O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Sempre Te Amei - Diana Palmer


19º Livro da Série Homens do Texas

2º Livro da Série Irmãos Hart



"Jamais permitirei que uma mulher more no meu coração"

Eram as palavras de Simon Hart, texano, alto, teimoso, gênio insuportável e coração de pedra. Ele jurara que se manteria para sempre afastado de relacionamentos amorosos. Mas todo homem tem uma fraqueza, e a sua era a bela e sedutora Christina Beck;

Simon rotulara a brilhante socialite como uma conquistadora sem escrúpulos, com uma arrogante conduta a respeito do casamento, até que descobriu que ela secretamente reservara todo o seu amor para ele.

 
Contra a sua vontade, Simon tornou-se prisioneiro da gloriosa presença de Christina, e cada gesto dela o tocava como uma doce e bem-vinda carícia. Entretanto, sabia que a recatada virgem não renderia suas noites a ele... a não ser que Simon se tornasse seu amado!





Palavras de uma leitora...



"Simon sentiu como se uma faca tivesse penetrado seu peito. Pela expressão de Christina, ela estava sendo sincera.


- Entendi.


- Não, acho que não entendeu, Simon. Você é como uma droga. Eu estava viciada. Venho me recuperando, mas até pequenas doses são perigosas para meu restabelecimento."






- Bem... Seis meses depois de ler o primeiro livro dessa série, eu resolvi ler o segundo. Daqui a seis meses eu leio o terceiro e daí por diante...rsrs... Calma, gente! É brincadeira. Pretendo terminar de ler essa série ainda esse ano. Além do mais, a Diana Palmer é minha meta de leitura...rsrs...


- Confesso que o livro não será inesquecível para mim. Não. Eu realmente gostei dele. A leitura foi muito agradável, leve, prazerosa, mas depois de ler "Whitney, Meu Amor" e "Herdeiros do Desejo", eu esperava ler outro livro bem intenso, muito emocionante. Achei que esse livro teria aquela intensidade que costumo ver em muitos livros, mas ele é leve, doce, fofo. Vocês não devem estar entendendo. Eu não gosto de livros doces, leves, fofos?! Claro que gosto, mas é que o livro é apenas isso. Ele não tem nada que o torne inesquecível, apesar de eu ter gostado muito de lê-lo. É um livro para passar o tempo. Delicioso, mas não inesquecível. Um três estrelas, entendem? Aquele livro que você não se arrepende de ter lido, mas também não pretende ler novamente.


- A história começa quando John, ex-marido de Christina, morre, vítima de um terrível acidente. Simon, nosso mocinho (super fofo, teimoso e inseguro) foi melhor amigo do John e culpa Christina pela morte do ex-marido dela. Segundo ele, ela é culpada, pois pediu o divórcio um mês depois do casamento. Simon acredita que a depressão causada pelo abandono de Christina levou seu amigo a decidir trabalhar em algo tão arriscado e que por esse motivo ela era culpada. Foi ela que matou o amigo dele e por isso Simon a desprezava. Quem leu o primeiro livro dessa série talvez diga que tem algo errado, pois Tira (Christina nesse segundo livro) é amiga do Simon. Eles são amigos e não se desprezam nada. Bem... Ele "fingia" ser amigo dela. Enquanto era gentil e amigo por fora, por dentro a odiava. Ela era a última mulher que ele gostaria de ter por perto. Uma falsa. Egoísta. Fria. Bem... Ele podia até fingir essa amizade, mas eu não penso que ele chegou a desprezá-la um dia. O Simon não chega nem perto de um mocinho que pode me desagradar. Ele é fofo, romântico, carinhoso. Um doce maravilhoso. Até quando é mau ele é bom...rsrs... Por mais que faça algo errado, ele se arrepende rapidamente e vai atrás da nossa mocinha para consertar as coisas. Gostei muito dele, do seu jeito inseguro (coisa que não gosto em todo personagem) e da forma como ele se arrependia rápido e ficava com a consciência pesada. Ele gostava muito da Tira até mesmo quando achava que a odiava. Creio que ele tinha medo de se aproximar muito dela. Se escondia atrás desse suposto desprezo, pois a amava e tinha medo de ser rejeitado. Para quem não leu o primeiro livro e por isso não sabe quem é o Simon e por que ele teria medo... Ele é o irmão Hart que sofreu um sério acidente no passado e perdeu um braço, fato que o atormenta até hoje. No dia do acidente, ele havia descoberto que sua esposa, Melina, que ele pensava que o amava, o traía e não só isso... Ele também havia descoberto que ela fez um aborto de um filho que poderia ser dele. Além do trauma que todos os cinco irmãos tem por causa de quem foi a mãe deles (uma vagabunda, insensível e egoísta), Simon ainda carregava o trauma causado por seu casamento infeliz e a perda do braço. Depois do acidente, ele nunca mais se envolveu com outra mulher. Tinha vergonha de não ter um braço, se desprezava por isso e tentava esconder esses sentimentos atrás de uma máscara de arrogância e segurança. No fundo ele era um menino ferido temendo sofrer outra rejeição. E ser rejeitado por quem amamos é doloroso e ele não queria sofrer isso novamente. Então, tentava convencer o próprio coração de que a desprezava. Mas quem ler o livro vai descobrir que isso não é verdade logo no início do livro. O Simon finge muito mal....rsrsrs...


