O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

terça-feira, 17 de maio de 2016

Poder & Persuasão - Lynne Graham

(Título Original: The Billionaire's Bridal Bargain
Tradutora: Maria Vianna
Editora: Harlequin
Edição de: abril de 2016)

Para amar, respeitar... e possuir?

Cesare Sabatino não pretendia se casar. Porém, nunca duvidou que, se esse dia chegasse, a resposta da escolhida seria "sim". Por isso ficou surpreso quando Lizzie Whitaker rejeitou seu pedido sem pensar duas vezes! Para pôr as mãos na herança de Lizzie, Cesare precisa assegurar-se de que ela será sua esposa e de que terá um herdeiro seu. Desesperada para salvar a propriedade da família, é apenas uma questão de tempo até Lizzie aceitar a proposta dele... e descobrir todos os prazerosos benefícios de usar a aliança desse poderoso magnata!


Palavras de uma leitora...


- Ainda bem que quando se trata dos livros da LG, eu não ligo muito para a sinopse. Que, às vezes, dá a entender algo bem distante daquilo que realmente se passa...

- Lizzie teve que crescer mais rápido do que gostaria. Ou seria recomendável. Insatisfeita com a vida de casada, sua mãe abandonara seu pai, mergulhando num relacionamento fracassado atrás do outro e arrastando as meninas com ela. Aos 12 anos, após uma infância de inseguranças e medos, ela se vê ainda mais perdida com a morte da mãe e a responsabilidade pela criação de sua única irmã. Ambas vão viver com um pai que mal as conhecia e se ressentia não só pela traição da esposa, mas também pela existência das filhas. Tendo que abandonar os estudos aos 17 anos, para dedicar-se integralmente ao trabalho, sua única esperança era que a irmã conseguisse um futuro diferente do seu. Que pudesse realizar os próprios sonhos, oportunidade que Lizzie sentia que jamais teria. É quando um estranho bate à sua porta... Bagunçando ainda mais a sua vida. E ameaçando seriamente o seu coração...

- Para Cesare, não existia nada mais importante do que sua família. Ainda que ele não demonstrasse isso. E era exatamente por isso que estava prestes a cometer a maior loucura da sua vida, o que não contribuía para melhorar o seu humor. Por que seu antepassado fora imbecil o suficiente para cometer um erro capaz de prejudicar seriamente todas as gerações futuras? E por que aquele velho insano fora tão cruel ao ponto de tornar aquela maldita ilha praticamente inacessível para a família dele? A única maneira de conseguir ao menos o direito de colocar os pés naquele lugar... seria através do casamento de um membro da sua família com uma das herdeiras da ilha... Ou seja, o casamento dele com Lizzie. Seu único conforto é que sabia possuir o poder necessário para convencê-la de que o melhor para os dois seria um casamento temporário sem maiores complicações. Um casamento de mentira.... real apenas no papel. Mas... o que aconteceria se de repente ele sentisse um desejo irresistível de quebrar as próprias regras? 

Às vezes... o destino simplesmente acerta em cheio....

- Não comecei a leitura deste livro porque a sinopse me fez imaginar que a história era maravilhosa nem nada.rs Comecei a lê-lo pelo simples fato de ser uma história da minha autora amada. Uma história só necessita ser escrita por ela para que eu comece a correr igual uma louca, de banca em banca, para adquiri-la o mais rápido possível. E lê-la na primeira oportunidade. Existem vezes nas quais me decepciono terrivelmente com a história. Mas, na maioria das vezes, independente da vontade de açoitar o mocinho ou sacudir a mocinha, amo suas histórias, estando muitas delas entre as minhas preferidas. É o caso desta. :)

- Por causa da canalhice de um antepassado do nosso mocinho, que se envolveu com uma moça apenas por interesse, se casou com ela e a abandonou em seguida, nenhum membro da família dele pode sequer pisar na ilha. A quebra dessa regra, por quaisquer dos dois lados (tanto da família dele quanto dos herdeiros da ilha), a passaria para o governo, o que não era conveniente para ninguém. A única maneira de voltarem a ter acesso à ilha é através da união das duas famílias pelo casamento. Só que o casamento apenas daria o acesso e não faria com que Cesare se tornasse dono da ilha. Para ser dono, para que Lizzie pudesse vender a ilha pra ele, seria necessário que tivessem um filho juntos. O que estava fora de questão... certo? 

