O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

segunda-feira, 2 de março de 2015

Lançamentos Harlequin - Março




- Olá, queridos! :)

Já perceberam?????!!! Que a série da Lynne Graham que se iniciou no mês passado chega ao fim agora em março???!!! Sim!!!!!! Quase infartei quando dei uma olhada nos lançamentos de março da Harlequin e vi os três livros restantes da série Noivas Desafiadoras!!! :D Estou muito feliz, pois não terei que esperar até o próximo mês para completar minha série!


O DIREITO DO SHEIK - Lynne Graham 
Noivas Desafiadoras 2/4
Paixão 429

Para desgosto de seu povo, o sheik Zhair casou-se com uma mulher ocidental, que o abandonou antes da noite de núpcias. Agora Zahid não poupará esforços para encontrá-la e exigir o que é seu por direito. 

Comentário pessoal: vocês sabem que não sou fã de sheik, mas sendo da LG terei que conhecê-lo. Boa sorte para mim!rsrsrs...

IMAGEM REAL - Lynne Graham
Noivas Desafiadoras 3/4
Paixão 431

Bastian achou que poderia usar sua estagiária Emmie para afastar sua ex-noiva. Afinal, a foto dela estava em um site de acompanhantes. Porém, Emmie não fazia ideia que esse site existia. Mas o cheque já havia sido descontado, e Bastian irá exigir o que é seu por direito...

Comentário pessoal: Por que será que tenho a sensação de que vou me aborrecer muito com esse mocinho?! 


DESAFIANDO O DESTINO - Lynne Graham
Noivas Desafiadoras 4/4
Paixão 433

Dante Leonetti está desconfiado que a nova acompanhante de sua mãe está interessada na fortuna de sua família, e ele fará de tudo para descobrir a verdade. Até mesmo seduzi-la... 

Comentário pessoal: Já sei que terei que ler essas histórias bebendo bastante chá de camomila.rsrsrs... 



UMA NOVA MULHER - Cathy Williams
Paixão 430

James sempre se sentiu atraído por Jennifer, filha dos empregados de sua mansão. Quando ela volta de Paris, anos mais tarde, transformada em uma bela mulher, James usará todo o seu poder de persuasão para levá-la para cama. 

UMA NOITE POR TODA A VIDA - Maisey Yates
Paixão 432

Alexios Christofides está decidido a possuir o império dos Holt. E, para isso, irá seduzir a bela Rachel Holt. Ela sempre fora a mulher exemplar, até se render a uma noite de liberdade. Mas tudo irá mudar quando ela descobrir a verdadeira identidade de seu amante... 



NOIVA INESPERADA - Leanne Banks
Coleção Primeiros Sucessos

Grávida e em trabalho de parto no meio de um engarrafamento, tudo o que Maddie Palmer precisa é de um médico! Bem, ela teria que se contentar com um cowboy... 

Joshua Blackwell sabia que Maddie era problema desde o momento em que ela o sequestrou para levá-la às pressas até a maternidade. Depois disso, a única coisa da qual se lembra é de vê-la na porta de sua casa. Joshua jamais decepcionara uma mulher, mas se não tomasse cuidado, em breve estaria comendo bolo de casamento no café da manhã! 

Comentário pessoal: Mocinha que sequestra mocinho para levá-la à maternidade. Preciso ler essa história!kkkkkkkkk... E destaque para essa belíssima capa! Amei!

TOQUE DE CORAGEM - Joanna Fulford 
Harlequin Históricos (Medieval)

A Vida que Wulfgar Ragnarsson conhecia fora totalmente destruída. Agora ele apenas vive o momento, enganando a morte e enriquecendo cada vez mais como mercenário. Talvez seu coração tenha se tornado uma pedra de gelo, mas seu desejo arde por lady Anwyn, uma corajosa viúva que precisa de sua proteção...

Para preservar seu filho, Anwyn arriscará tudo o que for preciso. Até mesmo se entregar a um guerreiro viking que irá ensiná-la que nem todos os homens são monstros. Ainda que Wulfgar não dê sinais de estar preparado para amar novamente... 

Comentário pessoal: e por falar em belas capas... Outra que eu simplesmente amei!

RENASCER DO AMOR - Rebecca Winters 
Harlequin Special
(2 histórias)

CORAÇÃO LEAL - Abby terá que usar todo o seu autocontrole para resistir à paixão que sente por Vincenzo. Afinal, ele é um príncipe recém-viúvo, e ela apenas a plebeia. Mesmo que esteja carregando o herdeiro real em seu ventre!

