O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

domingo, 30 de setembro de 2012

Um Gosto de Amor - Susan Mallery


(Título Original: Sweet spot
Tradutora: Ana Rodrigues
Editora: Harlequin)

2º Livro da Trilogia As Irmãs Keyes


Se ela tivesse uma vida mais de pecadora do que de santa…

 “Responsabilidade” deveria ser um dos sobrenomes de Nicole Keyes. Afinal, não é todo mundo que se dispõe a sacrificar a própria vida para comandar a confeitaria da família e educar Jesse, a irmã caçula. Mas agora que Claire, sua gêmea, está alegremente casada enquanto Jesse deixa para trás o jeito de menina da casa ao lado para se tornar uma femme fatale, a superconfiante Nicole cansou de colocar as necessidades dos outros antes das suas!

 Até Hawk entrar na sua vida. Ao lado do ex-jogador de futebol americano Nicole sente o gosto da liberdade que sempre buscou. Hawk parece conhecer de cor o caminho para seu coração, mas ela não vai deixá-lo se aproximar demais a ponto de parti-lo. Porém, é claro que se o passado dele continuar vivo no presente, ela não terá muita escolha… 



Palavras de uma leitora...



"Nicole já vira aquele sorriso antes.

Oh, não nele especificamente. Aquele era o sorriso que Pierce Brosnan, no papel de James Bond, costumava usar para extrair informações de secretárias levemente ofegantes. Também era o sorriso que o ex-marido dela usara, mais de uma vez, para sair de alguma encrenca. Nicole não poderia estar mais imune àquele sorriso nem se ela mesma houvesse inventado a vacina."


- Está aí outro mocinho que se existisse na vida real eu sequestraria e levaria para uma ilha deserta. Queria ter ele e outros mocinhos todos para mim, longe dos olhares de mulheres que desejassem roubá-los de mim, sabe?rsrs... Será que desejar algo assim vai me impedir definitivamente de ir para o céu algum dia?!kkkkkkk... Amo e desejo para mim tantos mocinhos que começo a considerar isso um pecado.kkkkkkkk... Mas se for, vou continuar pecando.rsrs...

"Ele é solteiro e gosta de namorar. Os rumores dizem que é um verdadeiro cavalheiro em público e um animal selvagem na cama. Dizem que ele tem fôlego para horas..."

- Interessante, verdade?rsrs...  Esse é Eric Hawkins, um ex-jogador de futebol americano, famoso e atual treinador de futebol de uma escola secundária. Homem capaz de roubar o fôlego de qualquer mulher e fazê-las terem fantasias para lá de interessantes envolvendo-o, é também um homem maravilhoso, que criou a filha sozinho desde que ela tinha 12 anos. Também é um ótimo treinador, acredita e dar forças aos jovens que, de certa forma, estão sob sua responsabilidade. Ficar imune a ele é impossível. Somente Nicole poderia se dar ao trabalho de tentar se convencer que era a exceção. A tolinha não sabia que era a que possuía menos defesa contra o vírus. Mas é muito divertido vê-la tentando. Se ela foi vacinada, a vacina não fez efeito. 

"Os olhos dele estavam muito escuros, como se pudessem absorver a luz do salão. Nicole teve a estranha sensação de que poderia se perder naqueles olhos, o que demonstrava que ela já passara do estágio de estar faminta e começava a ter alucinações por causa da queda de açúcar no sangue.

- Você está segurando a minha mão.

Hawk deu um risinho torto.

- Isso é tudo o que eu posso fazer no meio de tanta gente, mas quando estivermos sozinhos as coisas vão esquentar."

- E esquentam mesmo, gente!rsrs... Até agora, esse é o livro mais quente e sensual da trilogia. Esse casal não tem um pingo de vergonha. O que só torna a história melhor, não acham? Hawk é exatamente o que Nicole precisava para curar seu coração ferido e dividir a vida inteira com ela. Também realizar um dos seus maiores sonhos. Por mais idiota que o Hawk consiga ser às vezes (Sim. Ele consegue ser pior do o Wyatt, de Um Gosto de Vida, quando quer ser idiota. Houve momentos em que não desejei atacar algo na cabeça dele. Desejava era quebrar seus dentes. Mas a raiva não durava muito.rsrs...), ele era perfeito para a Nicole. Feito sob medida para ela e eu não poderia ficar mais contente com a autora por causa disso. No fundo, eu tinha um pouco de medo da autora ser injusta com a Nicole. Depois de tudo que ela passou na vida, eu não aceitaria um mocinho qualquer para ela. Ele teria que ser, no mínimo, perfeito e felizmente a autora pensava igual. Sabe aquele mocinho perfeito apesar de qualquer imperfeição? Hawk é assim. Ele erra, possui vários defeitos (um deles é acusar antes de ouvir a pessoa. Ou fingir que não ouviu nada do que a pessoa disse e tratá-la mal só para aliviar sua raiva), tem um ego do tamanho do mundo (não é exagero.rsrs...), mas reconhece seus erros e pede perdão. E recompensa a pessoa de um jeito que a faz esquecer por que estava com raiva dele.rsrs... Também é muito protetor e nos diverte por causa disso. É um daqueles mocinhos que a gente percebe que foi feito com o maior cuidado, sabe? Que a autora teve toda uma preocupação ao criar. Ele é um sonho, gente! E não pude evitar desejar encomendar um assim para mim. 


