O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

domingo, 2 de outubro de 2011

O Valor do Sonho - Michelle Reid (Maratona de Banca 2011 - Outubro)



Em Outubro: Casamento por Conveniência


O magnata italiano Luciano De Santis é um homem de tirar o fôlego: ele tem poder, sucesso e um efeito arrasador sobre as mulheres. Agora Luc precisa de uma noiva, e resolveu que Lizzy Hadley será sua esposa. Ela caiu na armadilha e foi alvo de sua chantagem, e ele sabe que Lizzy não pode recusar sua proposta. No entanto, ainda há uma condição que ela desconhece: como esposa, precisará lhe dar um herdeiro...





Palavras de uma leitora...


 

Si es la lluvia de todos los días

que ha aumentado su nivel
ya la musica no tiene el mismo
efecto que solía tener.


Tal vez haya vivido tanto
en tan poco y tan corto tiempo
que no sé ni que idioma hablo
ni que velas cargo dentro
de este entierro.


Siento que no tengo fuerzas ya
para saltar y agarrar el sol
y por más que yo lo intente
no me escucho ni mi propria voz.


Ya no sé si es vivido diez mil días
o un día diez mil veces
y te sumo a mi historia
queriendo cambiar las pérdidas
por creces.


Te necesito, te necesito, mi amor
donde quiera que tú estés
me hace falta tu calor
Te necesito, te necesito, mi amor
porque eres parte de mí
te necesito aquí
e es que no sé vivir sin ti
no he aprendido...


Y me encuentro así perdida
como una aguja en un pajar
como arenas movedizas
me sumerjo
entre mi soledad.

(Música: Te Necesito/ Cantora: Shakira)



- Pois é. Essa música combina um pouco com esse casal. Principalmente esta parte: " Te necesito, te necesito, mi amor. Donde quiera que tú estés me hace falta tu calor. Te necesito, te necesito, mi amor. Porque eres parte de mí, te necesito aquí e es que no sé vivir sin ti. No he apredido..." Na verdade toda a música combina...rsrs... Quando houve uma certa briga entre eles, eu lembrei dessa música... achei perfeita para eles.




- Felizmente, não me decepcionei novamente com um livro que escolhi para a Maratona de Banca. Esse livro é uma delícia de ler e eu apreciei cada instante. Me aborreci em alguns momentos, é claro. É um livro da Michelle Reid e ela adora nos estressar ao fazer seus mocinhos-vilões tomarem algumas atitudes, mas nada que fizesse meu sangue ferver. Eu achei o Luc até bastante sensível...rsrs... Se comparado com alguns outros mocinhos da autora. Ele é muito arrogante em vários momentos, mas quando lembro desses momentos não sinto tanta raiva assim. A arrogância dele combina bastante com sua pessoa. Faz parte do seu charme, entendem? Resumindo: eu amei o Luc! rsrs... Achei ele perfeito do jeito que é. Não tiraria nada desse personagem. Tudo faz dele o pedaço de mau caminho que é... E até entendo bastante a mocinha. Como ela poderia resistir se ele é irresistível?!



Um pequeno resumo:


Ela não queria viajar... Amava a amiga, mas sabia que não deveria ter aceitado ser sua madrinha de casamento. Sabia que não poderia ficar perto dele... Do noivo de sua melhor amiga. E por que não poderia? Simplesmente porque não conseguiria ficar longe do seu pescoço... e de todo o resto.