CORAÇÃO CATIVADO - O magnata Luc Charriere havia fechado o seu coração, mas a bela e competente Jasmine mexia com ele como nenhuma outra mulher havia conseguido. Então, Luc decide arriscar tudo para conquistá-la. 


- Bem...Esses foram os lançamentos que chamaram a minha atenção! Fiquei com muita vontade de ler todos os que mencionei aqui! :) 

Vamos conferir agora algumas promoções disponíveis este mês:






- Observem que essas promoções são exclusivas para compras nas bancas!!!! 

E para os fãs da série À Flor da Pele, este mês tem o lançamento do livro PARAÍSO da autora Kate Hoffmann. Você pode conferir o 1º Capítulo clicando AQUI


domingo, 1 de março de 2015

Em fevereiro...


- A Estranha Perfeita é um filme que conseguiu me decepcionar bastante. E realmente cheguei a me arrepender de tê-lo visto. A Casa de Vidro 2 eu já perdi a conta de quantas vezes assisti!rsrsrs... Adoro esse filme! Já Lendas da Paixão é filme que eu vinha tentando terminar de assistir há séculos, mas nunca conseguia. E penso que eu deveria ter parado de insistir.kkkkkk... Detestei o final. O filme é maravilhoso, mas fiquei chocada com a maneira como ele terminou. E arrasada também. :(



- A Casa do Lago é um filme que assisti por indicação da minha querida amiga Carlita. E amei! A história é linda, recheada de cenas que nos fazem suspirar. Para o amor não existem limites. Nem mesmo o tempo ou a distância é capaz de impedir duas pessoas que nasceram para se amar. Suspiros... P.S. Eu Te Amo é outro filme que perdi a conta de quantas vezes assisti. E chorei vendo. Não importa se já vi dez, vinte, trinta vezes. Sempre me emociono muito. 




- Estão aí dois filmes que assisti ao lado dos meus pequenos e preciosos anjos. São meus três priminhos que amo como se fossem meus filhos. Ao lado deles, vivi momentos muito divertidos enquanto assistia A Princesa e o Sapo e Frozen: Uma Aventura Congelante. Os dois filmes são muito bonitos, mas prefiro o segundo. :)

- Bem... Esses foram os filmes que assisti no mês de fevereiro. Mas além deles, também vi, por pura e estúpida curiosidade, um filme chamado Secretary. Vocês não fazem ideia do quanto eu me arrependi de tê-lo visto. O considero o pior filme que tive a infelicidade de assistir em minha vida! E com certeza NÃO recomendo!!!




- Eu sou louca pela série Lei e Ordem: Unidade de Vítimas Especiais há vários anos. Perdidamente apaixonada! Os detetives Olívia Benson e Elliot Stabler conseguiram ganhar meu coração ao se envolverem profundamente com os casos que investigam. Eles não apenas fazem o trabalho deles para que as vítimas possam ver seus agressores pagarem pelo que lhes fizeram. Não. Eles colocam a alma deles em cada caso, deixando-se levar pela raiva, pela revolta em alguns momentos... pela tristeza e o desespero em outros. Além de consolarem as vítimas como ninguém. É graças a eles que sigo vendo essa série (embora o Elliot já não faça mais parte dela há algumas temporadas). Claro que a série possui outros personagens maravilhosos e que sabem ser humanos, se colocar no lugar das vítimas. Mas Olivia e Elliot sãos os meus queridos. :)

Apesar de assistir essa série há muitos anos, sempre a assisti toda fora de ordem.kkkkkk... Episódios soltos. Por isso, há cerca de um ano, decidi assistir a série toda desde o princípio, seguindo a ordem dos episódios. E em fevereiro assisti toda a quarta temporada. :D




- Eu passei quase um ano ao lado de Sortilégio, acompanhando as reviravoltas do romance entre Alejandro e Maria José e todas as intrigas preparadas pelo Bruno e outros personagens que insistiam em separá-los. Uma novela belíssima, indicada pela minha querida amiga Moniquita, e que conquistou um espaço especial em meu coração. Toda vez que eu via o casal protagonista junto, ficava suspirando e sonhando acordada.rsrs... As cenas eram sempre lindas, apaixonantes. E sei que sentirei muita falta deles. Na verdade, já estou sentindo. :( Até do Bruno (um vilão que sabe bem como ser cruel) eu sinto falta.kkkkkkkkkkk... Foi uma das melhores novelas que tive o privilégio de assistir. E jamais esquecerei.


