O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Em novembro...


O Caçador e a Rainha do Gelo foi um filme que resolvi assistir sem muitas pretensões. Não era lá muito fã de Branca de Neve e o Caçador e não esperava absolutamente nada do filme, para ser bem sincera. Por isso, não poderia ter ficado mais surpresa e encantada com tudo o que se passou. 

A história, na minha opinião, é um espetáculo! Um daqueles filmes que mal terminamos de ver queremos começar de novo. Fiquei profundamente envolvida pela história da Freya (Rainha do Gelo), seu passado, o que a tornou o que ela era. Bem como torci muito pelo casal de mocinhos, claro. Freya poderia ser minha personagem preferida, mas sou 100% romântica e nunca existirá o dia em que não torcerei para que o amor vença. :)

Foi graças a este filme que li o conto A Rainha da Neve



Ainda nos contos de fadas... Será que Once Upon a Time poderia ficar menos parada?! É pedir demais? Sério, gente! Eu estava muito feliz com as novidades desta nova temporada, todavia o Henry não está funcionando muito como protagonista. E aquela que sempre deu fôlego para a série nesta temporada ainda não teve oportunidade de mostrar seu fogo e destroçar a vilãzinha do momento: nossa amada Regina, a Rainha Má. Sabemos bem que essa personagem jamais poderia deixar Once Upon a Time senão a série morreria instantaneamente. Assim como Lei e Ordem SVU não pode seguir sem a Liv o mesmo se passa com esta série. Sem Regina bye, bye! rsrs Estou louca para ver a Regina dando um jeitinho naquele projeto de vilã que se chama Drizella. Garotinha insuportável! Nem vilã ela sabe ser!kkkkkkkk Precisaria nascer de novo para chegar aos pés da Rainha Má. 

E o que falar da Jacinda, nossa Cinderela?! Ela não leu o conto de fadas, creio. A Cinderela não era uma pessoa pessimista que fazia todas as escolhas erradas sempre. A Jacinda faz uma m*rda atrás da outra. Haja paciência!rsrs Mas isso não significa que não estou gostando da temporada. Só sinto muita falta de mais agitação e vida nos personagens. Acredito que melhorará. Assim espero!



Pegando um pouco de magia para uma viagem no tempo... Outlander não vai muito bem, não. Os meses de outubro e novembro foram péssimos para a leitura. E como já repeti um milhão de vezes...rsrs... Quero terminar de ler o terceiro livro antes de ver as cenas na série de TV. Como passei apenas um pouco do momento em que o jovem Ian é sequestrado e inicia-se o resgate no mar que dá título ao livro, não posso avançar muito nos episódios. Cheguei ao episódio 8 e verei até o 9 antes de parar e aguardar que eu avance na leitura.

Mas nem estou morrendo de saudades da série de TV nem nada, confesso. São tantas as mudanças que eles estão fazendo que têm vezes que passo o episódio inteiro com a cara fechada desejando esganar alguém. E que coisa foi aquela no episódio 8, por favor?! A cena em que a Claire descobre sobre a esposa do Jamie é absurda, ridícula. No livro as coisas são mais profundas, intensas, convincentes. Enfim... É melhor eu não falar muito.rs



Voltando à vida real... Se tem uma série que continua fascinante é esta! :D Já disse que a amo?! MUITO?! Tem certeza que eu disse?!kkkkkkkkkkkkk... 

O último episódio que vi foi um dos mais fortes da 19ª temporada. Impossível sentir raiva daquela alma atormentada que é a vítima/vilã do episódio. Não consigo nem imaginar o que ela passou e a deixou naquele estado. Quando pequenos e até mesmo depois de adultos costumamos buscar proteção, segurança em nossa casa, ao lado da nossa família, das pessoas que amamos e com as quais nos sentimos seguras. Mas nem sempre estamos realmente seguros ao lado delas. Às vezes nossos piores inimigos dormem debaixo do mesmo teto e demoramos para enxergar isso. É cruel, não é mesmo? Terrível. Mas é uma realidade que muitas crianças abusadas, adolescentes, mulheres agredidas e estupradas vivem por este mundo afora. Para onde fugir? O que fazer? Em quem confiar? Lei e Ordem SVU sempre nos traz a dura realidade. 

Este episódio que mencionei também mexeu profundamente com a Olívia. Para quem não sabe, nossa tenente e protagonista da série é fruto de um estupro. Sua mãe foi violentada quando era jovem e disso nasceu a Liv, carregando na alma as marcas de uma violência que ela não pôde evitar, temendo carregar em seu sangue, em seu DNA a mesma maldade que vivia dentro do seu pai. E para completar, sua mãe se tornou uma alcoólatra, que não ligava muito para sua existência e a fazia sofrer muito com seu comportamento. A Liv não passou por poucas coisas nesta série. Depois o irmão dela, filho do monstro que era seu pai, surgiu em sua vida e ela teve que lidar com essa nova relação e os problemas que isso lhe causou. Além disso, a Liv quase foi estuprada mais de uma vez ao longo das temporadas. A pior vez de todas foi quando o psicopata William Lewis a sequestrou. Ele a torturou durante dias e ela escapou por pouco, carregando novos tramas, novas cicatrizes e tendo até que fazer terapia durante um longo tempo. Não é à toa que ela é minha guerreira preferida. Sua força, sua capacidade de seguir adiante e sempre ser incrível com as vítimas... Impossível não admirá-la!



