O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

domingo, 8 de abril de 2018

O Despertar do Lírio - Babi A. Sette

(Editora: Novo Século
Edição de: 2016)

Série Flores da Temporada - Livro 2


Lilian Radcliffe é uma jovem viúva e está feliz com sua vida isenta de emoções. Culpa do luto que não larga? Lilian jurou fidelidade ao marido no leito de morte.

Paralelamente, conhecemos Simon Thorn, homem frio e libertino, dono do maior antro de jogos de Londres. Ele está a um passo de realizar seu plano de vingança contra o culpado pela fama de assassino que recebera anos atrás. O problema é que o canalha está morto, e ele terá de usar a sua viúva recatada a fim de atingir seus objetivos.

De um lado, ela precisa manter sua honra intacta; de outro, ele quer seduzi-la e desmoralizá-la. No entanto, Lilian nunca se sentiu tão vulnerável e atraída por um homem. E Simon, por sua vez, demonstra sentimentos que nunca imaginara sentir por uma mulher. A vingança e a honra se abalam quando nasce entre ambos uma paixão incontrolável. Mas, para ficarem juntos, terão de enfrentar segredos e mágoas profundas, um castelo trancado há seis anos, palco de uma morte misteriosa e, sobretudo, encarar os fantasmas do passado que assombram suas consciências. 



Palavras de uma leitora...



"[...] ele tinha algo de sombrio. 
Podia até não ser o barão assassino como era conhecido, mas Lilian soube que deveria se manter afastada dele ou correria riscos que ela não queria nem mesmo listar."

Eu não deveria estar aqui. Era para estar dormindo, tenho que acordar cedo. Mas sinto que não seria certo estar em qualquer outra parte. Não quando estou tão conectada à história, quando tudo em mim é emoção. 

Ainda estou chorando. Claro que ninguém deveria confiar em minhas lágrimas para dizer se um livro é bom ou ruim. Sou chorona desde que me entendo por gente. Choro se o céu está azul e se estiver cinza choro ainda mais.kkkkk Mas se sinto tudo intensamente minhas emoções ficam ainda mais loucas quando se trata de livros. Eu odeio com força, mas quando amo... é de verdade. Com todo o coração. 

"[...] sentia algo ainda maior, uma necessidade louca de protegê-la, de tirá-la dos olhos de todos, de levá-la embora junto a si, carregá-la nos braços, sumir."

Vocês sabem o ódio violento que A Promessa da Rosa provocou em mim. Que não perdoei o Arthur, que quis esfolá-lo em praça pública e matá-lo com minhas próprias mãos. E que ele afetou minhas leituras subsequentes. Quando pensava no livro dele meu sangue fervia e sentia que poderia fazer o livro em pedaços, que seria apenas uma questão de tempo até ter um ataque e estraçalhá-lo.  

Quando o mês de abril começou e eu tive que cumprir a meta de ler O Despertar do Lírio, continuação da série Flores da Temporada, que contaria a história da Lilian, irmã da protagonista de A Promessa da Rosa, eu levantei todas as minhas defesas contra o livro. Iniciei a leitura cheia de reservas, repulsa, ódio puro mesmo. E quando, logo no prólogo, a autora veio com uma cena em que o Arthur aparecia quase tive um troço. 

Simplesmente não era para ter acontecido. Com tudo contra esta história, com todo o ódio que eu estava disposta a sentir por ela, depois do inferno em que a autora me fez mergulhar com o primeiro livro, não era para eu ter amado a história de amor entre a Lilian e o Simon. Não era. Mas aconteceu. Estou rendida. Totalmente entregue a tanto amor. Mas como não amá-los? Como não ser arrebatada por protagonistas tão apaixonantes e capazes de tudo pelo amor que sentem um pelo outro? Pessoas que lutaram contra todos, até contra si mesmos, para serem felizes. Para se permitirem uma segunda chance. 

"Lilian deixou a peça mais importante nas mãos de Simon; ela deixou com ele não o orgulho ou a honra que acreditava antes ser o que tinha de mais vital. Lilian deixou com ele o seu coração."