- Esses foram os filmes, série e novela que assisti no mês de fevereiro. Também ouvi algumas músicas lindas. E deixo aqui para vocês aquela que mais me tocou: 





E como é suposto ser um resumo do meu mês, eu mais uma vez não poderia deixar de falar dos livros que li, não é? :D





"Seu coração, contudo, estava em pedaços. Passarei o resto da vida com um peso na alma por não ter correspondido ao que você esperava de mim, por não ser um homem livre, e, principalmente, por tê-la feito me amar."


"Pela primeira vez, Stanton sentiu uma pontada de culpa por expor Alicia daquela maneira. Não seria fácil enfrentar a sociedade que a condenara. Ele apertou-lhe a mão. 
- Não tenha medo, Alicia...
Ela o fitou com um brilho beligerante no olhar.
- Eles devem ter medo de mim."


"- Fique mais um pouco - pediu.
E um sentimento de paz o dominou quando ela apoiou a cabeça em seu ombro e assim ficaram em silêncio, compartilhando um entendimento que ia além das palavras."

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Atrás dos Portões do Castelo - Chantelle Shaw

(Título Original: Behind the Castello Doors
Tradutora: Angela Monteverde
Editora: Harlequin
Edição de: 2014)


Cesario Piras, o inquietante dono do Castello del Falco, não estava preparado para a visita que apareceu em seu lar durante um temporal, nem para o pequeno pacote com o nome dos Piras que ela carregava. Sua razão insistia para que ele a ignorasse, mas ele foi traído pelo coração. 

Beth Granger sabia que não haveria volta depois que batesse à porta do castelo. Ela tinha uma missão a cumprir. Mas, assim que Cesario olhou fundo em seus olhos suplicantes, o plano infalível de Beth foi por água abaixo.


Palavras de uma leitora...


Um homem marcado pelos erros do passado. Uma mulher que a vida ensinara a não confiar. Dois corações com feridas ainda abertas e um mesmo medo: voltar a ferir-se uma vez mais. 

- Beth ainda se perguntava se fizera a escolha certa. Se procurar por Cesario não fora um terrível equívoco. Desde a morte de sua melhor amiga, tornara-se guardiã legal de Sophie, a bebê que ela amara desde a primeira vez em que viu. Melanie a fez prometer que procuraria pelo pai da menina, se algo lhe acontecesse, e exigiria que ele assumisse suas responsabilidades. Ambas queriam que Sophie tivesse tudo aquilo que elas não puderam ter. Cresceram num orfanato, rejeitadas pelos casais em busca de filhos e vendo todos os seus sonhos não passarem disso... apenas sonhos. E era por isso que Beth gastara o que não podia para viajar à Itália, em busca do pai da menina. Mas o que deveria ser apenas uma breve viagem com propósitos bem definidos... acaba por se transformar em algo mais...

- Era o quarto aniversário de morte do seu único filho. Seu pequeno Nicolo. O menininho que ele jamais conseguiria esquecer ou deixar de desejar ter de volta. Perdera a conta de quantas vezes repassara aquele trágico dia por sua mente... o momento em que, sentindo que seu coração era arrancado, ele percebeu que seu filho já não respirava. Desde então, a culpa, a solidão e a dor eram suas constantes companheiras. Assim como o álcool, claro. Insistindo em fazê-lo recordar que seu filho já não estava vivo por sua causa. 

Ele era um homem rico. Um bilionário, poderoso, tendo a vida que muitos gostariam de ter. Mas, no fundo, não possuía nada. Todas as coisas que antes valorizava já não representavam nada. Trocaria tudo por mais uma oportunidade. Por mais um dia com seu filho. E... no momento mais doloroso de sua vida... quando ele menos esperava... A vida lhe dá uma segunda chance. Mas será que ele saberia reconhecer essa oportunidade? Faria a escolha certa dessa vez? 

Nem sempre nos é dada outra chance de ter de volta sonhos que nós mesmos destruímos... Mas quando o destino decide apostar novamente em nós, o mínimo que podemos fazer é... tentar. Começar tudo outra vez. Dessa vez, carregando as lições que nossos erros nos ensinaram. 

"- Fique mais um pouco - pediu.

E um sentimento de paz o dominou quando ela apoiou a cabeça em seu ombro e assim ficaram em silêncio, compartilhando um entendimento que ia além das palavras."

- Uma linda história de amor e recomeço. Um romance que me prendeu desde suas primeiras páginas. 