É fato que continuo não vendo Muy Padres. Seguirei sem ver até o final da novela, claro.rsrs Mas que ela fez meu sangue ferver nos últimos capítulos, não dá para negar.

Nem sei se vale a pena mencionar o Ricardo, um dos protagonistas da novela. Sinceramente, já perdi toda a minha paciência com ele e se no final a Margarita o perdoar e ficar com ele, apenas me provará que é uma estúpida. O desgraçado a abandonou, destruiu o casamento dos dois, sem dar a mínima para o fato que partiria o coração das filhas, e a trocou por uma mulher mais jovem, dizendo isso na cara da Margarita várias vezes ao longo dos capítulos. Que ela é velha, que a Kika é bem mais jovem, que foi ele quem a trocou. E ainda se sente incomodado quando o Matías (esse sim é um homem de verdade) se interessa por ela e resolve ter um relacionamento sério com a Margarita. O Ricardo fica furioso, sem entender o que o Matías poderia ver nela e ainda diz que vai ficar com as crianças só porque a ex-mulher estava se relacionando com alguém. Ele é ridículo e a novela gosta de pintá-lo como um pobre coitado, que fica perdido entre duas famílias. Ah, me poupe! Ele é um desgraçado, canalha, traidor, que mal sabe o significado da palavra fidelidade. Porque além de trair a Margarita com a Kika ainda traiu a Kika com a Margarita depois e ainda se interessou pela Jenny, prima da Kika e a mulher que o Alan (amigo do Ricardo) ama! Esse tipo me dá nojo. 

Não nego que ele ama as filhas. É muito bonita a relação dele com elas, embora eu considere as meninas mais adultas que ele. Também não vou dizer que ele não é um bom amigo pro Alan. Na verdade, é alguém que já ajudou o Alan muitas vezes. Mas como homem... como marido... deixa muito a desejar. 

E o que diabos aconteceu com o Emilio?! Bateu com a cabeça em algum episódio e eu não percebi?! Ele começou a novela como um mulherengo incorrigível, alguém que amava levar a vida fácil, no luxo, sem se importar com nada nem ninguém que não fosse ele próprio. Tinha um caso com sua chefe e levava vários outros casos ao mesmo tempo. Então apareceu em sua porta uma mulher do passado, carregando com ela um menino de 5 anos que ela diz ser seu filho. A mulher larga o menino lá e vai embora. Quem acompanha a novela sabe que o Emilio reagiu super mal no início, mas depois... Nossa! A relação dele com o Santi é belíssima! Aquela criança não poderia ter um pai melhor e eu nunca imaginaria que o Emilio poderia se tornar um pai tão maravilhoso. Todavia... no que se refere a relação dele com a Pamela... Que vontade de matá-lo!

Eu entendia quando ele a traía no início do relacionamento. Ele não estava pronto para amar, para se envolver com uma mulher como ela, tão diferente dos seus casinhos. E eu sabia que ele acordaria, que se arrependeria e colocaria um ponto final no caso com sua chefe para ficar com a Pamela. E foi justamente o que ele fez. Abandonou tudo por ela. Tudo mesmo! E pagou caro por isso. Mas depois a deixou. Simplesmente isso! A culpou por ter perdido tudo e a abandonou, rapidamente se envolvendo com um amor de infância e planejando até casar com a outra, como se de fato estivesse apaixonado pela outra. Enquanto a Pamela tinha que lidar com o coração destroçado. Aí, quando ela finalmente resolve seguir em frente, ir embora com alguém que a respeita e valoriza, o bonito resolve que agora a quer de novo, que não a esqueceu e blá, blá, blá. Não sei se mato o Emilio ou simplesmente lhe dou uma surra. Que infeliz! Mas uma coisa é certa, gente: sigo torcendo pelos dois. Não posso evitar.kkkkkkk... Desde o início sou fã do Emilio e sua Miss Pam. Eles me fazem rir quando estão juntos, me fazem suspirar... Só espero que ele não a magoe mais. Ela não merece isso. 

Sobre o Alan nem vale a pena falar... O mais jovem dos três protagonistas, tem apenas 23 anos, mas já conseguiu destroçar toda sua vida. Ninguém precisa lhe arruinar nada. Ele próprio se destrói. Já tive pena dele, já lamentei muito por ele, mas agora chega. Cansei! Se ele quer se acabar problema dele! Não perco mais meu tempo sofrendo por esse personagem. 



E o livro que li foi... 

"A negação é um elemento essencial do mecanismo de defesa humano. Sem ela, todas as manhãs acordaríamos apavorados só de pensar em todas as maneiras como poderíamos morrer."

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.