O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Vidas Marcadas - Emma Darcy (Maratona de Banca 2011 - Agosto)




Em Agosto: Emma Darcy


Quem seria aquela garota frágil que invadia intempestivamente seu apartamento, jurando conhecê-lo? Mike a observava perplexo, fascinado. Ouvia pacientemente as acusações, os gritos, os protestos desesperados, achando tudo muito absurdo; como também era absurdo ver um olhar zangado naquele rostinho meigo que inexplicavelmente o atraía tanto. Mike esperava que tudo não passasse de um mal-entendido, quem sabe até um bom pretexto para um romance. Jamais poderia imaginar que esse incidente fosse o início de uma tragédia terrível que iria marcá-los para sempre!




Palavras de uma leitora...




- Dessa vez não escolhi um livro ruim! srsrs... Depois da decepção com o livro do mês de julho, confesso que senti medo de ter escolhido errado de novo! rsrs... Mas, graças a Deus, ler o livro Vidas Marcadas foi fácil, relaxante e delicioso...

- Não irei fazer um resumo separado, pois a história é curtinha e não quero contar muita coisa. Somente o necessário. Ou seja, falarei mais do passado do casal. Deixo vocês descobrirem sozinhos o que acontece no presente. :)



"- Andei magoando você demais, não foi, Jo?

- Por que diz isso? - Não queria que ele percebesse como seu sofrimento a tinha marcado.

- Porque só um machucado muito profundo é capaz de produzir tanto ódio."



- Bem... O livro começa com o reencontro do casal. Por pura coincidência a empresa do Michael, nosso mocinho, precisava da melhor programadora para criar um novo sistema de computadores e treinar a equipe que iria trabalhar com ele. E quem era a melhor? Nossa mocinha, Josephine, mais conhecida como Jo. A mulher que havia confiado nele no passado e acabou perdendo a irmã por causa dessa confiança... E apesar do terrível acidente ter acontecido três anos e três meses atrás, as lembranças ainda estão muito vivas na mente de Jo, e seu ódio pelo mocinho e pelo primo dele ainda é intenso.

Mas o que aconteceu três anos atrás? Qual a participação do mocinho nisso?

Tudo começou com o envolvimento de Carol, irmã da Jo, e Mark, primo do Michael. Aparentemente, Carol havia se apaixonado pelo Mark e tido um relacionamento passageiro com ele. Bem... Passageiro para o Mark, que só usou a garota e depois foi embora sem olhar para trás. A desculpa dele é que nunca havia lhe prometido nada... Enfim... Ao partir, ele disse para Carol que ligaria para ela e a garota não entendeu que aquele era o fim do relacionamento dos dois. Ela acreditou que Mark realmente ligaria para ela e que voltaria, mas nada disso aconteceu. Então, desesperada, Carol confessou para Jo que havia se envolvido com o Mark e que estava grávida. Ela também implorou que a irmã a ajudasse e Jo procurou resolver a situação da melhor forma possível.

E foi assim que ela acabou conhecendo o Michael... Jo havia ido até o apartamento de Mark para ver se alguém lhe dava o endereço fixo dele. E quem a atendeu foi nosso mocinho, que não estava vestindo nada. Tinha apenas uma toalha presa na cintura...rsrs... Enfim... Ele mandou nossa mocinha entrar e ouviu atentamente todas as acusações dela, prometendo fazer o possível para convencer Mark a assumir suas responsabilidades. E logo naquele primeiro encontro algo surgiu entre os dois... Não digo que eles se apaixonaram à primeira vista, mas sentiram uma espécie de atração, sabe? E a mocinha soube que poderia confiar nele. Assim como o Michael soube que ela era a mulher certa, quem ele estava esperando... Naquele dia, eles se despediram com uma promessa no olhar... A promessa de se conhecerem melhor e tentar um relacionamento... Só que no dia seguinte um terrível acontecimento provocou o amargo fim daquela relação que nem havia começado ainda...

Michael foi até o apartamento de Jo, como havia prometido, mas já não era o mesmo da noite passada. Ele havia conversado com o primo e chegado à conclusão de que Jo não passava de uma atriz que estava participando do golpe que Carol queria dar em Mark. E além de insultar as duas, ele, furioso, deixou claro para Carol que Mark jamais se casaria com ela e que era para a garota esquecê-lo. A menina ficou chocada e arrasada, procurando abrigo nos braços da irmã, que, decepcionada com o Michael, tomou a decisão de ordenar que nenhum dos dois (Michael e o primo desgraçado) voltasse a se meter com sua família. Mas Carol não aceitou essa decisão. Seu relacionamento não foi com o Michael, então, não seria dele que ela ouviria que estava tudo acabado, entende? Ela queria que o Mark falasse com ela e não fugisse como um covarde, se recusando a vê-la. Ela queria o endereço dele, para conversar e ouvir da boca dele que estava tudo acabado... Algo que Mark esqueceu de dizer quando partiu sem dizer também que não voltaria. Mas Michael a olhou como se ela fosse um verme e se recusou a lhe dar o endereço. Em seguida, ele foi embora. Só que Carol estava fora de si e correu atrás dele. Jo não conseguiu segurá-la e também não chegou a tempo de impedir a tragédia...