Quando comecei esta leitura não sabia que encontraria numa história tão curtinha algo tão completo, que a autora soube desenvolver de forma a nos fazer sentir as emoções de Beth e Cesario, o passado que os marcou, os sonhos que eles não admitiam ter nem para si mesmos, seus medos... suas esperanças e tristezas. Quando terminamos de lê-la ficamos com a sensação de que não faltou nada e suspiramos por eles terem encontrado juntos aquilo que buscavam. Aquilo que mereciam e que já não tinham a ilusão de virem a possuir. A felicidade. A chance de amar e serem amados. E no caso do Cesario, a oportunidade de ter de volta o que perdeu. É claro que ele nunca poderia ter seu filho de volta. Mas poderia receber da vida um pequenino presente... uma garotinha que poderia curar as feridas do seu coração.

- A história começa quando, numa noite chuvosa, Beth chega ao castelo de Cesario, sem avisar, carregando em seus braços a filha que ela diz ser dele, e que foi concebida exatamente naquela data, um ano antes. Pego totalmente de surpresa num dia tão difícil para ele, nosso mocinho não reage muito bem. Por mais que soubesse que existia a possibilidade de ser o pai de Sophie, preferia crer que aquilo se tratava de algum golpe. Porque... como a vida poderia ser assim tão irônica e cruel? Como a vida ousava achar que aquela menininha poderia ocupar o lugar do seu filho? Ele não queria ser o seu pai. Não queria chegar perto dela. Ouvir seu choro ou desejar pegá-la em seus braços para consolá-la... cantar para ela as canções que um dia cantara para Nicolo... Porém, com o passar dos dias, aqueles olhinhos suplicantes foram conquistando mais e mais seu coração... abrindo ainda mais as dolorosas feridas, para assim poder curá-las. 

Passamos boa parte do livro no escuro como Cesario. Sem saber se Sophie é realmente sua filha e sem ter certeza do que desejamos. Ora eu desejava que ela fosse, ora desejava que não.rs... Mas quando a verdade finalmente aparece, assim que eles recebem os resultados do exame de DNA, percebemos que as coisas não poderiam ser de outra maneira. Tinham que ser exatamente assim... 

- O relacionamento entre Beth e Cesario é simplesmente encantador. Eu pude sentir a insegurança deles, o medo que tinham de arriscar e ao mesmo tempo a certeza de que não podiam ignorar o que um provocava dentro do outro. Existiam as desconfianças, claro, mas a autora fez com que eles fossem maduros o suficiente para resolver todos os problemas entre eles, sem a interferência de terceiros. Tinham que confiar, acreditar no que o outro dizia. Existia apenas a palavra deles. Tinham que apostar um no outro e eu adorei isso. Existiam brigas, lágrimas, mas perdão e carinho... amor, por mais que eles só tenham percebido que se amavam quase no final do livro.rs Todos os três conquistaram o meu coração. Sim. Estou incluindo aqui a pequena Sophie, de olhinhos tão lindos e sorriso capaz de derreter qualquer coração. Essa bebezinha esteve sempre muito presente na história, afinal de contas, nosso casal só se conhece por causa dela. Cada momento em que o Cesario estava com ela eu sentia vontade de chorar. Este livro conta realmente uma história de amor. Suspiros...


domingo, 8 de fevereiro de 2015

Adorável Mentirosa - Celeste Bradley

(Título Original: Seducing the Spy
Tradutora: Silvia Lúcia Sardo
Editora: Nova Cultural)

4º Livro da Série Quarteto Real 
(Royal Four/Clube dos Espiões de Elite)

Inglaterra, 1813

Espiões de elite, os Royal Four são insuperáveis em coragem, honra e audácia... 

Conhecido por seus companheiros como Falcão, lorde Wyndham é o mais reservado e misterioso dos quatro. Mas ao conhecer a impetuosa lady Alicia, ele descobre uma alma gêmea à sua altura, uma mulher apaixonada que o fará reconsiderar seu conceito sobre o amor... 

Renegada pela sociedade por causa de um deslize inocente, Alicia Lawrence toma conhecimento dos detalhes de uma conspiração que poderá mudar o destino de seu país, e recorre à única pessoa que acreditará nela: Stanton Horne, lorde Wyndham. 

Fazendo-se passar por amante de Stanton, para surpreender o inimigo, Alicia se vê envolvida numa estranha e sedutora parceria...


Palavras de uma leitora...


- Eu sabia que tinha motivos para temer a história dele...

