O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

domingo, 24 de junho de 2012

Bodas de Fogo - Deborah Simmons


(Título Original: The Devil's Lady
Editora: Nova Cultural)


1º Livro da Série De Laci


Piers Montmorency

Diziam que o misterioso Cavaleiro Vermelho não era um simples mortal. Que fizera um pacto com o demônio, em troca de se tornar um guerreiro invencível. Isadora, porém, podia sentir com todo o seu ser que as sombras do enigmático e fascinante Piers ocultavam um segredo muito mais profundo...

Isadora de Laci

Feito um vendaval, Isadora invadiu o castelo de Dunmurrow para reivindicar o Cavaleiro Vermelho como marido! E Piers percebeu que sua vida mudaria para sempre. Mas uma mulher tão ardente e cheia de luz iria aceitar viver uma paixão envolta pelas trevas?



Palavras de uma leitora...



Víveme sin miedo ahora
Que sea una vida o sea una hora
No me dejes libre aquí desnudo
Mi nuevo espacio que ahora es tuyo, te ruego.
Víveme sin más vergüenza
Aunque esté todo el mundo en contra
Deja la apariencia y toma el sentido
Y siente lo que llevo dentro.

Y te transformas en un cuadro dentro de mí
Que cubre mis paredes blancas y cansadas.

Créeme esta vez
Créeme porque
Me haría daño una y otra vez.

Sí, entre mi realidad
Hoy yo tengo algo más
Que jamás tuve ayer
Necesitas vivirme un poco más.

(Música: Víveme/Cantora: Laura Pausini)


- Talvez seja porque estou com essa música na minha cabeça. Mas achei essa música simplesmente perfeita para o casal. Principalmente o refrão. Acho que agora, toda vez que ouvir essa música, irei lembrar de Isadora/Aisley e Piers. Acho que mesmo sem a música esse casal não vai sair da minha cabeça tão fácil. E nem do meu coração! Que bom que meu coração é grande o suficiente para abrigar tantos mocinhos.rsrs... 

- Vocês que me conhecem já há tanto tempo sabem: sou uma romântica incurável. E como tal, não resisto à uma bela história de amor. Seja num filme, numa música, novela ou livro. Principalmente, num livro. E, se conhecem essa história, podem imaginar o quanto eu me xinguei aqui por ter demorado tanto tempo para ler esse livro. Não podem?!rsrs... Pois é. Só de pensar na quantidade de porcarias que li nesses últimos anos (um exemplo: Alana, a Bruxa. Outro exemplo: Rede de Sedução. E ainda outro: Amor/Ódio e Vingança) sinto uma vontade enorme de me esganar. Isso porque no lugar desses livros, eu poderia ter lido "Bodas de Fogo" e "A Esposa Virgem". E já digo até mesmo "O Lobo Domado", pois já tenho certeza de que vou amar esse livro. E não consigo aceitar que li tantos livros ruins quando poderia ter lido esses livros da Deborah Simmons! Como pude ser tão estúpida ao ponto de passar aquelas "coisas" na frente? Não é algo aceitável!

- Hoje eu tinha centenas de coisas para fazer. E as deixei em último plano. Para terem uma ideia são quase sete horas da noite e nem comecei a fazer nada do que precisava. Sim. Estou encrencada, mas não dou à mínima. Passei horas maravilhosas ao lado de "Bodas de Fogo" e não me arrependo nem um pouco disso. Foram momentos inesquecíveis e mágicos. O mundo inteiro parou de existir quando eu comecei a ler esse livro. É como se eu tivesse sido enviada para outro mundo. Como se a vida não tivesse problemas, como se eu não tivesse obrigações e nem preocupações. Me envolvi completamente com a história de Aisley e Piers.  Me diverti com os planos da Aisley e sofri pelo meu querido Cavaleiro Vermelho e solitário. Foi uma experiência única e inesquecível. Mas creio que eu já disse isso, certo?rsrs... 