Para Cesare, aquela ilha não significava nada. Ele tinha poder e dinheiro suficiente para comprar o que quisesse. Ocorre que sua avó, a mulher que mais lhe deu amor na vida, que o criou como se ele fosse seu próprio filho, havia crescido naquele lugar... vindo a perder a propriedade quando o pai faliu e a vendeu para o homem que os proibira de voltar ali. Tudo que ela mais desejava na vida era voltar a visitar a casa da sua infância, onde estavam suas melhores recordações. E Cesare, por mais insensível que se julgasse ser, não poderia privar a avó daquele sonho. Ele faria qualquer coisa para vê-la feliz... até mesmo se casar com uma completa estranha. Que, sem sombra de dúvidas, não passaria de uma interesseira. 

- Eu gostei muito da história. Apesar de tantos livros desse estilo terem situações semelhantes que nos fazem perceber que os personagens tinham outras maneiras de resolver seus problemas, sem necessitar de chantagens e casamentos de conveniência, esta história acaba por ser diferente. Aqui realmente ambos só tinham esta maneira de conseguir o que precisavam. Lizzie estava com a corda no pescoço, tendo apenas 24 anos, nenhum estudo e ajuda alguma para manter de pé a fazenda, cuidar de um pai doente e manter a irmã na universidade. Tudo estava mais caro e o banco estava prestes a cobrar uma dívida que ela não tinha a menor condição de pagar. E quando a irmã dela resolve abandonar a faculdade para ajudá-la, aí é que o mundo dela desaba de vez. Lizzie realmente não tinha saída. Ou um milagre caía do céu ou ela estaria arruinada. Do mesmo modo, o dinheiro do Cesare não seria suficiente para fazê-lo derrubar aquela regra absurda, pois seria necessário um processo judicial que levaria anos e sua avó estava doente, fraca, prestes a fazer uma cirurgia e sem ânimo algum para seguir vivendo. Ele poderia recuperar a ilha sem se casar com a Lizzie, mas para isso precisaria de anos de uma batalha na justiça. E ele não tinha exatamente isso: tempo a perder. 

- O mais interessante é que ambos reconhecem que necessitam da ajuda um do outro para terem o que querem, estabelecem regras, concordam em ter um casamento de curto prazo e um filho por inseminação artificial. Sem envolver sexo na relação. Eram dois adultos conscientes. Lizzie queria muito ser mãe, Cesare estava disposto a ser um pai presente e amoroso após o divórcio. O que poderia dar errado?!kkkkkkkk... Tudo!!! Porque desde o início eles quebraram as próprias regras, iniciando uma grande confusão, pois não conseguiam resistir um ao outro, mas não estavam preparados para um relacionamento de verdade. Nunca tinham se casado antes. E não sabiam nem como começar.... Ainda mais quando se viam tão inseguros e seguiam acreditando que o casamento não podia ser de verdade.rsrs Dois tontos!


"- Estou tentando me desculpar, e você não está ouvindo! - exclamou Cesare atrás dela."

- Esta foi a cena que me fez gargalhar. Perdi a conta de quantas vezes perdi a paciência com os mocinhos da autora, justamente por eles se fazerem de surdos, se negarem a ouvir as mocinhas. Eu sentia meu sangue ferver nesses momentos. E quando o Cesare falou isso, sentindo-se tão frustrado e sem saber como fazê-la voltar a confiar e acreditar nele, eu me senti vingada.kkkkkk... Estava na hora de alguma mocinha não ouvir. Uma pena que a Lizzie acabe por se deixar levar pelo coração. É realmente uma pena.rs

"- Por que você não está ouvindo nada do que eu digo? - perguntou Cesare, sem conseguir acreditar. - Você nem olha para mim!"


- Como eu disse, gostei muito da história. Muito mesmo. O Cesare é um dos mocinhos evoluídos da autora, sabe. Ele comete erros, mas consegue reconhecê-los e pedir perdão. Não demorou a perceber o quanto amava a Lizzie e desde o princípio ele faz coisas que tocam nosso coração. Não dá para não amá-lo, 

- Dei 4 estrelas ao livro e o recomendo muito!!! :) 

2 comentários:

marciene rodrigues disse...

como faço pra ler esse livro ou baixar

Luna disse...

Olá, Marciene!

Pelo blog não é possível. Mas eu acredito que existam arquivos do livro na internet. Espero que você consiga encontrá-lo e que ame a leitura! :)

É uma história que vale muito a pena! Eu amei!

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.