O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

domingo, 24 de julho de 2016

Primeiro Amor - James Patterson e Emily Raymond

(Título Original: First Love
Tradutora: Elaine Cristina Albino de Oliveira
Editora: Novo Conceito
Edição de: 2014)


Um retrato comovente de um verdadeiro amor, que vai tocar o coração de quem tem um primeiro amor todo seu

Axi Moore é uma garota certinha, estudiosa, bem comportada e boa filha. Mas o que ela mais quer é fugir de tudo isso e deixar para trás as lembranças tristes de um lar despedaçado. A única pessoa em quem ela pode confiar é seu melhor amigo, Robinson. Ele é também o grande amor de sua vida, só que ainda não sabe disso.

 Quando Axi convida Robinson para fazer uma viagem pelo país, está quebrando as regras pela primeira vez. Uma jornada que parecia prometer apenas diversão e cumplicidade aos poucos transforma a vida dos dois jovens para sempre. De aventureiros, eles se tornam fugitivos. De amigos, se tornam namorados. Cada um deles, em silêncio, sabe que sua primeira viagem pode ser também a última, e Axi precisa aceitar que de certas coisas, como do destino, não há como fugir. 

Comovente e baseado na própria vida do autor, este livro mostra que, por mais puro e inocente que seja, o primeiro amor pode mudar o resto de nossas vidas.



Palavras de uma leitora...


- Luna, você chorou? Sim. Claro que sim. Afinal de contas, James Patterson é o autor de O Diário de Suzana para Nicolas. Preciso dizer mais alguma coisa?! Quem, em sã consciência, leria um romance dele sem estar preparado para momentos de muitas lágrimas? Penso que está na hora de fugir de seus livros como fujo dos do Nicholas Sparks. Não que sejam histórias ruins. Bem longe disso. São ótimas e inesquecíveis. Mas o grande problema é que me deixam no chão. Me fazem chorar demais e imaginar momentos que a história não teve, entendem? Passei isso com Diário de Uma Paixão, Um Amor para Recordar... e desde então saio correndo na direção contrária sempre que vejo um livro do Nicholas Sparks. Vou acabar fazendo o mesmo com o James Patterson. Para o bem da minha saúde mental.rs

A resenha vai conter spoiler!!!! Bem... Isso se vocês acreditarem que a sinopse em si, a dedicatória do autor no início do livro e as primeiras palavras da protagonista não indicam o que vou dizer abaixo. Na minha opinião, o autor grita desde o início o que vou dizer. Então... não seria de fato spoiler. 


- O ponto positivo deste autor é que ele não te engana. Ele te avisa. Deixa claro desde o princípio que algo bem ruim vai acontecer. A sinopse é uma pista. E o início do livro, quando ele dedica essa história a uma mulher chamada Jane, deixa isso mais do que claro. As primeiras palavras da protagonista da história também nos dizem muito. Ou seja, é como se o James dissesse: "Veja bem: a história não é o romance que você está imaginando ou desejando ler. Vai ter muitos espinhos e um provável final não feliz. É sua escolha seguir lendo ou não. Só não diga que não avisei!". É bem assim. E gosto disso nele. Não gosto de ser pega de surpresa com esse tipo de coisa. Na verdade, detesto. É por isso que, diferente de muitas pessoas, aprecio que me deem spoilers. Para diminuir o impacto de certas cenas. Para me preparar para cenas que partirão meu coração. 

"O hoje, afinal, era tudo o que sabíamos ter."

- Nem sei como começar... Esta história me lembrou vários livros. O Diário de Suzana para Nicolas, A Culpa é das Estrelas, Como Eu era Antes de Você... Eu me peguei revivendo cenas desses livros ao ler certas páginas e isso foi mexendo ainda mais com minhas emoções. Eu já sabia no que a história iria dar. E tinha dia que eu fingia que o livro nem estava por perto, pois assim o casal continuaria sorrindo e feliz... desde que eu não seguisse com a leitura. Quanto mais eu lesse mais próximos eles ficariam da dor. E eu não queria isso. 

"Você pode planejar sua fuga, pode abandonar sua vida e sua família, você pode acelerar por uma pista dupla em um carro roubado. Mas há certas coisas das quais você nunca poderá escapar."

- Cansada do lar despedaçado para o qual era obrigada a voltar todos os dias após as aulas, Axi, uma adolescente de 16 anos, resolve fugir. Algo que ninguém jamais imaginou que poderia sequer passar por sua cabeça. Ela era a certinha, aquela que tirava ótimas notas e tinha pavor de fazer qualquer coisa errada, de quebrar até a mais insignificante regra. Nem ela própria conseguia acreditar que teria coragem de virar as costas para a vidinha que tinha naquele lugar e ir para bem longe. Sem um rumo certo. Sem saber se um dia retornaria. 

Seus pais sofreram uma enorme perda quando ela era ainda bem nova. Sua irmã caçula morrera, vítima de um câncer que destruiu não só a sua vida, mas também de toda a sua família. Incapaz de suportar aquela realidade, sua mãe partiu... sem pensar duas vezes. Sem olhar para trás... para a filha que sobreviveu. Para a menina a quem ela estava dando as costas.

