O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Resenha da Mónica: Fogo Secreto - Johanna Lindsey



Na furiosa paixão do desejo,
Eles descobriram o glorioso êxtase do amor.


Quando viu a moça fugazmente do guichê de sua carruagem, o jovem príncipe sabia que devia fazê-la sua.

 
Poucos minutos depois, Lady Katherine Saint John era seqüestrada em uma rua de Londres como uma prostituta e levada a uma suntuosa mansão... para o prazer de seu admirador.

 
Mas o que o príncipe Dimitri achou em sua cama foi uma tigresa cativa... consumida por uma ira feroz para o "bárbaro" russo que a tinha raptado... mas a quem, ao mesmo tempo, desejava com um ânsia alheia a sua compreensão...

 
Depois de uma noite atípica uma paixão selvagem surge, Katherine é raptada e aprisionada, por Dimitri, e levada para Rússia.

Dimitri e Katherine percorrerão um longo caminho através dos mares tempestuosos, ao esplendor dos palácios de ouro em Moscou. Uma paixão que nascerá na Inglaterra e amadurecerá na Rússia. Levando-os definitivamente para a entrega final do maior dos sentimentos, para o poder do amor inegável.
 



Resenha:


ATENÇÃO: toda a resenha terá spoiler. Se não deseja saber mais do que o necessário sobre o livro, não leia essa resenha. Mas saiba também que talvez seja necessário vc saber algumas coisas sobre o livro, para não se decepcionar ao decidir lê-lo. Fique ciente, porém, de que terá spoiler.


Bem, ele a viu da janela da sua carruagem e apesar dela não ser o tipo dele se sentiu atraído. Pediu então a um empregado leal que fizesse uma oferta (dinheiro) para que ela fosse ao palácio. Ela estava vestida como serva, apesar de ser uma lady. Foi a maneira que ela encontrou de sair de casa sem ser vista ou seguida, já que a intenção era se encontrar com a irmã e a impedir de fugir com um homem.

Quando ela é abordada pelo empregado, descarta imediatamente a proposta, mas o empregado temendo a ira do patrão a sequestra. No palácio ela continua se negando, portanto o empregado coloca na bebida dela uma droga.

Quando o príncipe entra no quarto ela já está sob efeito da droga, mas como ela não tem noção do que está acontecendo pede por um médico, o príncipe fica furioso pelo empregado não ter percebido que ela estava doente. Quando sai do quarto para esclarecer, é informado então sobre a droga e o primeiro pensamento dele é "Queria uma diversão e não uma maratona sexual". Ele já havia visto uma mulher na mesma situação e se lembrado de que foram necessários 15 homens para satisfazê-la, então possivelmente teria que apelar para os seus homens já que ele estava muito cansado - Tão querido ele, sem contar com o tipo de lugar que ele frequentava para ter presenciado tal situação, enfim...


Um dos efeitos da droga era o aumento da temperatura do corpo e o aumento da sensibilidade da pele, portanto quanto mais ele a acariciava mais confortável ela se sentia e assim se seguiram as coisas. Para surpresa dele ela era virgem. Ficou a imaginar como poderia uma serva como ela ainda ser virgem, possivelmente não trabalhava numa casa aonde haviam homens jovens, bem pelo jeito as servas eram para todo o tipo de trabalho, bem... ele gostou dela e não conseguiu imaginar compartindo-a com seus homens, então levou adiante a sua maratona sexual e pelo jeito se sentindo um perfeito cavalheiro pela decisão tomada.

Ele ficou fascinado por ela e por isso dormiu na mesma cama, pois gostaria de saber como ela reagiria sem o efeito da droga. O empregado deu a entender que ele só quis facilitar as coisas, mas se ele fosse mesmo um cara digno a teria colocado numa banheira de água fria e não se aproveitado da situação.


Quando ela acordou e entendeu o que havia acontecido fez o maior escândalo, falou da sua ligação com a rainha, falou quem era seu pai, mas dado as roupas dela ninguém acreditou, mas de qualquer forma como ela ameaçou denunciar tanto ele quanto o empregado ele resolveu sequestrá-la, pois um dos irmãos dele estava em negociação com a Inglaterra e não poderia ser prejudicado.

E assim começa todo o sofrimento dela. Primeiro ela é colocada dentro dum báu, sem passagem de ar para que ninguém a visse saindo do palácio. O príncipe não pediu que ela fosse transportada assim, mas também não disse como e como o empregado parecia ter somente 2 neurônios e não gostou dela desde o começo, não ligou muito para os detalhes. A verdade era que ele não entendia como uma serva poderia se recusar as atenções do seu amo e senhor que era como presente para qualquer mulher. aff!!!

 
Apesar de ser pequena, ela passou maus bocados dentro do baú e só quando a esposa do empregado questionou se ele havia feito furos no baú foi que se lembrou da mulher e correu para ver se ainda seguia viva. Quando a tirou do baú ela estava desmaiada e quando recobrou consciência tinha dores horríveis pela falta de circulação sanguínea. O príncipe querido ouviu toda a confusão e assim que viu o que se passava pegou nela ao colo e levou-a para o seu quarto, cuidou dela, é verdade, mas nem uma palavra de recriminação ao emprego, achei isso um absurdo total, enfim...
 
