O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Um Beijo Inesquecível - Julia Quinn


(Título Original: It's in his Kiss
Tradutora: Claudia Costa Guimarães
Editora: Arqueiro
Edição de: 2016)

Série Os Bridgertons - 7/8

Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente. 

Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.

Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.

Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. 

E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples - e de tão complicado - quanto um beijo.



Palavras de uma leitora...


- Por mais difícil que fosse para ela admitir, sabia que estava caminhando para ser uma solteirona. Pelo simples fato de não conseguir ficar com a boca fechada. Como percebera fazia séculos, os homens não apreciavam uma mulher que fosse mais inteligente do que eles. Sobretudo quando essa mulher fazia questão de fazê-los reconhecer tal coisa.

Ao longo de três temporadas, recebera somente seis propostas de casamento. E todas vindas de homens inadequados. Claro que nada disso era culpa sua. Tratava apenas de ser ela mesma... Talvez fosse um pouco sincera demais e dissesse tudo o que lhe vinha à cabeça... Mas, no fundo, esperava que o homem certo fosse aparecer... Alguém que a aceitaria como ela era (por mais difícil que pudesse ser), sem tentar sufocá-la. Alguém que a amaria independente de qualquer coisa. Será que era pedir demais? Deveria ser o que não era e aceitar uma proposta qualquer apenas para não ficar sozinha? Bem... Não era algo que ela estivesse disposta a fazer.... Muito menos após conhecer Gareth (ou mais precisamente: vê-lo pela segunda vez) e perceber que realmente gostava de sua companhia, seu bom humor e surpreendente inteligência. Com Gareth tudo era diferente... E, ao mesmo tempo que sentia vontade de lançar-se em seus braços e permanecer ali, sentia que precisava fugir... Porque ele a desequilibrava. Bagunçava suas emoções e a fazia esquecer até mesmo quem era...

"Eu daria o mundo para ter mais uma pessoa pela qual daria a minha vida."

- Nada melhor do que um romance daqueles bem românticos e divertidos para tentar superar a angústia que A Lista do Nunca deixou. E claro que os livros da Julia Quinn são ótimas escolhas. É cheia de expectativas que sempre leio os seus livros. E apenas uma vez me decepcionei, embora não tenha sido com a história em si, mas com a irritante protagonista. Enfim... Por isso, pensei logo neste livro para melhorar meu humor. E não me arrependi.rs Por mais que tenha desejado, em vários momentos, mandar a Hyacinth calar a boca. Nem que fosse por 10 segundos.kkkkkk

- Hyacinth é a caçula de 8 irmãos e a única das irmãs que ainda não se casou, para desespero de sua mãe que sonha em ver todos os filhos devidamente casados e obrigatoriamente felizes. Sonho esse que não vai contra os desejos que a própria Hyacinth tem para sua vida. Mas sua franqueza afasta todos os bons pretendentes que a veem como uma boa amiga, mas de modo algum uma mulher que deveria ser considerada para esposa, pois os levaria à loucura nos primeiros minutos de casamento.rsrs

"Aquele seria o primeiro beijo dos dois. E seria um beijo inesquecível."

- Eu gostei muito da história. Fiquei grudada no livro até terminar a leitura, devorando um capítulo após o outro sempre ansiosa pelo que viria a seguir.rsrs Hyacinth é uma protagonista com personalidade. Confiante, extrovertida, dona de um humor contagiante, mas que era capaz de assustar muitas pessoas. Ela jamais pensava antes de falar e por mais adorável que fosse nos raros momentos em que ficava em silêncio, ainda não tinha aparecido um louco apropriado, disposto a arriscar a vida dia após dia ao tê-la como esposa.kkkkkkk... Eu adorei esta mocinha! Sempre com uma resposta na ponta da língua, corajosa, que ia atrás do que queria, ainda que sentisse medo. Que lutou pelo Gareth, mesmo depois de ser magoada por ele. Que não deixou que as regras e hipocrisias da sociedade a afastassem dele. Que foi atrás do seu sonho e o fez perceber que a amava. 