Michael já havia atravessado a rua e estava prestes a entrar no carro quando ouviu Carol chamá-lo. E o que aconteceu a seguir foi rápido demais... Ela saiu correndo do edifício em que morava e atravessou correndo a rua, sendo atropelada antes de chegar ao outro lado... Eu me emocionei muito nessa cena, pois, apesar do livro ser leve, a cena na qual Carol morre é forte. O carro a pegou em cheio e jogou a menina do outro lado, fazendo ela bater contra um caminhão que estava parado (creio que era um caminhão) e morrer no mesmo instante. No momento em que foi jogada longe e bateu contra o caminhão, ela quebrou o pescoço. Eu achei tudo muito triste... A dor da mocinha, seu choque e a recusa em acreditar que sua irmã estava morta, foi de partir o coração. As duas haviam perdido os pais apenas seis meses antes. Carol podia não ser um "exemplo" de garota, mas só tinha dezoito anos e toda uma vida pela frente. Não havia cometido nenhum pecado tão grave que devesse ser pago com sua morte. Ela era só uma garota e tudo que queria era a droga do endereço do desgraçado com o qual se envolveu. Só isso. Ela morreu por causa de um endereço!

- Enfim... A mocinha ficou arrasada, é claro, e culpou o mocinho e o desgraçado do primo dele pela morte da sua irmã, se recusando a ouvi-lo e mandando ele deixá-la em paz. Depois da morte de Carol, o mocinho tentou fazer Jo ouvir o que ele tinha a dizer sobre a jovem, que ele dizia não valer nada. Não que ele tenha dito isso com todas as letras, mas pretendia. E daqui a pouco eu vou dizer o que a Carol fez de tão grave... A única coisa que me decepcionou no livro foi a cena na qual o próprio desgraçado (mais conhecido como Mark) revela quem era realmente a Carol. Eu não pude suportar aquilo e por causa disso o livro perdeu uma estrela. Mas vamos falar disso daqui a pouco...

- Depois daquela tragédia, Jo e Michael só voltaram a se ver no dia que ela foi escolhida para montar o sistema de computadores e treinar a equipe dele. Ela não sabia que era para ele que iria trabalhar e nem ele sabia disso. O reencontro não foi muito agradável, principalmente porque a mocinha reencontrou o mocinho no mesmo instante em que conhecia o Mark... Então, as lembranças começaram a tomar conta dela e provocou uma pequena briga entre o casal. Enfim... Mas eu disse que não iria falar sobre o presente, sobre o reencontro, certo? rsrsrs... O que posso dizer é que o mocinho é maravilhoso e que dá para ver que ele gosta muito da mocinha. Ele fica furioso em alguns momentos e comete alguns erros, mas a trata com tanto carinho, tanto respeito, afeto que eu me peguei suspirando aqui...rsrsrs... Não há aquelas cenas quentes que costumamos ver em vários livrinhos, mas isso não prejudica em nada a história. Tudo é muito doce, muito romântico, leve... Aquele tipo de romance que você procura para ler quando está cansada de livros com tramas complicadas, pesadas... Ou leu vários romances moderninhos e quer algo mais leve, para relaxar e passar o tempo. É um livro bem docinho e fácil de ler. Eu terminei a leitura em poucas horas e não senti a sensação amarga de tempo perdido, como quando li o livro de julho...rsrs... Pelo contrário, senti que havia aproveitado bem o meu tempo... Enfim... Há muita mágoa entre o casal e não será fácil esquecer o passado e pensar somente neles. Até porque, Mark continua o mesmo canalha de sempre e decidiu que vai seduzir a Jo... E isso complica um pouco as coisas... Pois Jo, além de não querer nada com o Michael pelo que ele fez no passado, também deseja vingança e acaba brincando com fogo... O mocinho é quem mais sofre nessa história, mas eu não culpo a Jo pelo sofrimento dele. Eu entendo perfeitamente o lado dela... Sua irmã estava morta e tudo poderia ter sido diferente se ele não tivesse sido tão cruel e se recusado a lhe dar o endereço do Mark... Os "se" da vida atrapalhavam tudo. Eu gostei muito, muito mesmo do Michael, mas também considerei que ele teve sua parcela de culpa. E não é só o passado que atrapalha, mas também as próprias palavras do mocinho... Enfim... Mas eu disse que não falaria disso! rsrs...

O que mais posso dizer? Eu achei o casal desse livro fofo e consegui sentir as emoções deles, seus sentimentos... Consegui entendê-los e acabei amando-os! rsrsrs... São duas pessoas (para mim, os personagens são sempre pessoas...rsrsrs... ) maravilhosas, que haviam sido marcadas pela vida, mas que mereciam uma chance, mereciam ficar juntos. E eu gostei do final, embora dessa vez tenha sentido muito a falta do epílogo...

E o que foi que aconteceu na história que a fez perder uma estrela?