- Não quero que esta resenha fique longa demais. Quero que a leiam até o fim. Que sintam pelo menos um pouquinho do que encontrarão nesta linda história de amor e superação, de perdão e recomeço. Não farei um resumo da história. Deixo que a sinopse se encarregue disso. 

A vida pode te derrubar. Seus golpes geralmente são fortes. Se ela quer que você caia então vai bater com  força. E se certificar de que permaneça no chão

- Quando conheci o Simon no primeiro livro eu gostei dele. Foram breves as suas aparições e não me prepararam para o choque que levei quando finalmente o revi em seu próprio livro. Me perguntei quem diabos era aquela pessoa. E fiquei furiosa. Muito. Aquele homem cínico, libertino, que participava de "momentos" tão degradantes não era o personagem que eu tinha conhecido. E sua sede de vingança contra uma mulher que nada lhe fez, a vontade que ele tinha de arruiná-la publicamente, de destroçar tudo aquilo que era importante para ela me incomodou. Só que prossegui com a leitura e quando cheguei na página 34 finalmente percebi: era uma releitura. A autora, por algum motivo que ainda não entendo (mas fico feliz por ela ter sido tão ousada.kkkkkk), se desafiou a escrever uma espécie de releitura de um dos maiores e mais sórdidos clássicos mundiais: As Relações Perigosas, de Choderlos de Laclos. Não reconhecem? Pensem então numa minissérie da Globo, exibida dois anos atrás, intitulada Ligações Perigosas. Recordaram? Pois bem... 

Quando notei as semelhanças e a existência dos personagens principais de um dos meus clássicos preferidos pensei com ironia: "Pago para ver. Vou pagar para ver a autora transformar uma história originalmente trágica e sombria num romance apaixonante." Eu não estava confiante, confesso. Ainda sentia raiva da autora (por mais irracional que seja) por conta da sacanagem do primeiro livro, por ela ter feito com que me envolvesse por uma história em que o protagonista masculino era um verme da pior espécie. Estava determinada a soltar os cachorros sobre O Despertar do Lírio. Gritar todo o meu ódio aos quatro ventos e fazer uma resenha BEM negativa, revoltada inclusive por ela pegar meu clássico e estragá-lo. Mas a autora me fez pagar a língua.kkkkkkk... Ela não só transformou o livro num romance arrebatador como conseguiu fazer uma leitora que a odiava passar a amá-la.kkkkk... Oh, mundo louco!

"- Perdoe-me, Lilian - ele disse com a voz rouca.
- Pelo quê?
- Apenas me perdoe."

Quando se aproximou da Lilian, o Simon realmente tinha a intenção de se vingar. Foram anos nutrindo um ódio pelo homem que destruiu sua vida, que o fez ser acusado por todos de um crime que não cometeu. Homem esse que agora estava morto e não podia mais responder por seus atos. A única forma de sentir-se pelo menos um pouco vingado era utilizando a viúva do desgraçado, a mulher recatada, pudica e intocável, que toda a sociedade admirava e respeitava. Poderia ser injusto, mas isso já não lhe importava mais. Se tinham tirado todos os seus sonhos, destruído de uma só vez tudo em que ele acreditava por que não poderia fazer o mesmo? Não sentiria remorsos. Era incapaz de sentimentos. Há anos deixara de ter um coração. 

Pelo menos, era nisso que ele acreditava, claro.rsrs Mas logo que o Simon conhece a Lilian pessoalmente algo dentro dele responde. E não estou falando apenas de desejo. Ele se sentiu atraído por ela, apesar da nossa mocinha se esconder sob camadas e camadas de uma roupa ridícula e que a cobria por inteiro. Seus olhos, a maneira sincera como ela sorria, a forma como ruborizava facilmente e a verdade que transparecia de suas palavras o envolveu. Lilian era um alento num mundo de falsidades. Tudo nela era autêntico. Fazia com que ele sentisse coisas que não imaginava mais desejar, que não queria. Enquanto a sociedade o desprezava abertamente, jogando o passado em sua cara, Lilian acreditava nele, enxergava uma humanidade que ninguém mais via. Para todos ele era o barão assassino. Para Lilian... era um ser humano ferido, alguém que ela estava disposta a curar. 

