O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

domingo, 4 de setembro de 2016

Em agosto...



Olá, queridos! :)


Titanic... Quem aqui ainda não sabe que eu sou completa e irremediavelmente louca por esta história????!!! Falar Titanic, Jack ou Rose já me faz chorar.kkkk... E o pior é que falo sério.rsrs É o filme da minha vida. Aquele que é mais do que especial. Que tem um lugar todo seu no meu coração e que nunca fica longe das minhas lembranças. É comum eu pensar nesta história. É normal eu ouvir a música deles e me revoltar com o final... como se já não tivesse assistido vezes suficiente para ter me acostumado ou, pelo menos, aprendido a aceitar. Mas sou fã dos finais felizes. Finais como o de Jack e Rose partem meu coração em vários pedaços e me deixam com aquela sensação de que tudo deveria ter sido diferente. Já assisti este filme umas cem vezes. E não é exagero. Não deveria tê-lo visto novamente em agosto. Não queria chorar.rs Mas minha irmã lembrou que o filme iria passar na TV e resolveu sentar para assistir. Eu pensei comigo mesma: "Não vou ver. Irei ler ou fazer qualquer outra coisa." E aí sentei... "Vou ver só um pedacinho." E quando percebi o filme já estava acabando e meu coração estava partido outra vez. Nada fora do normal.rs Eu tenho o DVD da história. E o guardo como se fosse uma das coisas mais preciosas que tenho na vida. Mas sempre que o filme passa na TV, eu acabo assistindo de novo. Não dá para resistir. 

Para Sempre é outro filme que eu não pretendia assistir... de novo. A responsável por eu tê-lo assistido em agosto foi minha tia. Ela soube que o filme iria passar e veio falar comigo que uma história que parecia muito boa iria passar na TV em alguns minutos. Quando eu soube qual era o filme, disse que já tinha visto e até comentei com ela que tinha sido baseado num livro que conta uma história real. Livro este que está na minha lista de futuras leituras. Ocorre que quando o filme começou... lá estava eu vendo outra vez. Não me arrependi. :)

No Balanço do Amor é uma história muito bonita, sobre dois jovens que encontram na música um refúgio, uma esperança... e que necessitam lutar contra muito preconceito para estarem juntos. A mocinha é uma bailarina talentosa, que se esforça muito para ser aceita numa universidade importante para sua carreira, mas que vê todos os seus sonhos serem destruídos quando sua mãe sofre um acidente fatal. Sentindo-se profundamente culpada, já que a mãe corria para assistir sua apresentação, ela é obrigada a viver com um pai que até então era ausente, num ambiente totalmente diferente daquele no qual ela havia sido criada. Ela desiste do balé e é matriculada numa escola onde a maioria era negra. E ela era muito branca, o que a faz ser excluída automaticamente pelos outros alunos. Mas acaba sendo protegida por uma das alunas e conhece o mocinho da história, que é irmão da menina que se torna sua amiga. :D Ele é negro, inteligente, alguém que sonha em construir uma vida melhor para ele e sua família. Ele sabe bem como é o mundo no qual vive, mas não aceita as coisas como elas são e não permite que nada o faça desistir de avançar. O amor entre ele e a mocinha se constrói lentamente, de um jeito que nos faz suspirar. Mas tudo está contra eles. Os outros não aceitam essa relação e para ficar juntos talvez eles necessitem abrir mão de sua família e amigos. Um filme que vale muito a pena assistir! Eu amei!!! 




Voo Noturno é outro filme que não me canso de assistir.  A protagonista é uma das minhas atrizes preferidas e nesta história, então, ela mergulha por completo na personagem, nos fazendo sentir as mesmas angústias que ela. E torcer para que ela consiga salvar a si mesma, seu pai e a família que seu algoz pretendia matar. O filme é realmente muito bom e não importa quantas vezes eu tenha assistido, sempre verei outra vez. Não tenha dúvidas.rsrsrs

O Menino do Pijama Listrado é uma história que eu não queria ver nunca mais na vida. Mas minha irmã precisava ver o filme para uma prova e não queria assistir sozinha. Então, acabei assistindo, mesmo desejando estar em qualquer outro lugar. Este filme acaba comigo, gente. Me deixa muito mal. Não gosto de vê-lo. É uma história cruel, envolvendo duas crianças vítimas da maldade de pessoas doentes pelo poder... que enxergavam o que queriam e acreditavam apenas naquilo que desejavam. Nunca serei capaz de esquecer o final deste filme. E os gritos daquela mãe. 