Tudo começou quando ela o conheceu ainda na Inglaterra. Havia sido convidada para o jantar realizado pela família de sua amiga para que o Luc pudesse conhecer os amigos da noiva. E quando seus olhares se cruzaram... todo o resto deixou de existir. Elizabeth sentiu coisas que não desejava... coisas que jamais tinha sentido. Ela sabia que tinha que lutar contra aquilo. Sabia que não poderia ceder... ele era o noivo da sua melhor amiga... Mas quando ele a olhava ela se sentia derreter... sequer conseguia pensar e lhe doía saber que ele era o noivo da Bianca... que ele havia escolhido a outra como esposa. Era irracional sentir dor, ciúmes, mas não conseguia evitar. Por isso desejou ter ficado na Inglaterra. Mas Bianca insistiu para que ela fosse... queria a melhor amiga ao seu lado naquele momento tão importante e Elizabeth nunca conseguia lhe negar algo. Bianca era sua única amiga... a pessoa que esteve com ela, quando ela foi enviada para aquele colégio, longe de toda a família para que o escândalo que sua mãe provocou não pudesse alcançá-la... E isso piorava tudo... Como ela tinha coragem de desejar o noivo da sua melhor amiga?


Uma semana antes do casamento, Luc organizou uma festa na Itália e Elizabeth foi obrigada a comparecer... Na festa ela conheceu Vito, primo de sua melhor amiga, e o homem que Bianca escolheu para acompanhá-la e protegê-la durante a festa. Vito era simpático e ela apreciou sua companhia... não percebendo que ele estava tentando embebedá-la o tempo todo. Ele foi enchendo seu copo e ela foi bebendo, tentando afastar Luc dos seus pensamentos e se concentrar em Vito que era um homem livre e estava interessado nela. E quando Luc se aproximou e a tirou para dançar... ela já estava completamente embriagada... já não tinha nenhum controle sobre o próprio corpo e atitudes... e foi ali que tudo começou...




Luc também a desejava... desde o instante em que a viu pela primeira vez. Ele sentiu que aquela era a mulher da sua vida, embora tenha lutado contra os sentimentos que ameaçavam tomar conta dele. Ele deveria se casar com Bianca, esse era o combinado. Um casamento por interesses... sem amor. Ambos sabiam disso e aceitavam bem a situação. Mas quando Luc viu Elizabeth pela primeira vez começou a sentir vontade de não seguir com aquele casamento... vontade de tomá-la para si e fazer dela sua esposa... Um casamento por interesses já não o atraía tanto assim...


Eles começaram a dançar e Elizabeth se deixou levar pela música. O álcool fez com que ela perdesse todas as suas inibições e quando percebeu... estava... bem... beijando, provando o pescoço dele...




E no dia seguinte uma série de acontecimentos faz com que sua vida sofra uma grande reviravolta...


A mãe de sua "melhor amiga" bate em seu quarto, desesperada, para avisar que Bianca havia fugido com o irmão da Elizabeth. Ela estava se encontrando secretamente com o Matthew e naquela madrugada havia decidido que não queria mais se casar com o Luc... porém, incapaz de enfrentar sua fúria, resolveu fugir em vez de terminar as coisas pessoalmente. Ela lhe deixou uma carta e a Elizabeth se viu obrigada a entregá-la.


Ela foi até a ilha para a qual ele havia ido e lhe contou o que sua amiga tinha feito... só que Luc já sabia de tudo e encontrou a solução perfeita para todos os seus problemas. Ele não queria fazer papel de bobo diante de todo o mundo e como também desejava a Elizabeth... decidiu que ainda se casaria no próximo sábado... Apenas não seria com a mesma noiva...


Usando de chantagens, ele consegue convencer Elizabeth a se casar com ele... e a partir daí começa uma intensa e complicada história de amor. Elizabeth se sente atraída por ele... mas não aceita ter sido a segunda opção. Não aceita ter sido usada por ele sem que ele levasse em consideração os seus sentimentos e por isso ela não quer ceder... E com o passar do tempo ela descobre que não apenas o deseja... Percebe que seus sentimentos vão muito além disso e não se vê capaz de suportar uma relação na qual não passa de um objeto sexual e um troféu que Luc deseja exibir ao mundo...


Mas será que é realmente isso que ela significa para ele?