"Virou-se para Nicole. - Confia em mim?

- Não.

- Mas deveria - falou Hawk - Sou muito confiável.

- Nem pagando."

"- Estou surpresa que você precise sair com outras pessoas. - disse Nicole, por fim. - Seu ego já não lhe faz companhia o bastante?

- Ele não me mantém aquecido à noite.

- Talvez deva tentar uma boneca inflável aquecida.

- Preferiria ter você."


Para quem talvez não se lembre ou ainda não tenha lido o primeiro livro, Nicole é a irmã "megera".rsrs... A emotiva, sempre disposta a tratar quem não lhe agrada com sarcasmo e intolerância. Ela se sentiu profundamente ferida quando sua irmã gêmea, Claire, foi embora aos seis anos de idade, deixando-a para trás. Nem o passar dos anos a fez se recuperar da perda e quando sua mãe também desejou partir, quando ela só tinha 12 anos de idade, a sensação de rejeição só aumentou. O que tinha de errado com ela? Por que todas as pessoas que ela amava precisavam deixá-la? Por que não podiam amá-la e permanecer ao seu lado? Como se não bastasse, Nicole também teve sua infância roubada, pois precisou se dedicar à confeitaria da família e criar a irmã caçula que era apenas seis anos mais nova do que ela. Na verdade, Nicole criava Jesse desde que a irmã tinha nascido, pois a mãe e o pai estavam muito mais preocupados em falar da filha prodígio (Claire), que era concertista e estava no caminho certo para se tornar famosa. Nenhum dos dois se deu ao trabalho de olhar para as outras duas filhas e enxergar que as coisas não estavam bem. Que eles estavam contribuindo para desastres futuros. Que estavam se esforçando para destruir a vida de quem deveriam amar. Eles não enxergaram. Na minha opinião, mal se lembravam de que tinham outras duas filhas além de Claire. E o golpe feriu profundamente o coração de Nicole, deixando uma marca que doía a cada batida. 

Ela fez o seu melhor. Continuou seus estudos, se dedicou à confeitaria e à irmã caçula e nem se deu ao trabalho de tentar construir os próprios sonhos. Se resignar talvez fizesse com que doesse menos. Quando Drew apareceu em sua vida, ela achou que aquela seria sua única chance de tentar construir a própria família. Se recusasse a proposta de casamento mesmo não estando lá muito apaixonada por ele, se arrependeria amargamente, pois nenhum outro homem iria querer se casar com ela. Ela não era capaz de despertar o amor de ninguém. Tinha era que ficar satisfeita por Drew aparecer em sua vida. Ou não? Nicole ainda não sabia que aquela escolha sim era um erro. Um erro que lhe provocaria muitas lágrimas e a separação entre ela e a irmã que ela criava como filha.

O casamento acabou pouco depois de começar. Nicole não demorou a perceber que nunca poderia ser feliz com Drew. Ela não o amava. Não existia nada em comum entre eles. Mas mesmo assim, o golpe doeu. A traição machucou. Ela nunca poderia esperar por aquilo.

- Numa determinada noite, Nicole estava passando pelo quarto de Jesse e escutou um barulho. A porta não estava trancada e ela resolveu ver o que estava acontecendo... e pegou o marido na cama com a irmã. Ela poderia ter tentado acreditar nas explicações de Jesse se Drew não estivesse acariciando o seio da garota quando ela entrou no quarto. Jesse estava só de calcinha e nada mais. E a cena era íntima demais. Não deixava dúvidas. Furiosa e profundamente ferida, ela expulsou os dois da sua casa e da sua vida. Mas dia após dia pensava na irmã e desejava tê-la de volta. Desejava voltar no passado e consertar seus prováveis erros. Desejava que Jesse fosse diferente ou ao menos se arrependesse para que pudesse voltar. E dia após dia ela também desejava ter o que Claire tinha. Não que ela tivesse inveja da irmã. Se fosse inveja, era aquele tipo de inveja boa. Tudo que ela queria era ter alguém que a amasse como Wyatt amava Claire e também desejava sentir em seu interior o crescimento de um bebê. Do seu próprio bebê. Será que era pedir demais? Era desejar demais da vida? Não. Definitivamente não.

