar de achar todos os personagens meio loucos nessa estória. O início do livro é bem surreal, qualquer mulher que presencia uma cena grotesca daquela com seu noivo, precisaria de um bom tempo "sozinha" para lamber as feridas. No entanto, a mocinha simplesmente vai embora com o meio-irmão do noivo para ser e fazer tudo o que o ogro queria, pagar por crimes que ela não cometeu!!! E pra melhorar tem ainda uma ex-mulher psicopata bem presente na vida do mocinho aff!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.