O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sábado, 6 de maio de 2017

Alma de Guerreiro - Michelle Willingham

(Título Original: Warrior of Fire
Tradutora: Silvia Moreira
Editora: Harlequin
Edição de: 2016)

Guerreiros da Irlanda

A fugitiva e o guerreiro!

Ao fugir de seu casamento arranjado com um rei cruel, lady Carice sabia que seus dias estavam contados. Ela jamais desejara um homem… até conhecer o soldado normando Raine de Garenne. Logo Carice passa a sonhar em entregar-se a essa paixão, mesmo que apenas por uma noite. Raine está em uma missão: matar o rei ou suas irmãs sofrerão as consequências. Porém, quanto mais se aproxima de seu objetivo, mais perto fica de trair o amor que sente por Carice.



Palavras de uma leitora...


"Correntes invisíveis prendiam-no a um destino indesejado."

Raine já não podia recordar a última vez em que sorrira. Não existia em sua vida motivos para rir, para sentir-se feliz. Tudo tinha se tornado tão vazio, tão obscuro que às vezes ele se perguntava se não seria melhor realmente desistir. Deixar-se matar num campo de batalha ou desafiar seu comandante até que ele lhe tirasse a vida. Valeria mesmo a pena continuar daquela maneira? Mas quando se lembrava dos olhos cheios de lágrimas de suas irmãs e do quanto elas imploraram para que ele as salvasse, Raine seguia em frente. Porque não podia desistir antes de libertá-las, se elas ainda estivessem vivas. 

"A sensação de vazio, como se seu coração fosse oco e feito de pedra, o atemorizava."

Ele tinha perdido tudo dois anos antes, quando seu rei, hospedado na casa de seus pais, decidiu violentar sua mãe. O resultado foi um banho de sangue que ele jamais poderia esquecer. Suas irmãs foram feitas prisioneiras após a morte de seus pais e ele não era mais que um escravo sob as vontades do rei. Tinha que seguir suas ordens cegamente ou o preço a ser pago seria alto demais. Por isso viajara para a Irlanda, com a missão de assassinar o Grande Rei custasse o que custasse. Mas seu caminho acaba por se cruzar com o de uma linda e frágil jovem, apavorada e doente e o que já era difícil se torna muito pior. 

Dividido entre o dever e os sentimentos que aquela mulher despertava em seu interior, Raine decide ajudá-la, sabendo que no final do caminho seria obrigado a traí-la, ainda que isso fizesse seu próprio coração sangrar. Não era dono de sua própria vida. Não podia se dar ao luxo de amá-la. E traí-la não era sua escolha, mas parte do que ele precisava fazer. 

Será que um dia ela o perdoaria? Teria ele forças para ir até o fim e entregar a mulher, que lhe confiou à vida, nas mãos do homem que ela mais temia e de quem fugia? Talvez os fins justificassem os meios, mas ele sentia que no final perderia mais que a vida... perderia ela

"Aquele homem teve várias chances de feri-la, mas ele somente havia levantado a mão para protegê-la."

Carice sabia que lhe restava poucos meses de vida, isso se ela chegasse a viver tanto. Estava cada vez mais fraca e não existia um só dia em que não sentisse dor. Por isso, não tivera outra alternativa senão fugir quando seu pai se negou a ouvi-la e insistiu em casá-la com o Grande Rei, um homem cruel a quem ela temia e desprezava e com quem, jurou para si mesma, não passaria seus últimos momentos de vida. Se o destino decidira levá-la ainda tão jovem que ao menos ela pudesse morrer em paz, bem longe de seu prometido e da ambição de seu pai. Queria estar com a família de sua mãe quando o momento chegasse. Só queria estar tranquila. Será que ela pedir demais? 

Mas, sem forças para ir muito adiante, acaba buscando refúgio num mosteiro no meio do caminho. Ao entrar naquele lugar ela só desejava uma cama quente e um pouco de comida por uma noite, mas acaba por encontrar muito mais... Talvez a sua vida. O único homem que seu coração amaria. E também aquele que a trairia, fazendo em pedaços esse mesmo coração. Valeria a pena? Entregar-se pela primeira  e única vez? Amá-lo por todo o tempo que tivesse, mesmo sabendo que no final acabaria magoada? Ao olhar nos olhos atormentados dele e enxergar muito mais do que ele estava disposto a mostrar... ela sabia qual era a resposta. Sim. Sim. E sim. Ele era todo o seu destino. E ela pagaria o preço que tivesse que pagar por amá-lo. 