"- Eu a amo, vai ficar tudo bem. Eu a amo, meu amor, vai ficar tudo bem, tudo bem - ele repetia como uma oração.
Nem se deu conta do que declarava em voz alta, para si mesmo, para todos os deuses se eles assim desejassem ouvir."

Quanto mais profundamente conhecia o Simon maior era o meu medo. Sentia pavor de a autora estragá-lo, de transformá-lo em alguém que eu não suportaria. Não queria odiá-lo. Não poderia. Mas... todo o meu pânico foi em vão. O Simon jamais seria capaz de ferir a Lilian, nunca faria à ela o grande mal que o Arthur fez à Kathe. Ele era um homem de verdade. E nem o mundo cruel no qual se afundou após a morte da primeira esposa e a acusação implacável da sociedade foi capaz de apagar a sua essência. Com ele a Lilian sempre se sentiria amada, protegida, desejada... ele seria seu lar. 

Ele a fez conhecer a si mesma, não ter medo de mostrar-se sem reservas, de ser tudo o que poderia ser. Não a julgava por suas vontades, por seus medos, pela vida que teve antes ou desejava ter. Com ele... poderia ser ela mesma. Podia ser mulher. Quando eles se amavam, quando se tocavam de várias maneiras diferentes e em qualquer parte, eu sorria encantada! Eram lindas! As cenas de amor dos dois eram perfeitas! Intensas, explícitas, mas que não nos faziam duvidar nem por um instante de que realmente existia amor ali. Que faziam amor. Ele a amava e adorava com seu corpo. Recebia o que ela entregava com toda sua alma e dava o que possuía. Em cada beijo uma confissão, em cada carícia uma parte de um coração ferido que ela estava curando. 

"- Não, Lilian, se você morresse, me levaria junto. - Ele semicerrou os olhos tentando esconder a emoção. - Meu coração está ligado ao seu, entende?"

Não existem palavras que possam transmitir um por cento sequer de tudo o que vivemos ao lados dos personagens, de tudo o que eles passam e a maneira como encontram um no outro o que tanto esperavam sem saber. Ambos tinham sido machucados pela vida, pelas pessoas que amaram, por um mundo de aparências e hipocrisias. Eles nem sabiam que ainda acreditavam no amor, que ainda desejavam ser queridos por alguém, sentir-se amados. Mas quando percebem... tudo deixa de existir. O passado fica como deveria estar: enterrado. A vingança, o ódio, a vontade de machucar como tinha sido machucado... tudo morre. O Simon... Deus! Não tenho como falar tudo o que ele faz! Poucos mocinhos são assim. Tão loucamente apaixonados... capazes de entregar tudo pela mulher amada. E ele tinha sido tão destroçado... Tudo o que fizeram com ele... Nossa! Eu não poderia culpá-lo se ele não acreditasse em mais nada. Ele tinha todos os motivos do mundo para nunca mais permitir que o amor o deixasse vulnerável. Mas quando se apaixona por ela... Ele se entrega por inteiro. De uma forma que nos rouba o fôlego. Eu morria cada vez que ele olhava para ela, todas as vezes em que a defendia com unhas e dentes, sempre que a amava com tanta paixão e ternura. Cada momento era único. Inesquecível. 

"- É aqui a minha casa - ele sussurrou enquanto a amava. - Eu a amo."

Ambos crescem muito ao longo do livro. A construção dos personagens foi de um cuidado enorme. A autora se dedicou a fazer uma história coerente, para que realmente acreditássemos em tudo o que acontecia entre o casal, para que o amor deles nos tocasse. No início, eu não dava nada pela Lilian. Era uma personagem apagada, que parecia se contentar com uma vida vazia. E a autora nos dá essa imagem da personagem para depois ir nos revelando mais e fazê-la se revelar diante dos nossos olhos. A Lilian muda demais. E não é de uma vez, não é forçado. Ela cresce com cada experiência, com o amor que o Simon lhe dava, com o choque recebido por algumas verdades que foi forçada a encarar... Fiquei muito surpresa. Foi delicioso acompanhar o processo de amadurecimento dela, vê-la desabrochar, mostrar todo o potencial que manteve oculto do mundo. Ela se torna uma personagem incrível, daquelas que eu admiro. Se tem uma coisa que lamento é um dia tê-la julgado, visto apenas a aparência. E se não tivesse dado uma chance à história dela nunca descobriria a mocinha maravilhosa que ela era e o quanto a sua história me roubaria o fôlego, não conheceria o Simon... Não teria a chance de me apaixonar por um dos melhores mocinhos que existe. E já não sou capaz de imaginar um mundo em que não conheça este personagem. Ah, Simon! Como te amo! Como sofro por tudo o que você passou e me encho de felicidade por ter conseguido se reconstruir das cinzas. Se tem alguém que merecia ser feliz era você. Poucas mocinhas têm a chance de serem tão amadas como a Lilian será por você

