O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Chama Negra - Alyson Noël


(Título Original: Dark Flame
Tradutora: Flávia Souto Maior
Editora: Intrínseca)


4º Livro da Série Os Imortais

Enquanto tenta ajudar Haven na transição para a vida imortal e libertar Damen do feitiço que não a permite tocar nele, Ever se aprofunda mais e mais nos mistérios da magia negra. O feitiço, porém, vira contra a feiticeira, e ela se vê presa a seu maior inimigo: Roman. A força estranha e poderosa que toma conta de seu corpo impede que Ever consiga parar de pensar nele e de desejá-lo. 

Ela quer resistir à atração incontrolável que a está consumindo. Ele quer se aproveitar desse momento de fraqueza. A ponto de se render, Ever procura a ajuda de Jude, arriscando tudo e todos para salvar a própria vida e seu futuro com Damen...



Palavras de uma leitora...



"[...] Há prazeres dos quais desfrutar, Ever. Prazeres de uma magnitude que você mal pode entender. Mas, para sua sorte, sou do tipo que perdoa. Estou mais do que disposto a ser seu guia. Então, diga, por onde devemos começar, gata. Na sua casa ou na minha?" [Página 76]


"Antes de ter a chance de pensar novamente, eu corri. Corri de volta para casa e para minha cama, onde me deitei suando, tremendo, fazendo o possível para sufocar aquela necessidade devastadora. Para extinguir a chama negra dentro de mim.

Uma chama que fica mais brilhante, mais quente e mais forte a cada dia. 
Um fogo tão insaciável que consumirá tudo o que estiver no caminho: meu pequeno reflexo de sanidade, minha frágil conexão com o futuro que desejo e tudo o que ficar entre mim e Roman. Pouco antes de cair no sono, percebi a pior parte: quando tudo isso acontecer, já estarei tão longe que nem me darei conta de minha queda." [Página 107]


"Contraio os músculos sob o peso de seu olhar, a maneira como ele examina meu corpo enfraquecido, claramente nem um pouco impressionado com o que tenho a oferecer. 

- É sério, gata, se vai invadir desse jeito, então precisa estar um pouco mais apresentável. Não sou Damen, querida. Não transo com qualquer uma. Tenho meus padrões, sabe?" [Página 137]



Resenha com SPOILER!!!!


- Parece mentira que acabou. Sinto até uma espécie de alívio por saber que consegui. Apesar de toda raiva, dos momentos nos quais desejei atacar o livro longe, dos momentos nos quais desejei acabar com a raça da Ever, do Damen, da Ava e de todos os idiotas da história, eu consegui terminar a leitura do livro. Cheguei bem perto de desistir, confesso. Pensei em desistir várias vezes. Mas não gosto de deixar algo de lado sem ter terminado com aquilo. Deixar algo incompleto me deixa ansiosa. Eu sempre lembro que não terminei aquilo e isso não me deixa tranquila.rsrs... Foram pouquíssimos os livros que consegui abandonar sem terminar a leitura. E mesmo assim, creio que um dia ainda irei terminar de lê-los.kkk...


- Quem acompanha o blog quase desde o início, deve saber que já fui apaixonada pela série Os Imortais. Parece mentira, não é?kkkk... Mas é verdade. Adoro o primeiro livro da série. Para Sempre começou muito bem a série e me deixou louca pela continuação. A Ever não era tão imbecil como ficou depois. Achava fofo o romance entre ela e Damen, mas tudo começou a mudar quando li o segundo livro da série. A Ever cometeu erros que me irritaram. Não. Nem foi isso. Eu fiquei mais do que irritada com ela. Creio que passei foi a odiá-la.kkk... Não aceitava que uma garota considerada inteligente pudesse cometer tamanha estupidez. E pudesse ser tão insuportavelmente estúpida. Mas eu não perdi as esperanças e fui ler o terceiro livro. Apareceu o Jude. O Roman se tornou o vilão oficial da série. Damen saiu definitivamente de cena. Ninguém me convence que ele ainda é protagonista dessa série. Não é mesmo! E a Ever... Bem, ela achou que sua vida estava pouco bagunçada e resolveu mexer com magia negra. A intenção dela era consertar a burrice do segundo livro. Só que ela piorou tudo e vemos o estrago no quarto livro. Não senti um pingo de pena dela. Torci para que o Roman desse um "jeitinho" nela e a fizesse acordar. Não que eu tivesse esperanças dela ter algum neurônio em funcionamento no cérebro ou ter um pouco de sentimento realmente nobre dentro dela... Mas talvez ele conseguisse melhorar as coisas se desse um jeito nela. 


