O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

domingo, 15 de janeiro de 2017

Segredos e Mentiras - Diane Chamberlain

(Título Original: The Midwife's Confession
Tradutora: Regina Lyra
Editora: Arqueiro
Edição de: 2014)


Cara Anna, 

Já comecei esta carta várias vezes e aqui estou, começando-a novamente, sem fazer a mínima ideia de como lhe dizer

 A carta não terminada é a única pista que Tara e Emy têm para entender o que levou sua amiga Noelle ao suicídio. As três eram inseparáveis desde a faculdade e tudo a respeito de Noelle – seu trabalho de parteira, a forma como se dedicava apaixonadamente a diversas causas sociais, seu amor pelos amigos e a família – se encaixava na descrição de uma mulher que amava a própria vida.

Só que havia muitas coisas que Tara e Emy desconheciam. Por exemplo, quem é Anna e por que Noelle nunca a mencionara.

Com a descoberta da carta e do terrível segredo que a motivou, as duas começam a desvendar a verdade sobre essa mulher forte, independente e gentil que entrou em suas vidas trazendo amor e compaixão, mas que também pode ser a responsável por muitas tristezas e ilusões.

Com delicadeza e equilíbrio, Diane Chamberlain constrói uma história sensível sobre amizade e relacionamentos e levanta a pergunta: até que ponto você seria capaz de perdoar alguém que ama?




Palavras de uma leitora...



" - Às vezes as pessoas guardam as coisas para si. Até mesmo as pessoas mais próximas da gente. Nunca se consegue conhecê-las de verdade."

Algo que Tara e Emy começam a perceber quando Noelle, a melhor amiga das duas, que esteve com elas nos momentos mais difíceis, se suicida, sem jamais ter demonstrado o menor sinal de que estava prestes a fazer algo tão terrível. O que a teria levado a acreditar que não existia mais nenhuma saída? Que dor tão forte ela poderia estar carregando? Como elas puderam não enxergar o que estava se passando com sua amiga? Profundamente abaladas pela maneira como sua amiga morreu, as duas tentam entender o que se passava com Noelle e começam a investigar suas coisas e as pessoas que tiveram contato com ela antes de sua morte... e quando descobertas chocantes são feitas, a amizade de mais de vinte anos é colocada à prova... E elas se veem diante de verdades que preferiam não saber. De segredos capazes de alterar para sempre a vida de muitas pessoas...

"Quando se tem uma amiga, ponderei, uma boa amiga, uma pessoa que você ama, e se descobre que ela fez algo abominável, por acaso esse amor acaba?"

- É uma pergunta que eu mesma me fiz durante a leitura desta história. E a conclusão a qual cheguei é que não. Descobrir que alguém que amamos fez algo imperdoável não mata o amor que sentimos por essa pessoa. Pode provocar uma dor terrível, destruir a confiança, mas não destrói o amor. Algo que Tara e Emy vão entendendo ao longo da história, conforme revelações cada vez piores são feitas, e elas sentem cada golpe como uma facada em seus corações. Jamais desejaria estar no lugar delas duas. O que elas enfrentam é duro e o que mais me emocionou foi perceber, antes mesmo delas, que nada mataria o amor que sentiam por Noelle, pela pessoa que foi tão importante em suas vidas, independente de qualquer coisa. 

"Às vezes é difícil expressar o amor que sentimos por alguém. A gente diz as palavras, mas não consegue expressar a profundidade."

- Foi aos 13 anos que Noelle percebeu que desejava ser parteira. Que queria ser exatamente como sua mãe, ter a mesma força e coragem e ajudar as mães a trazerem seus filhos ao mundo. Adorava os bebês e amava profundamente a vida, embora acreditasse que nunca encontraria um homem que a fizesse desejar construir sua própria família. Seu sonho era cursar enfermagem, o resto viria com o tempo. Pelo menos, era o que ela acreditava. 

E foi na universidade que sua vida realmente começou a mudar. Quando conheceu as pessoas que viriam a ser suas melhores amigas, aquelas que ela amaria até o dia de sua morte. E também... aquelas que contribuiriam para as escolhas mais difíceis que ela seria capaz de fazer. Escolhas que não teriam volta. Mas quando se ama alguém... todo o resto deixa de importar. 

Os anos se passam e Noelle realiza seu sonho, tornando-se uma das parteiras mais queridas e requisitadas pelas pessoas. Todas queriam ter seus filhos trazidos ao mundo pelas mãos dela, alguém que não era apenas uma profissional competente, mas também uma amiga, uma pessoa que se importava com os pequenos que nasciam, que os tratava como se fossem as coisinhas mais preciosas para ela. E tanto Tara quanto Emy enxergavam os desejos que ela tinha de ter seus próprios filhos, de construir sua própria família, mas conforme o tempo passa mais distante Noelle parece desse sonho, algo que elas jamais conseguiram entender, embora fossem as pessoas mais próximas dela.

