O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Em outubro...





Olá, queridos!


Após toda uma vida, eu finalmente assisti a 5ª temporada da minha querida Once Upon a Time. O final da 4ª temporada já prometia fortes emoções, pois Emma, a salvadora, filha da Branca de Neve e do Príncipe Encantado, tinha se sacrificado para proteger aqueles que amava, vindo a se tornar a senhora das trevas. Foi uma reviravolta e tanto e eu fiquei me perguntando como ela conseguiria se livrar das trevas ou se deixaria que aquilo a consumisse e a transformasse numa vilã, inimiga daqueles que ela tanto tentou proteger. E seu romance com o Killian, nosso Capitão Gancho?! Fiquei extremamente ansiosa pela 5ª temporada, mas, por diversos motivos, só agora consegui vê-la. E valeu a pena cada segundo, minuto, hora, dia que gastei para colocar os episódios em dia!rsrsrs Eu amei cada momento! Chorei muito com duas cenas de partir o coração envolvendo a Emma e o Killian. Meu coração definitivamente não estava preparado para a dor deles e se o Killian tivesse saído da série, eu iria ficar bem furiosa. Mas ele morreu. Então viveu. Morreu de novo. Foi pro submundo. Voltou. E agora eles estão juntos outra vez. :D Sabe aquela frase "foi ao inferno e voltou"? Foi bem assim.kkkkkkk... Só que no caso dele, ele também foi ao céu e voltou. É que ele queria a Emma. :D 

Esta quinta temporada foi de tirar o fôlego. Não lembro de ter respirado tranquilamente num só episódio! A Emma parecia tão amarga no início e eu não sabia se podia confiar nela, se ela ainda estava ali ou se era pura escuridão. As pessoas que a amavam se afastaram e também perderam a confiança nela. E eu me revoltei. Era tão fácil para eles dizer que ela queria fazer sempre tudo sozinha e que por isso não podiam confiar nela, mas quando ela contava com a ajuda deles, eles davam um jeitinho de estragar as coisas.rsrsrs Eu não era a maior fã da Emma no início, mas me aproximei muito dela nesta temporada, entendendo seus sentimentos, sofrendo suas angústias e admirando sua força e sua esperança. Mesmo quando tudo estava contra ela, nossa heroína não desistiu. Como não amar alguém assim? E o Killian... Suspiros, suspiros, suspiros! Mesmo quando ele ficou "malvado" e fez a Emma chorar, eu me derreti por ele.kkkkkkkk... Porque ele sempre vinha com aquele "amor" que adorava dizer e aí eu era incapaz de odiá-lo.kkkkkkkk... E no final das contas, o amor realmente falou mais alto. Ele pode ter cometido várias maldades na história, mas acredito que todos os sacrifícios que ele fez em nome do amor que sente pela Emma, o redimiram. Ele mudou. Muito. E se tornou o meu pirata preferido. :D

Once Upon a Time jamais foi apenas uma releitura de contos de fadas. Além de recontar nossos contos queridos de uma maneira parecida e ao mesmo tempo bem diferente, a série liga várias histórias, fazendo-as ter coerência, unindo-as de uma forma que faz todo o sentido e fica parecendo que os contos sempre foram assim.rsrsrsrs... Já encontramos até Elsa e Anna, de Frozen, na série. Os personagens de O Mágico de Oz também. A bruxa má Zelena é irmã da Rainha Má, nossa querida Regina. E sim, a mãe da Regina é a Rainha de Copas, de Alice no País das Maravilhas.rs 

E na quinta temporada não foi diferente. Novas histórias, novos personagens, como Hades e Hércules, da mitologia grega; Mérida, de Valente; Rei Arthur, sim, das histórias dos Cavaleiros da Távola Redonda; o Médico e o Monstro, entre outros... 