"[...] eu vou amá-la, suave e devagar, com força e rápido, até você ter certeza e ficar gravado em sua pele que só estou em paz e feliz quando estou em casa."

Eu queria falar muito mais... Queria tanto!kkkkkk... Mas está na hora de encerrar a resenha, certo?rs

31 comentários:

Mónica Castro disse...

Linda resenha

Helana Ohara disse...

Oi Deus, nunca li uma resenha tão longa.
Nunca li nada da Babi e sempre falam bem desse livro em questão, principalmente do Simon.
Me chamou atenção você falar da construção dos personagens, bem eu sou presto atenção nisso, acho que autores precisam dar devida importância para esse detalhe enrique a obra.
Vou procurar o livro, ler e tirar minhas conclusões da obra

Karini Couto disse...

Não tenho costume de ler livros do gênero. Porém eu li e me surpreendi. Tanto que tenho todos os livros dela.
Adorei a escrita da Babi e conheci ela na bienal. Ela é uma fofa!

Beijos.

www.alempaginas.com

O Que Tem Na Nossa Estante disse...

Oi Luna, tudo bem? Não me bata, mas eu amei A promessa da Rosa rs Eu detetei Arthur, é verdade, mas a autora em conquistou com a história!! Também gostei da Lilian e do Simon, virei fã da Babi A. Sette por causa dos dois livros! <3

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

Luna disse...

Olá, meninas!

Karini, todo mundo diz que a autora é super simpática. Nunca tive a oportunidade de conhecê-la pessoalmente. Na verdade, nunca falei com ela nem pelas redes sociais.

Mi, não te bato não.kkkkkkkk... A grande maioria dos leitores amou A Promessa da Rosa. Eu fui um dos casos raros.rs

Bjs!

Laura Brand disse...

Antes de mais nada queria dizer que estou apaixonada por essa capa!! Não conhecia essa série Flores da Temporada, mas sua resenha despertou minha curiosidade, faz tempo que não me entrego a livros de romance e O despertar do lírio pareceu uma ótima ideia <3

Camila disse...

Oi, Luna.
Curiosamente eu acabei lendo esse segundo livro primeiro, para a ação de lançamento... Eu adorei a história, curti muito a escrita da autora e fiquei morrendo de vontade de ler o primeiro... Só não tive tempo ainda! Rs...
Acho que, como já sei como as coisas terminaram com o casal do primeiro livro, é bem capaz de eu não sentir tanta raiva assim!! Rs...
Mas que bom que se permitiu gostar desse segundo livro!
Beijos
Camis - blog Leitora Compulsiva

Luna disse...

Olá, Camila!

Também acho que talvez você nem sinta muita raiva.rsrs A maioria das pessoas ama A Promessa da Rosa. E como você já leu o segundo vai estar mais preparada para encarar as tragédias do primeiro.

Bjs!

Aline M. Oliveira disse...

Oi Luna! Você e suas resenhas! Toda vez que venho aqui, acrescento mais um livro a lista de desejados. Parabéns! Gostei muito dessa dica de leitura. Achei a história bonita, os personagens são simpáticos e a maneira como o amor entre os dois cresce é linda! Conheço alguns livros da Babi, mas esse é novidade. Obrigada!


Bjoxx – www.stalker-literaria.com

Carol Mendes disse...

Tenho muita curiosidade pra ler algo da Babi, sempre vejo comentários positivos sobre seus livros.
Adorei saber que dá pra perceber o crescimento dos personagens no livro, e espero conferir em breve!