"Ele a magoara. Não fora sua intenção e não sabia se ela estava exagerando na reação, mas ele a magoara. 
 Ficou perplexo ao constatar quanto isso o magoava."

- O mocinho desta história também é um encanto. Alguém que teve uma infância bastante difícil, mas que não permitiu que isso o tornasse uma pessoa amarga. Não sei quem me fez rir mais. Se a mocinha ou ele. Os dois são divertidos e loucos e combinam à perfeição. Realmente nasceram um para o outro.rs 

- Recomendo muito a história! É um romance leve, lindo em sua simplicidade, que nos faz rir e sonhar acordadas. E me fez suspirar muito aqui. Como eu gostaria de encontrar em meu caminho alguém como o mocinho desta história!kkkkkkkk Não custa nada sonhar, verdade?rs

- Senti falta de uma maior participação dos outros Bridgertons. Queria ver o Benedict e a Sophie, do livro Um Perfeito Cavalheiro. Sinto muitas saudades deles. São os meus preferidos desta série. :D 

- Dei 4 estrelas ao livro no Skoob. E como disse antes, recomendo muito! 

"Ele era o primeiro dela, e ela era a sua última."



Os Bridgertons

1- O Duque e Eu (Daphne e Simon)
2- O Visconde que me Amava (Anthony e Kate)
3- Um Perfeito Cavalheiro (Benedict e Sophie)
4- Os Segredos de Colin Bridgerton (Colin e Penelope)
5- Para Sir Phillip, com Amor (Eloise e Phillip)
6- O Conde Enfeitiçado (Francesca e Michael)
7- Um Beijo Inesquecível (Hyacinth e Gareth)
8- A Caminho do Altar (ainda não publicado no Brasil)

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Lançamentos Harlequin - Maio



- Olá, queridos! :)


Que tal conferirmos alguns dos lançamentos incríveis da Harlequin Books Brasil deste mês?! Tem Lynne Graham!!!!! :D


A INOCENTE E O CANALHA - Margaret Moore
Harlequin Históricos 168 - Medieval

Ela jurou resistir à tentação!
Celeste D'Orleau viajou para Dunborough a fim de investigar o assassinato da irmã. Ao reencontrar Gerrard, o herói de sua infância, ela começa a ter fantasias proibidas. Gerrard usa toda a sua força de vontade para resistir ao desejo que sente pela bela e inocente Celeste. Depois de tanto lutar para restaurar sua reputação, ele não seduziria uma freira! Porém, conforme a missão de Celeste os deixa mais próximos, fica claro que essa paixão é mais forte do que qualquer voto!



AMOR INOCENTE
Kristi Gold e Jules Bennett
Harlequin Desejo 242

INOCENTE FANTASIA - Kristi Gold
Sheik, príncipe… marido?
O príncipe Adan Mehdi adora o jogo da sedução. Porém, a inocência da herdeira americana Piper McAdams o faz manter-se distante. Ela acredita nas boas intenções de Adan… até uma ex-namorada aparecer carregando o filho dele nos braços. Ainda assim, Piper concorda em ajudá-lo, fingindo ser sua esposa até que o processo da guarda do bebê seja finalizado. Contudo, ser um casal de mentirinha põe à prova o autocontrole de Adan. E logo esse relacionamento fica mais quente do que ambos poderiam fantasiar…

CATIVA DO AMOR - Jules Bennett
O desejo do príncipe!
Recém-viúvo, o príncipe Mikos Colin Alexander quer criar sua filha longe dos holofotes. Após conseguir uma licença dos deveres reais, ele se muda com a menina para Los Angeles, fingindo ser um homem comum. Porém, Colin precisa de ajuda, e contrata a estonteante Darcy Cooper. Ela conquista o coração da pequena duquesa facilmente. E não demora muito para esta tímida americana cativar também o poderoso príncipe. Mas será que Darcy o aceitará quando descobrir que ele é um membro da realeza?