Claro que já comecei a assistir a sexta temporada!rsrsrs E agora entraram os personagens da Terra das Histórias não Contadas. E adivinha!!! Aladdin e Jasmine agora fazem parte da série! :D E há também uma personagem chamada Oráculo, que parece que veio para trazer mais problemas do que soluções. E para esquentar mais as coisas, temos também o retorno da Rainha Má. Quem originou tudo. Afinal de contas, quem acompanha a série desde o princípio sabe que Storybrooke foi criada a partir de uma maldição, quando, querendo condenar a Branca de Neve a um sofrimento eterno, a Rainha Má, Regina, aprisionou toda sua família e outros personagens no planeta Terra, onde finais felizes não existiam. E onde eles não faziam ideia de quem eram. O que será que a Rainha Má aprontará dessa vez?rsrsrs 






Sim, foi realmente um mês de retorno às minhas séries preferidas. :) Na 18ª temporada de Lei e Ordem SVU, as coisas não começam bem. São primeiros episódios que não terminam como gostaríamos e que deixam um gosto amargo na boca. Todos os três episódios são terríveis, mas os dois primeiros me abalaram. A sensação de injustiça ficou, quando aquela jovem foi condenada ao ter sido forçada a participar dos ataques que ocorreram no episódio 1. Ela era uma vítima de estupro, que foi violentada e torturada inúmeras vezes ao longo de anos e que não teve nenhuma saída. Mesmo assim, por mais que a Olívia tenha lutado para defendê-la, ela perdeu o filho e a liberdade. Onde a justiça foi parar? Com certeza, bem longe dela. :( E como não ficar horrorizada com o assassinato brutal de uma jovem no episódio 2, quando um homem, anteriormente condenado há muitos anos de prisão por estupro, é libertado, após pegarem o verdadeiro culpado. Ele era inocente, perdeu tudo quando a justiça o condenou e quando o erro finalmente foi consertado já era tarde demais. Não houve uma segunda chance. Aquilo que ele não era, acabou se tornando e uma jovem inocente pagou o preço. Não houve justiça para ninguém. Foi um episódio que me levou às lágrimas. 

Estou ansiosa pelos próximos episódios, torcendo para que esses terminem melhor, com a justiça sendo feita. Com a lei, o promotor, o júri e os juízes fazendo o seu papel. Condenando culpados e não inocentes. Fazendo justiça e não política. Sim, é esperar demais.kkkk... O mundo nunca foi perfeito e esta minha série querida jamais deixou de ser real, de mostrar tudo de maneira crua e transparente. Mesmo que isso partisse nosso coração. E meu motivo para amá-la?! Olívia Benson e Elliot Stabler. Foram eles que me tornaram fã. Por eles, sou viciada na série. O Elliot partiu, mas a Olívia mantém a série de pé. Se um dia ela sair, Lei e Ordem SVU acaba pra mim. Sem sombra de dúvidas.rsrs





Cinderela é um filme que já assisti algumas vezes.rsrsrsrs... E claro que já falei dele aqui. Mas em outubro vi de novo.kkkk... Com a minha mãe. :) Eu ia comentando sobre as cenas com ela e contando como tudo terminaria. Não dá para considerar spoiler, certo? É uma história que todo mundo conhece, até mesmo ela que não gosta de contos de fadas. E foi muito bom explicar as cenas, reviver os momentos com o casal, suspirando e sonhando acordada enquanto isso. Suspiros... Sempre será meu conto preferido. 

Enrolados é uma espécie de releitura de Rapunzel e também já tinha assistido... várias vezes.rs É um filme muito divertido e fofo, que encanta pessoas de todas as idades e é ideal para ver quando se quer assistir algo leve e mágico, que lembre outras histórias. :D Eu recomendo muito este filme! 




