O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

domingo, 23 de janeiro de 2011

Amor e Vingança - Sophia Johnson



Escócia, 1074

 
Pelo amor daquele homem, ela arriscaria tudo!

Numa noite sem luar, com o rosto oculto pelas sombras, um homem se aproximava silenciosamente, montado em seu cavalo. Seria possível que fosse... ele? Mas o que estaria fazendo ali, tão longe de suas terras e de sua gente? Meghan não se enganaria... Não quando seu coração ainda bradava o nome de Rolf MacDaidh, o homem que no passado ela amara em segredo! E esse mesmo homem, agora conhecido como Senhor da Vingança, estava ali... para buscá-la!

Para Rolf, Meghan de Blackthorn é mais preciosa que um tesouro. Mas ele precisa esquecer que um dia sonhou em tê-la como sua noiva, e lembrar que agora ela é apenas sua prisioneira. No entanto, a beleza de Meghan ainda o enfeitiça, e sua personalidade fascinante desperta nele uma paixão incontrolável, que poderá ser destruída se alguns segredos não forem revelados...

 
 
Palavras de uma leitora...
 
 
- Antes de dizer qualquer coisa sobre esse lixo, eu gostaria de pedir um favor. Não me indiquem nunca livros da autora SOPHIA JOHNSON. Esse livro que eu li não foi indicação de ninguém e eu o encontrei em um blog faz já muito tempo. Mas peço que ninguém nunca me indique livros dela, pois não irei ler. As vezes costumo dar sempre outra chance à determinada autora que me decepcionou, mas essa autora não terá essa chance. Depois de ler essa "coisa" eu nunca mais quero ler nada dela. Esse livro faz até uma pessoa perder o gosto pela leitura. Eu senti nojo dessa história e aquele meu problema com romances históricos quase retornou, mas aí eu pensei que não permitiria que esse troço chamado de romance me fizesse ser injusta. Eu conheci autoras maravilhosas e romances históricos inesquecíveis. Não será essa coisa, esse lixo que me impedirá de continuar a ler os bons romances, os romances de verdade. Repito mais uma vez: não me indiquem livros dessa autora. Pode ser o livro mais lindo que já leu na sua opinião, mas eu não irei ler. Sempre leio os livros que me são indicados e por esse motivo peço que não me indiquem. Não quero magoar ninguém ao me negar a ler algum livro dessa autora. Ela pode ser a preferida de muita gente, mas não é minha. Respeito o trabalho dela como respeito o de qualquer escritor e por isso mesmo, por respeitar seu trabalho, que eu prefiro nunca voltar a ler seus livros. Se esse livro é uma demonstração do tipo de história que ela gosta de escrever, é melhor eu passar longe de seus livros...
 
- Bem... Já perceberam que essa coisa ganhou uma passagem só de ida para as categorias "romances que odiei" e "os piores romances que já li", não é? Nenhum dos livros que estejam nessas categorias me causaram tanto ódio quanto esse livro. Nem mesmo Dança do Destino (que eu considerava o pior romance que já li) me causou tanto nojo, tanto ódio e revolta. E sabe por quê? O Miles pode ter sido cúmplice do homem que maltratou tanto a Rachel, mas pelo menos ele não agiu com as próprias mãos, não enganou e humilhou-a tanto quanto esse monstro vindo do inferno chamado Rolf fez com a Meghan. Eu não suporto o Miles, mas o Rolf é mil vezes pior do que ele. Esse troço, essa peste, crápula infeliz e miserável não é humano. Deve ser filho do coisa ruim ou o próprio coisa ruim. Nunca odiei tanto um mocinho-vilão quanto odeio essa praga! E o que me revolta ainda mais é que ele só disse "perdoe-me" e "eu te amo tanto" e fim de papo. Ficou totalmente livre de seus pecados. Merecia era sofrer os tormentos do inferno, isso sim! Deveria ser açoitado até a morte e nem isso bastaria. Eu o odeio! Podem acreditar nisso! Odeio esse troço com todas as minhas forças! Ele destruiu a Meghan e depois ainda teve a audácia de se achar no direito de continuar a tê-la. Eu nunca vi um mocinho tratar uma mocinha assim em nenhum livro que eu já li. Até o Rowland respeitou e se importou mais com a Brigitte do que esse demônio fez com a Meghan. Colocou na cabeça que tinha que se vingar e levou a vingança até as últimas consequências. Se alguém deseja aprender a se vingar basta ter umas aulas com essa peste, ele sabe fazer isso muito bem. Merece uma medalha de ouro pelo sucesso que teve. Mas ele ganhou algo melhor, ganhou uma mocinha linda tanto por dentro quanto por fora e vai passar o resto da vida sendo recompensado por toda maldade que fez. É ou não é para eu me revoltar???!!!! Ele não a merecia! Não é justo ele ficar com ela no final! Deveria ficar com a cobra com a qual se casou. Aquela serpente logo lhe daria o que ele merecia. E daria com todo o prazer. Vocês não sabem o quanto eu desejei que ele ficasse com a esposa no final. Formavam o casal perfeito. Nunca vi casal que se merecesse tanto quanto esse. Mas o infeliz deu a sorte da bobinha da Meghan amá-lo independente de qualquer coisa. Ai, que ódio!
 