SOMENTE PARA VOCÊ - Shannon Stacey
Harlequin Rainhas do Romance 113

Felizes para sempre?
Kevin Kowalski está acostumado com o assédio das mulheres que frequentam o seu bar. Porém, deseja ter algo mais sério… com Beth Hansen! Ainda que o primeiro encontro tivesse sido bem desastroso. Ela estava trabalhando em um casamento quando ficou frente a frente com o homem que a fizera perder o antigo emprego. Beth até tentou manter a distância, mas não conseguiu negar o convite para conhecer o quarto de Kevin. Na manhã seguinte, ela fugiu sem deixar um bilhete. Contudo, logo descobre estar grávida! Kevin fica animado com a ideia de construir uma família. E fará qualquer coisa para convencer Beth a conceder uma segunda chance ao relacionamento!



PAIXÃO SECRETA - Lynne Graham
Harlequin Paixão Audácia 06

Laços reais!
O dever real de Jaul era casar-se com uma noiva apropriada. Mas, para isso acontecer, precisa se divorciar da mulher que o traiu. Ao reencontrar Chrissie Whitaker, é surpreendido por uma inesperada revelação. Arrasada ao ser abandonada por seu príncipe encantado, os gêmeos eram o único consolo para o coração partido de Chrissie. Porém, agora que descobriu a verdade, Jaul está determinado a assumir os bebês como seus herdeiros legítimos. Será que Chrissie conseguirá esquecer o passado doloroso e aceitá-lo novamente como marido?



APAIXONADAS PELA EMOÇÃO - Barbara Wallace
Harlequin Jessica Minissérie 006


IRRESISTÍVEL PROMESSA
Patience Rush nunca quis um príncipe encantado. Ela está completamente feliz cuidando de uma senhora idosa. Patience se sente protegida e segura pela primeira vez na vida. Até a chegada do sedutor milionário Stuart Duchenko. Ele está determinado a descobrir tudo sobre a nova empregada de sua tia-avó. Stuart tem certeza que Patience está escondendo algo… mas o quê? E conforme ficam mais próximos, Patience descobre que a única forma de ter um futuro ao lado de Stuart é revelando os segredos do passado…

SABOR DA PAIXÃO
Paris é a cidade do amor, mas faz a aprendiz de chef Piper Rush se sentir muito solitária! É somente o laço que forja com seu chefe, o bilionário Frederic Lafontaine, que lhe dá a sensação de pertencimento com a qual sempre sonhou. Por causa de seu problema degenerativo de visão, Frederic prefere manter-se recluso, mas Piper é como um raio de luz em sua vida escurecida. Ela abre os olhos de Frederic para um futuro que ele julgava impossível. Mas será que Piper conseguirá convencê-lo de que ele é o ingrediente que falta em seu “felizes para sempre”?



VALOR DA INOCÊNCIA - Tara Pammi
Harlequin Paixão Ardente 06

Dou-lhe uma, dou-lhe duas…
Dinheiro não é problema para o magnata grego Dmitri Karegas. E quando ele vê a única mulher que conhece o seu passado sombrio leiloando a inocência, Dmitri sabe que é o único que pode ajudá-la. Porém, Jasmine Douglas não é mais a menina doce que um dia conhecera. Ela é uma mulher forte… e que jurara vingar-se de Dmitri. Ainda assim, o desejo que existe entre eles é inegável. E agora Jasmine precisa escolher entre render-se à paixão... ou ao ódio.



Que tal conferir agora algumas promoções imperdíveis????!!!







sábado, 21 de maio de 2016

A Lista do Nunca - Koethi Zan

(Título Original: The Never List
Tradutora: Elvira Serapicos
Editora: Paralela
Edição de: 2013)


Quando a ficção é tão assustadora quanto a realidade

Vítimas de um acidente de carro quando ainda eram crianças, as amigas inseparáveis Sarah e Jennifer decidem tomar todos os cuidados para se manter sempre seguras. No entanto, quando estão no primeiro ano da faculdade acabam sendo sequestradas facilmente depois de entrar em um táxi à noite. Em uma situação pior do que jamais poderiam imaginar, elas passam os três anos seguintes acorrentadas no porão da casa de um professor - alguém acima de qualquer suspeita, mas que praticava com elas as mais diferentes técnicas de tortura.