Não conseguindo lidar com essas duas perdas seguidas, o pai de Axi se afogou no álcool, mal notando a existência dela. Tendo que amadurecer rápido demais e disposta a dar uma chance a si mesma, ela busca em seu melhor amigo um aliado para sua fuga. É então quando tem início a melhor e pior fase da sua vida. A mais linda e mais dolorosa. Uma viagem que ela jamais esqueceria. Que marcaria para sempre a sua vida. 

"Nossa sorte não acabaria. Era o que eu dizia a mim mesma. 
  Mas eram apenas palavras."

- Ao lado de Robinson, seu belo patife, ela viverá a mais louca experiência da sua vida. Correndo riscos, dormindo à luz das estrelas, cantando nas ruas, aprendendo sobre o amor e os maiores privilégios de se viver. Encontrará, pela primeira vez, uma família de verdade... e conhecerá o verdadeiro significado de lar. Mas não será uma experiência fácil... Como uma montanha-russa, a vida tem altos e baixos. E por mais doloroso que possa ser, a verdade é que é preciso aprender a cair. Ou... ao menos... a se levantar depois. 

"Tudo acaba um dia. Tudo."

- Até mesmo a dor, não é verdade? Não. Não é verdade. A dor não acaba. Não todas as dores. A dor de perder alguém muito amado... essa não passa. Podem passar 10, 20, 100 anos... ainda vai dor lembrar e saber que você não tem como ligar para essa pessoa. Que não existe um lugar na Terra no qual possa encontrá-la. A pior coisa em amar alguém é que sua ausência leva um pedaço de nós. E dói demais. Mas ainda assim... amar é a coisa mais linda do mundo. É o sentimento mais mágico e precioso. 

"Salvamos um ao outro, Robinson e eu. Ou, pelo menos, ele me salvou."

- A história começa bem leve, com diversos momentos divertidos. Os protagonistas são dois adolescentes bem humorados e louquinhos, que tudo o que desejam é viver. Sentir a vida. Arriscar, apostar. Ser livres pela primeira vez. Escapar de um mundinho fechado que parecia sufocá-los mais e mais a cada dia. Quem pode culpá-los por suas escolhas? Eu não. Quem me dera ter a metade da coragem deles! Eles são cheios de vida e isso contagia a gente. Nos faz sorrir, desperta um enorme carinho e nos faz torcer muito por eles, ainda que saibamos desde o princípio que o final feliz é improvável. Mesmo assim... nós torcemos. Temos esperança. 

"- Te amo, Axi Moore - ele sussurrou. - O que mais posso dizer?"

- A primeira parte da história parece um romance água com açúcar... daqueles seguros, ótimos para ler numa tarde tranquila. Uma história que não vai te fazer chorar. Doce ilusão. Porque a segunda parte chega golpeando nosso coração e começamos a realmente nos preparar para o inevitável. Ainda assim... uma tênue esperança permanece. 

"E se, ao viver a vida que escolheu, você condenar a si próprio - ou, pior, alguém a quem você ama?"

- Como em O Diário de Suzana para Nicolas, é possível retirar desta história importantes lições. E recordar coisas que o estresse ou a correria do dia a dia nos faz esquecer. A vida é uma só. E está mais do que na hora de aprendermos a viver. Aproveitar cada milésimo de segundo, como a Suzana mesmo diria. Porque o amanhã pode não existir. Temos que agarrar com todas as nossas forças a oportunidade que temos. Viver é um privilégio. Aproveite a chance que você tem. Viva! Apenas viva. 

"Não éramos capazes de conhecer o futuro ou saber quanto tempo ele ia durar. Podíamos apenas escolher ser felizes e viver o agora."

- O livro tem vários trechos marcantes, mas um dos que mais me atingiram foi aquele no qual a Axi diz: "Eu era eu mesma e eu era ele". É um trecho que me levou de volta ao Morro dos Ventos Uivantes, quando a Catherine diz: "Eu sou o Heathcliff". Eu senti a mesma intensidade nas palavras da Axi. A mesma paixão, a mesma certeza. E isso me provocou um nó na garganta. 

"Talvez uma daquelas forças mágicas do universo físico contribuísse para me manter seguindo adiante, não importa a dor que sinto."

- Recomendo a história? Claro que sim! A todos aqueles que querem ler uma linda, simples e encantadora história de amor e coragem de dois jovens que deveriam ter toda uma vida pela frente... que nos ensinam muito. Mas que, infelizmente, deixam nossos corações em pedaços no final. Vale muito a pena ler o livro. Desde que você esteja preparado para a forma como termina. 

"De certo modo, eu sabia que era verdade. Estaríamos juntos para sempre."

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Lançamentos Harlequin - Julho



Olá, queridos! :D

Que tal conferirmos os lançamentos da Harlequin Books Brasil que mais chamaram a minha atenção neste mês?! :) 


SINTONIA DE CORAÇÕES - Sherryl Woods
Harlequin Rainhas do Romance 115

Uma receita apaixonante!

Pegue uma dose de Maggie D’Angelo, a crítica culinária que nunca teve um relacionamento sério, e adicione Rick Flannery, um lindo fotógrafo determinado a seduzi- la. Misture tudo e acrescente irmãs intrometidas que acham que ele é o homem perfeito para apimentar a vida de Maggie. Apesar da reputação dele ter deixado um gosto amargo na boca de Maggie, o que sentem um pelo outro é muito mais do que apenas atração. Ela teme que essa receita desande e faça uma verdadeira bagunça em seu mundo metódico. Contudo, Rick está disposto a correr o risco para conseguir o resultado mais delicioso de todos: a conquista do verdadeiro amor!