- Voltemos ao assunto... Depois da morte de John se passa algum tempo, Christina continua correndo atrás de Simon (e ele é o único que não percebe isso), volta para a faculdade, se passam mais alguns anos e chega ao tempo atual. Christina sempre amou o Simon. Ela sentia uma atração muito forte por ele quando nosso mocinho ainda era casado, assim como ele também sentia por ela. Mas como ele era casado, ambos sabiam que era uma relação proibida e Simon a empurrou para John, tentando fugir da tentação que ela representava. O casamento não deu certo por motivos que não irei revelar. Simon sofreu o acidente, Tira foi a única que ele permitiu que ficasse mais próxima. Ela foi vê-lo no hospital, não olhou para ele com repulsa por ele ter perdido o braço e creio que eles realmente se tornaram amigos, embora o Simon negasse isso para si próprio. Enfim... Mas não irei contar o passado deles todo e nem o presente, pois é um livro curtinho e eu posso acabar falando demais. O que posso dizer é que, no presente, Tira está cansada de tentar. Ela tentou ser a amiga ideal, tentou fazê-lo notá-la, mas parecia que ela era invisível para ele. E ela havia perdido anos de sua vida vivendo somente em função de Simon. Cansou. E por isso decidiu se afastar. É a partir daí que Simon começa a "acordar". Ele diz desprezá-la, mas não quer a distância...rsrs... Entre eles se desenvolve uma relação muito bonita, fofa, deliciosa de acompanhar. Eles formam um casal muito bonito e eu gostei de várias atitudes do Simon. O quanto ele foi fofo em vários momentos. Ele só me irritou depois da primeira vez do casal...rsrs... Não por causa da primeira vez em si, mas sim porque ele ficou falando muitas vezes a mesma coisa. No lugar da Tira eu não tentaria consolá-lo e sim gritaria com ele. Poxa, ela não era surda! Já tinha ouvido aquilo várias vezes e entendia como ele se sentia... Não havia necessidade dele ser tão irritante...rsrsrs... Mas tudo bem. Isso faz parte da personalidade dele que tanto me agradou. O jeito inseguro dele faz a gente desejar cuidá-lo...rsrs... Mas chega de falar do casal. Já falei demais, certo?


- Então vamos falar do que agora? Dos irmãos Hart, claro! Eles voltaram a me divertir, gente! Quem leu o primeiro livro sabe da mania deles por biscoito e todas as loucuras que eles fazem por isso. É algo muito divertido. Não consigo entender essa mania, mas aceito, pois todos nós temos nossas "obsessões". A deles é biscoito. Ainda sinto pena da nossa pobre Dorie (do primeiro livro)... Eles não tiveram um pingo de compaixão dela. Por causa dos biscoitos foram capazes de acusar a coitada de algo que ela não fez só para a arrastarem (algemada) de volta...rsrsrs... Não podiam ficar sem os biscoitos e os dela eram maravilhosos...kkkkkkk.... Se o Corrigan não sabia mantê-la por perto, eles conseguiriam! Meninas, eles chegaram a preparar todo o casamento antes mesmo de informar aos noivos. Eles trataram de uni-los só por causa de biscoitos!kkkkkkkkk... E nesse livro temos mais um episódio engraçado que eu não vou contar. Mas posso dizer que o Léo é obrigado a ficar, literalmente, de joelhos! Foi uma cena maravilhosa e que me fez rir muito. Estou ansiosa para ler o livro desse estúpido! rsrsrs... Mas parece que a história dele é a última da série :(