E num determinado dia, aos 44 anos, Noelle sofre uma overdose intencional de medicamentos, morrendo em seu próprio quarto, e deixando apenas um bilhete de despedida para Tara e Emy, um testamento no qual nomeava as filhas de suas amigas como herdeiras e um pedido de que elas cuidassem de seu jardim, que era uma das maiores paixões de sua vida. E a certeza de que algo muito forte levou Noelle a abrir mão da vida que ela tanto tinha amado leva as duas a investigarem seu passado... na busca por uma verdade que, talvez, devesse ter permanecido oculta para sempre. 

"Resistiu ao impulso de se recolher ao quarto. Os comprimidos. Ainda não. Tinha tempo. Podia ficar sentada ali a noite toda, se quisesse.
Ergueu um braço e contornou com a ponta do dedo o círculo da lua. Sentiu os olhos arderem.
- Amo você, mundo - sussurrou.
O peso do segredo se fez sentir de repente, e ela deixou a mão cair sobre o colo como uma pedra. Ao acordar de manhã, nem sequer desconfiara que este seria o dia em que ela não suportaria mais carregar aquele peso."

- Um dia, alguns anos atrás, eu estava na Saraiva "namorando" os livros como fazia com frequência quando dei de cara com esta história. A capa me atraiu mais que tudo e quando li a sinopse soube que necessitava dela com desespero. Quis muito trazer o livro, mas na época eu precisava ainda mais de outras histórias e não tinha condições de trazê-lo também. Tinha uma lista de livros que precisava ir comprando aos poucos e ele não podia simplesmente passar a frente desses livros, por isso foi com uma dor no coração que o deixei para trás, acreditando que um dia ele cruzaria meu caminho de novo. E foi exatamente o que aconteceu em setembro do ano passado, quando eu estava nas Lojas Americanas olhando um livro mais maravilhoso que outro... foi quando vi uma promoção imperdível de livros que qualquer pessoa deveria correr para comprar e guardar no cantinho mais precioso de sua estante, baú, mesinha de cabeceira ou o que seja... livros que os apaixonados por leitura simplesmente tinham que ter e guardar com imenso carinho... E este livro, Segredos e Mentiras, estava entre eles. Quando o vi... Gente, o mundo parou para mim naquela hora!kkkkkkk... Eu não enxergava mais livro nenhum só tinha olhos para ele. Peguei o livro e o apertei contra o peito, pois tinha a impressão de que havia reencontrado um amigo querido.rsrsrs Hoje ele é um dos livros mais importantes que tenho na minha estante. Não troco, não vendo, não empresto, não deixo sequer que olhem para ele.kkkkkkkk... Sim, sou um tanto louca, mas isso vocês já sabem! :) 

Eu simplesmente sabia que esta história era especial. Que o que era contado em suas páginas me atingiria, causaria um impacto na minha própria vida. Porque existem livros que não apenas são maravilhosos, apaixonantes e inesquecíveis... existem histórias que vão além disso... Histórias que nos transformam e que se tornam parte de nós. Eu sabia que Segredos e Mentiras era uma dessas histórias. E que eu precisava demais lê-la. Não estava enganada! Se tornou um dos livros mais especiais que já li na vida. Ainda que tenha feito em pedaços o meu coração e deixado uma tristeza que sempre recordarei. 

"Perguntava-se quanto da sua dor era física e quanto era emocional, nascida de uma culpa e de um anseio que não a abandonavam."

- É difícil falar desta história sem revelar demais. Embora o grande segredo seja revelado apenas na reta final, o livro vai soltando informações importantes, segredos que também são dolorosos e chocantes. E dizer qualquer coisa pode revelar muito. Por isso, vou tentar falar o menos possível sobre o que acontece. 

Não sei dizer por quem sinto mais compaixão nesta história. Todos acabam por me emocionar, por me fazer chorar com eles e desejar que tudo tivesse sido diferente... que as escolhas que eles próprios fizeram, em certos casos, tivessem sido de outra forma, mesmo sabendo que era inútil desejar tal coisa. Mas creio que a personagem que me causou maior impacto, tristeza e uma sensação horrível por não poder fazer nada por ela, foi a Noelle. Sua vida não foi nada fácil, os segredos que ela foi obrigada a ocultar desde o princípio eram demais para uma pessoa só. Desejei que ela tivesse tido alguém com quem contar, com quem desabafar... alguém que a ajudasse a entender que embora tudo parecesse não ter saída, existia outra forma de consertar o passado... que não era necessário ela abrir mão da própria vida. Foi muito triste perceber que, embora estivesse cercada por pessoas que a admiravam e até mesmo amavam e por duas amigas que eram como uma família para ela, na verdade ela sempre esteve sozinha. Os segredos da Noelle pesam em nossos próprios ombros quando descobrimos do que se tratavam, então dá para ter uma enorme ideia de como eram extremamente dolorosos para ela. De como ela deveria se sentir. 

