O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Todo Ar que Respiras - Judith McNaught


4º Livro da Série Segundas Oportunidades

Eles se conheceram num paraíso: Kate Donovan, a bela dona de um restaurante em Chicago que venceu pelos próprios esforços, e Mitchell Wyatt, empresário implacável, herdeiro da fabulosa fortuna da família Wyatt - e, como logo Kate fica sabendo, um homem que não aceita um não como resposta. Durante o idílio dos dois na ilha tropical de Anguilla, Kate e Mitchell baixam a guarda e entregam-se, deixando de lado suas inibições - lentamente, a princípio, e depois num turbilhão de emoções novas e mágicas, diferente de tudo que já haviam vivenciado. 

Mas esse momento tão feliz e encantado chega ao fim quando a família de Wyatt intima Mitchell a comparecer ao interrogatório sobre o desaparecimento do irmão. Em meio ao estardalhaço da mídia, ele busca proteção no mundo de privilégios e poder a que pertence, levando Kate, que está insegura, a questionar tudo que sabe sobre seu arredio e misterioso amante: ele é realmente o culpado nesse escândalo de tamanha repercussão? Que segredos o seu passado esconde? O que lhe reserva o futuro... e quais os planos dele em relação a ela?

Enquanto Kate lutra contra suas dúvidas - e tenta ignorar certas evidências - para confiar no homem fascinante que talvez também seja seu mais temível inimigo, a rede de intrigas torna-se cada vez mais intrincada...




Palavras de uma leitora... 


"E nesse momento, de repente, entendeu. Entendeu tudo, com a mesma certeza de que seu pai também estivesse sentado ali ao lado na espreguiçadeira vendo Mitchell e sorrindo.
Aquilo era destino; eles se destinavam um ao outro. [...] Os dois estavam destinados a conhecer-se e apaixonar-se"

Tudo que ela mais queria na vida era um pouco de magia... E acabara perdendo para sempre o coração. 

Abalada pela morte recente do pai, a única família que ela possuía, e a incrível sensação de vazio que sentia, ela se deixou envolver por um belo, misterioso e irresistível desconhecido que em questão de minutos a fez tomar a decisão de vê-lo outra vez... embora não soubesse absolutamente nada a seu respeito e existisse a inegável possibilidade de ele ser um estuprador ou assassino em série, que ia de ilha em ilha seduzindo e assassinando mulheres, para depois enterrá-las na praia. Mas nem mesmo a chance de acabar assassinada ao final daquela noite a fez tomar a sensata decisão de permanecer confortavelmente em seu quarto de hotel, na paradisíaca ilha para a qual o namorado a levara, antes de voltar à Chicago para um compromisso urgente e deixá-la sozinha. Kate sabia que estava louca, mas às vezes é preciso simplesmente se entregar à loucura para permitir-se amar... E, nem que fosse uma vez na vida, ela queria fazer mais do que sonhar...

"De todos os lugares no mundo próprios para construir uma casa, ele escolhera num capricho uma minúscula ilha no Caribe, onde uma ruiva de reluzentes olhos verdes e de um sorriso estonteante iria encharcá-lo com um drinque, entorpecer todos os seus sentidos, aquecer seu coração e depois roubá-lo."

Ao vê-la pela primeira vez, depois de ela derrubar uma bebida em sua camisa e piorar tudo no intuito de limpá-la, Mitchell soube com toda a certeza que necessitava encontrá-la outra vez. E nem mesmo o fato de descobrir que ela estava comprometida o impediria de tentar roubar aquela mulher para si, ainda que não acreditasse em amor ou na magia que ela insistia existir entre eles. Sabia que estava brincando com fogo... arriscando pela primeira vez seu coração, mas estava mais do que disposto a queimar em seus braços e a fazer parte da sua vida. 

Mas o que aconteceria quando aqueles poucos dias de amor chegassem ao fim e eles tivessem que voltar à realidade? Quando não mais estivessem rodeados por um cenário romântico, capaz de despertar sonhos ainda não sonhados, teriam eles forças para permanecerem juntos? Seria aquele amor real ou pura fantasia? Isso... só o tempo seria capaz de responder... 

"Me abrace e nos envolva em magia. Não posso criar isso sem você."