Foi algo que percebi ao ler o livro anterior, que conta a história de Marcus e Julia. Ao conhecer o famoso Falcão, quarto membro do Royal Four, eu soube que teria problemas com ele. E não estava enganada. Frieza parecia seu nome do meio.

- Pense em alguém intolerante, que não admite a mais insignificante mentira de ser humano algum, antiquado, amante de todos os bons costumes e convenções sociais. Que não aceita a imperfeição e nenhuma fraqueza humana. Alguém mais do que disposto a olhar para um pecador com seu olhar frio, impiedoso e superior e não apenas atirar a primeira, mas também todas as demais pedras. Pensou em alguém assim? Então já sabe quem é Stanton, o Falcão. Não. Eu não tive vontade de atacar algo na cabeça dele. Tive vontade de fazer coisa muito pior.

- Durante boa parte da leitura eu acreditei que estava tendo um pesadelo. Porque é claro que esse mocinho não podia ser da Celeste Bradley. Ela cria alguns mocinhos que sabem ser insuportáveis quando querem, que são intolerantes, arrogantes e tudo o mais, porém o Stanton vai além de tudo isso. Ele se considerava um ser acima dos demais. Alguém perfeito que os outros tinham que seguir como exemplo. Não é à toa que os membros do Royal Four eram seus únicos amigos. E seus empregados temiam até mesmo respirar perto dele. Quem iria querer ter por perto alguém como ele, tão disposto a julgar e condenar?

- Existem pessoas que pensam que Deus pediu a ajuda delas para nos julgar. E Stanton é uma dessas pessoas. Sei que todos nós já julgamos alguém nesta vida. Penso que é normal. Mas também somos capazes de reconhecer que também erramos, que não somos perfeitos. No caso do Stanton, ele se considerava alguém que estava acima de todos. E por causa disso, estava sozinho há mais de dez anos e provavelmente seguiria assim pelo resto da vida se não tivesse se apaixonado por uma mocinha que nunca desistia sem lutar. E que estava disposta a lutar por ele até o último dia de sua vida. Somente alguém como ela seria capaz de suportar um traste como esse.

- Que rumo pode tomar uma história que se passa entre um sr. Perfeição e uma mocinha vista como prostituta por toda a sociedade e tendo que viver isolada de todos por anos, mal indo à rua? Não sei o que a autora pretendia. Fazer o sr. Perfeição mudar seus conceitos, tornar-se mais humano e compreensivo ao se apaixonar por uma "mulher de reputação condenável"? Talvez. É bem provável que ela pretendesse fazer seu mocinho aprender algumas lições sobre a vida e os seres humanos, mas duvido que ele tenha aprendido todas.

- Alicia já havia sentido o gosto da traição. Não uma. Mas várias vezes. Aos 18 anos, ela descobriu que não podia confiar nem em seus próprios pais, pois eles foram os primeiros a arruiná-la e depois lhe virar as costas, como se ela já não fosse nada para eles. Como se estivesse morta. 

Foi um golpe muito difícil, pior do que a traição do homem que ela acreditava que a amava. Ela havia sido criada por aquelas pessoas, os chamara de mãe e pai e nunca seria capaz de esquecer o que eles lhe fizeram. E ela sabia que no dia em que a oportunidade surgisse, os faria pagar com juros todo o mal que lhe causaram... 

Durante cinco anos, ela suportara o ostracismo e vivera mergulhada numa vida de tristeza e miséria, mal tendo o que comer ou vestir. Pagando por ter se apaixonado. E por ter confiado em sua família. Mas, após ouvir uma conversa bastante suspeita e perigosa, sua vida sofre outra drástica mudança... lançando-a novamente no mundo dos nobres hipócritas, que a condenaram por pecados muito mais leves do que os deles. E lhe dando finalmente a oportunidade que ela tanto esperara: de ter a sua vingança. 