- O fato do Mark ter virado a vítima da história. O inocente que havia caído numa armadilha, feita por uma vadia que o seduziu. Isso mesmo que vocês entenderam. Durante boa parte do livro, o Mark mostrou que não valia muita coisa. Eu não gostei dele logo de cara. Antes mesmo de saber o que ele tinha feito com a Carol, eu já não gostava dele. Ele parecia o típico personagem que não vale nada. E, inclusive, uma funcionária da empresa, que conhecia perfeitamente tanto ele quanto o Michael, aconselhou a mocinha a manter distância do Mark, pois ele não prestava. Mas aí, a autora, quase no final do livro, o transforma num santo traumatizado por um casamento com uma cobra. Aquilo não me convenceu e eu fiquei chocada quando a mocinha o perdoou e passou a vê-lo como um amigo. Eu fiquei verdadeiramente furiosa, pois aquilo estava totalmente errado! Ele contou sua versão da história, mas a Carol não estava mais viva para se defender. Como saber se ele estava dizendo a verdade??? Ela acreditou na palavra de alguém que não conhecia e passou a ver a irmã como se ela fosse uma "perdida"!!! Ele era um estranho e ela acreditou no que ele disse!!! E mesmo que fosse verdade! Vai me dizer que a Carol o estuprou???? Ela o forçou a ter relaçõe sexuais com ela?! Não! Ele transou com ela porque quis e de inocente não tinha nada. Sem mencionar o fato de que ela era uma menina e ele um homem feito. Não que toda jovem de dezoito anos seja inocente, mas a Carol também não era a vadia que ele "pintou". Ele chegou com a cara mais "lavada" na casa da mocinha e contou sua versão, na qual a Carol o havia seduzido e que, coitadinho, deprimido pela recusa de sua amada (a mulher com quem ele se casou depois e fez da vida dele um inferno) em se casar com ele... o coitadinho aceitou o que ela estava oferecendo. Ele deu a entender que a Carol armou tudo e se aproveitou dele, de sua depressão! Eu posso com uma coisa dessas???!!! Não, não é verdade? Ele transformou a garota numa vadia e ainda disse que ela não era nenhuma inocente e que já havia tido "outros". E eu pergunto: o fato dela não ser virgem quando transou com ele a transforma numa vadia??? A mulher só vale alguma coisa se ela só se envolveu com um homem? Se isso não aconteceu... Se durante a juventude tiver tido outros relacionamentos, ela não presta? E eu me decepcionei muito quando a Jo aceitou a versão dele. Ela não chegou a conhecer o lado da irmã. Como ela mesma disse, a Carol não falava muito da própria vida e não contou para ela como foi a relação com o Mark. Ela só pediu a Jo que a ajudasse a falar com o Mark, quando ele não ligou para ela como havia prometido. Ela não conhecia o Mark e o odiava, mas a acreditou no que ele disse. Não consigo aceitar isso. Para mim e para a senhora que conhece o Mark há muito tempo, ele não passa de um canalha, um desgraçado. Eu queria que ele tivesse ficado com a tal de Barbara, a mulher que o infernizou. Ele merecia ser infeliz, isso sim! E eu não considero a Carol uma santa, mas também não a vejo como uma vagabunda. Não pude conhecê-la direito, mas não foi essa a imagem que ela passou para mim... Eu a considero simplesmente uma ingênua que se meteu com a pessoa errada e acabou pagando caro por isso.

- Tirando esse momento no qual quase odiei o livro, a mocinha, o mocinho e a autora...rsrsrs... O livro é lindo e muito agradável de ler. Como disse, é uma leitura fácil e deliciosa. Um livro que lerei de novo um dia. Ele quase recebeu as cinco estrelas no skoob... Se aquela cena não existisse, com certeza o livro receberia cinco estrelas! A história é muito boa!

- Enfim... E não posso esquecer de dizer que esse livro foi uma indicação da Mónica, que é uma amiga muito querida e também tem um espaço aqui no blog agora. Muito obrigada, Mónica! Demorei, mas finalmente li o livro...rsrsrs...



- É isso! Eu recomendo a leitura! Vale a pena ler, principalmente se você procura um livro leve para passar o tempo.




Conheça os outros participantes da Maratona de Banca 2011, visitando AQUI!

5 comentários:

Renata Cristina disse...

Nossa! Luna, que rapidez! rsrs
1º dia do mês e já fez a resenha pra maratona.
Ultimamente tenho postado so livros da maratona só no último dia rsrsrsrs, mas vou seguir seu exemplo, vou pegar logo meu livro desse mês pra ler.... viuxe, nem lembro qual é .... rsrs

Bjosss

Carol disse...

Rápida no gatilho... e para um florzinha esse aparece bom,...

Tonks disse...

Ahhh! Outro livro da Emma Darcy que fiquei com vontade de ler. =)
Parece ser divertido.

bjokas

Sweet-Lemmon disse...

Fiquei com vontade de ler!

Bjos!

Thaís
@sweet_lemmon
http://umaconversasobrelivros.blogspot.com

Beli disse...

Ai! Eu não gostei do livro que escolhi esse mês =S
Aas que bom que Vida Marcadas parece ser uma leitura bem mais agradavel!
Fiquei curiosa!

Adorei a resenha!!! hahah Interessante!!!

bjuss

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.