O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sábado, 26 de dezembro de 2015

Como Eu era Antes de Você - Jojo Moyes

(Título original: Me Before You
Tradutora: Beatriz Horta
Editora: Intrínseca
Edição de: 2013)

LOU CLARK SABE UMA PORÇÃO DE COISAS.

Ela sabe quantos passos separam sua casa do ponto de ônibus. Sabe que adora trabalhar como atendente em um café e sabe que provavelmente não ama seu namorado, Patrick.

O que Lou não sabe é que está prestes a perder o emprego, e que isso a obrigará a repensar toda sua vida.

Will Traynor, por sua vez, sabe que o acidente com a motocicleta tirou dele a vontade de viver. Ele sabe que o mundo agora parece pequeno e sem graça, e sabe exatamente como vai dar um fim a tudo isso.

O que Will não sabe é que a chegada de Lou vai trazer de volta a cor à sua vida. E nenhum deles desconfia de que esse encontro irá mudar para sempre a história dos dois.


Palavras de uma leitora... 


"Alcancei a mão de Will e a segurei entre as minhas. Pensei, por um instante, que nunca mais me sentiria tão intensamente conectada ao mundo, a outro ser humano, como naquele momento."

- Como a vida podia mudar assim, de um momento para o outro? Num dia, ela estava empregada, fazendo planos de viajar com o namorado... No outro, já não tinha emprego e nem rumo. Ela havia dedicado seis longos anos de sua vida àquele café. Amava trabalhar lá. Era seu porto seguro, um lugar no qual se sentia bem e útil. E, embora não pagasse o suficiente para que pudesse sair da casa dos pais, pelo menos permitia que pagassem as contas e tivessem o que comer. E agora... com o pai prestes a perder o trabalho, a irmã mais nova indo embora em busca dos próprios sonhos... Louisa sabe que por mais otimista que queira ser, seu mundo está desmoronando. E ela precisa de um novo emprego. Para ontem. Não. Para anteontem. 

"Existem horas normais e horas inúteis, nas quais o tempo para e escorre e a vida - a vida real - parece distante."

- Quando perdia-se em pensamentos... quando permitia que a mente viajasse para os lugares nos quais um dia estivera... Will conseguia recordar... Recordar que tivera uma vida. Uma vida muito boa, que muitos poderiam apenas sonhar em ter. Ainda que tudo tivesse durado poucos anos, ele sabia que havia aproveitado cada um dos momentos que agora não passavam de lembranças. Distantes... que o tempo tratava de levar com ele...

Um dia, ele fora um jovem alegre, extrovertido e que amava a vida. Que adorava praticar esportes, ser um gênio no mundo dos negócios e fazer sexo com belas mulheres. Não necessariamente nesta ordem. Mas após ser atropelado por um motoqueiro que dirigia em alta velocidade, ele era obrigado a suportar, dia após dia, a prisão que se tornou seu próprio corpo. Tetraplégico, consciente de que por mais avançada que a medicina pudesse estar, não havia cura para o seu estado, nenhuma possibilidade de melhora... ele dependia dos outros até para as mais básicas necessidades. Algo que ia matando-o lentamente e o fazia perguntar-se por que os outros consideravam tão errado e inaceitável o seu desejo de pôr um ponto final em toda aquela dor. Qual o sentido de seguir em frente quando se sabe que tudo o que lhe reserva o futuro é uma vida inteiramente dependente dos outros e à mercê de infecções e problemas respiratórios cada vez mais graves? Para que prolongar o sofrimento?

"Pela primeira vez na vida, tentei não pensar no futuro. Tentei apenas estar, simplesmente deixar as sensações passarem por mim."