- Bem.. Eu estou gritando meu ódio aqui por essa história, mas vocês ainda não sabem porque odeio tanto a peste do Rolf. Vou explicar...
 
Há dez anos, Meghan e Rolf se conheceram. Desde o início ele não passava de um traidor e a Meghan foi surrada e enviada à um convento para passar um determinado verão lá por causa dele. E não me perguntem porque, mas ela acabou se apaixonando por ele. Apesar de não passar de um traidor, Rolf, na época, tratava a mocinha com respeito e gentileza e parecia prestes a pedi-la em casamento, mas mudou de ideia no último instante e resolveu se casar com outra mulher. Ao saber do casamento dele, Meghan sofreu muito e chorou todas as suas dores, mas seguiu em frente, suportando todo o sofrimento.
 
Anos depois, enquanto Rolf estava fora de sua casa, a esposa dele que estava grávida é cruelmente assassinada. Ela foi jogada das escadas e morreu pouco tempo depois de dar à luz. O bebê também não sobreviveu por muito tempo.
 
Supostamente, o responsável pela morte de sua amada esposa e de seu filho, foi Connor de  Blackthorn, irmão de Meghan e melhor amigo de Rolf. Ele se negou a escutar o amigo e jurou se vingar de Connor tirando do povo dele o que eles tinham de maior valor: Meghan.
 
E assim, Rolf começa a traçar, pouco a pouco, seus planos de vingança.
 
Dois anos depois (acho que é isso), ele está finalmente pronto para julgar e condenar uma pessoa que ele sabia que era inocente. Não se importou com esse detalhe. Tudo que queria era atingir Connor e não importava se Meghan precisaria sofrer para isso.
 
Ele fica observando-a por um bom tempo e quando finalmente tem uma oportunidade de ouro, a sequestra disposto a se vingar através dela.
 
Sequestrar Meghan não é uma tarefa fácil, pois ela é corajosa e mesmo depois de reconhecê-lo e ainda amá-lo, luta com todas as suas forças para escapar... e a única coisa que consegue com isso são machucados, um tapa e várias feridas deixadas por cordas em seu corpo.
 