O RETORNO DO VIKING - Michelle Styles
Harlequin Históricos 170 - Medieval

A grande batalha do viking!

Kara agradeceu aos deuses quando foi desposada por Ash Hringson. Porém, esse destemido guerreiro estava desaparecido havia tanto tempo que a ela restara apenas boas lembranças. Agora, Kara precisa se casar novamente para garantir o futuro de seu filho. Contudo, no dia da cerimônia, o heroico conquistador retorna e é recebido por suspiros de horror e de surpresa. Afinal, todos acreditavam que Ash morrera… Mas aos olhos repletos de desejo de Kara, ele parece tão lindo e sensual quanto no dia em que partira… E também nada feliz por sua bela esposa estar prestes a entregar-se a outro homem.



APRENDENDO A VIVER 
Harlequin Desejo 244

ETIQUETA DO AMOR - Elizabeth Bevarly
Amantes e rivais!
Na época de escola, Ava Brenner era a garota popular que atormentava os dias de Peyton Moss. Porém, agora tudo mudou. Ele está prestes a ganhar o seu primeiro bilhão enquanto a vida de Ava ficou bem mais simplória. Peyton precisa que ela o ajude a entrar na alta sociedade. Para isso, ambos terão de superar a antiga rivalidade... E não demora muito para que passem de inimigos a amantes. Mas será que Peyton ainda irá desejá-la quando descobrir o escândalo que mudou o mundo de Ava por completo?

VOTOS ENTRELAÇADOS - Dani Wade
 Por tempo limitado? 
Famoso no mundo das artes, Aiden Blackstone havia conseguido fugir de seus piores pesadelos. Até ser obrigado pelo avô a fazer exatamente o que tentara evitar: voltar para sua cidade natal e se casar. Contudo, ele logo percebe que Christina Reece não seria apenas uma noiva de conveniência. Ela sabe que a única maneira de fazer com que esse casamento ultrapasse o tempo que foi acordado é convencendo o sensual marido a abrir seu coração… antes que seja tarde demais. Pois há um inimigo à solta, ameaçando destruir tudo o que ela ama, incluindo essa nova paixão.



COLEÇÃO DOCE ROMANCE 01
Kate Hardy

AMOR RARO
Foi preciso apenas um olhar do sombrio e misterioso desconhecido para Indigo Moran perceber que tirar uma foto dele fora um erro. Mas quem era aquele homem? Para o príncipe Lorenzo Torelli de Melvante, o dever com seu reino sempre estará em primeiro lugar. E mesmo que o desejo que sente por Indigo o faça perder a cabeça, Lorenzo sabe que não poderia oferecer a ela nada além de um caso passageiro. Só há um problema: após um beijo inesquecível, Lorenzo tem certeza de que uma noite ao lado de Indigo não seria suficiente! 

COMEÇOU COM UM CASAMENTO... 
Claire Stewart achava que seu dia não podia piorar, mas estava errada! Como se não bastasse perder o vestido de noiva de sua melhor amiga, ela ainda precisava encarar o estonteante e bem-sucedido Sean Farrell, irmão da noiva e o homem pelo qual fora apaixonada. Por mais que Sean tenha recusado um romance no passado, Claire conseguira reconquistar seu coração. E um beijo quente e inesquecível durante o casamento abriria caminho para um desejo insaciável.



PRISIONEIRA DO DESERTO - Trish Morey
Harlequin Paixão Glamour 08

Aprisionados pelo desejo
Kadar Soheil Amirmoez não conseguia tirar os olhos da beldade loura que passeava pelo antigo mercado de Istambul. E quando percebe que ela está em apuros, Kadar sabe que precisa agir. Amber Jones nunca conheceu um homem tão intenso e imponente quanto ele. A forma como o seu corpo reage à presença de Kadar a assusta e a excita. Essa não era a aventura que Amber tinha em mente quando chegou à Turquia, mas a atmosfera exótica do lugar a seduziu… e ela está mais do que disposta a se tornar prisioneira desse sensual captor.


LIBERDADE PARA AMAR - Carol Marinelli
Harlequin Paixão Ardente 08

Memórias de uma paixão…
O bilionário Matteo Santini decidiu passar a noite com Bella Gatti para protegê-la do perigoso jogo com o qual havia se envolvido. Contudo, ele não esperava ficar tão abalado pelo intenso desejo que sentiu, nem pelo desaparecimento de Bella no dia seguinte. Mesmo após cinco anos, ela não conseguiu esquecer os momentos de paixão que passara ao lado de Matteo. Ao se reencontrarem, fica claro que a atração entre eles apenas se intensificara. E quando Matteo a convida para conhecer o seu quarto, Bella sabe que seria impossível recusar.

domingo, 10 de julho de 2016

Zorro - A Espada e a Rosa (novela)



- Olá, queridos! :D

Vocês devem estar pensando... "Se vai falar de novela custa falar de uma que seja atual?rsrs Na verdade, custa muito, quando o que você quer é justamente colocar em palavras o grande amor que sente por uma novela que viu anos atrás.... e nunca, nunca mesmo, conseguiu esquecer. E como poderia esquecer uma história tão linda, tão arrebatadora como esta? Às vezes tento não recordá-la... pois a saudade se torna tão dolorosa que quero largar tudo para reviver cada capítulo... cada cena, cada beijo, cada carícia que o meu casal mais que querido trocava... vivia. E que eu vivia com eles. 