- Pretendo ler muitos outros livros da Deborah Simmons. Ela já me ganhou como fã! Depois desse livro, me declaro fã dessa autora sensacional. Mas, embora eu pretenda ler muitos livros da autora, posso afirmar desde já que nenhum irá superar "Bodas de Fogo". Nenhum se tornará mais especial do que esse. Como disse no caso da história do meu Roger, sou uma pessoa fiel. Amei muito o livro "A Esposa Virgem". Me irritei muito com o Nicholas, mas acabei completamente apaixonada por ele. E por falar em Nicholas... Ele aparece em "Bodas de Fogo". Bem mais irritante do que é na própria história, só para saberem.rsrs... Tenho certeza de que irei amar o lobo da frase "Trema por mim, moça!", mas nenhuma história da autora poderá me arrebatar mais do que a do meu querido Piers. Não. Ele já conquistou o direito de estar acima dos outros. Peço perdão ao Nicholas, mas a culpa não é minha.rsrs...


- Para começar, nada de "um pequeno resumo" nesta resenha. Posso ser louca, mas nem tanto. Se fizer o tal resumo separado vou acabar contando demais e não me perdoaria por isso. Nem vocês me perdoariam!rsrs... 


Eu comecei a leitura desse livro já sabendo qual era o segredo sombrio que atormentava nosso Cavaleiro Vermelho. A culpa foi e não foi minha por eu saber. Foi minha porque eu não deveria ter começado a ler a série pelo segundo livro (ler séries fora de ordem nem sempre dá certo. Na maior parte das vezes, dá muito errado.). E não foi porque não poderia adivinhar que a autora seria uma fofoqueira no segundo livro.rsrs... Logo no começo da segunda história, a autora já foi soltando todos os segredos que cercavam o primeiro livro. Ela nem pensou nos pobres desavisados que poderiam não saber que o livro faz parte de uma série (não foi meu caso, pois eu sabia.rsrs...), mas tudo bem. De qualquer forma, saber o segredo não diminuiu em nada minha vontade de ler a história. Pelo contrário, quanto mais eu sabia sobre a Aisley e o Piers (através do segundo livro) mais vontade eu tinha de ler o livro deles. E como prova, aqui estou eu falando do livro! Mal acabei de ler "A Esposa Virgem" já me preparei para começar a ler "Bodas de Fogo". Não tinha a menor vontade de adiar mais a leitura deste livro. Precisava com desespero conhecer o famoso Cavaleiro Vermelho. Precisava saber mais sobre ele, ler sua história, conhecer mais profundamente seu coração e seu amor pela Aisley. E como eu já disse, foi uma experiência inesquecível (suspiros, suspiros, suspiros).


- Para os leitores que ainda não conhecem a história:

Tudo começou por causa da traquinas de dezessete anos (conhecida tanto pelo nome de Aisley quanto Isadora) que viu toda sua família morrer e ficou com a responsabilidade de sustentar seu povo e manter suas terras. Embora fosse nova e inexperiente, Aisley não teve medo da responsabilidade. Pelo contrário. A abraçou e se dedicou dia e noite ao trabalho. Suas terras se conservaram prósperas, seu castelo impecável e seu povo alimentado e saudável graças aos seus esforços. E ela não poderia ter ficado mais revoltada quando o rei Edward, do alto da sua sabedoria, decidiu que ela necessitava de um marido para protegê-la e cuidar de suas terras.

Aisley nunca tinha desejado se casar. Sequer tinha alguma vez ficado atraída por qualquer homem. Ela desejava permanecer solteira para sempre, pois sabia que um casamento significaria perder todos os seus direitos. O seu direito ao próprio corpo, à liberdade e a tudo aquilo que era seu por ser a única sobrevivente dos de Laci. E ela não podia aceitar tal coisa. Não estava nem um pouco disposta a se curvar perante a ordem do rei. Por isso, sem temer as consequências de tal ousadia, ela decidiu traçar um plano para enganar seu adorado soberano. 