Querem uma explicação melhor do que ele faz antes de levá-la para sua fortaleza? Ele lhe dá um tapa quando ela não aceita ir com ele por livre e espontânea vontade, a amarra com cordas que ficam rasgando a pele dos pulsos dela, faz ela comer uma tigelinha de mingau com terra (ela o havia desafiado mais uma vez)  e não satisfeito, a faz andar quilômetros, amarrada pelos pulsos e pelo pescoço (sim! pelo pescoço como se fosse um animal) e ele vai confortavelmente encima do cavalo. Meghan fica com o orgulho ferido, o coração em pedaços por estar sendo tratada assim pelo homem que ama, e cheia de machucados por todo o corpo. Seus pulsos abrem, seu pescoço também, seus pés ficam em carne viva e mesmo assim o Rolf não fica satisfeito. Sabem o que mais ele faz? Chega com ela exatamente assim em seu castelo e na frente de todos, com ela ainda amarrada pelos pulsos e pelo pescoço, a humilha ainda mais na frente de todos... Mas não para por aí, não. Aquele era só o início. Depois de exibi-la na frente de todos naquele estado, ele a leva até os estábulos (sim! estábulos!!!!) e a amarra pelo pescoço lá, onde ela deve ficar trancada. A mocinha estava sofrendo e toda machucada e ele não teve piedade. Ordenou que ninguém ousasse cuidar dos machucados dela, mas a prima dele o desafia e tenta cuidar da Megha (gostei muito da Ede, pois ela ajudou muito a mocinha e sofreu com ela. Foi uma amiga de verdade). O Rolf, depois de deixar a mocinha trancada e toda amarrada no estábulo, vai para o castelo onde é recebido por um banquete. E só depois que todos comerem é que ele decide que a Meghan pode ser alimentada. A prima dele, Ede, não come preocupada somente em alimentar e cuidar da Meghan. Ela vai até o estábulo alimenta a Meghan e desafia as ordens do Rolf, tentando cuidar dos machucados dela. Mas Meghan se recusa a colocá-la em problemas e a pede pra sair... Enfim... Acham que acabou? Mas nem mesmo começou! Nosso mocinho que eu amo tanto (é o contrário, tá? Eu o odeio!!!!) dorme tranquilamente no castelo enquanto a Meghan é atacada por um dos seus homens de confiança. Se ela não tivesse sido treinada para saber se defender, teria sido estuprada pelo infeliz no qual Rolf confiava. Mas ela, embora não seja violentada, recebe mais ferimentos: um soco no rosto que deixa seu olho muito ferido e um corte nos lábios, sem contar os arranhões na área dos seios.
 
- O que vocês acham de tudo isso? Alguém que dizia nunca ter esquecido a mocinha e que a amava agiria assim? Eu respondo que não! Nenhum ser humano que fosse humano de verdade faria metade do que ele fez. Amarrar a garota como se ela fosse um animal, humilhá-la na frente de todos e deixar seus homens de confiança falarem as piores nojeiras sobre ela... E ainda o que ele fez depois. Querem saber o que é? Estupro? Não. É pior do que isso, na minha opinião, nesse caso.
 
- Depois da mocinha ser quase violentada, ele decide levá-la para o castelo e deixar sua prima cuidar dos ferimentos dela. Supostamente, ele está arrependido. Como disse, supostamente, porque não estava coisa nenhuma! Esse demônio não é capaz de sentir compaixão por ninguém! Sabem qual seria sua maior vingança? Engravidar a Meghan, fazer ela lhe dar um herdeiro e depois enviá-la de volta para sua família...sem a criança. Essa seria sua maior vingança e o maior insulto que poderia fazer ao seu ex- melhor amigo. Mas a Meghan não aceita e luta contra ele com todas as suas forças. Grita aos quatro ventos que preferiria morrer a ser humilhada assim (ela estava falando sério), ataca coisas nele e diz que ele terá que forçá-la e que ela o mataria ou se mataria depois disso. Nosso mocinho então, recorre à outra arma: o que ela sentia por ele. É ser muito sujo, não é? Ele resolve enganar nossa mocinha e eu fiquei com o coração partido pelo modo como ela sofre depois que a vingança dele termina. Gente, vocês ainda não sabem até onde ele vai... Eu nunca imaginaria que ele pudesse ir tão longe.
 
