O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Lua de Mel - James Patterson (e Howard Roughan)

(Título Original: Honeymoon
Tradutora: Cássia Zanon
Editora: Arqueiro
Edição de: 2013)

Uma vida que parece um conto de fadas

Linda, sexy e bem-sucedida, Nora Sinclair é desejada pelos homens e invejada pelas mulheres. E sua vida tem tudo para ficar mais perfeita quando seu namorado, o atraente e rico Connor Brown, pede sua mão em casamento. Mas o que para muitos seria o começo do "felizes para sempre", para Nora é a contagem regressiva para "até que a morte os separe."

Uma sucessão de acontecimentos misteriosos

Coisas muito estranhas ocorrem às pessoas próximas a Nora, principalmente aos homens que entram em sua vida. E isso acaba despertando o interesse do FBI. Sarcástico, malicioso e implacável, o agente John O'Hara é esperto o suficiente para saber que belas fachadas podem esconder grandes perigos. Se há algo de errado com Nora, ele é o homem certo para descobrir. 

Um detetive dividido entre a justiça e a obsessão

Mas a primeira coisa que O'Hara vai aprender é que Nora não seduz os homens, simplesmente. Ela os domina. Quanto mais tempo o agente passa perto dela, mais confuso se sente, até já não ter certeza se ainda está em busca da verdade ou se virou prisioneiro de uma atração que pode ser fatal. 


Palavras de uma leitora...



"Então me dou conta de que talvez nunca venha a saber o que me matou nesta noite. Mas sei com certeza quem foi."

- Nora Sinclair é uma mulher deslumbrante. E fatal. Em todos os sentidos. Sua sensualidade, bom humor e amor à vida atraem os homens como ímãs. Mas por trás de seu rostinho lindo e de toda sua paixão existe uma assassina fria. E cruel. Qualquer homem que cruze seu caminho e desperte seu interesse pode considerar-se com os dias contados. 

"As coisas nem sempre são o que parecem."

- Para Nora, tudo estava indo bem. Perfeito. Connor Brown, seu namorado há vários meses, alguém que a divertia e encantava, tornando cada momento melhor que o outro... a havia pedido em casamento. Mas, para sua profunda, e aparente, tristeza, ele morre uma semana depois de ficarem noivos. Vítima de uma parada cardíaca.

Inconsolável, ela provoca a simpatia e compaixão de todos. Ou quase todos. Como noiva de um milionário, ela não levava nada. Portanto, seria a última pessoa a querê-lo morto. Certo? Mas nem tudo é o que parece...

E, de repente, o azar que Nora tem com os homens desperta o interesse do FBI. E de alguém mais...

A partir daí um jogo bastante perigoso tem início. No qual só haverá um ganhador. Mas... quem

Com o tempo aprendemos que toda escolha provoca uma consequência. E que... não existe crime perfeito.

- Sabe quando uma história te ganha pela capa? Foi exatamente o que se passou quando vi Lua de Mel pela primeira vez. Não que a capa possa ser considerada bonita, mas me atraiu. E após ler as primeiras páginas, tive a certeza: precisava desesperadamente desta história. Adquiri o livro em 2013 e fiquei aguardando o momento certo para lê-lo, pegando o livro diversas vezes em minhas mãos e resistindo à vontade quase incontrolável de mergulhar em suas páginas. 

Portanto, não poderia estar mais eufórica quando finalmente pude iniciar a leitura. E minha decepção também não poderia ser maior. 

- Foi por essa... história que eu tanto esperei?! Não que seja ruim, porém é tudo o que eu definitivamente não esperava. 

É um livro que consegue nos prender até a última página. Não queremos abandoná-lo de modo algum.. Quanto mais lemos mais queremos ler. Os autores criaram um bom mistério, pois embora saibamos desde o princípio que Nora é uma serial killer, existe muita coisa que não sabemos. E é exatamente aí que está a atração do livro, é isso que nos faz seguir em frente: queremos saber o que tornou Nora a maluca que ela é. Qual foi o seu passado, quem é esse misterioso Turista e qual ligação pode haver entre ele, uma mala e Nora. 

- Não podemos negar que temos ainda muita curiosidade em saber quem venceria no final. Nora, o agente do FBI que se vê preso em suas teias... Ou quem sabe aquela misteriosa outra pessoa?

Só que logo somos capazes de prever o final. E nos perguntamos de que realmente valeu o tempo que dedicamos a esta leitura. Ao menos, foi isso o que eu me perguntei.

- Como eu disse, o livro não chega a ser ruim. Ele consegue ser envolvente, até. Mas os autores se ocuparam tanto criando uma história convincente e um mistério que nos prendesse, que acabaram por esquecer totalmente de desenvolver seus personagens. Sobretudo Nora e John O'Hara. Algo que não dá para simplesmente deixar passar. E além disso, criaram expectativas que não foram capazes de satisfazer. E, para completar tudo, o final foi todo o anticlímax que faltava! Por que... o que diabos foi aquilo?!

- Em resumo, posso dizer que senti uma total ausência de emoção e personalidade nos personagens. O livro, apesar de apelar para minha curiosidade e me envolver por conta disso, em quase todos os momentos não passou de "palavras escritas." Carentes de tudo aquilo que realmente torna um livro maravilhoso.

- Todos os personagens são superficiais. Eu até poderia perdoar algo assim nos coadjuvantes, mas nos principais?! Vai além do que eu aceitaria. Só pude lamentar por tudo que a história poderia ser e não foi. A trama tinha enorme potencial, mas acabou fazendo de tudo apenas para me decepcionar. 

- Enfim... Dou 3 estrelas ao livro. Porque, para mim, é apenas isso. Um bom livro. Nada mais. 

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.