Dez anos depois, a vida de Sarah está longe de ser normal. Seu sequestrador, que ainda lhe manda cartas da prisão, está prestes a ser liberado. Por mais que busque ficar distante, voltar aos acontecimentos do passado pode ser sua única chance de realmente se livrar de tudo.

A lista do nunca se torna ainda mais impressionante e assustador quando vemos, na vida real, fatos que não são tão distantes assim da ficção. Um deslize, um único momento de desatenção, pode ser fatal.


Palavras de uma leitora...


"Éramos apenas universitárias, fazendo o que os universitários fazem. Mas eu me consolava sabendo que tínhamos seguido nossos protocolos até o amargo final."

- Estou com vontade de chorar. O que, com certeza, não é surpresa para ninguém. Sei que vou acabar desmoronando por algum tempo por causa desta história. Ainda assim, não me arrependo de lê-la. Mesmo sabendo que ela permanecerá em minha mente durante muito, muito tempo... 

"Estávamos atentas. Tomávamos cuidado. 
Naquela noite não foi diferente."

- Amigas inseparáveis, Sarah e Jennifer haviam passado por muita coisa na vida. Sabiam o que era sofrer. Sabiam o que era perder... E o que era ver-se diante de uma situação na qual não se tem nenhum controle. Aos 12 anos de idade, enquanto voltavam da escola, no carro da mãe de Jennifer, sofreram um acidente terrível. Os médicos mesmo admitiram que elas tinham sobrevivido por milagre. Algo que a mãe de Jennifer não teve. Após um longo e doloroso período de recuperação no hospital, profundamente traumatizadas por aquela tragédia, as meninas decidem fazer o que fosse preciso para manter-se seguras. Dedicam-se a estudar probabilidades de algo de ruim lhes acontecer. Estudam acidentes, doenças, terremotos e outros perigos. Conforme crescem, se dão conta de ameaças ainda mais terríveis, como: sequestro, estupro e assassinato. Ainda mais aterrorizadas, elaboram "a lista do nunca", que se trata de conselhos que dão para si mesmas, de atitudes que devem tomar ou evitar. "Nunca entre no carro", "Nunca entre em pânico", "Nunca deixe sua bebida sair de vista", são apenas uns dos diversos conselhos que fazem parte da lista. Uma lista que elas seguiam e levavam muito a sério. Porque sabiam que o mal estava apenas à espera. 

"Mais do que ninguém, sabíamos o que havia lá fora, naquele mundo imenso, e não iríamos deixar que nos pegasse."

- Mas, ainda no 1º ano de faculdade, apesar de todos os cuidados, acabam sendo sequestradas por um psicopata, com fascínio pelo sadismo, pela tortura. E passam anos de verdadeiro inferno, trancadas num porão, servindo de estudo para a mente doentia dele. Nem em seus piores pesadelos poderiam imaginar que existiria alguém tão cruel e um mundo tão insuportável como aquele. Após anos que foram destruindo pouco a pouco qualquer esperança que tivessem de escapar, de voltar a ter uma vida e rever as pessoas amadas, tudo finalmente chega ao fim. Mas as cicatrizes deixadas por toda aquela dor física e psicológica jamais desapareceriam... 

"Talvez o universo tenha nos brindado com uma justiça perversa no final. Ou talvez os riscos de viver no mundo exterior simplesmente fossem maiores do que havíamos calculado."

- Eu nem sei por onde começar... Não tenho palavras. Tudo está muito confuso na minha cabeça. E sinto um nó insuportável na garganta. Lembram do terror de Identidade Roubada? No Escuro? Confie em Mim? Não Conte a Ninguém? Restos Humanos? Nem mesmo unindo todos esses livros eles conseguiriam ser piores do que A Lista do Nunca. Este livro é simplesmente mil vezes pior do que qualquer outra história do gênero que eu já tenha lido ou assistido. Sei que terei pesadelos. Sei que não o esquecerei. Que a angústia que ele me provocou vai ficar em mim, mesmo depois de eu ler outras histórias. Mesmo depois que o tempo passar. O que se passa nesta história.... Deus! Saber que coisas assim acontecem o tempo inteiro neste mundo... que neste exato instante existem milhares de pessoas sofrendo exatamente o que Sarah, Jennifer e as outras mulheres sofreram... é mais do que doloroso. É desesperador. Aterrorizante. Na verdade, não tem uma palavra que defina o que sinto. Não dá para expressar. 