Ainda sou capaz de me ver, mais de 9 anos atrás, chegando do colégio correndo só para assistir minha novela. Eu ficava na escola pensando no que aconteceria no próximo capítulo... se a Esmeralda e o Diego finalmente conseguiriam ficar juntos ou se partilharíamos mais lágrimas.kkkkk... E então, quando eu chegava em casa, ligava a televisão desesperada, pois muitas vezes fazia já alguns minutos que a novela tinha começado. E aí eu me perdia... Esquecia completamente o mundo e mergulhava de corpo e alma na história deles dois. O mundo literalmente parava em minha cabeça quando a novela começava. Tudo deixava de existir e podiam me gritar até ficarem sem voz que eu não era capaz de ouvir. Não era mesmo!kkkkkkkk... Só via a novela, só escutava a novela... Só respirava esta história, gente.rs E já não aguento mais guardar só para mim o carinho que sinto por uma das histórias mais belas que já vi. Bem... Guardar só para mim não é bem uma verdade, pois já perdi a conta de quantas vezes falei sobre ela para a Carlita, a Moniquita, entre outras pessoas....kkkkkkkk.... Acho que está para nascer alguém que me conheça e não tenha ouvido falar desta história.rsrsrs... 



Zorro - La Espada y La Rosa é uma excelente produção da RTI Colombia e Sony Pictures Entertainment, para a Telemundo e Caracol TV. Foi exibida originalmente (tanto na Telemundo quanto na Rede Record) em 2007. 

Aqui no Brasil, sua exibição pela Rede Record se deu entre 28 de maio e 8 de outubro de 2007. E teve como uma de suas maiores fãs a pessoa que está escrevendo este post, claro.rsrs 

A história se passa no final do século XVIII, tendo como base as intrigas, segredos e crueldades de um governador (e seus cúmplices entre os quais estão membros da coroa espanhola, pelo que posso lembrar) sem escrúpulos e limites, capaz de qualquer coisa para vingar-se daqueles que, de alguma forma, o tenham ofendido. E acreditem quando eu digo que ele não conhece o significado da palavra "limite". Esmeralda, sua filha, que o diga, pois é uma das maiores vítimas de sua maldade. 




A história se inicia quando Esmeralda Sánchez de Moncada, filha de Dom Fernando Sanchez de Moncada, é obrigada, pelo pai, a se casar com um homem que tem idade para ser seu avô. Rebelde, corajosa e impulsiva, Esmeralda não aceita o seu destino e foge, mandando para o inferno toda e qualquer consequência. Em sua fuga, conhece uma cigana que lhe entrega um misterioso medalhão, que tem um valor que ela sequer é capaz de imaginar. Um medalhão que oculta segredos sobre o seu nascimento e a mãe que ela acredita ter morrido ao lhe dar à luz. 

Esmeralda não consegue ir muito longe e logo é capturada e levada de volta para se casar com seu prometido. Mas a vida sofre uma reviravolta quando seu noivo morre bem diante do altar, tornando-a uma jovem viúva muito rica. Nossa mocinha então tem que partir com a família para a cidade de Nossa Senhora de Los Angeles, quando seu pai se torna governador desta cidade. Ela mal sabe tudo o que viverá neste lugar... toda a paixão, o amor... e os momentos de grande sofrimento e desesperança. Lá ela conhecerá Zorro, um fora da lei, que arrisca a própria vida todos os dias para proteger os mais necessitados da tirania de um comandante militar perverso, que rouba dos pobres o pouco que têm e é capaz das mais terríveis crueldades. Também cruzará o caminho de Diego de la Vega, um advogado mulherengo e inconsequente, um tanto covarde, que desperta nela sensações que até então lhe eram completamente desconhecidas... E não demorará para Esmeralda perceber que Zorro e Diego, os dois homens que mexem com suas estruturas, são a mesma pessoa. E ao lado dos dois (rs) ela viverá momentos apaixonantes, apenas para perceber que a felicidade tem prazo de validade... e que pode terminar de forma bastante dolorosa, jogando-a num abismo do qual não sabe se conseguirá um dia sair. Porque... em seu caminho também aparecerá Ricardo Montero, o comandante militar tirano contra o qual o Zorro luta... e é um dos maiores aliados de Dom Fernando Sánchez, que decide entregar a filha a ele, não ligando a mínima para os sentimentos de Esmeralda. Afinal de contas, tinha utilizado a filha como moeda de troca uma vez... por que não fazê-lo de novo, não é mesmo?

Só que desta vez, nossa mocinha não terá que lutar sozinha contra o destino... Porque Diego lutará por ela e pelo amor que os une, contra tudo e todos, não importando quanto terá que sofrer, ou perder, por este amor. Nada no mundo o faria deixar sua Esmeralda para trás. Por ela... ele seria capaz de dar a própria vida. E a encontraria... passasse o tempo que passasse... 



