O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

E Viveram Felizes para Sempre - Julia Quinn (Desafio 12 Meses Literários - Janeiro)

(Título Original: The Bridgertons: Happily Ever After
Tradutora: Viviane Diniz
Editora: Arqueiro
Edição de: 2016)


Os Bridgertons - 9/9


Alguns finais são apenas o começo...

Era uma vez uma família criada por uma autora de romances históricos...

Mas não era uma família comum. Oito irmãos e irmãs, seus maridos e esposas, filhos e filhas, sobrinhas e sobrinhos, além de uma irresistível matriarca. Esses são os Bridgertons: mais que uma família, uma força da natureza.

Ao longo de oito romances que foram sucesso de vendas, os leitores riram, choraram e se apaixonaram. Só que eles queriam mais. Então começaram a questionar a autora: O que aconteceu depois? Simon leu as cartas deixadas pelo pai? Francesca e Michael tiveram filhos? O que foi feito dos terríveis enteados de Eloise? Hyacinth finalmente encontrou os diamantes?

A última página de um livro realmente tem que ser o fim da história? Julia Quinn acha que não e, em E viveram felizes para sempre, oferece oito epílogos extras, todos sensuais, engraçados e reconfortantes, e responde aos anseios dos leitores trazendo, ainda, um drama inesperado, um final feliz para um personagem muito merecedor e um delicioso conto no qual ficamos conhecendo melhor ninguém menos que a sábia e espirituosa matriarca Violet Bridgerton.

Veja como tudo começou e descubra o que veio depois do fim desta série que encantou leitores no mundo inteiro.



Palavras de uma leitora...



- Quem de nós não ficou com um forte sentimento de tristeza quando leu o último livro desta série que conquistou nossos corações ainda na primeira história?! Lembro com carinho de A Caminho do Altar, que se tornou um dos meus preferidos, mas também não pude esquecer a DPL que me pegou, imaginando quando a Julia Quinn criaria uma série como esta, em que todos os personagens conseguissem ganhar seu próprio espaço e nos encantar com suas personalidades, humor e traquinagens.rs E foi só algum tempo depois que eu soube da existência de E Viveram Felizes para Sempre, um livro que reúne um 2º epílogo de cada um dos oito livros e ainda um conto emocionante sobre a matriarca da família, nossa querida Violet Bridgerton. É claro que chorei com o conto sobre ela. Impossível não se emocionar, gente. 

"Ela o abraçou.. Não pôde evitar. Enterrou o rosto na curva quente do pescoço dele. sentiu seu cheiro familiar e disse: 
- Eu amo você.
- Eu adoro você. "

- Foi graças aos inúmeros pedidos dos fãs que a Julia Quinn resolveu escrever esses epílogos, nos quais contaria algo que ficou sem resposta, e, no 2º epílogo de O Duque e Eu ela nos traz novamente a questão das cartas. Quem se lembra? Das cartas que o miserável, tirano-desprezível-das-profundezas-do-inferno conhecido como pai do Simon deixou para ele? No fim do livro, Simon não se desfaz das cartas, mas também não as lê e isso faz com que a gente não consiga evitar se perguntar se um dia ele finalmente as leu ou resolveu destruí-las. Se bem que eu preferisse que ele as destruísse.kkkkk... Nós finalmente ficamos sabendo o que aconteceu com as cartas neste epílogo e confesso que eu não estava esperando por isso. E nem pela surpresa que a autora nos reserva! Que é maravilhosa, de nos fazer suspirar! É claro que não posso falar demais, só posso dizer que amei cada instante e me diverti muito com o casal. Daphne e Simon são únicos. E feitos realmente um para o outro. :)

"- Eu tenho ideias também - disse ele com um sorriso. - E muitas, muitas estratégias.
Ela lambeu os lábios.
- Não estamos mais falando de Pall Mall, estamos?
Ele balançou a cabeça.
Kate passou os braços em torno de Anthony, puxando sua cabeça na direção dela. E então, um instante antes de seus lábios tomarem os dela, ele a ouviu suspirar..."