- Hawk surge em sua vida no dia em que um adolescente tenta assaltá-la. O garoto não estava atrás de dinheiro. Simplesmente entrou na sua confeitaria e tentou roubar alguns doces. Provocando a irritação de Nicole. Até mesmo um adolescente pretendia enganá-la? Ela poderia não ter dado um jeito em Jesse e Drew, mas faria aquele garoto pagar por ser mais um que tentava lhe passar a perna. E pensando assim, ela o derrubou no chão e chamou a polícia. Só que em vez da polícia, um homem não muito vestido e profundamente sexy apareceu, com aquele sorriso descarado no rosto e promessas nos olhos capazes de a fazerem ruborizar e necessitar de um banho frio o mais urgente possível. Sim. Estava certo quem disse para se tomar cuidado com o que deseja, pois isso pode se realizar.rsrs... Mas Nicole não estava lá muito arrependida.

"- Quer pular as preliminares e ir direto para a cama? - perguntou Hawk.

Ela ergueu a bengala.

- E que tal eu simplesmente acertar você com isto?

- Não gosto muito de sentir dor. Você gosta? Devo me oferecer para lhe dar umas palmadas?

Mesmo na luz difusa do estacionamento, Hawk viu que ela ruborizava.

- Não - disse Nicole entre os dentes. - Não posso acreditar que você disse isso.

- Estou apenas tentando descobrir do que você gosta, para ver o que posso providenciar.

- Você se acha muito galante, mas não é.

- Claro que sou.

- Vá embora.

- Você não quer isso de verdade.

- Quero, sim - afirmou Nicole.

- Então prove. Essa é a sua chance. Vou beijá-la. Estou lhe avisando, assim você terá bastante tempo para entrar no carro e ir embora. Posso até contar até dez se você quiser. Para lhe dar a dianteira. - Hawk voltou a tocar o rosto de Nicole, e deslizou o polegar até seu lábio inferior. - Não tenho problema algum em admitir que você me atrai. Gosto de me sentir atraído por você."


- Você fugiria? Eu correria, mas na direção dele.rsrs... Só que essas coisas nunca acontecem comigo. Oh, azar!kkkkkkk... Nicole tenta resistir, mesmo desejando com todas as suas forças se deixar levar pelo charme dele e simplesmente deixar as coisas acontecerem. Mas ela não acreditava que fazer sexo casual com um estranho fosse a atitude mais sensata para tentar recomeçar. 

Mas a compaixão de sua irmã gêmea, de seu melhor amigo e dos funcionários que a conheciam desde sempre, acabou por levá-la na direção do Hawk. Ela estava cansada da compaixão dos outros. Não lhe agradava ser digna de pena. Pelo contrário. A irritava e a fazia desejar gritar. A melhor forma de acabar com tudo aquilo, seria assumir um relacionamento com alguém. De preferência um homem sexy, alto, musculoso e aparentemente mais do que disposto a levá-la para a cama. E é pensando nisso, que ela resolve fazer um acordo com Hawk. Seria sua gatinha sexy particular, quando, onde e como ele quisesse se... em troca, ele fingisse ser seu namorado publicamente. Como não era nenhum bobo, Hawk aceitou.rsrs...

"O coração de Nicole saltava no peito.

- Então você concorda?

- Sim. Quando você vai passar a ser a minha... como você disse? Oh, sim. Quando vai se tornar minha gata sexy particular?

O alívio tinha um gosto doce. E foi imediatamente seguido por uma antecipação sexual e por um calor entre as pernas de Nicole.

- Quando você quiser.

- Posso estar em sua casa em vinte minutos - ele falou.

- Estarei esperando.

- Pode esperar nua?

- Se for importante para você...

- É."