- Bem... Quem aqui não sabe que casamento por conveniência ou casamento em crise é um dos meus temas favoritos?! Um casamento por conveniência é quase sempre um casamento em crise e nesse livro não foi diferente. Eles estiveram sempre a ponto de se separar. Aquele casamento tinha tudo para não dar certo, pois Elizabeth estava muito ressentida, magoada e o Luc não sabia usar as palavras. Sempre que falava o que sentia... falava da forma errada e magoava ainda mais a nossa mocinha. Até mesmo quando tentava consertar o que tinha dito, ele não se saía muito bem...rsrs... Mas eu não posso culpá-lo. Ele jamais tinha se envolvido com uma mulher como a Elizabeth. Alguém sensível e que não pensava na conta bancária dele. Alguém que só queria ser amada. Ele não sabia como lidar com ela. Mas ele se esforça bastante e eu gostei disso. Gostei de como ele tentou fazê-la feliz... de como não queria magoá-la. Apesar de ser insuportavelmente possessivo e arrogante, ele sempre pensou nela. Até quando a forçou a se casar, se eu pensar bem. Apesar de toda chantagem, ele foi mais sensível do que muitos outros mocinhos dessa autora. Eu o desprezei por ele ter feito nossa mocinha ser a errada diante do mundo. O mundo, graças ao Luc, ficou vendo nossa mocinha como a destruidora daquele futuro casamento, mas a verdade não era bem essa. Não foi ela quem causou a separação. A Bianca não prestava e estava enganando o Luc. Ela jamais quis o Luc, tudo que queria era a fama que teria sendo esposa dele. A riqueza, o poder... Quem ela "amava" mesmo (se é que aquela garota é capaz de amar alguém) era o irmão da Elizabeth. Se a Bianca não tivesse feito o que fez, nossa mocinha teria se afastado do Luc, mesmo deejando ser a escolhida para se casar com ele. Ela teria fugido, pois não teria coragem de arruinar a felicidade da amiga.


- Gostei muito da Elizabeth. Realmente a achei fraca em muitos momentos. Achei que ela deixava que as pessoas fizessem dela o que bem queriam, principalmente a Bianca. Eu não teria suportado o que ela suportou. Teria me afastado daquela cobra que se dizia sua amiga, mas a humilhava tanto na frente dela quanto por trás. A Bianca fazia questão de inventar histórias sobre a Elizabeth e humilhá-la diante do Luc, mas nossa mocinha pensava que nada era de propósito. Ela estava cega ou não queria enxergar. Não sei... Creio que ela pensava dever algo para a Bianca, porque a outra foi um tipo de ajuda quando ela foi enviada para um colégio distante da família, quando tinha doze anos. A mãe dela tinha provocado um escândalo ao se envolver com um homem casado e nossa mocinha foi perseguida na escola. Para protegê-la, seu pai a mandou para longe e a Bianca foi a única pessoa que a ajudou. Mas por isso ela tinha que aceitar ser humilhada pela outra? Será que ela não via que a menina que a Bianca tinha sido não existia mais? Que a garota de doze anos tinha se transformado numa mulher egoísta e até mesmo cruel? Acredito que a Bianca realmente foi sua amiga... mas na infância. Depois, eu penso que a Bianca ficou dependente da amizade da Elizabeth. É assim que vejo as coisas. Pois embora humilhasse a Elizabeth, a Bianca queria tê-la por perto. Não só para "encobrir" a relação dela com o Matthew, mas também porque dependia da fidelidade da nossa mocinha. Porque a Elizabeth era a única tola que não queria enxergar o quanto ela era uma pessoa vazia. Falsa e egoísta. Mas apesar da nossa mocinha se deixar levar tão fácil... de permitir que as outras pessoas a usassem, eu gostei muito dela. Achei ela perfeita para o Luc e também gostei de como ela tinha uma obsessão pelo pescoço dele...rsrsrs... Ela não pode ver aquele pescoço que pensa logo em voar para cima do mocinho.kkkkkkkkkk... Isso é muito divertido e tornou o livro mais leve e engraçado. A leitura foi mesmo deliciosa e até divertida.