- Além de me divertir com os loucos por biscoitos, eu tbm achei graça de um ratinho muito traquinas que infernizou a vida da Tira...rsrs... Claro que eu não acharia graça se ele estivesse morando na minha casa, mas como esse não era o caso, eu me diverti. A coitada chegou a pegar uma pistola para tentar assassinar o rato!kkkkkk... Ela fez o que pôde, mas vou contar um segredo: o livro encerra com mais uma travessura desse ratinho. Nada foi capaz de detê-lo. Ela fez de tudo, mas ele continua vivinho da Silva...rsrs...


- Enfim... Quem me indicou esse livro foi a querida Mónica que vocês já conhecem (claro!). Agradeço muito a ela pela indicação. Acredito que todos os livros da DP que estão na minha lista foram indicados. Pela Mónica, Carla, acredito que pela Pamela tbm e ainda por outras leitoras... Muita gente gosta dessa autora. Mas eu confesso: ainda não sou fã dela...rsrs... Preciso ler um livro maravilhoso, inesquecível da autora. Só assim poderei me tornar sua fã. Até agora não vejo motivos para ela ser tão querida (não me batam!!!!) rsrsrs... Os dois livrinhos que li dela são agradáveis (Coração Desafiado é o melhor até agora), com histórias interessantes, românticas e leves, mas nada tão... intenso. Eu gosto de histórias intensas. Com brigas, reviravoltas, muita paixão... Claro que gosto das leves, mas minhas autoras preferidas são aquelas que escrevem histórias cheias de paixão...rsrs...



Livros que fazem parte da série Irmãos Hart:


1- Coração Desafiado
2- Sempre Te Amei
3- Estações do Amor
4- Feitiço do Amor
5- Nas Mãos do Destino


*Meninas, quem quiser informações completíssimas sobre a série Homens do Texas só precisa visitar o blog da Suelen, clicando em: Romantic Girl 
 
Bjs!

5 comentários:

Anônimo disse...

A resenha foi digna do livro,fofa,leve e doce.

bjs,

ALEXIS disse...

Luna, adorei a resenha.
Adoro a DP, kkkkkk, culpa da Suelen do Romantic Girl, kkkkk.
ainda não li esse livro, mas já li os outros que compõem os Irmãos Hart. Como vc, adorei a história do Corrigan. A do Léo é mto divertida tbm.
Vc já leu Dura vingança, tbm da DP? È mto bom.

Bjão

k-rol disse...

concor em genero numero egrau que não é melhor que herdeiros do desejo mas confesse:essa história não é muito engraçada?
eu não sabia que era 19º história de um, aserie tããããããããõ grande assim, pensei que era só cinco!
aff
lá vai eu no sebo atrás rsrsrsrsrsrs

xeru

Luna disse...

Olá meninas!


Gracias, Mónica! :)


Alexis, eu ainda não li Dura Vingança, não. Mas vou colocar na lista! :) Obrigada!


K-rol,

rsrsrs... Pois é! A série é enorme. Terminarei de lê-la um dia... rsrs...

Claro que confesso que é muito engraçada! Foi bem agradável ler o livro. Ele só não é inesquecível, sabe?


Bjs!

Beli disse...

Confesso que Diana Palmer nunca me agrada muito... Aff! Odeio Jacobsville, na cidade parece ter apenas mocinhos brucutus e virgens traumatizadas... Apenas gosto dos romances dela quando ela envolve os mercenários ou sai dos padrões... hahah
Esse romance não gosto muito, tb achei até fofinho... hhaha

"Whitney, Meu Amor" é um classico! Judith Mcnaugth é incoparavel!

Adorei a resenha!!!
bjuss

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.