"Havia quatro de nós lá embaixo nos primeiros trinta e dois meses e onze dias do nosso cativeiro. E então, de repente e sem qualquer aviso, éramos três. Apesar de a quarta pessoa não ter feito barulho algum nesses vários meses, o porão ficou muito silencioso quando ela se foi. Depois disso, durante muito tempo, ficamos sentadas em silêncio, no escuro, imaginando qual de nós seria a próxima na caixa."

- Um professor. Um professor de psicologia. Simpático, bondoso, carismático... homem acima de qualquer suspeita. Inteligente, brilhante. Hipnotizava seus alunos a cada aula. Suas classes estavam sempre cheias, de pessoas ávidas por conhecimento, pelo encanto que só ele era capaz de provocar. Mas por trás daquele professor inofensivo, se escondia um homem brutal, que sentia prazer com o sofrimento dos outros. Que amava infligir dor. Torturar. E que mantinha, com a maior naturalidade, quatro mulheres presas num porão em sua casa. E o mais doentio e assustador de tudo isso, é que ele ainda tinha a frieza de estudar suas vítimas. De usá-las como projetos, entendem? Ele sentia prazer, se excitava ao causar sofrimento. Quanto mais sofrimento causava mais prazer sentia. Porém, não se tratava apenas disso. Ia além. Muito além. Para ele, tudo fazia parte de um estudo. Dizer que fiquei aterrorizada é pouco. Nunca vi uma mente tão doentia em minha vida. Nem mesmo no filme Beijos que Matam

"Percebi que havia permitido que minha incapacidade de recuperação do meu passado encolhesse o meu mundo de tal forma que só restara espaço para mim. Agora me ocorria, realmente pela primeira vez, que as pessoas ferradas podiam se transformar em uma espécie de narcisistas. A tal ponto que eu, por exemplo, mal conseguiria reconhecer que os outros poderiam precisar de mim."

- Depois de aproximadamente 3 anos presa naquele maldito porão, Sarah consegue escapar. E buscar ajuda para as outras duas que ainda permaneciam presas. Christine e Tracy são resgatadas. A mídia e a população ficam completamente chocadas com tamanha crueldade e o doente mental é devidamente preso, julgado e condenado, deixando para sempre uma marca terrível não apenas em suas vítimas, mas em todas as pessoas que, de uma forma ou de outra, fizeram parte daquela história. Daquele inferno. Bastava que seu nome fosse mencionado para reavivar a memória da sociedade... de um pesadelo que nunca seria esquecido. Mas enquanto todos seguiam em frente, fazendo o possível para refazer suas vidas... para Sarah não existia recuperação. Dia após dia, ano após ano ela sentia, cada vez mais, que estava destruída. Que a pessoa que ela um dia havia sido já não existia. Que Jack tinha atingido o seu objetivo. Que tinha conseguido quebrá-la. Para sempre.

"Aquele lugar lá no fundo, que ninguém poderia tocar, que nem mesmo a dor do corpo poderia alcançar. Eu conhecia esse lugar. Vivia aí há cerca de treze anos."

- Dez anos após ter conseguido escapar, Sarah segue presa. De suas lembranças... de Jennifer. Sua amiga de infância. Sua irmã. Aquela que estivera com ela em todos os momentos, que sofrera com ela, mas que partira bem antes. Aquela que Sarah não conseguira salvar. Não importava quanto tempo se passasse, Jennifer sempre estaria presente em sua memória. Ainda era capaz de ver seu rosto... aquele olhar perdido e triste, de alguém que tinha sido desfeita muitos anos antes do sequestro. De alguém que, de certa forma, morrera no acidente de carro, juntamente com a mãe. 

"Ela foi mantida naquela caixa, amarrada e amordaçada. Nossa única forma de comunicação naqueles primeiros dias era um código rudimentar com batidas nas laterais da caixa. Mas depois de alguns meses as batidas cessaram completamente."