Ao mexer com magia negra ela pediu, implorou desesperadamente para sofrer e confesso que isso até me divertiu um pouco.rsrs... Sim. Vê-la pagando um pouco por seus erros fez com que eu sentisse que existia um pouco de justiça nessa história. Ela saiu arrastando e atormentando a vida das pessoas que se importavam com ela. Brincou com o amor do Damen. Pisou nesse amor. Dançou em cima dele e ainda se aborrecia quando achava que ele não estava sendo compreensivo o suficiente com ela. Também se aproveitou dos sentimentos que o Jude tinha por ela e quase matou o cara. Sim. Mais uma das suas fantásticas ideias. Ah! Ela também condenou a própria melhor amiga (desde o início. Desde o momento em que confiou no inimigo quando não devia confiar em alguém que ela sabia que a odiava. Foi lá que ela realmente estragou tudo. O Damen pode se convencer de que ela fez tudo porque tinha que ser daquela forma, mas nós sabemos que ela foi idiota. Muito mais do que isso. Não existe sequer um nome que eu possa usar!rsrs...) e ainda pensa em matar a coitada. Por que ela não se mata? Se ela desaparecesse da história, tudo seria bem melhor. Eu iria ficar desesperada para continuar lendo a série e não para fugir dela. Se a Ever não existisse a história seria muito melhor. Mas além dela ser o centro da história ainda sou obrigada a ler a história e conhecer os outros personagens, seus pensamentos e sentimentos através das palavras da Ever. É ela que nos conta a história. É ou não é um castigo?! Consegue imaginar o que é ter que ler uma história através das palavras da personagem que você mais odeia? É terrível. Angustiante.rsrs... Uma tortura, com certeza. 


- Vou resumir as coisas, pois não sinto a menor vontade de falar muito sobre a história. A Ever fez um feitiço de amarração para forçar o Roman, nosso querido vilão (explico essa história de querido daqui a pouco.rsrs), a dar o antídoto que consertava a estupidez dela. Por ela ter confiado no Roman, não podia transar com o namorado. Sim. Isso mesmo que você entendeu. E ela estava desesperada para fazer sexo com ele (eu nunca mais irei dizer que a Ever ama o Damen. Ela só ama uma pessoa: ela mesma.). Desesperada mesmo. E faria qualquer coisa para conseguir isso. Mas somente Roman tinha o antídoto. Se ela tentasse fazer sexo com Damen antes de ter o antídoto, ele seria enviado para o inferno dos imortais e ela não poderia continuar se "divertindo" com ele, sabe? Não valia a pena. Então, graças ao feitiço da nossa bruxinha, as coisas se complicam mais. Já ouviram falar do feitiço que se volta contra o feiticeiro? Pois foi exatamente isso que aconteceu. O Roman não ficou preso à ela. Foi o contrário.rsrs... A imortal mais tonta do universo sobrenatural, acabou ficando obcecada pelo Roman. Louca por ele. Precisando dele. Precisando transar com ele. Sim. A série realmente chegou a esse ponto. Ou seja: a autora não sabia mais o que inventar e achou que isso seria interessante. Para mim, não foi. E mais uma vez algo na série não "colou". Não acreditei que isso fosse somente obra do feitiço da bruxa idiota. Quem conhece a série tem que confessar, o Roman é lindo. Maravilhoso. Irresistível. Digamos que ele é mais ou menos como o Damon Salvatore, nosso vampiro sexy, perigoso e deliciosamente mau. Sim!kkkkk... Sou louca por ele!rsrs... Estou falando do Damon Salvatore.rsrs... Eu tentei não gostar dele, mas ele é simplesmente irresistível. (suspiros...) Estávamos falando sobre o quê mesmo?! Ah! Sobre o Roman. Deixa eu me achar.rsrs...