Virando Amor

Jessie disse...

Oi Ca!

Tudo bem? Confesso que não conhecia o livro e, apesar de já conhecer a autora nunca li nada dela.

Relações Perigosas é um dos meus clássicos favoritos, justamente porque eu consigo ver absolutamente tudo que está errado na história. Acho que no seu lugar, quando visse que o livro é uma releitura dele e que tentava romantizar a história ia ficar muito p da vida e abandonaria sem nem pensar duas vezes, mas fico feliz que tenha gostado tanto do livro e que tenha visto o crescimento dos personagens. Não sei se vou encarar, não curto releitura de clássicos (só de contos de fadas).

Beijinhos
www.paraisoliterario.com

Luna disse...

Olá, meninas!

Aline, muito obrigada! :) Fico feliz que goste tanto das minhas resenhas!

Carol, minha opinião sobre A Promessa da Rosa não é das melhores. Eu odeio o livro. Todavia, isso não me impediu de amar profundamente O Despertar do Lírio.

Jessie, é bem assim.kkkkkk... A gente enxerga a sordidez da história, como os protagonistas/antagonistas são manipuladores e cruéis e como suas escolhas bem como as dos outros personagens alteram vidas drasticamente... A história é complexa e perturbadora, mas se crava em nós... eu nunca pude esquecê-la. Amo esse livro.

A verdade é que também não aprecio releituras de minhas histórias preferidas. Me irritam um pouco.rsrs Gosto só de contos de fadas, como você. Mas eu meio que estava pagando para ver a autora criar algo bom a partir de uma história que tem uma carga emocional forte e negativa. E a verdade é que a Babi conseguiu. Ainda que seja uma releitura há muito da escrita pessoal dela que é belíssima e ela desenvolveu os personagens de tal forma que me cativou. Ela alterou o final original, as escolhas, tudo o que deu errado em Relações Perigosas dá certo no romance dela. É possível, assim, separar os dois livros. :)

Bjs!

MISS - Menina Irreverente, Sabida e Socrática disse...

Minha flor, pelo amor de Deus o que é essa resenha?
Eu fui iniciando a leitura já querendo chegar no final e quando você foi falar suas impressões sobre o livro, sabe o que eu fiz? Eu favoritei o seu blog e me perguntei: "Quem é essa mulher, meu Deus?"
Na boa, me identifiquei muito com sua forma de escrever. Achei tudo muito divertido e intenso.
Detestei a história do livro, mas amei demais sua forma de escrita. Desculpa ser tão sincera!
Esse tipo de livro não faz o meu gênero, entende? rs
A gente ainda vai se encontrar, mocinha! Teremos parceria futuramente.
Se você quiser, é claro!
Como diz Hazel de "A culpa é das estrelas" eu leria até sua lista de compras. rs
Agora, não sei se é jogo o autor fazer parceria com você e te dar um livro pra resenhar se o leitor vai ficar na verdade apaixonado pela sua forma de escrita, né? kkk
Ah! Conforme você disse no comentário, eu também detesto reler os títulos que eu gosto.
Enfim... Parabéns pelo talento!
Acho que não preciso pedir desculpas pela densidade nas minhas palavras, você que é intensa, pra não dizer exagerada, rs deve entender bem um aprofundamento pra se falar daquilo que a gente amou conhecer, certo?
Quando tiver um livro seu... Eu compro!
Beijão e sucesso!

Eliziane Dias

Pollyanna Reis disse...

Olá!
Que resenha hei. Super gostei de saber que os protagonistas crescem muito ao longo da história. Essa capa é linda demais, e certamente vou anotar a dica. Fiquei muito afim de saber como esses dois vão enfrentar as coisas, tipo um quer se vingar e outro tem uma promessa que não quer quebrar, e ambos se apaixonam, isso me despertou e muito a curiosidade hei.
Bjos

www.momentosdeleitura.com

Atraentemente Evandro disse...

Até eu já amei tudo diante de tantos elogios e paixão pelo livro heheh É maravilhoso quando uma história nos pega desse jeito, ao extremo. Poucos autores realmente tem esse dom. Eu não conhecia esse livro e nem o primeiro. Confesso que fiquei bastante curioso também diante de tantas qualidades.