- Sabe quando um livro te faz deixar tudo para trás e concentrar-se apenas nele, como se todo o mundo se resumisse a ele?rsrsrs... Comecei a leitura na semana passada e em meio às obrigações do dia a dia acabei por não ter muito tempo para a história da Kate e do Mitchell, algo que me irritava profundamente porque eu já estava envolvida por eles, ansiando por conhecer mais e mais a história de amor deles. Então hoje, ao me levantar de madrugada, me arrumar e sair para ir à aula, eu decidi que encontraria tempo nos intervalos da explicação do professor para passar alguns momentos com eles, mas assim que comecei a ler, o mundo simplesmente deixou de existir.kkkkkkkkk... Somente meu corpo estava presente naquela sala, porque minha mente viajava para um mundo de sonho, amor e magia e eu não conseguia esconder o sorriso encantado diante das emoções maravilhosas que a Kate e o Mitchell provocavam em mim. Até que eu tomei a inteligente decisão de pegar minhas coisas e me retirar da sala, voltando para casa, disposta a finalmente fazer o que eu queria: mandar tudo o mais ao inferno e me dedicar de corpo e alma ao livro. E fazia tempo que eu não me sentia tão bem após tomar uma decisão. :D Foi uma das melhores coisas que já fiz na vida.

"— Kate — disse — , eu estou apaixonado por você.
Em resposta, ela ergueu a mão dele e apertou seus esfolados dedos contra a face."

- Não dá para colocar em palavras o enorme carinho que sinto por esse casal, todo o amor que eles despertaram em mim e como eu me envolvi pelos sentimentos deles, desejando poder impedir que eles sofressem, desejando consertar as coisas que certos vermes provocaram e que acabaram por partir o coração deles dois, mergulhando eles (e eu aqui) num período de dor. Mas como sei que a JM é brilhante, quase sempre escrevendo histórias que me roubam o fôlego, eu tinha certeza de que o melhor estava por vir e não me enganei. É uma história linda do começo ao fim, com dois protagonistas cativantes e que nos apaixonam desde o princípio por mais reservas que a gente tenha antes de iniciar a leitura. Confesso que eu tinha algumas reservas sobretudo em relação à Kate. Afinal de contas, além de algo que não posso mencionar, ela estava comprometida com outra pessoa quando conheceu o Mitchell. Tinha ido para aquela ilha justamente com o namorado, com quem ela mantinha um relacionamento há quatro anos e traição não é um tema do qual eu goste muito. Na verdade, não gosto nada. No entanto, eu estava disposta a me permitir conhecê-la e não me arrependi. A Kate é uma pessoa maravilhosa e amar... não pode ser pecado. Ela nunca teve intenção de trair o namorado (por mais que ele merecesse). Nunca tinha feito algo assim em sua vida, mas olhar para o Mitchell pela primeira vez a fez esquecer princípios, riscos ou qualquer outra coisa. Ela só queria amar. Só queria ser feliz e acreditou que o pai, onde quer que estivesse, estava lhe dando aquela oportunidade. E ela não poderia deixá-la escapar de modo algum, ainda que seu coração pudesse sair ferido no final. 

"Ele deslizou os braços em torno dela e enterrou o rosto nos cabelos molhados.
— Senti tanta saudade de você — sussurrou. — Senti saudade de sua magia."

- O Mitchell... Nem sei como falar dele. Ele é um menino machucado pela vida, pelas escolhas dos pais que preferiram abandoná-lo, se livrar dele como se ele fosse um objeto que de repente não quisessem mais. Um menino que cresceu em completa solidão e jamais soube o que era ter uma família. Que nunca teve para quem escrever cartas e com quem comemorar suas conquistas, mas que mesmo assim tinha o amor guardado em um lugar secreto do seu coração... esperando o momento em que alguém estaria disposto a amá-lo. Mas é também um homem que não acredita no amor e que construiu muros ao seu redor para não se ferir, para jamais permitir que o magoassem outra vez. Alguém que se escondia por trás de uma aparente indiferença e insensibilidade, mas que ainda assim deixou a Kate entrar em sua vida e desarmá-lo como ninguém foi capaz. Ele é um dos meus mocinhos mais queridos. Um sonho, alguém feito especialmente para a nossa mocinha. 

- Mais que recomendo esta história! :D Além de nos apaixonarmos pelos protagonistas, ainda temos a oportunidade de reencontrar Matt e Meredith, casal de Em Busca do Paraíso e o meu querido Zack de Tudo por Amor. Tudo teria sido ainda melhor se a Julie tivesse me feito o favor de não aparecer. Porque cada vez que ela aparecia eu sentia um enorme desejo de esganá-la. 


Segundas Oportunidades:

4º- Todo Ar que Respiras

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.