Seu plano não deu certo, como era de se esperar. E por causa da sua ousadia, Aisley acabou presa a um homem que era temido por todos. Um homem terrível que muitos diziam ser amigo íntimo do demônio. Alguém que tinha se trancado num castelo antigo do qual, segundo as lendas, quem entrasse não saía com vida. Além disso, as pessoas também diziam que ele não era um simples mortal. Mais um ser com poderes sobrenaturais capaz de enfeitiçar um ser humano para depois comer o seu coração no jantar. 

Embora não acreditasse em bruxaria ou algo do gênero, Aisley tinha que admitir que sentia medo. Graças à sua estupidez, estava presa a um desconhecido. Alguém que poderia fazer com ela o que quisesse e ninguém iria interferir. Até porque, nenhum ser humano com um mínimo de juízo (algo que faltava na cabeça dela), ousaria se aproximar do covil do Cavaleiro Vermelho. 

Ao entrar no castelo de seu futuro marido, Aisley mergulha num mundo novo e assustador. Um lugar cercado pela escuridão e por um mistério que ela estava longe de desvendar. Quem seria o Cavaleiro Vermelho? Um assassino cruel? Um feiticeiro? Uma fera? Um ser com alguma deformidade nauseante? Um homem obrigado a viver dentro daquele castelo sombrio e carente de vida por ter feito um pacto com o demônio? Uma coisa eu posso dizer: seja o que for, homem ou fera, nosso Cavaleiro Vermelho possui um coração que não demorará a ser conquistado por uma jovem bela e persistente que não sossegará até ter nosso temível Cavaleiro Vermelho em suas mãos. 


"- Você vai cantar para mim esta noite?"


- Uma das frases mais marcantes do livro para mim, foi esta. Não sei explicar direito por quê. Talvez porque através dela e do modo que ela foi dita, eu enxerguei toda a vulnerabilidade do meu querido mocinho. Mesmo explosivo, capaz de destruir toda a mobília com as próprias mãos (perdi a conta de quantas vezes ele bateu com o punho em algum móvel), existia uma vulnerabilidade tocante nele. Eu sentia que se quisesse,a Aisley poderia destruí-lo. Eu podia enxergar toda sua dor e toda sua solidão. E vê-lo sofrer, me fazia sofrer. E eu não poderia ter ficado mais feliz com a escolha que a Deborah fez. Não existia ninguém mais perfeita do que Aisley para libertar nosso Cavaleiro Vermelho. Ninguém capaz de se entregar de corpo e alma e sem medo ao mundo dele, de amar mesmo sem saber seus segredos. Mesmo temendo conhecê-los. Quanto mais próxima ficava a relação dos dois, mais envolvida e apaixonada eu ficava.rsrs... Sabia que tinha que deixar o livro de lado um pouco, para organizar minha própria vida, mas não conseguia! Não conseguia me libertar do mundo de "Bodas de Fogo". Esse livro me tornou prisioneira até que eu cheguei ao fim da história. Na verdade, creio que serei prisioneira dele para sempre. E não estou reclamando.rsrs...

"Porém antes que tivesse tempo de protestar, o silêncio ao redor foi quebrado por um rugido feroz, como se alguma fera estivesse à solta.

- Piers. - O nome do marido escapou de seus lábios num murmúrio rouco e emocionado."


- Piers é um mocinho que me conquistou muito mais rápido do que o Nicholas (mais uma vez tenho que pedir perdão ao meu querido mal humorado). Não sei dizer em que momento aconteceu. Ele simplesmente me conquistou, me envolveu, me roubou o ar. E eu que tinha dito que precisava ler um livro que NÃO me impedisse de respirar.kkk... Eu tinha expectativas quando comecei a ler o livro. Até porque, já tinha ouvido falarem maravilhas da história (uma amiga querida, inclusive, ama com todo o seu coração esse livro). E o livro não foi menos do que imaginei. Chegou a ultrapassar minhas expectativas. Ele é muito mais apaixonante do que eu imaginei que seria. O Piers é muito mais arrebatador do que eu poderia sonhar que ele seria. Foi uma delícia ler essa história, queridos! Foi algo único. E eu continuo furiosa por ter esperado tanto. Me arrependo amargamente por não ter conhecido antes o meu Piers e sua maravilhosa história. Me arrependo muito. 