Diego de la Vega, filho do militar e ex-general Dom Alejandro de la Vega, não tinha a intenção de se tornar Zorro, um dos homens mais procurados da cidade, talvez de todo o país, mas estava cansado de assistir tantas injustiças. Escondendo-se por trás da imagem do covarde e inofensivo Diego, jovem incapaz até de segurar de maneira correta uma espada ou uma arma nas mãos, ele saía pela cidade, indo em socorro de quem estivesse necessitando de sua ajuda. E é assim que seu caminho se cruza com o de Esmeralda, quando ele a faz de "refém" e seus medalhões se entrelaçam, selando também suas vidas. 

Com Esmeralda tudo era diferente. Antes ele só via as mulheres como casos de uma ou algumas noites. Nada mais. Envolver-se com mulheres casadas era algo natural. Seguro até, pois não corria o risco delas se iludirem e esperarem por casamento. Mas quando viu Esmeralda... tudo foi mais forte. Ele queria estar com ela. A desejava. Mas também sentia algo que jamais sentiu em toda sua vida. Ela não saía de sua cabeça e de repente ele se viu desejando muito mais. E encontrando em sua vida dupla um obstáculo para um futuro ao lado dela. Porque o Zorro possuía inimigos poderosos... e se um dia o associasse ao Diego, Esmeralda também ficaria em perigo. Mas como lutar contra o amor? Como dizer "não" ao que sentia por sua cigana?



"- Sabe que cheguei a sentir medo de você. (Esmeralda)
- Quando? (Diego)
- Na noite em que você esteve em minha janela. 
- E agora? O que sente?
(E então eles se beijam.rs)

- Você é o primeiro homem que me beijou.
- Queria ser o último também." 
(Se beijam de novo)


- Não são poucas as coisas que Diego e Esmeralda terão que enfrentar para finalmente terem uma vida juntos. Um futuro juntos. Os sofrimentos são enormes e tudo está contra eles. Dentro de sua própria casa, Esmeralda conta com dois poderosos inimigos: seu pai e sua meio-irmã Mariángel. E se o Fernando é perigoso, Mariángel é mil vezes pior. Como se não bastasse, Ricardo Montero não está disposto a perder seu troféu para Diego e vai fazer de tudo para destruir a vida de seu inimigo e fazer Esmeralda mergulhar no inferno. Acham que acaba por aí? Claro que não, uma vez que entre os membros da coroa espanhola também existem traidores capazes de matar para manter certos segredos escondidos. Lembram do medalhão que eu mencionei no início e que tem a ver com o nascimento de Esmeralda? Pois bem. Tudo está interligado e os perigos que ameaçam nosso casal são letais. 

Vocês não fazem a menor ideia do quanto eles sofrem. :( Meus olhos se enchem de lágrimas quando lembro... tudo que eles enfrentam... a sensação de uma luta perdida... a desesperança. E quando a Esmeralda mesmo perde a fé no Diego, no amor dele e acredita que ele a traiu... que desistiu dela. Ai! É um momento horrível. E a separação? Eu própria cheguei a acreditar que tudo estava perdido para sempre. Que seus inimigos tinham vencido. Que não existia forma da Esmeralda sair viva daquilo. Mas o amor... sempre vence. Não é mesmo? :)

Porém, não há dúvidas de que os vilões desta novela não brincam em serviço... Traições, armadilhas, tortura e assassinatos... são com eles mesmos...



Ricardo Montero é um homem que jogou sujo para chegar onde chegou e, embora tenha alcançado um posto de poder, que lhe possibilitava controlar os outros e roubar da coroa, pretende subir mais degraus em sua vida. Sempre sentiu-se inferior, abaixo da aristocracia da época, e casar-se com Esmeralda é apenas um meio de atingir determinado fim. Sabe que ela vem de uma família importante, sendo o pai dela seu aliado, pois ele guarda um grande segredo de Fernando. Um segredo que é como um trunfo para ser usado no momento adequado. Além disso, o casamento com Esmeralda lhe daria mais fortuna, pois ela herdou o dinheiro de seu primeiro marido. E claro que ele não permitiria que alguém tão medíocre como Diego de la Vega a tirasse dele. E para separar o casal, de uma vez por todas, ele contará com a ajuda da mulher que possuía tanto caráter quanto ele... Aquela que o enfeitiçava e sabia jogar o seu jogo...



 Pense numa das piores vilãs já vistas em nossas amadas novelas... Pensou? Alguém que usa a sedução como arma e é capaz de matar qualquer pessoa que se meta em seu caminho. Assim é Mariángel Sánchez de Moncada. Uma verdadeira víbora, má da cabeça aos pés. Para ela, brincar com os sentimentos dos homens era quase um hobby e sabia utilizá-los como ninguém para conseguir o que queria. E se tinha uma coisa que ela queria na vida era destruir Esmeralda, a mulher que ela mais odiava em sua vida. Não importava se nossa mocinha era sua irmã. Mariángel queria vê-la sofrer e tirar tudo o que ela mais amasse na vida. Daí vem seu interesse por Diego e sua obsessão por fazê-lo seu. E assim ela se une a Ricardo para separar o casal e tirar a irmã de seu caminho, garantindo que ela não encontrasse a felicidade e fosse obrigada a ver sempre Diego ao lado de Mariángel. Isso enquanto a cobra permitisse que ela vivesse... 