- E eu amei o Luc. Ele tem algo que o torna irresistível e não é só sua beleza...rsrs... Claro que o livro diz que ele tem uma beleza de tirar o folêgo, mas vai além disso. Creio que ele amou a mocinha muito antes de perceber. Ele chegou a arriscar a própria reputação para impedir que ela fosse mais magoada. Claro que ele a feriu quando a chantageou, pois fez que o próprio pai da nossa mocinha a visse com desprezo... mas essa não tinha sido sua intenção. Ele queria tê-la e não queria esperar nem mais um instante. Não sabia esperar...rsrs... Então, agiu sem pensar nas consequências. Também era orgulho e não quis admitir que não tinha feito as coisas exatamente da maneira correta... mas eu gostei dele, pois, ainda no dia do casamento, ele fez algo que me emocionou. Alguns podem considerar uma atitude insensível, mas eu achei super sensível. Ele expulsou, de maneira delicada, o pai da nossa mocinha da festa...rsrs... Ele viu quando aquele egoísta a tratou com desprezo e não suportou que alguém magoasse a Eliza. E quando nossa mocinha fica arrasada acreditando que o pai tinha deixado a festa, de livre e espontânea vontade, sem se despedir dela... nosso mocinho confessa que o expulsou. E quando ela pergunta o motivo... Ele diz que o pai dela a estava magoando e que ele tiraria da vida dela tudo que pudesse magoá-la. Eu achei lindo! rsrs... Claro que nossa mocinha não viu as coisas dessa forma. E ela peguntou se ele também sairia da vida dela já que a magoava...rsrsrs... Enfim... Mas é hora de eu parar de falar. Não vale contar a história toda!


- Eu amei o livro. É curto e fácil de ler. E apesar de ter muitas cenas ousadas, digamos, isso não estraga a história. Os dois são assim e não vejo nada de errado nisso. São ousados e maravilhosos juntos. Amei os dois! :) O livro é totalmente digno de cinco estrelas.


- Agradeço muito a Mónica pela indicação. Valeu muito a pena ler esse livro e é um romance que eu com certeza lerei novamente.




- Enfim... Essa foi minha escolha para a Maratona de Banca do mês de outubro e eu recomendo muito a leitura. Quem gosta dos livros da Michelle Reid, vai amar essa história. E quem gosta de romances sobre casamento por conveniência, casamento em crise, também vai adorar a história. Não posso dizer que todos vão apreciar a leitura, pois gosto é algo complicado demais...rsrs...




Bjs e até a próxima!

7 comentários:

Gê! disse...

Oiiiiiiiiiii Luna!

Arasou hein!!! Mas confesso que gostei mais da música, vc me perdoa? Diz que sim, vai! shuashuashua. Agora falando sério, é que eu amo a Shakira, não só pela cantora, mas pela pessoa que ela é. Bom, como sempre impecável sua resenha, fiquei com muita vontade de ler.

Skakira Canta DEMAISSSS!!! Ops: não resisti.

Até Mais!

Luna disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk..... Te perdoei! rsrsrs...


Tbm gosto da Shakira. Estou conhecendo suas músicas agora, mas adoro as que ouvi. :)


Bjs!

Anônimo disse...

Fico muito feliz que tenha gostado do livro.A resenha está maravilhosa,o único problema com ela é que me instigou a ler novamente o livro e aumentar ainda mais uma lista que já não tem mais pra onde esticar rsrsrsr....Oh minha nossa senhora do chuveiro elétrico,daí-me resistência.


bjs,

Luna disse...

rsrsrsrsrs...


Não só gostei. Amei o livro! :)


Bjs!

Natália Alexandre disse...

Casamento por conveniência é um dos meus motes preferidos tb. E adoro a Reid! o/
Fui infeliz na escolha desse mês, meu livro foi bem fraquinho :(

bkss

Anônimo disse...

meu tipo eu amo esse livro mais nao acho a continuação do livro o valor do sonho de michelle reid amo essa escritora

Jucevane Ferro disse...

Olá meninas, eu também amei o livro, mesmo cm as grosserias do Luc srsrs. Beijos

http://romancedebancadigital.blogspot.com.br/2015/07/o-valor-do-sonho.html

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.