*☆* Atraentemente *☆*

Luna disse...

Olá, Eliziane!

kkkkkkk...

Seu comentário foi uma surpresa linda! :D Muito obrigada pelas palavras e por todo carinho. Deu para perceber o quanto você ficou envolvida pela resenha e isso me deixou imensamente feliz. Claro que não tem que pedir desculpas por toda a intensidade do seu comentário! Foi maravilhoso! Eu é que não acho a resenha digna disso tudo.rs

Eu sou de extremos. Sou assim em tudo. Mas muita da paixão que transmito nas resenhas é responsabilidade dos livros. São os autores das histórias que leio que provocam esses sentimentos em mim.

E obrigada por estar disposta a ler um livro meu um dia.kkkkkkkkk...

Bjs e mais uma vez obrigada!

Book Obsession disse...

Olá!
Eu adoro a escrita da Babi, tenho esse livro desde o lançamento e até hoje não peguei pra leitura. Infelizmente sou desse tipo que compra demais e depois acaba com livros empacados na estante.
Agora lendo sua resenha fiquei com vontade de realizar a leitura e viajar nesse romance. Só espero que não tenha dificuldades com a narrativa e alguma menção dos livros anteriores, pois já tem bastante tempo que os li.
Beijos!

Camila de Moraes

Laneeh Martins disse...

Olá, tudo bem?

Nunca li nada da Babi, apesar de ter um livro. Por ser meu primeiro contato com a escrita da autora, to enrolando para ler. Só vejo elogios em torno das histórias que ela escreve. E lendo sua resenha tenho certeza que minha reação será a mesma!
Vou parar com a enrolação e ler de uma vez! Parabéns pela resenha.

Beijos

Anelise Besson disse...

Oie!

Eu ainda não li nada da autora, mas muito gente mesmo gosta da autora. É uma pena que o livro dela anterior tenha te dado bastante ódio, mas que bom que nesse ela recompensou. Eu amo me envolver com os personagens, sempre choro também e me apego. Adorei a sua resenha, bem completa. Quero ler :)

beijos

Dayhara Martins disse...

Eu lembro do seu ódio pelo primeiro livro hahaha fiquei espantada porque você apresentou argumentos tão fortes que pensei MEU DEUS QUE DROGA DE LIVRO, MAS AMO TANTO ESSA AUTORA! E olha só como as coisas mudam, finalmente você teve uma boa experiência com ela, adorei!

Vanessa Lima disse...

Oi Luna, saudades faz tempo que não passo por aqui. Nossa que bom que você amou a história, ela é maravilhosa mesmo, te recomendei tanto a Babi e quando vi sua resenha de A promessa da Rosa, pensei ela não vai dar outra chance kkkkk, mas que bom que você deu, gosto muito mesmo do trabalho da Babi, por isso te recomendei tanto rsrsrs. O meu preferido dela vai ser lançado agora em junho, quero te dar ele. Me diz como faço pra te enviar. Bjossss

E parabéns pela resenha maravilhosa tbm amoooo o Simon rsrsrs.

Thayenne Carter disse...

Olá,

Sempre quis ler algo da Babi. Depois que li, quero ler todos os outros livros dela, esse inclusive. Acho o modo como ela cria os personagens e como desenvolve a história deles muito interessante. Ela sabe mesclar de maneira formidável os elementos para uma boa história.

Beijos,
oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

Nay Sartor disse...

Oie!

Eu li somente a primeira obra da série, eu na época que li gostei bastante, mas agora já não sei se curtiria tanto o estilo de narrativa da autora, mas não posso negar que a obra está na lista de desejados e de leitura!

Bjss

Luna disse...

Olá, Vanessa!

Saudades, querida!

Quase que eu desisti da autora.kkkkkkkkkk... Meu problema todo com o primeiro livro foi o mocinho. O Arthur detonou a história para mim. Eu quis matá-lo.rsrs O Simon é muito diferente. Ele sim é mocinho de verdade! O amo demais!

Eu soube! É o Senhorita Aurora. Estou muito curiosa sobre esse livro.