Juntos, Mariángel e Ricardo são os piores vilões da novela. Nenhum dos outros chega aos pés dos dois. O que eles são capazes de fazer... São coisas realmente horríveis, gente. Diego vai comer o pão que o diabo amassou nas mãos deles, mas a Esmeralda... minha mocinha querida... ela sofre mais. Muito mais. Só de lembrar... eu sinto a mesma fúria de antes. E a sensação de impotência, pois não tinha como protegê-la desses dois monstros. E nosso Zorro, mesmo sendo um herói e fazendo todo o possível para proteger sua Esmeralda, era uma pessoa só e não podia protegê-la sempre.... Estar com ela sempre. :(



Vilão complexo, não totalmente incapaz de bons sentimentos... uma alma amargurada que trava suas próprias batalhas interiores, assim é Fernando Sánchez de Moncada, o maior responsável pelas lágrimas de Esmeralda. Aquele que a lança na direção de Ricardo e cede a todos os caprichos da filha preferida, Mariángel. Tudo que acontecia, para ele, era sempre culpa de Esmeralda. Era ela que ele desprezava, que atacava com os punhos e as palavras. Eu não saberia dizer o que doía mais em nossa mocinha. Se as palavras ou as agressões físicas. Ele era o único pai que ela conhecia e cada dor que Esmeralda enfrentou tinha o dedo dele. E isso eu nunca pude perdoar. 

Nunca cheguei a amar este personagem. Jamais sequer cheguei a sentir algo próximo do perdão, mas confesso que em diversos momentos ele me inspirou pena. Porque diferente dos dois monstros que mencionei acima, ele tinha sentimentos. Ele era capaz de amar e de sofrer com suas próprias crueldades. E não posso dizer que ele era totalmente indiferente à Esmeralda. Ainda mais porque ele vai protagonizar uma cena impactante na novela. Algo que eu nunca esperei dele, que me deixou de queixo caído. É um personagem que mexe com nossas emoções, que nos provoca verdadeiro ódio, repulsa, mas também muita pena e uma emoção que não sabemos nomear. E como ignorar o amor que ele sente por María Pía, irmã de seu melhor amigo Alejandro de la Vega? (sim, o pai de Diego). 



María Pía decidiu ser freira após ter seu coração destruído por Fernando. Sua história com ele também é importante nesta novela, por estar relacionada com o passado de Diego e por pesadelos que mesmo depois de adulto nosso mocinho continuava a ter. Lembranças reprimidas e ao mesmo tempo impossíveis de afastar. María um dia amou demais esse homem, estando a ponto de se casar com ele. Não existia alguém que mexesse mais com suas emoções do que ele. Mas um terrível segredo destroçou seu coração e a fez romper o relacionamento e se afastar de uma vez por todas daqueles sentimentos que tanto a enfraqueciam e machucavam. Mas nem mesmo o passar dos anos, de muitos anos... é capaz de fazê-la esquecer tudo que um dia partilharam. E quando Fernando chega em Nossa Senhora de Los Angeles, ela percebe que todos os seus esforços foram em vão. Que sua chegada pode não só terminar de destruir a sua vida como também revelar um segredo que deveria ficar para sempre enterrado. 



Uma história paralela e muito linda é a que se passa entre Almudena, irmã de Fernando, e Alejandro de la Vega. Durante anos ela o amou em segredo. Acompanhando o eterno luto de seu amado pela mulher que ele mais amou na vida. A índia que o tornou pai e também deixou um imenso vazio ao ser atacada e assassinada quando Diego era ainda muito pequeno. Alejandro jamais superou essa perda e Almudena ocultou o seu amor por toda uma vida... mas quando o destino trata de provocar um novo encontro... ambos não estão dispostos a deixar essa segunda chance escapar. Mas o amor que surge entre os dois também é atingido quando a infelicidade parece querer se tornar uma constância na vida de Esmeralda e Diego. A filha que Almudena não teve... assim era como ela via Esmeralda, a menina que ela tratou de proteger como podia. Para ser feliz ao lado de Alejandro, ela necessita que Esmeralda esteja bem. E quando uma grande tristeza se abate sobre a vida deles, ela própria quase perde a vida. 



"- Todo meu ser sabia que era você, Diego. O único homem que me fez sentir o amor. 
- E você é a única mulher a quem entreguei tudo o que sou.
- Quero ser sempre sua, Diego. 
- Minha. Sim, minha."


- Se possível, eu falaria da novela sem parar.kkkkkk... Porque a saudade é enorme, porque enquanto escrevo revivo as cenas em minha mente. Sei exatamente como a novela começa e como termina. As cenas mais importantes, as mais lindas, as mais dolorosas... todas elas vão passando por minha mente enquanto falo da novela. Queria falar muito mais, mas tentei evitar spoilers. Tentei não revelar grandes segredos. Queria muito que vocês aproveitassem qualquer oportunidade que tivessem de assistir esta novela. Vale muito a pena. Ela foi exibida na Record, em 2007. Mas depois passou muito tempo sendo exibida no Sony Spin. E também esteve no Netflix durante um longo tempo. 