- Não se deixem enganar pelo trecho acima! Kate e Anthony passam o segundo epílogo quase todo se matando!kkkkkkk... Ela inclusive realmente pensa em matá-lo (risos), depois do nosso querido e trapaceiro mocinho a deixar coberta de lama. Não que ela não tivesse culpa também, claro.rs Esses dois jamais irão mudar. Quem leu O Visconde que me Amava com certeza se lembra dos momentos entre tapas e beijos que eles protagonizaram e que nos divertiram demais! Foi simplesmente delicioso relembrar esses momentos enquanto eu lia as novas trapaças do casal. Foi o epílogo mais divertido do livro e eu amei, amei e amei! E voltei a amar! :D

"Sophie Bridgerton sabia uma ou duas coisas sobre o amor à primeira vista. Um dia, ela mesma fora atingida por seu famoso raio e tomada por uma paixão de tirar o fôlego, uma felicidade inebriante e um formigamento estranho por todo o corpo.
Ou pelo menos era assim que se lembrava."

- Quem me conhece sabe: sou completamente apaixonada pelo conto da Cinderela. E, para mim, a melhor versão da história é a do filme Para Sempre Cinderela. Não importa se já vi o filme mil vezes, sou perfeitamente capaz de vê-lo mais mil.rsrs... E quando li Um Perfeito Cavalheiro, que é uma releitura de Cinderela e lembra o meu filme preferido, eu me senti no paraíso. Num mundo mágico, esquecendo de tudo o mais e pensando apenas nos protagonistas e na história deles. Ansiava pelo felizes para sempre. Para que o amor deles vencesse tudo... a maldade da madrasta dela, as regras absurdas da sociedade, a hipocrisia das pessoas... É o meu livro preferido da série, por mais que eu tenha amado os outros, sempre irei preferir a história da Sophie e do Benedict. Rever este casal foi maravilhoso! Ainda que o 2º epílogo não seja exatamente sobre eles (o que me deixou um tanto irritada no início), eles estão completamente envolvidos... e o simples fato de vê-los de novo... já me deixou imensamente feliz! Quanta saudade sinto deles! Suspiros...

" - Colin! - gritou ela, porque ele a agarrara, seus lábios estavam no pescoço dela, e Penelope se sentia desmanchar em seu abraço. - Pensei que você quisesse comer alguma coisa - disse ela, arfando.
- Eu quero - murmurou ele, mexendo no corpete de seu vestido. - Mas primeiro quero você."

- Todos sabemos o quanto o Colin adora comer! Não sei como ele não vira uma bola até o final da série. Era capaz de dar conta de uma torta inteira sozinho, se deixassem. E em pouquíssimos minutos!kkkkk... Por isso, na hora de escolher o trecho não pude resistir ao que coloquei logo acima.rsrs Alguém que seja capaz de fazer o nosso querido e esfomeado mocinho pensar em outra coisa que não fosse comida, realmente merece toda nossa admiração e respeito.kkkkkkk... Colin e Penelope jamais vão deixar de me divertir e encantar! Amo este casal! São perfeitos juntos, embora o Colin tenha demorado anos... e mais anos... para perceber.rs E eu quase o matei por isso. Mas no fim tudo terminou bem... e aí entra Eloise. Isso é tudo o que direi sobre o segundo epílogo de Os Segredos de Colin Bridgerton. Claro que se pudesse eu recomendaria que o casal fugisse para o mais longe possível, para um país no qual a Eloise não conseguisse pensar.

"Eu sorri, então deslizei um pouco para o lado, para apoiar minha cabeça em seu ombro.
- Eu amo você, pai.
- Eu também amo você, Amanda. - Ele se virou e me deu um beijo no alto da cabeça. - Também amo você."