Stanton, conhecido como Falcão entre os Royal Four, era um homem que sabia quando uma pessoa estava mentindo. Após anos e mais anos de intensa observação, ele aprendera cada sinal ou expressão que denunciava as mentiras que eram contadas por todos que o cercavam. Um "dom" muito útil quando se é um espião tão importante a serviço de sua pátria. Mas que o fizera manter-se distante das pessoas desde criança. Ele não suportava mentiras, pois era uma pessoa que sempre contava a verdade. Reprovava qualquer comportamento imoral, qualquer falha de caráter... qualquer erro. Não que ele julgasse os outros abertamente, mas um simples olhar era suficiente para afastar qualquer um e fazer essa pessoa se sentir mal consigo mesma. E tudo que ele menos poderia querer em sua vida era ver-se cara a cara com a mulher mais escandalosa que já ousara pisar nos salões da alta sociedade. Durante muitas décadas as pessoas ainda se lembrariam de lady Alicia e sua imoralidade. E ele não queria ver-se associado a ela. Mas também não poderia ignorar suas palavras. Se fosse verdade tudo o que ela dissera, o Príncipe Regente e toda a Inglaterra, estariam em perigo. Somente se fosse verdade... algo que ele ainda não conseguira descobrir, pois com Alicia, ele experimentou uma grande frustração: a incapacidade de saber se ela dizia ou não a verdade...

Disposto a fazer o que fosse preciso para proteger a sua pátria, ele decide fingir que os dois são amantes e assim fazê-la circular por ambientes nos quais pudesse identificar o traidor... expondo-a ao perigo e aos olhares e palavras de desprezo... algo que Alicia poderia suportar. Porém, mais do que isso... Stanton expõe o seu coração, tornando-a vulnerável apenas para fazê-la experimentar uma dor muito pior do que qualquer coisa que ela tenha sentido na vida...

"Pela primeira vez, Stanton sentiu uma pontada de culpa por expor Alicia daquela maneira. Não seria fácil enfrentar a sociedade que a condenara. Ele apertou-lhe a mão. 

- Não tenha medo, Alicia...

Ela o fitou com um brilho beligerante no olhar.

- Eles devem ter medo de mim."

- Nunca direi que não valeu a pena conhecer esta história. Valeu sim. E muito. Porque tive a oportunidade de conhecer Alicia, uma mocinha cruelmente golpeada pela vida, mas que jamais aceitaria permanecer no chão. Era alguém que não importava quantas vezes caísse, sempre se levantaria, ergueria a cabeça e seguiria em frente. Alguém que enfrentava as acusações e o desprezo dos demais de frente e os colocava em seus devidos lugares. Ela me causou uma grande admiração. E respeito. Além de ternura, é claro. Porque por trás de toda essa coragem impressionante, essa garra, vontade de viver e recomeçar, existia uma jovem profundamente machucada, que já não era capaz de confiar em ninguém. Eu senti imensa vontade de protegê-la de todas aquelas víboras e sobretudo do Stanton. Porque ninguém tinha mais poder para feri-la do que ele. Nunca vou considerá-lo digno de alguém como ela. Ele não a merece. A autora pode ter acreditado que sim, mas eu não fui convencida. Amor? Sim. Talvez ele tenha se apaixonado por ela, talvez a tenha amado... mas esse amor jamais foi capaz de impedi-lo de julgá-la, condená-la e tratá-la como qualquer outro cretino trataria. Todas as vezes que ele a tocava, eu sentia uma fúria e um golpe no coração. Porque ele a tratava como se ela fosse a prostituta que a sociedade a considerava. E me doía imenso que a Alicia estivesse disposta a aceitar tal comportamento, por estar perdidamente apaixonada por ele. 

Alicia não era do tipo que se apaixonava com reservas. Ela se entregava por completo ao sentimento, ao que o seu coração desejava. Sabia que jamais poderia casar ou ter filhos, já que estava totalmente arruinada e homem algum iria querer uma mulher nestas condições. Por isso, aceitava cada momento que pudesse ter com o Stanton, não importando a forma desprezível como ele a tratava. Ela podia suportar isso. O que ela não poderia suportar seria não ter sequer essas lembranças para carregar durante os anos que se seguiriam... e isso partia meu coração. Ele pisava nela e ainda assim ela ia atrás dele. Ainda assim ela tentava compreendê-lo... Ela o amava tanto que seria tanto capaz de matar quanto morrer por ele. E nunca ele valorizou tal sentimento. Sua demonstração de amor, na minha opinião, é totalmente insignificante perto das coisas que ela fez por ele. Ele nunca vai merecê-la. 

- Enfim... Vou dar quatro estrelas ao livro por causa da Alicia. Por causa da sua coragem e do seu amor. Por ela nunca ter se rendido, por ser a grande guerreira que é. Se fosse pelo Stanton, eu sequer me daria ao trabalho de avaliar o livro. Que ele e sua perfeição vão para um planeta bem distante e permaneçam lá! O mais longe possível das minhas vistas! 


1ª parte - Liar`s Club:


2ª parte - Royal Four Club:

Adorável Mentirosa