Quem tiver a oportunidade de assistir pelo Netflix a novela Lo Que la Vida me Robó, também já resenhada aqui, não desperdice esta chance. Não sei se o Sbt um dia apostará nessa novela. Recebo emails de pessoas que estão assistindo a novela da Montserrat e do Alejandro pelo Netflix. Pessoas que amam a novela tanto quanto eu e estão agarrando a chance que têm de ver todos os capítulos completos e dublados pelo Netflix. Hoje já não temos a mesma chance de ver Zorro - La Espada y La Rosa. Quem não assistiu quando a novela esteve no Netflix, agora encontrará maiores dificuldades para ver a novela. E é realmente uma novela que todos deveriam ver. É linda, tem história, é de época, com cenários encantadores e um amor que é impossível de esquecer. Eu assisti a novela há nove anos, gente. E até hoje a história segue em minha mente. Em meu coração. Não é qualquer novela que consegue isso. Não é mesmo!



- A novela também conta com duas músicas que se cravam em nós e ficam. Não saem nunca de nossos corações. Amor Gitano, tema de abertura, na voz de Alejandro Fernández e Beyoncé. E Corazón... yo te pido, que confesso que não sei quem canta. Me digam se esses trechos não são belíssimos!

"Sou seu cigano. Seu peregrino... A única chave de seu destino
  Aquele que te cuida mais que sua vida... Sou seu ladrão

Sou sua cigana. Sua companheira... A que te segue, a que te espera
Vou te querer ainda que me arranquem o coração. 

E ainda que nos custe a vida. 
E ainda que doa o que doa...
Esta guerra... foi vencida pelo nosso amor." (tradução pessoal de trechos da música Amor Gitano)

"E necessito... que me digas outra vez. 
 Assim perto... sussurrando-me.
 Que me conte como pensa desaparecer
 Veloz lua... ave do entardecer." (tradução pessoal de um trecho da música Corazón Yo Te Pido)

- Da segunda música é muito difícil encontrar a letra completa. E até mesmo a música completa eu nunca encontrei. Os trechos que escutamos é ao longo da novela e acabamos por ouvi-la por completo com o passar dos capítulos. Mas não encontro fora da novela. Nunca encontrei. :( No Vagalume tem um vídeo, mas a música não está completa, gente. 

Este é apenas um post de uma apaixonada, completamente louca, por uma novela inesquecível. A resenha é bastante pessoal, com informações em sua maioria retiradas das minhas lembranças, portanto pode conter falhas. A melhor forma de saber tudo sobre a novela é assistindo-a. :) Por isso, assistam! Não vão se arrepender. 

Eu tentei muito evitar spoiler e acredito que tenha conseguido.rs Vocês podem encontrar mais informações sobre a novela no Wikipedia. Em português aqui. E espanhol aqui. Mas atenção que tem spoilers!!! 


Trilha Sonora

Amor Gitano - Alejandro Fernandez e Beyoncé



Todas as imagens foram encontradas no Google Imagens
O vídeo foi encontrado no Youtube

terça-feira, 5 de julho de 2016

Em junho...



Olá, queridos! :)

Noivas em Guerra é um filme pelo qual eu já tinha passado algumas vezes. Nunca tinha tido um real interesse em vê-lo... até o mês passado. E aí percebi o que estava perdendo.rsrs A história é deliciosamente divertida! Não aquelas comédias bobas, mas sim com conteúdo, que te faz rir e ao mesmo tempo sentir carinho pelos personagens. Achei linda a amizade entre as duas protagonistas, que eram tão unidas desde crianças, apesar das diferenças e dos altos e baixos. Mesmo com a guerra que se inicia entre as duas, no fundo, elas seguiam sendo as amigas de infância: inseparáveis. E o final não poderia ser mais maravilhoso. Simplesmente amei! 

Assassinato no 13º Andar eu assisti por acaso. Estava passando na TV e a sinopse chamou minha atenção. Comecei a ver e não me arrependi. O filme me prendeu desde o início e fiquei ansiosa pelo desfecho, que não me decepcionou. A gente até pode sentir pena da assassina no princípio, mas suas atitudes acabam por nos chocar e eliminar qualquer compaixão. A babá amava mais a criança do que a própria mãe. A surtada amava apenas ela mesma. 

O Lado Bom da Vida foi minha decepção do mês. Já tinha ouvido falar muito tanto do livro quanto do filme e por isso quando resolvi ver, esperava mais. Muito mais do que acontece na história. Para mim, o filme não é grande coisa, apenas o final me impactou, pois adorei a dança dos dois. Porém, fora isso, eu poderia muito bem passar sem o filme.