Alguns podem vê-la com péssimos olhos após descobrirem tudo o que ela escondia... as coisas que ela fez, mas eu não consegui. Fui totalmente incapaz de condená-la, ainda que os segredos fossem fortes. Ela tinha pago um preço alto demais por seus erros. Se castigou durante toda a vida por eles, abrindo mão de ser feliz, abrindo mão de seus sonhos, se torturando ano após ano e no fim, o peso foi tão impossível de continuar suportando que ela resolveu acabar com tudo para sempre. E tirou a própria vida. Sempre vai doer a escolha que a Noelle fez. Sempre irei sofrer por ela. Nunca poderei esquecer a menina que ela foi, a jovem sonhadora e cheia de vida e a mulher atormentada por erros do passado... erros que cometeu por amor. Jamais poderei esquecê-la. Ela merecia ter uma vida bem diferente da que teve. Merecia ter sido feliz. Era boa como poucos e seus erros, por mais terríveis que tenham sido, não apagam, na minha opinião, tudo o que ela era em sua essência. Não destrói todas as coisas boas que ela fez. Espero que, pelo menos, ela tenha conseguido descansar em paz. 

- Esta é uma história de amizade, de escolhas, de perdão, mas sobretudo de amor. Dos dois lados do amor, na verdade. Sempre digo que é o sentimento mais lindo e mágico do mundo, mas sei que o amor também pode levar a escolhas difíceis, capazes de alterar a vida de outras pessoas. É algo que podemos observar na legítima defesa, no estado de necessidade e em diversos outros casos... Se alguém tenta matar uma pessoa que nos é querida, nós somos capazes de qualquer coisa para defender essa pessoa, não é verdade? Se estamos diante de uma situação em que só podemos salvar uma pessoa, é lógico que salvaremos aquela que amamos ainda que venhamos a sentir uma dor enorme por ter deixado a outra pessoa sem socorro. Se alguém muito amado está aguardando por um órgão, pois sua vida depende disso, nós não iremos torcer para que esse órgão apareça logo, para que essa pessoa possa viver? Mesmo que saibamos que alguém morreu para que surgisse um órgão (no caso do coração, por exemplo) capaz de salvar a vida de quem amamos. Talvez choremos pela vida do doador ter chegado ao fim, mas ficamos felizes pelo órgão ter surgido, pois queremos que quem amamos viva. Que essa pessoa tenha a chance de realizar seus próprios sonhos e ser feliz. Assim é o amor. E isso não é errado. É amar. Simplesmente isso. 

Mas, Luna, a situação da Noelle foi totalmente diferente! Não dá para comparar! Sim, de certa forma, é verdade. As escolhas dela foram bem diferentes. Ainda assim... cada escolha foi por amor. Por mais terríveis que tenham sido. 

"Este é um jardim cheio de amor."

- Tentei falar o menos possível, queridos. Não contei nenhum segredo, pois creio que vocês devem descobrir tudo que se esconde nas páginas deste livro lendo-o. É uma história que vale sim muito a pena ler, embora eu não prometa que vocês irão amar a Noelle e perdoá-la como eu perdoei. Provavelmente irão odiá-la com todas as suas forças e xingá-la de todos os nomes que conheçam. Ou, talvez, não. Quem sabe?rs Dei 5 estrelas ao livro e passagem para os preferidos sem nem pensar duas vezes. :)

4 comentários:

Lia Christo disse...

Oi Luna, tudo bem?
Que resenha maravilhosa! Eu ainda não conhecia o livro, mas fiquei muito curiosa a respeito dos tais segredos que ela esconde e ao mesmo tempo triste por este desfecho. Vou anotar a dica. Bjus
Lia Christo
www.docesletras.com.br

Luna disse...

Olá, Lia!

Obrigada, querida! :)

Anote sim, Lia! É uma história que vale muito a pena! Todos deveriam ter a oportunidade de lê-la. Eu amei, mesmo tendo sofrido muito por alguns personagens e sobretudo pela Noelle.

Bjs!

Victoria's Secret girls disse...

Oi Luna
Li esse livro pois o vi aqui no blog e a sinopse me chamou a atenção. Gostei muito. Não consegui não amar a Noelle. Mesmo com tudo o que aconteceu e as escolhas que ela fez. Me cortou o coração. A solidão dela era imensa e o peso que ela tinha que suportar. Amei a resenha, gosto tanto das suas resenhas pois como eu você vive o que lê. Eu chego a encarar as personagens como velhos amigos e sofro com elas, choro, riu. Quando termino de ler um livro que é maravilhoso sinto como se me tivesse que despedir de amigos queridos. Ninguém que eu conheço vive a leitura desse jeito rsrs
Beijos Cris

Luna disse...

Olá, Cris!

Saudades de você! :)

Sim, a Noelle sofreu muito. Ela merecia um final diferente, uma vida diferente. Fico feliz que você tenha gostado dela!

Obrigada, querida! :D

rsrsrs... Eu sei bem como é se sentir assim. Como é se apegar tanto a um livro, viver tudo com eles como se eles fossem reais. Para mim, os personagens são pessoas. E as emoções que tomam conta de mim com cada leitura... É maravilhoso se sentir assim! Nós leitoras temos a oportunidade de viver várias vidas, visitar vários lugares, estar em diversos mundos e isso é incrível. É muito bom saber que você também se sente assim. :)

Um livro nunca deve ser apenas lido. Tem que ser vivido, não é?

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.