- Ela nunca saía do apartamento. O mundo poderia pensar que todas elas haviam seguido em frente. Reconstruído suas vidas. Superado toda a dor e as lembranças. Só Sarah e as pessoas mais próximas sabiam a verdade. Que ela concluíra a faculdade, conseguira um emprego estável, um apartamento confortável e uma vida totalmente nova e independente. Mas fazia anos que ela não colocava os pés para fora daquele prédio. Tudo o que ela necessitava, o porteiro levava até sua porta. Até mesmo o trabalho ela realizava da segurança do seu lar. E qualquer contato humano para ela era extremamente doloroso. Não suportava qualquer toque. Nem mesmo dos seus pais. Se fechara num mundo particular, onde não existia espaço para mais ninguém. Ocupado apenas pelas lembranças... e pelo olhar de Jennifer. 

E quando seu sequestrador, torturador e assassino da sua melhor amiga, está prestes a conseguir a liberdade condicional... é que ela percebe que chegou a hora de finalmente recomeçar. Mas não sem antes encontrar as respostas para as perguntas que ainda se fazia. E de ir até as últimas consequências para dar à Jennifer o descanso que ela merecia. Encontraria seu corpo. Daria a ela o sepultamento cristão ao lado de sua família. Nem que para isso precisasse arriscar a própria vida. Porque só encontraria a paz que tanto necessitava no dia em Jennifer descansasse. Jamais antes...

"Olhando para aquela carta, sozinha com meu medo, conseguia imaginar Jennifer olhando para mim com os olhos sem expressão, pedindo sem dizer uma palavra, me encontre."

- O que Sarah não percebe... é que essa busca por paz e perdão... pode desvendar segredos ainda mais perturbadores do que ela poderia imaginar. E ser fatal não só para ela, mas para muitas outras pessoas envolvidas. Será que tudo realmente acabou? Ou... existiria mais? Muito mais por trás do sequestro, dos anos de tortura e do desaparecimento do corpo de sua melhor amiga? Trabalharia Jack sozinho? E o mais importante... existiriam outras garotas? Trancadas em algum lugar, esperando por um milagre? Quanto mais perto das respostas ela estiver... mais perto da morte também poderá estar... 

- Dei 5 estrelas ao livro sem pensar duas vezes! Fascinante, perturbador, real. Ninguém que o leia seria capaz de ficar indiferente. Ou de seguir sendo a mesma pessoa depois. Sei que não sou mais a mesma. Sei que esta história me marcou. De uma forma insuperável. Não posso simplesmente fechar o livro e fingir que nada que eu li se passa na vida real. Que é apenas uma história que jamais aconteceria. Sei que não é assim. Lembro com clareza de um caso semelhante que vi no jornal, poucos anos atrás. Tudo o que Sarah e as outras sofreram... Deus do céu! Eu só peço que Deus tenha misericórdia dessas pessoas. Que as socorra, por favor. 

"Havia alguma coisa ali. Eu só precisava raciocinar. Só o raciocínio poderia me salvar."

- Recomendo o livro para todos. Acredito realmente que todas as pessoas deveriam lê-lo. Porque é uma história que nos faz refletir, que nos atinge. Que nos provoca compaixão, amor pelo próximo ao ponto de nos fazer sofrer imenso com e por eles, que faz com que nos coloquemos no lugar dessas pessoas. É uma história que nos atinge em cheio exatamente da forma que tem que atingir. Se todas as pessoas retirassem deste livro a lição mais preciosa que ele tem a nos ensinar, o mundo seria um lugar melhor. E mais psicopatas seriam descobertos e presos e mais vítimas seriam libertadas. Vidas poderiam ser salvas se todos nós nos importássemos. Se prestássemos atenção. Se parássemos de olhar apenas para nós. 

terça-feira, 17 de maio de 2016

Poder & Persuasão - Lynne Graham

(Título Original: The Billionaire's Bridal Bargain
Tradutora: Maria Vianna
Editora: Harlequin
Edição de: abril de 2016)

Para amar, respeitar... e possuir?