- O que começa como um acordo bastante conveniente, não demora a se transformar em algo muito mais profundo, embora o casal demore um pouco para descobrir isso. A relação deles é muito quente (as coisas pegam fogo quando eles fazem amor!rsrs...) e linda. Não é algo somente de cama, mesa, sofá e qualquer outro lugar que eles acharem adequado. Não. Vai além. Há muito carinho entre eles. O Hawk se envolve muito com a Nicole, embora não desejasse voltar a se casar. Tinha perdido seu único amor e a mulher que tinha dividido doze anos de sua vida com ele. Ela teve câncer e o deixou, depois de tudo que eles tinham passado para ficar juntos. Depois de enfrentarem tudo que estava contra eles, um maldito câncer a levou, deixando-o responsável por uma menina de 12 anos. Ele gostava de ficar com outras mulheres, embora não tenha tido muitas namoradas depois de Serena, sua falecida esposa. Mas nenhuma poderia substituí-la. Casar-se novamente estava fora de questão. Mas ele fica cada vez mais dependente de Nicole. Dos seus beijos, do seu corpo, do seu sorriso. Quando estava longe dela, sentia falta até das brigas e desejava fazer as pazes. Não suportava magoá-la e sentia vontade de matar qualquer cara que ousasse se aproximar dela, inclusive o melhor amigo e cunhado dela. E não tinha nem sequer percebido ainda que o acordo se perdeu entre o amor que começou a surgir dentro dele. Como um idiota que ele faz questão de ser às vezes, é claro que ele não vai aceitar isso exatamente numa boa.rsrs...

- A história é linda, gente! Tem diversos momentos que nos provocam risos e vontade de chorar. Acho que vocês sabem que eu gosto demais da Nicole (até agora é a irmã Keyes que eu mais amo) e doía vê-la magoada ou triste por alguma coisa. Mas eu também me divertia com suas palavras sarcástica e suas tentativas de ser durona. Concordo com o Hawk quando ele diz que por dentro ela é uma manteiga derretida. É verdade. Nicole pode ser difícil e também cometeu muitos erros na vida, inclusive no que diz respeito à Jesse, mas não é má. É apenas humana. Não foi justo nada que ela sofreu e eu estava ansiosa para vê-la feliz. Podem considerar spoiler, mas terei que contar: ela consegue!!!! :D Consegue realizar seu maior sonho. Ela engravida do Hawk. :) Mas o livro termina antes do bebê nascer. O que me faz necessitar ter uma conversinha com a Susan Mallery. Eu queria ver o nascimento tanto do bebê da Claire quanto da Nicole e da Jesse (as três estão grávidas.kkkkkkk...Até a cadelinha que a Nicole adotou engravida nesta história!), mas parece que isso não será possível já que quando a história da Jesse começa já se passaram cinco anos. Mas espero ver a Claire e a Nicole muito presentes no terceiro livro e a tão aguardada reconciliação entre elas e a Jesse. Eu não odeio a Jesse e estou torcendo muito por ela. Nada é o que parece ser e ela merece uma chance de mostrar que merece ser tão amada quanto Claire e Nicole. Estou um pouco preocupada com a Jesse. O Matt, que será o par romântico dela no terceiro livro e era seu namorado na época da confusão com o marido da Nicole, já mostrou que não está muito disposto a perdoá-la e tenho medo de acabar odiando-o profundamente. Tenho uma suspeita que eu espero que não se confirme. Pelo bem do Matt.rsrs... 

- Um Gosto de Amor é um livro que vocês com certeza irão amar ler! É ainda mais delicioso do que o primeiro livro e arrebata nossos corações logo depois das primeiras páginas. Apostei nesta série e não me arrependi. Ela se tornou ainda mais especial do que eu imaginava e eu a recomendo MUITO. É um romance não só para passar o tempo, gente! É aquele tipo de livro que conquista um lugar próprio em nossos corações. E ele conquistou meu coração. :) Não irei esquecê-lo! Não irei esquecer nenhum livro dessa trilogia, tenho certeza.

- Vocês também vão amar conhecer o Raoul, o jovem que tenta roubar aqueles doces. Não falarei dele, pois quero que vocês se surpreendam e amem ainda mais uma personagem que merece o nosso amor. :)


Trilogia As Irmãs Keyes:

Um Gosto de Vida (Claire)
Um Gosto de Amor (Nicole)
3º Um Gosto de Esperança (Jesse)


Bjs!


P.S.: Para quem gosta de ler ouvindo música, eu recomendaria a música Imbranato do cantor Tiziano Ferro

2 comentários:

Inara disse...

"Está aí outro mocinho que se existisse na vida real eu sequestraria e levaria para uma ilha deserta. Queria ter ele e outros mocinhos todos para mim, longe dos olhares de mulheres que desejassem roubá-los de mim, sabe?"

kkkkk Só rindo com a sua resenha, Luna! Ri do começo ao fim, mas entendi o primeiro parágrafo.... kkkkk
Faz muito tempo que não leio um romance de banca, confesso, mas já tinha ouvido falar bem dessa trilogia... A capa desse livro é linda!

Um beijo,
Inara
@lerdormircomer
http://www.lerdormircomer.com.br/

Escuta Essa disse...

Super lindinha a sua resenha! Sempre achei que essa trilogia era ótima e a sua resenha só me confirma isso.
Quero muito ler os livros das Irmãs Keyes *-*

Beijinhos
Renata
Escuta Essa

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.