- Bem... É chegado o momento de eu parar de falar.rsrs... Não posso correr o risco de falar demais. Já disse que eu não me perdoaria por isso. Só vou comentar mais uma coisa antes de encerrar, ok? :)

- Amei o aparecimento do meu Nicholas!:D Sei que ele é um cabeça dura, teimoso, explosivo e que consegue ser muito, muito, MUITO irritante mesmo. Mas eu suspirei aqui encantada quando ele apareceu. Sempre frio, indiferente, mas irresistível. Chegou como um anjo vingador, concentrado em sua vingança e nem sequer conseguiu perceber que tinha uma irmã precisando do afeto de seu último parente vivo. Claro que a indiferença dele me irritou mais uma vez, mas eu já o conheço e ele não me engana mais. Sei que dentro daquele coração duro existem sentimentos profundos e maravilhosos. Que ele era apenas um homem ferido e sozinho, esperando por sua Sophie. :D

Achei interessantes alguns comentários do casal sobre o meu Nicholas:


"- Mas quando olho dentro daqueles olhos cinzentos é como se enxergasse apenas o frio e a escuridão."

"- Seu irmão precisa de uma esposa. - Piers abraçou-a com força, aspirando o perfume dos cabelos longos e sedosos. - Talvez Edward possa ser persuadido a arranjar alguma coisa. Tenho a impressão de que, assim como a irmã, Nicholas só se casará se for forçado a fazê-lo."


- Se eu não soubesse que o Piers seria incapaz de entregar uma pobre moça nas mãos daquele Nicholas supostamente vazio e cruel, eu poderia jurar que ele teve participação na decisão do rei Edward de casar Nicholas e Sophie.kkkkk...


- Não posso deixar de dizer que esse livro foi uma indicação da minha querida amiga Carlita. E da desaparecida e também querida, Jessica Santana. Agradeço muito pela indicação de vocês, meninas! Foi um presente ler esse livro! :)

- Nem preciso dizer se indico esse livro, não é? É leitura obrigatória, queridos! Sei que gosto é algo muito pessoal, mas leia esse livro com o coração e tenho certeza de que você também será conquistado pela história de Aisley e Piers. É uma história linda demais que eu desejo que todos tenham a oportunidade de conhecer.

Para quem ainda não sabe, já existe resenha deste livro aqui no blog. Sim! Como eu disse, minha querida amiga Carlita é apaixonada pelo livro e já resenhou sobre ele. Para conferir a resenha dela, clique AQUI. Eu recomendo muito a resenha dela. Vamos ver por quanto tempo vocês conseguem resistir à vontade de ler esse livro.rsrs... Aviso: se demorarem muito vão ficar com raiva de vocês mesmos como eu fiquei de mim. Ainda não consigo entender como pude ser tão estúpida ao ponto de demorar tanto tempo para ler um livro que eu já sabia que era especial!!! 



Para conhecer o segundo e último livro da série:



Bjs e até breve!

5 comentários:

Carla disse...

Sua amiga Carlita adora a história mas é tão esquecida que só não esquece da cabeça porque está presa ao pescoço.kkkkk A verdade é que eu sei que adorei, mas já não lembro de vários detalhes importantes.

Amei a resenha, amiga. Fico feliz de esse livro ter se tornado tão especial para você. Mais uma leitura em que concordamos. :D

Beijo!!

Luna disse...

kkkkkk...


Gracias, querida!


Pois é, amiga. :)


Bjs!

Beta disse...

Sou muito suspeita pra falar, porque adoro Deborah Simmons e amo a história de Aisley/Isadora e Piers. Adoro quando as pessoas encontram estas pérolas e as divulgam, porque esse quem tem não dá, não vende e muito menos empresta. Bela postagem! :D

Luna disse...

Gracias, Beta! :)

Legião disse...

Adirei historia a mocinha e uma mulher de atitude sabe o que quer e vai atrás,O mocinhos mesmo por suas maguas e estar cego tratou ela bem e se mostrou um marido apaixonado, um casal perfeito na minha opnião!!!!!!!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.