- Duas das coisas mais marcantes da história Para Sir Phillip, com Amor são as crianças, as pestinhas que fizeram de tudo para que a Eloise fosse embora.rs Como aquelas criaturas aprontaram!kkkkkkkk... E eu realmente me perguntei o que aconteceu depois... Como eles ficaram ao crescer? Encontraram alguém como seus pais? A autora nos responde essas perguntas, ao menos em relação a uma das crianças. Queria que ela também tivesse escrito sobre o Oliver, mas adorei o epílogo sobre a Amanda. Foi muito bom vê-la se referir à Eloise como "mãe" e observar o quanto ela amadureceu. Foi um dos epílogos dos quais mais gostei e adoraria se a autora escrevesse a história da Amanda. Um livro só dela, sabe. Quem sabe um dia? Se nós pedirmos muito talvez ela nos ouça. :D

"Ficaram ali deitados durante algum tempo, o sol descendo suavemente sobre eles. Ela enterrou o rosto no pescoço dele e ele a abraçou, perguntando-se como era possível existirem momentos como aquele.
Porque era perfeito. E ele teria ficado ali para sempre, se pudesse. E, mesmo não tendo lhe perguntando, sabia que ela sentia o mesmo." 

- Quem leu minha resenha sobre O Conde Enfeitiçado sabe que não é minha história preferida da série. Muito pelo contrário. Foi a primeira a ganhar menos de 5 estrelas e não ter qualquer passagem para os favoritos. E tudo se deve à Francesca. Mas na hora de fazer este segundo epílogo... a Julia Quinn realmente arrasou! Me emocionei tanto com as coisas que se passam nele. Fiquei com os olhos cheios de lágrimas e uma sensação muito boa no final. Eles mereciam. Depois de tudo o que passaram realmente mereciam. Não havia final melhor e mais justo. Como não amar?! :)

"Mas sua cabeça estava no ombro de Gareth, e ele, virado para a mesma parede, e, mesmo que não estivessem olhando um para o outro, suas mãos continuavam entrelaçadas, então de alguma forma aquela posição era tudo o que um casamento deveria ser.
- Porque eu conheço você - disse ela, sentindo um sorriso crescer por dentro. - Eu conheço você, e você me conhece, e isso é maravilhoso."

- Hyacinth marca presença em quase todos os livros da série, com seu jeito peculiar e sua língua afiada, sempre disposta a enlouquecer a mãe e os irmãos. E a suborná-los também, não podemos esquecer.rsrs Outra coisa que não podemos esquecer é sua longa busca em Um Beijo Inesquecível, por aqueles benditos diamantes que ela acaba não encontrando. Sempre me perguntei se um dia ela encontraria, já que a Isabella, sua filha (que é igualzinha a ela.kkkkkkk..) os encontrou e devolveu ao lugar no final do livro. A Julia Quinn resolveu matar nossa curiosidade e revelar se Hyacinth finalmente os encontrou ou morreu tentando.rs O que vocês acham?!rsrs...

"- Sei que as amo. - Ela olhou para Gregory. Ele estava de pé ao lado da porta, onde nenhuma das crianças o veria. Lágrimas corriam pelo seu rosto. - E sei que amo você - acrescentou baixinho."

- Está aí um epílogo que quase me matou. E que me deixou em prantos. Ainda que eu tenha dado 5 estrelas e passagem para os favoritos ao livro E Viveram Felizes para Sempre, eu dispensaria o 2º epílogo de A Caminho do Altar. A autora não precisava escrevê-lo. Se era para partir meu coração e quase fazer com que eu sofresse um infarto, era melhor não tê-lo escrito.rs Sério, gente! Eu quase tive um treco quando li aquilo. A autora não tem lá muita pena do casal. Depois de todos os problemas que eles enfrentam na história deles, a Julia Quinn resolve aprontar mais uma e desesperar todos os fãs da história. Claro que tudo termina bem. Não a perdoaria se não fosse assim. Mas ainda não consegui superar os acontecimentos deste epílogo. É claro que o amor vence. Lucy e Gregory se amavam o suficiente para que seu amor fosse capaz de milagres... Eu sempre acreditei na força do amor. E eles também. )

- Não falarei nada sobre o conto da Violet.rs É uma história que já conhecemos só que com uns detalhes a mais e um final lindo. Uma das coisas que mais me fizeram sofrer ao longo de toda a série foi o fato da Violet ter perdido o homem que amava. Nunca irei entender por que a Julia Quinn fez isso, já que a nossa matriarca sempre foi uma personagem importante. Alguém que também merecia seu final feliz. Mas confesso que adorei o conto, chorei muito com ele e no fim entendi que aquele amor era imortal. Não importava se o Edmund já não estivesse entre eles... ele sempre estaria presente. Sempre seria parte do coração dela. Uma parte inesquecível. E ela nunca amaria alguém como o amou. E foram felizes. Eles foram muito felizes juntos.



