O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sábado, 26 de maio de 2012

Resenha da Mónica: Enfeitiçada Pelo Chefe - Charlotte Lamb



Pietra nunca fora capaz de realmente esquecer seu ex-chefe, Randal Harding...

Ele fora o único homem que tocara seu coração de forma profunda e incontestável. E agora Randal estava de volta... e deixara claro que queria ter Pietra na sua vida... e na sua cama!

Mas ele não se encaixava nos planos certinhos da vida que ela imaginara ter. Pietra só precisava resistir ao desejo que tomava conta do seu corpo quando estava perto de Randal!




Resenha:


Ela vai trabalhar numa empresa como secretária. O chefe um homem casado e com um filho de 4 anos a deixa fascinada. Ele também se apaixona por ela.

Num dado momento ele revela que o casamento é só de fachada, que a mulher tem um amante há um ano e não liga para o filho, tanto que quem sai para comprar um presente de aniversário de 5 anos para o filho é a mocinha (bem o pai parece que também não estava muito interessado em conseguir uma vaga na sua "agenda" para comprar ele mesmo o presente, ou seja o rasgado falando do remendado).

Depois de um beijo "roubado" ela resolve fugir e mudar de endereço.

4 anos depois eles se reencontram. Ela está noiva e com casamento marcado para o final de semana. Ele não está mais casado, a guarda do filho está com ele, quer dizer com o colégio interno porque é aonde fica o filho porque o pobrezinho trabalha e viaja demais. Mas o bom é que o menino gosta, afinal de contas tem tudo que uma criança gosta. kkkkkkk....enfim..... Ela foge dele como o diabo foge da cruz e ele é a insistência em pessoa, vai invadindo, seguindo, ou melhor dizendo perseguindo sem dar chance de defesa. Mas acho que ela gosta porque se não estivesse interessada tinha chamado a polícia ou quando houve uma situação em que ele e o noivo estavam quase se engalfiando ela não teria pedido para o noivo ir embora primeiro e sim ele kkkk..

Agora a pergunta que não quer calar é se ela se apaixonou pelo homem a 4 anos atrás mas se afastou por ele ser casado, porque quando ele volta e revela que até detetive particular contratou assim que o divórcio saiu, ela simplesmente diz que não quer nada com ele, mesmo afirmando que o ama e cancelou o casamento?

Bem amigos pasmem mas a resposta é que a 4 anos atrás ele escolheu o filho e a esposa e ela não foi levada em consideração. E que ele poderia fazer novamente escolhendo o filho e ela seria sempre a segunda opção.

Eu nunca ouvi nada mais imbecil em toda a minha vida. Também como seria se ela tivesse um filho com ele? Vai fazer diferença entre as crianças? Pelo amor de Deus nunca vi ninguém tão fútil na minha vida. Ela deveria era achar ele um homem de caracter por ter escolhido a família, pois se tivesse escolhido a ela que garantias ela teria que ele não fizesse o mesmo com ela no futuro.

Achei essa mocinha muito infantil. Sei que ela tem um histórico ruim. Foi abandonada numa igreja ainda bebê, e era muito carente emocionalmente, mas francamente, se achar preterida por que ele preferiu o filho quando ainda era casado é um pouquinho demais.

Se eu fosse ele depois de ouvir isso tinha fugido no sentido contrário, como que ela lidaria quando o pai desse atenção para o filho? Aliás ele também não é um grande modelo. Essa coisa de colégio interno aff!!!

Eu dei 2 estrelas.


Mónica


4 comentários:

maryara disse...

Eu não li o livro, então estou julgando cedo demais. Mas, as vezes, as pessoas tem padrões morais rígidos demais para os personagens de um livro, eu, sinceramente, não conheço uma mulher que não tenha ciúme da vida pregressa dos namorados.

Luna disse...

Olá Maryara!


Eu também não li o livro ainda e também posso estar julgando cedo demais a mocinha e o mocinho da história. Mas eu acredito que uma coisa é a mocinha ter ciúmes de uma ex-namorada, ex esposa do mocinho. Outra coisa bem diferente é ela querer estar acima do filho do mocinho. Ela quer ser a mais amada. A preferida. Que se tivesse que escolher entre o filho e ela, ele escolhesse ela. E isso é simplesmente absurdo, entende? Ela quer competir com o filho dele. Para ela isso é uma competição e ela quer ser a ganhadora. O trecho no qual ela fala sobre o filho dele deixa isso bem claro. E ele... Ele não liga nem um pouco sequer para o filho.

Eu poderia entender essa mocinha se ela só tivesse ciúmes da ex-esposa dele. Se só quisesse competir com ela. Mas com uma criança? Isso já é demais para mim.

Bjs!

Carla disse...

Pelos trechos que a Mónica nos mostrou essa mocinha precisa fazer terapia urgentemente. kkkkk Onde já se viu querer competir com o filho do mocinho pelo 1º lugar na vida dele? Eu acho isso totalmente despropositado. Filho sempre vem em 1º lugar na vida da gente. Ter ciúme de ex-mulher tudo bem, ciúme de uma criança é ridículo. kkk

Anônimo disse...

Olá Mayara!!

Como a Lú e a Carlinha comentaram a questão não era outra mulher ou nada do tipo.A questão foi ele ter optado pela família,pelo filho a deixando como segunda opção.Fútil,infantil.No caso dele eu teria fugido no sentido contrário.

De qualquer forma essa é minha opinião.Acho que seria bacana vc ler e ver que conclusão você tira.

bjs e obg por comentar.

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.