Lágrimas resumem o último episódio da 17ª temporada de Lei e Ordem - Unidade de Vítimas Especiais. Chorei muito!kkkkk... Fiquei completamente arrasada com aqueles acontecimentos. Não esperava nada daquilo. Achei que ele fosse se salvar e então sair da série. Nunca passou pela minha cabeça que tudo fosse terminar daquela maneira. Partiu meu coração em vários pedacinhos, pois eu o adorava. Ele vinha demonstrando muito envolvimento pelas vítimas, por sua dor, desde quando entrou na unidade de vítimas especiais. Não queria que ele fosse embora assim. :( 

Mas a 17ª temporada não foi apenas lágrimas. Apesar dos crimes hediondos e toda aquela maldade que sempre abala nossas emoções, também aconteceram coisas boas. E cada vez que eu via a Olívia com o Noah nos braços meu coração se derretia. Suspiros... Só esses momentos já eram capazes de me fazer esquecer todas as atrocidades da série e sorrir por alguns instantes. São belíssimas as cenas deles juntos. E a cena final, da Olívia, do Noah e do Tucker juntos... fazendo planos para o futuro... Perfeita!!! Nossa Liv merece ser feliz. Espero que seja dessa vez. Que o Tucker (quem eu menos esperaria, já que ele tentou ferrar com a carreira e a vida dela mais de uma vez ao longo de toda a série) a faça feliz. Mas, por favor, nada da Liv sair da série!!! E que venha a 18ª temporada (que já está confirmada, graças a Deus!) com minha querida Olívia fazendo parte dela. :D

Nunca canso de dizer que para mim não existe série como esta. Lei e Ordem SVU está no meu coração. Marcada como cicatriz. Assisti todos os episódios de todas as temporadas e para mim jamais será suficiente. Sinto uma vontade incontrolável de ver tudo do princípio outra vez.kkkkkk... De matar a saudade do meu querido Elliot, de recordar tantos momentos preciosos... Que saudade dolorosa do passado da minha série querida... Ansiosa pela 18ª temporada, mas morrendo de vontade de rever as temporadas anteriores! Oh, vida!!!kkkkkkkk... O dia definitivamente poderia ter 100 horas. Com apenas 8 horas para o trabalho e o resto livre para o que eu quisesse fazer.rs Não custa nada sonhar.rsrsrs



Lendo o livro eu não cansava de pensar que a Claire e o Jamie acabariam conseguindo me matar. Afinal de contas, só tenho um coração. E ele não é assim tão forte.kkkkk... Mas nesta 2ª temporada de Outlander as emoções estão a mil. Não há tempo para respirar. Cada episódio é recheado de acontecimentos que nos tocam, nos abalam, nos deixam em lágrimas. E a cena da Claire perdendo o bebê... Como não chorar?! Não sei se conseguirei suportar tudo o que ainda vem pela frente... e a ausência do Jamie. Porque todos nós sabemos que ao retornar para o futuro a Claire deixou o Jamie para trás. Não existe mais eles dois. Apenas as lembranças da vida que um dia dividiram e a filha que nasceu deste amor. Vê-los separados vai romper meu coração do mesmo jeito que o livro fez. Não suporto imaginar um sem o outro.




Sila - Prisioneira do Amor é a única novela que estou realmente acompanhando no momento. E cada novo capítulo me deixa mais louca pelo próximo e ainda mais apaixonada (como se isso fosse possível!). Posso até passar raiva com este casal de teimosos suicidas (risos), mas o amor que os une sempre me deixa suspirando aqui. E gritando. E batendo palmas como uma louca.kkkkkkk... Nunca assisto a novela como uma pessoa normal. Sentada calmamente no sofá. Não. É sempre falando com a televisão, levantando, pulando, gritando e coisas assim.rs Queria muito que o Boran e a Sila finalmente acordassem e fossem embora daquele lugar onde todos estão mais do que dispostos a matá-los. Não suporto mais ouvir falar naquelas tradições e nem ver mais a cara da sogra da Sila. Desde que comecei a ver esta novela, digo que as pessoas que reclamam de suas sogras reclamam de barriga cheia... porque não acredito que exista sogra pior do que a da Sila.kkkkkkkkkk... A mulher é uma verdadeira bruxa. É a líder do clube das sogras megeras.rs Qualquer outra é um anjo perto dela.

Só eu ando sentindo muita falta de Mil e Uma Noites e Fatmagul?! Queria poder rever as duas e seguir vendo Sila. A Band bem que poderia reprisá-las uns 30 minutos antes de Sila. :) Nem que exibisse capítulos intercalados: um dia Mil e Uma Noites e no outro Fatmagul... e assim por diante. Como eu disse antes: não custa sonhar. 

Outra novela que fiquei louca para ver foi Escrava Mãe. Estreou dia 31 de maio na Record e conta a história de Juliana, que é a mãe da Escrava Isaura. Sou fã incondicional da versão que a Record fez da história da escrava Isaura. Nunca pude esquecer essa novela e quando soube que contariam a história da mãe dela achei a ideia maravilhosa. E contei os dias para a estreia. Só que, infelizmente, o horário bate com o de Sila. :( Está sendo impossível acompanhar. Mas quem tiver a oportunidade de ver, não perca! Vale a pena! Os atores são fantásticos, os cenários, as roupas, a história... Está tudo perfeito! Eu assisti os primeiros capítulos e me doía o coração quando eu tinha que mudar de canal porque ia começar Sila. Mas não podia abandonar minha novela querida. Enfim... 



E os livros que li foram... 

"Gravei o dia de hoje em minha memória como mais um dia negro, e está lá, uma dura história inscrita em meu coração."


“Ele dilacerara seu coração, deixara-a sozinha para lidar com sua dor e jamais a contatara para se explicar ou mesmo pedir desculpas.” 






*Todas as imagens foram encontradas no Google Imagens