Os Correios e eu não temos nos dado bem nos últimos meses. Encomenda que não chega, retorna pro remetente... Enfim... Assim, a solução para os meus problemas foi criar uma Caixa Postal. Ela é bem novinha, está completando um mês. :D Vou deixar o endereço na lateral do blog, logo na parte de cima. :) Muito obrigada pelo carinho, flor!

O Simon é tudo de bom!kkkkkk... Sério, até nos livros mocinhos como ele estão ameaçados de extinção.rs

Bjs!

Ivi Campos disse...

Nunca li nenhum livro da autora, embora as indicações e os elogios que leio e ouço me façam sentir que estou seriamente perdendo alguma coisa. Este livro aqui eu ainda não tinha lido nenhuma resenha e fiquei curiosa do mesmo jeito. Espero poder ler logo.
Beijos

Bruna Costabeber disse...

Hey,
Eu adoro o gênero, mas nunca li nada da autora, apesar de ter vontade. Gostei muito da sua resenha, sinceridade e de você tê-la escrito no calor da emoção, sabe? Tudo fica mais crível e real.
O ponto mais positivo para mim foi o crescimento dos personagens, que parecem ser maravilhosos, vou super anotar a dica!
Beijos

Livros & Tal disse...

Oie!
Adoro livros de época, mas acredito que até hoje não tive a oportunidade de ler nenhum livro da Babi, entretanto, tenho uma amiga que é simplesmente apaixonada por sua escrita!
Dica mais que anotada!

beijos,
Mayara

Pollyanna Campos disse...

Olá, tudo bom com você?
Amei sua resenha! Amei relembrar um pouco desse livro que amo tanto através de suas palavras ♥ Não sabia que esse livro era baseado em ligações perigosas (deu até vontade de ler), mas confesso que simplesmente amei a leitura! Amei Simon e Lilian e amei que eles finalmente tivessem uma chance de felicidade juntos. Muito, muito amor mesmo por esse livro ♥

Tamires Marins disse...

Oi, Luna

Assim que vi que a resenha era desse livro eu pensei "ihhh, ela odiou com certeza" porque lembrei logo da sua resenha revoltada de A Promessa da Rosa! Hahahahaha
Qual não foi a minha surpresa ao ver que você amou! :O
Eu tenho esse livro aqui também, inclusive comprei ele antes de comprar A Promessa da Rosa... mas não li nenhum dos dois ainda. Rs
Acho que o que mais me chama a atenção é o crescimento dos personagem, principalmente o da Lilian. Acho que vê-la amadurecer vai ser um dos pontos altos da leitura pra mim, sem dúvida. Mas lerei A Promessa da Rosa primeiro, vou ver na ordem, e por mais que sua resenha revoltada ainda reverbere na minha cabeça eu estou torcendo muito para gostar dele! Hahahha

Beijos
- Tami
https://www.meuepilogo.com

Laura Militão disse...

Adorei a capa do livro. Inicialmente, a história não me chamou atenção, pois acho meio bobo isso de prometer fidelidade à alguém que já se foi e por isso deixar de ser feliz.
Mas depois que li aqui um pouquinho mais, a história até que me interessou. Bem legal isso do amor deles ser meio que proibido por eles mesmos, pois ambos tem restrições em relação ao sentimento que acaba acontecendo.
Fiquei muito curiosa para saber como tudo acaba se desenvolvendo.
Beijos. Versos da Alma

Renata Cezimbra disse...

Oi Luna! Tudo bem?
De novo estou aqui, lendo uma resenha linda, comentando para você e as mesmas emoções sentindo, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. #PARÓDIAFAIL
Eu não li a resenha do primeiro livro porque depois da parte se referindo a isso, me deu medo, kkkkkkkkkkkkkkkkk. Mas AMEI o texto sobre o segundo e provavelmente adorei o Simon mais do que o Arthur mesmo não conhecendo nenhum dos dois direito, já que não li nada da Babi A. Sette.
Dizem, porém, que o realismo que ela coloca nos livros dela é muito tenso e deixa as pessoas MUITO divididas.
Abraços e beijos da Lady Trotsky...
http://www.galaxiadeideias.com/
http://osvampirosportenhos.blogspot.com

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.