- Bem... O Roman é lindo, embora ele não tenha me cativado quando li os dois livros anteriores nos quais ele aparece. Não. Eu não gostava nada dele. Ele era muito cruel e seu charme não era suficiente para me conquistar. Eu queria que ele morresse. Fosse eliminado da série. Já ouviram dizer que é para você ter cuidado com o que deseja, pois aquilo pode se realizar? Pois bem... Me arrependo amargamente do que desejei. :(


- Acontece que o Roman foi o único personagem que tornou o quarto livro da série, suportável. Quando ele aparecia as coisas ficavam menos estressantes. Claro que a Ever estava lá para estragar tudo, mas eu adorava vê-lo provocando-a. Ele não estava cruel neste quarto livro, entende? Ele estava apenas se divertindo à custa da Ever. Talvez por isso eu tenha passado a gostar dele.kkkkk... Não, gente. Nem foi só isso. A verdade é que o Roman simplesmente se tornou o único personagem que fazia sentido nessa história. Os outros eram tão insuportavelmente cansativos e estúpidos, que acabei me "agarrando" ao Roman para não pirar.rsrs... E quando cheguei ao final do livro... Bem, digamos que é muito bom a Ever não estar na minha frente. Eu seria bem capaz de acertar seu chacra mais fraco e mandá-la de uma vez para o inferno. Se eu a odiava antes, agora a odeio muito, muito, muito, MUITO mais!!!!  Maldita seja aquela pirralha estúpida! Só faz mal para os outros! Ninguém no mundo pode confiar nela. Ela estraga tudo. É um verdadeiro perigo para aqueles que a amam. Não a suporto. Não aguento mais ler a série através dos pensamentos dela. Por que diabos ela não pode desaparecer???????????!!!!!!!! Virar fumaça?! O mundo seria um lugar muito melhor sem ela. 


- Por que a odeio muito mais? Porque, por causa dela, mais uma pessoa foi prejudicada. Sim. Como eu quase já disse, foi o Roman. Tudo bem que ele não era meu querido nos outros livros, mas ele confiou nela. Ela se mostrou um "anjinho" e ele se deixou levar. Porque ela atingiu seu ponto mais fraco. E por quê?! Mais uma vez por egoísmo! Tudo que ela faz acaba sendo por ela mesma e não pelos outros. Pelos que ela "ama".


- Como disse, Damen já não é mais protagonista. Não vi mais aquele romance existente entre o casal. Ele realmente a ama. De forma incondicional. Perdoa tudo que ela faz. Tudo mesmo. Até perdoou sua quase transa com o Roman. Perdoou o fato dela nunca confiar nele. E de preferir confiar em seu querido Jude (o Jude está na minha lista negra.kkkkk...). Só que ele chega a ser patético.rsrs... Quem ama não tolera as coisas da forma que ele tolera. Como se não fosse importante. Ele não briga. Está sempre aceitando tudo pacientemente. Até mesmo atos de traição. Isso não é aceitável. Ele podia até perdoar. Só não podia agir como se não fosse importante, droga!


- Haven... Bem... Está cada vez pior. Nunca foi minha personagem querida e não se tornou querida agora. Mas é melhor do que a Ever e senti pena dela. Graças a Ever, ela perdeu mais coisas em sua vida. E isso porque a Ever é melhor amiga dela. Imagina se não fosse!


- Houve uma época em que esperava com curiosidade por "Chama Negra". Eu queria saber como as coisas  iriam prosseguir. Mas quando pensava em ter que enfrentar a Ever de novo, perdia a vontade de continuar lendo a série. E agora estou com menos vontade ainda. Para a minha angústia, ainda faltam dois livros. Pretendo lê-los ainda este ano para não ser forçada a incluir os livros nas próximas listas de leituras. Tenho que acabar de uma vez por todas com essa tortura!rsrs...




- O livro ganhou 1 estrela. E isso porque uma estrela no skoob significa que o livro é ruim. 


Não recomendo. 




Bjs e até breve!

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.