 
Durante toda a viagem ele tentou fazer amor novamente com ela, ainda encantado, mas sempre ouviu não. Ela manteve a postura durante todo o tempo, por isso ele resolveu drogá-la novamente, mas arrependido tentou chegar a tempo de impedir que ela comesse a comida "batizada" mas não chegou a tempo. Muita coisa aconteceu antes disso e ela na verdade já mostrava sinais de estar apaixonada por ele, então apesar de ter ficado muito magoada fez amor com ele novamente. Na manhã seguinte "muito" arrependido e sem poder olhar para ela, pois ele tinha certeza de que o consentimento dela era fruto da droga foi embora sem nada dizer sobre a situação dela a uma tia que vivia na mesma casa e era um horror de mulher .Essa mulher pegou a mocinha no quarto do mocinho e deduziu que ela estava roubando. A mocinha era uma lady e como tal tinha uma postura altiva e não aceitou a afronta da tia e deu um tapa na cara da senhora que reagiu pedindo que ela fosse segurada enquanto apanhava e apanhou muito, tanto que depois passou dois dias com febre alta.

 
A essa altura o mocinho estava em outro país e tentando se libertar das imagens da mocinha resolveu procurar uma noiva adequada e pensava em como manteria a mocinha numa casa grande com todo o luxo e que inclusive adotaria qualquer filhos que eles teriam juntos. Ele é ou não um fofo?... rsrsrsrsrsrs...bem... respira fundo rsrsrsrs... A mocinha consegue fugir e quem a encontra é um dos irmãos dele e qual o primeiro pensamento do sujeito, como vou fazer para ficar ao lado dela durante a longa viagem de volta para casa sem fazer amor com ela? Oh, pelo amor de Deus, o que havia de errado com os homens dessa família? É que não podiam ter o mínimo de respeito por uma mulher serva ou não?


Quando o mocinho volta e vê as marcas da surra nas costas dela, manda a tia sair da sua casa, mas não pensem que foi aos gritos não, foi como muita gentileza e sem nenhuma punição pela maldade dela, afinal de contas uma serva pode apanhar. Ai, Jesus!!! Bem para compensar a mocinha ele a leva para a cidade, a veste com roupas lindas e enquanto isso busca uma esposa, pois com uma serva um príncipe não pode casar.

 
Na noite anterior eles tiveram uma briga, pois ela já sabia estar grávida e como ele mudou a maneira de tratá-la pensou que ele a pediria em casamento. Então sem revelar a gravidez falou sobre casamento e ele disse que nunca poderia se casar com uma serva, que precisaria de uma esposa adequada a sua posição. Claro que ela ficou magoada, só não entendo aonde ela enfiou o raio do amor próprio, porque seguiu com ele para uma festa e foi lá que ela encontrou um amigo do pai dela que a reconheceu de imediato, então ela soube que o pai a estava dando como morta e foi também quando o mocinho soube que ela dizia a verdade.Verdade essa que ele só não descobriu porque não quis, ele tinha o nome dos pais, sabia que ela havia sido dama de companhia da rainha, portanto poderia ter investigado tudo, mas não o fez, pois aonde ficaria o orgulho dele, já que o que ele fez a uma lady seria imperdoável perante a lei inglesa e mesmo a russa?

 
Nesse mesmo momento ele diz que eles vão se casar, mas ela não aceita dizendo que se não era boa o bastante pra ele antes não seria agora também .Bem algumas situações acontecem e ela consegue fugir.Volta para o seu país com um filho nos braços. Enquanto isso o mocinho que tinha um rival na corte russa sofre um atentado ao voltar para casa e fica entre a vida e a morte. Quando recobra a consciência sente a falta da presença da mocinha e quando realmente melhora passa a procurá-la por todos os lados.

 
Um ano depois ele a encontra na casa dela. Ela havia chegado a pouco tempo, pois passou a gestação a trabalhar para uma senhora na Rússia, na intenção de ser encontrada por ele, mas ele, como já disse, estava doente. Bem, eles se reencontram ele fica a saber do filho, reconhece seus erros, confessa seu amor. Mas eu não perdoei não.

Ele deveria ter punido o empregado, a tia, mas não o fez. Ele deveria ter investigado as informações dela, mas não o fez, foi omisso, conivente, covarde e profundamente sem carácter. Acho que ele merecia encontrá-la casada com um homem de verdade e não uma cópia mal feita como ele.

 
 
Mónica

1 comentários:

Apaixonada por Romances disse...

Nossa que sofrimento dessa mocinha, de romântico somente o final mas ando meio #masoquistaliteraria então quero ler o livro.

Beijos
Te espero no meu cantinho Blog Apaixonada por Romances

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.