Este livro foi o meu escolhido para o Desafio 12 Meses Literários. No primeiro mês nós deveríamos ler um livro do nosso gênero favorito. E claro que o meu gênero preferido é o romance. Alguém tinha dúvidas?!rsrsrs... E foi muito fácil escolher este livro, pois eu estava completamente louca para ler esta história... queria muito matar a enorme saudade que sentia dos Bridgertons e saber um pouco mais do que aconteceu depois. Julia Quinn é uma das minhas autoras preferidas e jamais ficaria de fora deste desafio. 



- Eu amei demais os epílogos, o conto... com uns eu ri muito, com outros chorei e com o último caí em prantos. Mas tudo valeu a pena. É delicioso quando um livro nos provoca tantas emoções. Quando ele se torna especial. Esta série tem um lugar exclusivo no meu coração. Jamais poderei esquecê-la. 

- Recomendo muito o livro, gente! Quem acompanhou a série precisa ler este final! :)

Alguém aqui também está participando do Desafio 12 Meses Literários? Me contem! Quero muito saber quais livros vocês escolheram! :D


Os Bridgertons

1- O Duque e Eu (Daphne e Simon)
2- O Visconde que me Amava (Anthony e Kate)
3- Um Perfeito Cavalheiro (Benedict e Sophie)
4- Os Segredos de Colin Bridgerton (Colin e Penelope)
5- Para Sir Phillip, com Amor (Eloise e Phillip)
6- O Conde Enfeitiçado (Francesca e Michael)
7- Um Beijo Inesquecível (Hyacinth e Gareth)
8- A Caminho do Altar (Gregory e Lucy)
9- E Viveram Felizes para Sempre (epílogos extras + conto)

3 comentários:

Vanessa Lima disse...

Oi Luna, tbm amei essa série e quando fiquei sabendo (por vc) que tinha a continuação corri pra ler e não deu outra amei, sorri e chorei bastante tbm. Confesso que oq eu mais gostei foi o da francesca, me emocionou muito e eles realmente mereciam, mas gostei de todos mesmo a Julia como sempre arrasa. Depois que terminei a série ficou aquele vazio vc sabe né ? Aí um dia estava eu na livraria procurando alguma coisa para melhorar isso e a menina que me atendeu me apresentou a Lisa Kleypas e sua série Os Hathaways, confesso que na hora não fiquei muito empolgada, mas depois resolvi ler e nossa amei demais, claro depois descobri que deveria ter lido antes a serie as quatro estações do amor que tem personagens que participam dos Hathaways e então fui ler e amei mais ainda. Desde então leio tudo da Lisa rsrrsrs. E aí qual é o livro de fevereiro mesmo? Bjos

Luna disse...

Olá, Vanessa!

Entendo bem esses sentimentos.kkkkk... Também amei o da Francesca, mas o que mais me fez chorar foi o da Lucy. A Julia Quinn quase me fez ter um treco do coração!rsrs

Eu adoro a Lisa Kleypas!!! Esta autora é maravilhosa! Ainda não li nenhuma dessas duas séries, mas vou começar por As Quatro Estações do Amor!:D

Já ouviu falar de uma escritora chamada Madeline Hunter? Eu encontrei os livros dela por acaso numa feira de livros. Falta só o quarto e último da série Os Rothwells. Eu fiquei muito interessada pela série. Espero que seja boa, pois nunca li nada desta autora antes.rs

É o livro "No Mundo da Luna", de uma autora brasileira chamada Carina Rissi. Será o primeiro livro que irei ler dela.

Bjs!

Vanessa Lima disse...

Oi Luna, tbm não tinha ouvido falar dessa autora, mas ja comecei minhas pesquisas, rsrs.

Bjos

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.