"Uma vontade de protegê-la de todo o mal surgiu do fundo do coração dele."

- Eu já conhecia esta autora. Gosto muito da escrita dela e de suas histórias. Porém, não é alguém que eu possa ler com muita frequência.rs É que costumo achar seus livros um tanto mais fortes que outros, com muito sofrimento para os protagonistas e um final feliz que demora para acontecer. Suas histórias me deixam muito angustiada sem saber quanta dor os personagens ainda irão passar antes de finalmente serem felizes. 

Então, quando decidi pegar este livro para ler, respirei fundo algumas vezes, me preparando para o pior.kkkkkkk.... E não estava com medo à toa. Carice e Raine realmente sofrem. Tanto com dores físicas quanto com as que sentem no coração, na alma... 

"Quanto mais tempo ele passava ao lado dela, mais ele se conscientizava da solidão em que vivia."

- A Michelle realmente nos faz mergulhar na vida de seus protagonistas, conhecendo seus traumas, seus sonhos, sua solidão, a esperança que um dia sentiram e que vai diminuindo ao longo da história. As marcas que eles carregam, tanto física quanto psicologicamente. As escolhas que eles foram obrigados a fazer e que ainda lhes machuca muito... Enfim... Nós nos apegamos a eles e dói quando eles choram, quando são feridos. Sofri bastante pelo passado do Raine, senti meu coração em pedaços por imaginar que sim, ele acabaria traindo a mulher que amava, pois estava preso e não era livre para nada. Sentia um aperto no peito cada vez que a doença da Carice se manifestava e ela parecia mais e mais perto da morte. Não há como ficar indiferente a eles. Despertam nosso carinho e torcemos muito para que o lindo final merecido chegue logo. Para que todo trauma e sofrimento fique para trás. E a autora não nos decepciona. :)

"Raine tatuou a imagem dela na mente, pois não sabia se viveria para revê-la ou morreria ali. Ela seria a última imagem da qual ele se lembraria."

- Duas cenas desta história ficarão na minha mente. Numa delas o Raine é chicoteado e a Carice é obrigada a assistir sem demonstrar o quanto aquilo lhe afetava. Ela é obrigada a ficar em silêncio olhando e ao imaginar o que ela sentiu eu também me angustiei. Ela teve que ser muito forte. Pelos dois. Outra cena impactante é do Raine segurando-a em seus braços quando ela mal respirava. O desespero dele é muito tocante. E isso quase leva os dois à morte. Mas claro que o amor vence. Tinha que vencer. :) 

"- Sou apenas um soldado normando.[...]
 - Você é aquele que salvou minha vida - disse ela, encarando-o no fundo dos olhos."

- Dei 4 estrelas ao livro porque ele não chega a ser maravilhoso e eu queria um pouco mais da história.rs Mas ela é muito boa, gente! E vale a pena a leitura! Eu recomendo muito! Quero ler mais livros da autora. Tenho uma trilogia dela para terminar de ler. Só tenho que me preparar emocionalmente antes. 

No final do livro, a autora traz uma breve nota sobre a doença que atormentava a nossa mocinha. Eu suspeitava que fosse uma gastrite ou úlcera que se agravou por causa da falta de conhecimento médico, mas estava bem enganada. É uma doença rara que acometia algumas pessoas daquela região e poderia sim levar a óbito. Mais um pouco e a Carice realmente acabaria morrendo. Felizmente, nosso mocinho, apesar de não ser médico, descobriu a solução para o problema. Eu fiquei bem surpresa como um simples alimento poderia tê-la matado se ela seguisse comendo. 

Para os que quiserem conhecer a história do irmão da mocinha, o livro se chama Sangue de Guerreiro e foi publicado pela Harlequin nos Históricos 167. 

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.