O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Marcou agosto 2011:





"... Continuou deitado ao lado da única mulher que já amara, incapaz de consolá-la e de reconquistá-la.

Olhando para o teto, lembrou-se de como a vira horas atrás, fingindo reger um grupo alegre de músicos de faz-de-conta. Como pudera magoá-la tanto, se apenas o que sempre quisera fora mimá-la e protegê-la? No entanto, tirara-lhe brutalmente a inocência. Mas perdera mais do que ela, porque acabara de perder a única coisa que realmente quisera possuir: o afeto da linda jovem ao seu lado. E ela, agora, o odiava.

Recordou todas as coisas vulgares e contundentes que lhe dissera no coche e ali mesmo, naquele quarto. As palavras degradantes, os toques que a feriram desfilaram implacáveis por sua mente, provocando dor profunda; então ele se puniu, pensando, tornando a pensar em tudo o que fizera e dissera para magoá-la.

Quase ao amanhecer, Whitney virou-se, adormecida, deitando-se de costas. Inclinando-se sobre ela, Clayton afastou as mechas de cabelo castanho-avermelhado coladas nas faces macias. Então, ficou olhando-a dormir, porque sabia que seria a última vez que a teria a seu lado em uma cama."

"... As árvores curvaram-se, suspirando ao vento, como que fazendo uma reverência a Whitney, quando ela saiu para a claridade do dia triste e cinzento como a alma dele..."

"... Chegando ao último degrau, Whtiney parou, e Clayton, por um momento, pensou que ela fosse olhar para cima e vê-lo. Como se sentisse que estava sendo observada, ela ergueu o queixo com altivez, sacudiu os cabelos, desceu o último degrau e, andando majestosamente, foi até o coche e entrou, sem olhar para trás.

 
O copo de conhaque que Clayton segurava estilhaçou-se em sua mão, e ele olhou impassível para o sangue que começou a escorrer-lhe dos dedos. "



- Olá, queridas (os)!


- Antes de qualquer coisa, eu peço perdão por estar demorando vários dias para aparecer. Antigamente eu resenhava vários livros por semana, mas recentemente tem sido impossível. Estou cheia de obrigações que preciso cumprir, responsabilidades e não dá para eu aparecer sempre. Mas não abandonei vocês e tenho tentado resenhar pelo menos um livro por semana. Ler tem sido uma tarefa complicada, pois as vezes não posso dedicar sequer uma hora do meu dia à leitura. Mas, se Deus quiser, conseguirei dar meu jeito e me organizar direitinho para que as resenhas voltem a ter a mesma frequência de antes...rsrs...


Bem... Nem preciso falar sobre esse livro, certo?! Deseja ler um livro intenso? Que vai mexer muito com as suas emoções e te deixar angustiada do começo ao fim? Pode escolher esse livro. Ele com certeza vai te "abalar", mas no final você se verá completamente apaixonada pela história, pelo casal maravilhoso que a Judith criou com tanto cuidado e carinho e não conseguirá esquecê-la. É impossível esquecer esse livro. Ele te toca. Te cativa. Não dá para fugir das lembranças, não dá para ser indiferente. Esse livro marca. E de forma maravilhosamente positiva, é claro! rsrs...


- Por que marcou de modo positivo? Porque quando lembro dessa história, desse casal, fico suspirando e sonhando acordada. Não que eu deseje um homem como o Clayton. Com certeza não!kkkkkkk... Não daria certo nunca. Tenho um gênio pior do que o da Whiney. Quando provocada, é claro! Enfim... Mas o amor desse casal é intenso, verdadeiro, arrebatador. Há muito ciúme sim. O Clayton é possessivo demais. Violento quando se sente ferido. Não só com atitudes. Mas tbm com palavras. Ele sabe ferir. Quando se sente ferido, ele fere também. E machuca muito nossa mocinha. Mas ninguém pode dizer que não há amor entre eles. Há, sim! Muito. Um amor que nos toca de uma forma que não dá para explicar. A gente sofre com o casal, fica torcendo para que eles parem de ser tão teimosos e confessem o que sentem e assim, possam ser felizes. Mas isso demora. E nós sofremos bastante...rsrs... Mas tudo vale a pena. Cada emoção. Cada momento de angústia. Tudo torna a leitura mais deliciosa. A gente acaba se envolvendo muito com a Whitney e o Clayton. Eles se tornam nossos amigos. Conhecemos tanto eles, somos tão envolvidos, que quando o Clayton comete um erro indesculpável, tudo que queremos é que eles possam ter outra chance. É que parem de sofrer! Eu me emocionei demais com a cena do estupro. Foi muito dolorosa, pois não foi só a querida Whitney que sofreu. O Clayton errou, mas pagou caro por seu erro. Seu sofrimento nos abala muito. Eu desejei tanto poder protegê-lo. Fazer alguma coisa para que ele não sofresse mais... Ele foi muito cruel, é verdade. Mas provou que amava a Whitney ao deixá-la partir. Talvez alguns pensem que isso não é uma prova de amor. Mas leia o livro e mudará de opinião. Eu não esperava aquela atitude do Clayton. Foi totalmente inesperada e realmente tocante. Tinha que acontecer. Ele precisava abrir mão dela, pois assim ela poderia voltar para os seus braços por livre e espontânea vontade. Sem chantagens. Sem dinheiro envolvido. Somente eles. O amor que sentiam um pelo outro. Enfim... É melhor eu parar por aqui, senão farei outra resenha sobre o livro...rsrsrs...


- E o livro que marcou de modo negativo?! Qual foi???!!! NENHUM!!!!!!!!! Graças a Deus! Felizmente não li livros desprezíveis em agosto. Espero que o mesmo aconteça agora em setembro. No momento, quero distância de livros ruins! Creio que quero sempre, mas existem uns que precisarei ler...rsrs...



Bjs!

5 comentários:

Náh disse...

Ah... Já ouvi maravilhas desse livro... Mas ainda não tive oportunidade de ler... Deve ser lindo mesmo!

Apaixonada por Romances disse...

Prêmio merecido kkkk, esse livro é maravilhoso ;)

Beijos
Appromances

ALEXIS disse...

Luna, Luna, Luna... resenha maravilhosa, como sempre.
Já falei uma vez, o povo falava tanto mal do Clayton que eu me recusei por um bom tempo a ler esse livro. Mas um di acordei decidida a tirar a prova dos nove, e como já falei antes, adorei o Clayton.
to doida pra ter o impresso dele
Luna, vc já leu Até Voce Chegar? que conta a história do irmão do Clayton?
Bjus

Luna disse...

Olá Alexis!


Ainda não li! Mas pretendo. Em breve. Só não li ainda porque tenho medo de ficar comparando as duas histórias. Quero dar um tempo antes de continuar a série. Mas continuarei em breve. Está difícil resistir a vontade que tenho de lê-lo...rsrs...


Bjs e obrigada!

. disse...

Certamente que esse tb foi um dos livros que mais me marcaram nos últimos tempos. Maravilhoso!


Bjs!
Carla

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.