Em Teu Nome é um filme que fala da época da Ditadura Militar. Eu não desgostei da história, cheguei a me emocionar em alguns momentos, mas existiram cenas que não entendi e outras que poderiam ter passado mais emoção e foram frias. Para mim, um ótimo filme sobre a ditadura é Zuzu Angel. É um filme perfeito, interpretado de maneira brilhante e que mexe demais comigo. Sempre sou envolvida completamente por essa história, imaginando quantas outras mães choraram como ela... quantos outros filhos foram torturados e desapareceram. Quantas outras pessoas foram vítimas da mesma maldade que o filho da Zuzu Angel... É horrível imaginar. Mas aconteceu. Nosso país viveu uma Ditadura Militar. E famílias sentem até hoje as consequências dessa terrível realidade. É uma ferida que nunca vai parar de sangrar. 




Sila - Prisioneira do Amor é uma novela que sempre me faz esquecer o mundo e qualquer problema. Eu passo o dia desejando chegar em casar logo para poder assistir minha novela e quando começa eu fico surda para qualquer outra coisa.kkkk Viajo para o mundo do Boran e da Sila, me perco na história deles... querendo que o tempo não passe... que os minutos durem mais e que venham mais e mais cenas deles dois juntos. Quando se olham... quando eles se abraçam... eu fico hipnotizada, gente. Eles me enfeitiçam!rsrsrs Que casal perfeito! Suspiros... Não que eu não deseje esganá-los quase sempre. Não que eu não grite para a Sila atacar algo na cabeça dele quando ele é teimoso demais e faz coisas estúpidas... mas apesar desses "detalhes", sou louca por esta novela e por este casal. :)




A Gata é uma das mais novas novelas mexicanas exibidas pelo Sbt. Protagonizada pela atriz Maite Perroni, de quem sou fã desde a época de Rebelde, e por Daniel Arenas, de quem não sou tão fã assim.rs A novela me prendeu desde o primeiro capítulo, quando os personagens ainda eram crianças, unidos por uma amizade inocente que nada no mundo conseguiria destruir. Eles não demoram a crescer e é a partir daí que o mocinho da história deixa de me importar e eu passo a acompanhar a novela apenas por causa da mocinha. Sabe o que acontece? Minha paciência tem limite. Adoro um romance, os dramas intensos das novelas mexicanas, que sempre foram as minhas preferidas. Amo toda a paixão que eles demonstram, mas existem situações que não dá para engolir. Não dá para enxergar amor num mocinho que sabe as condições miseráveis nas quais a mulher que ele diz amar vive e mesmo assim ele não toma uma atitude coerente para ajudá-la. Nem mesmo com uma peça de roupa ou alguns alimentos básicos. Sei que ele não trabalha. Que é um "pobre menino rico" que está na universidade, tendo todos os privilégios que o dinheiro pode comprar e recebendo uma mesada para seus gastos pessoais. Claro que ele não tem como ajudar a Esmeralda, certo? Nem mesmo comprando uma peça de roupa simples, já que ele não trabalha. Isso não me convence, entende? Para mim o amor do Pablo (Sim, Pablo e não Paulo) não passa de palavras, capricho. Ele não tem coragem sequer de protegê-la contra a própria família, deixando que a tratem como bem queiram e ainda cometendo a estupidez de confiar neles. A Esmeralda é meu único motivo para estar amando a novela. Claro que não esqueço dos outros personagens que também são interpretados por ótimos atores. Mas a mocinha da história é cativante, com uma personalidade forte, boa e guerreira. Ela tem aquela inocência típica de várias mocinhas das novelas mexicanas, mas é ao mesmo tempo muito corajosa e determinada, capaz de ir muito longe se desejar. Capaz de enfrentar qualquer coisa. De se entregar por completo ao amor, mas não permitir que esse amor a destrua. É uma personagem admirável e estou louca pelo próximo capítulo. Espero que ela ensine o Pablo a amar. Que lhe dê uma merecida lição.



E os livros que li foram... 


"Porque então eu era dele. Eu sabia. Nunca estive tão certa."


"Pode partir meu coração. Mil vezes, se desejar. Sempre foi seu para machucar como quiser."



"Isto não é um jogo, cavalheiros. Isto é a minha vida."


"Que pessoa não ficava de vez em quando deitada na cama imaginando como sua vida teria sido se tivesse tomado outro rumo?"



"Todos têm um tipo próprio de loucura." 

"Por que... por que Deus não me protegeu?
 Eva deixou que a pergunta pairasse no ar. Aquela mesma pergunta era feita por um bilhão de outras vozes, em sepulturas, mesquitas, igrejas, escritórios, celas de prisão e becos escuros. Atrás dela, um rastro de fé abalada e corações destruídos. Aquela pergunta clamava por justiça e implorava por milagres que nunca vieram.

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.