Cesare Sabatino não pretendia se casar. Porém, nunca duvidou que, se esse dia chegasse, a resposta da escolhida seria "sim". Por isso ficou surpreso quando Lizzie Whitaker rejeitou seu pedido sem pensar duas vezes! Para pôr as mãos na herança de Lizzie, Cesare precisa assegurar-se de que ela será sua esposa e de que terá um herdeiro seu. Desesperada para salvar a propriedade da família, é apenas uma questão de tempo até Lizzie aceitar a proposta dele... e descobrir todos os prazerosos benefícios de usar a aliança desse poderoso magnata!


Palavras de uma leitora...


- Ainda bem que quando se trata dos livros da LG, eu não ligo muito para a sinopse. Que, às vezes, dá a entender algo bem distante daquilo que realmente se passa...

- Lizzie teve que crescer mais rápido do que gostaria. Ou seria recomendável. Insatisfeita com a vida de casada, sua mãe abandonara seu pai, mergulhando num relacionamento fracassado atrás do outro e arrastando as meninas com ela. Aos 12 anos, após uma infância de inseguranças e medos, ela se vê ainda mais perdida com a morte da mãe e a responsabilidade pela criação de sua única irmã. Ambas vão viver com um pai que mal as conhecia e se ressentia não só pela traição da esposa, mas também pela existência das filhas. Tendo que abandonar os estudos aos 17 anos, para dedicar-se integralmente ao trabalho, sua única esperança era que a irmã conseguisse um futuro diferente do seu. Que pudesse realizar os próprios sonhos, oportunidade que Lizzie sentia que jamais teria. É quando um estranho bate à sua porta... Bagunçando ainda mais a sua vida. E ameaçando seriamente o seu coração...

- Para Cesare, não existia nada mais importante do que sua família. Ainda que ele não demonstrasse isso. E era exatamente por isso que estava prestes a cometer a maior loucura da sua vida, o que não contribuía para melhorar o seu humor. Por que seu antepassado fora imbecil o suficiente para cometer um erro capaz de prejudicar seriamente todas as gerações futuras? E por que aquele velho insano fora tão cruel ao ponto de tornar aquela maldita ilha praticamente inacessível para a família dele? A única maneira de conseguir ao menos o direito de colocar os pés naquele lugar... seria através do casamento de um membro da sua família com uma das herdeiras da ilha... Ou seja, o casamento dele com Lizzie. Seu único conforto é que sabia possuir o poder necessário para convencê-la de que o melhor para os dois seria um casamento temporário sem maiores complicações. Um casamento de mentira.... real apenas no papel. Mas... o que aconteceria se de repente ele sentisse um desejo irresistível de quebrar as próprias regras? 

Às vezes... o destino simplesmente acerta em cheio....

- Não comecei a leitura deste livro porque a sinopse me fez imaginar que a história era maravilhosa nem nada.rs Comecei a lê-lo pelo simples fato de ser uma história da minha autora amada. Uma história só necessita ser escrita por ela para que eu comece a correr igual uma louca, de banca em banca, para adquiri-la o mais rápido possível. E lê-la na primeira oportunidade. Existem vezes nas quais me decepciono terrivelmente com a história. Mas, na maioria das vezes, independente da vontade de açoitar o mocinho ou sacudir a mocinha, amo suas histórias, estando muitas delas entre as minhas preferidas. É o caso desta. :)

- Por causa da canalhice de um antepassado do nosso mocinho, que se envolveu com uma moça apenas por interesse, se casou com ela e a abandonou em seguida, nenhum membro da família dele pode sequer pisar na ilha. A quebra dessa regra, por quaisquer dos dois lados (tanto da família dele quanto dos herdeiros da ilha), a passaria para o governo, o que não era conveniente para ninguém. A única maneira de voltarem a ter acesso à ilha é através da união das duas famílias pelo casamento. Só que o casamento apenas daria o acesso e não faria com que Cesare se tornasse dono da ilha. Para ser dono, para que Lizzie pudesse vender a ilha pra ele, seria necessário que tivessem um filho juntos. O que estava fora de questão... certo? 