"Es por eso que esta farsa ya se acabó... Bye, bye..." No lugar de "farsa" eu colocaria "história" para explicar que para mim, deu no que tinha que dar. Acabou! Chega! Não suporto mais!kkkkkkkkk... Aguentei a novela A Gata por um longo tempo, na esperança de que o Paulo fosse mudar, amadurecer, se tornar um mocinho digno da Esmeralda. Mas todas as minhas esperanças se foram. O Paulo é sempre o mesmo. Começa capítulo, acaba capítulo e ele está sempre se lamentando, gemendo, chorando, mas atitudes que são boas, nada! Todo mundo tem que resolver os problemas dele. Jamais foi capaz de defender a Esmeralda de seus pais e em nada ele me lembra um protagonista de verdade. Não é o ator, gente. É o personagem que deram a ele. Este personagem me dá nos nervos. Eu fico a ponto de gritar de frustração. É realmente insuportável. A Esmeralda é uma mocinha guerreira, forte, corajosa, de atitude, enquanto ele parece um menino mimado e irresponsável, que acredita que tudo vai se resolver sozinho e que ele não tem que fazer outra coisa que não seja chorar. Haja paciência! A Esmeralda merecia um mocinho melhor. Lamento muito que tenham criado um personagem assim para ser o par romântico dela. Por isso, abandonei a novela. Eu acabaria louca se seguisse me torturando com as cenas envolvendo o Paulo.rsrsrs





Está acabando, gente. :( Já sinto imensa falta desta novela, mesmo que não tenha acabado ainda. Foram tantos momentos que passamos juntas... tantas lembranças... Vai deixar saudades! Espero que Ezel seja ainda melhor, mas confesso que não tenho muita esperança, não. Todas as três novelas turcas que passaram na Band até agora foram maravilhosas e inesquecíveis! Mas Ezel tem um cenário diferente e é baseada em O Conde de Monte Cristo. Nunca li o livro ou vi o filme, mas sei como a novela termina. Claro que não vou contar!rsrsrs... Mas o que eu quero dizer é que é uma novela muito diferente das outras e não sei se vou gostar. Ezel e Amor Proibido, apesar de serem protagonizadas pelas atrizes que interpretaram Sila e Fatmagul, respectivamente, são duas novelas que eu não queria que passassem na Band agora. Porque eu queria muito outras novelas ao estilo de Mil e Uma Noites, Fatmagul e Sila. Mas, infelizmente, nem tudo é como queremos.rsrsrs... A ver se acompanharei Ezel. Não prometo nada.

Por incrível que pareça, a morte do Berzan mexeu com as minhas emoções. O homem era muito ruim, cometia as crueldades com aquela calma assustadora e destruiu a vida de muitas pessoas. Mesmo assim, ele realmente amava a Zeliha. Um amor doentio, destrutivo, só que ainda assim amor. E foi triste ver que com as próprias mãos ele destruiu tudo que poderia ter. A felicidade, uma família... Enfim... Ele escolheu aquele caminho, mas as cartas que ele escreveu, uma para a Zeliha e a outra para o filho me atingiram. Foram tristes. Cartas nas quais ele abriu o coração. O tempo não iria voltar. Não existia maneira de ele consertar todo dano que tinha causado e então ele preferiu acabar com a própria vida. Nunca amei esse personagem, mas não fiquei indiferente ao seu sofrimento. 

Fortes emoções nos próximos capítulos! Me preparando emocionalmente para as cenas que virão! Sila e Boran ainda vão sofrer muito! :(



E os livros que li foram...

"Entre as mulheres de seu futuro, haveria uma que conheceria seus segredos e carregaria seus filhos, e testemunharia as mudanças que os anos operariam nele. E essa mulher não seria eu."



"Amei um homem que me mostrara o mundo, mas que não me amara o suficiente para permanecer nele."




Me pergunto como a mocinha pôde ser tão estúpida, tão masoquista. O amor-próprio era inexistente em sua vida. Ela foi sim embora no passado, mas bastou ele reaparecer para que logo estivessem na cama de novo. Ela não sabia o que era respeitar a si mesma. E no fim tudo que senti por ela foi pena.


"— Mas pensei que não pudesse me perdoar.
— Eu também pensei, até tentar imaginar a minha vida sem você — Vito admitiu, agachando-se para poder fitá-la nos olhos. — O perdão sempre esteve presente. Apenas não me dei conta de já o ter alcançado. [...]"





*Imagens encontradas no Google Imagens

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.