- Contratada como cuidadora de Will, Louisa não sabia bem o que esperar, mas o que quer que fosse não era a antipatia e desprezo com que foi recebida por ele. Antes mesmo de conhecê-la, ele já a odiava e parecia empenhar-se para fazer de sua vida um inferno. Mas quando tudo o que ela mais queria era ver-se longe daqueles olhos frios, a convivência relutante acaba por mostrar aos dois o que realmente sentiam... quando olhares passam a dizer muito mais do que algum dia se permitiriam dizer. E a partir daí, surge um sentimento inesperado, mas que irá transformá-los para sempre... E os fará perceber que existe sim esperança... quando há amor. 

"- Não quero entrar agora. Quero ficar sentado aqui e pensar que... - Engoliu em seco.
  Mesmo no escuro, pareceu fazer esforço.
  - Quero... ser apenas um homem que foi a um concerto com uma garota de vestido vermelho. Só por mais alguns minutos."

- Não sei bem se era o momento certo para ler uma história tão impactante.... Porém, mesmo ainda caindo em prantos sempre que me lembro de certos momentos, certas cenas tão inesquecíveis... Mesmo que minha voz falhe e um nó doloroso se forme em minha garganta quando tento falar dela para os outros... não me arrependo de lê-la. Nem por um segundo. Sim, Louisa e Will acabaram comigo. Fizeram meu coração em pedaços várias vezes. Mas não conhecê-los? Ah, isso não era sequer uma opção!

"Eu não queria voltar para casa. Pensei que poderia nunca mais voltar."

- Por quase dois anos, eu fugi deste livro. Sabia exatamente o que ele faria comigo. Como bagunçaria minhas emoções e me faria encarar uma realidade na qual muitas vezes prefiro não pensar. A realidade de tantas pessoas... de tantas vidas... Enfim... Eu não queria sofrer com os personagens, ainda que soubesse que existiriam muitos momentos de risos. Eu não queria enfrentar a vida real. Por isso fugi, me refugiando em histórias mais leves e preferindo ignorar a existência do livro na minha estante.rs Nunca disse que era uma pessoa corajosa.kkkkkkkk...

"[...] de repente tive a sensação de ver o tempo passar e de perder grande parte dele nas pequenas idas e vindas pelo mesmo caminho."

- Sou completamente incapaz de falar desta história sem chorar. Comecei esta resenha várias vezes, ficando longos minutos perdida em pensamentos, desejando o impossível, querendo transmitir nem que fosse um pouquinho do que sinto. Porque há livros bons, ótimos, maravilhosos. Mas existem livros que vão bem além disso. Que nos marcam. Que nos dão mais do que esperamos receber e que, em troca, levam um pedaço de nosso coração. Como Eu era Antes de Você é exatamente este tipo de história. Marcou a minha vida. Para sempre. 

"Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possível."

- Sempre que vejo a frustração da minha prima de doze anos quando lhe dou mais um livro de presente e ouço minha mãe repetir que não entende porque dou livros para ela se ela não os lê, eu não me importo. Sorrio, porque embora ela ainda seja muito nova para entender... Sei que estou lhe dando vida. A chance de realmente enxergar o mundo, de abrir a mente e viajar para lugares que ela jamais esquecerá. Sei que um dia ela tocará nesses livros e irá folhear suas páginas... começará a ler umas linhas por pura curiosidade... e então perceberá o que agora não consegue perceber. A magia que sinto toda vez que leio uma nova história. A marca que certas histórias deixam em nós.

"Ser atirada para dentro de uma vida totalmente diferente - ou, pelo menos, jogada com tanta força na vida de outra pessoa a ponto de parecer bater com a cara na janela dela - obriga a repensar sua ideia a respeito de quem você é. Ou sobre como os outros o veem."

- Não sei se vocês já sabem (provavelmente sim), mas a autora anunciou a continuação desta história, cujo lançamento no Brasil está previsto para 18/02/2016, segundo site da Saraiva. Sem falar no filme que estará nos cinemas em 2016! :D 

"Ali tinha nascido e morrido gente, corações tinham se enchido de paixão e se partido. Agora, no silêncio, você quase pode ouvir a voz deles, seus passos na trilha."

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.