Para Cesare, aquela ilha não significava nada. Ele tinha poder e dinheiro suficiente para comprar o que quisesse. Ocorre que sua avó, a mulher que mais lhe deu amor na vida, que o criou como se ele fosse seu próprio filho, havia crescido naquele lugar... vindo a perder a propriedade quando o pai faliu e a vendeu para o homem que os proibira de voltar ali. Tudo que ela mais desejava na vida era voltar a visitar a casa da sua infância, onde estavam suas melhores recordações. E Cesare, por mais insensível que se julgasse ser, não poderia privar a avó daquele sonho. Ele faria qualquer coisa para vê-la feliz... até mesmo se casar com uma completa estranha. Que, sem sombra de dúvidas, não passaria de uma interesseira. 

- Eu gostei muito da história. Apesar de tantos livros desse estilo terem situações semelhantes que nos fazem perceber que os personagens tinham outras maneiras de resolver seus problemas, sem necessitar de chantagens e casamentos de conveniência, esta história acaba por ser diferente. Aqui realmente ambos só tinham esta maneira de conseguir o que precisavam. Lizzie estava com a corda no pescoço, tendo apenas 24 anos, nenhum estudo e ajuda alguma para manter de pé a fazenda, cuidar de um pai doente e manter a irmã na universidade. Tudo estava mais caro e o banco estava prestes a cobrar uma dívida que ela não tinha a menor condição de pagar. E quando a irmã dela resolve abandonar a faculdade para ajudá-la, aí é que o mundo dela desaba de vez. Lizzie realmente não tinha saída. Ou um milagre caía do céu ou ela estaria arruinada. Do mesmo modo, o dinheiro do Cesare não seria suficiente para fazê-lo derrubar aquela regra absurda, pois seria necessário um processo judicial que levaria anos e sua avó estava doente, fraca, prestes a fazer uma cirurgia e sem ânimo algum para seguir vivendo. Ele poderia recuperar a ilha sem se casar com a Lizzie, mas para isso precisaria de anos de uma batalha na justiça. E ele não tinha exatamente isso: tempo a perder. 

- O mais interessante é que ambos reconhecem que necessitam da ajuda um do outro para terem o que querem, estabelecem regras, concordam em ter um casamento de curto prazo e um filho por inseminação artificial. Sem envolver sexo na relação. Eram dois adultos conscientes. Lizzie queria muito ser mãe, Cesare estava disposto a ser um pai presente e amoroso após o divórcio. O que poderia dar errado?!kkkkkkkk... Tudo!!! Porque desde o início eles quebraram as próprias regras, iniciando uma grande confusão, pois não conseguiam resistir um ao outro, mas não estavam preparados para um relacionamento de verdade. Nunca tinham se casado antes. E não sabiam nem como começar.... Ainda mais quando se viam tão inseguros e seguiam acreditando que o casamento não podia ser de verdade.rsrs Dois tontos!


"- Estou tentando me desculpar, e você não está ouvindo! - exclamou Cesare atrás dela."

- Esta foi a cena que me fez gargalhar. Perdi a conta de quantas vezes perdi a paciência com os mocinhos da autora, justamente por eles se fazerem de surdos, se negarem a ouvir as mocinhas. Eu sentia meu sangue ferver nesses momentos. E quando o Cesare falou isso, sentindo-se tão frustrado e sem saber como fazê-la voltar a confiar e acreditar nele, eu me senti vingada.kkkkkk... Estava na hora de alguma mocinha não ouvir. Uma pena que a Lizzie acabe por se deixar levar pelo coração. É realmente uma pena.rs

"- Por que você não está ouvindo nada do que eu digo? - perguntou Cesare, sem conseguir acreditar. - Você nem olha para mim!"


- Como eu disse, gostei muito da história. Muito mesmo. O Cesare é um dos mocinhos evoluídos da autora, sabe. Ele comete erros, mas consegue reconhecê-los e pedir perdão. Não demorou a perceber o quanto amava a Lizzie e desde o princípio ele faz coisas que tocam nosso coração. Não dá para não amá-lo, 

- Dei 4 estrelas ao livro e o recomendo muito!!! :)