- Ele engana a mocinha ao fazer falsos votos na frente de todo castelo que já sabia que ele nunca iria cumpri-los. Para levar a mocinha pra cama e fazê-la dele, ele faz votos no qual eles, supostamente, se tornam comprometidos, tendo que se casar dali há um ano. Eu fiquei arrasada pelo modo que ela ficou feliz, acreditando, ingenuamente, que ele realmente iria se casar com ela... que eles estavam comprometidos. Ele a engana de propósito e ela se entrega à ele. Nossa mocinha passa a idolatrá-lo e eu, embora ainda não soubesse até onde ele iria, já tinha uma ideia. Sabem qual o golpe final dele? Não? Depois de usar a mocinha a vontade, ele se casa com outra. O quê???!!! Isso mesmo que vocês entenderam. Ele não fica noivo de outra, não. Ele realmente se casa. Um casamento mesmo. De verdade. Se casa com outra e na frente da mocinha. Acham que acabou? Pois ainda não. Como se já não tivesse feito o suficiente, ele não permite que ela volte pra família. A impede de fugir e a mantém lá, vivendo sob o mesmo teto que ele e a esposa. Eu nunca vi coisa igual. Nunca imaginei que ele pudesse chegar à tanto.
 
- Acham que ele paga? Não! Ele não paga nada! Até as últimas páginas ele faz a mocinha sofrer e somente no final pede perdão e diz que a ama muito e ponto final. Eu tenho ou não tenho motivos para me revoltar? Tenho vontade de matar esse miserável, cachorro, sem vergonha, crápula do inferno, peste, praga e tudo de ruim!!! Como eu o odeio! Gostaria que ele fosse castrado, açoitado e que morresse pelas mãos da própria mocinha. Nem se ele sofresse eu o perdoaria. Ele não merecia ficar com ela no final, gente! Ela era boa demais para ele! Ele tinha que ficar com a esposa assassina que ele arranjou. Não foi justo! Essa praga não merecia ser feliz.
 
- Enfim... Já disse tudo que tinha para dizer e repito que nunca mais irei ler nada dessa autora. E quando eu digo nunca é nunca! Foi uma decepção. Isso não é um romance. Não passa de um lixo e se eu tivesse esse livro nas minhas mãos, iria fazê-lo em pedacinhos e queimar só pelo prazer de ver esse lixo virar cinzas!
 
Mas quero que saibam que tudo que disse aqui é minha opinião pessoal e que eu tenho direito de ter. Se tem alguém que adorou o livro, esteja livre para discordar completamente de mim. Mas minha opinião não muda. Eu odeio esse livro.
 
- Infelizmente, o livro é tão ruim que nem as pessoas boas que existem nele podem salvá-lo. A Meghan foi uma guerreira durante boa parte da história, mas o modo como ela o perdoou fácil demais me decepcionou.

- Enfim... É isso... Foi um erro ler esse livro e eu não o recomendo para ninguém, mas se vocês quiserem ler o livro para verem se tem uma opinião diferente da minha, podem lê-lo. Essa é minha opinião pessoal. Eu odiei o livro, mas não posso dizer se você também vai odiá-lo.

39 comentários:

Anônimo disse...

Luna, deu para sentir o seu ódio daqui de onde eu estou. Felizmente que eu não li essa coisa!! Eu odeio me sentir assim quando eu leio um livro. Fico morrendo de vontade de ler algo que cure a minha desilusão. Tem vezes que eu até deixo de ler por uns tempos. rs

bjs
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

rsrs.. Dá pra sentir, é? rsrs... Ainda estou furiosa. Tbm fiquei com desânimo, uma vontade de dar um tempo, mas não vou fazer isso. Estou caçando um livro da Celeste Bradley pra ler. Sabe por quê? Essa autora escreve romances com bastante humor e é o que eu preciso no momento...rsrs..

Bjs!

Anônimo disse...

Oi, já respondi ao seu email. Não achei todos, mas achei alguns. Beijos!

Carla

Luna disse...

Olá Carla!

Muito obrigada! Vc me ajudou muito! :)

Bjs!

Mil suspiroos disse...

Cruzes!!!!! Credo!!!! Saravá!!!!!!

Olha ... nem eu que li "Assim fala o coração" e gostei, vou gostar desse livro! E é um clássico Histórico Especial! Uma pena!!!! Como eu sou muito fã dos clássicos Históricos tinha pretendido ler todos, ainda pretendo, mas já foi bom ler sua resenha pra ficar avisada!!!

Não se preocupe, não vou te indicar nenhum liro dessa autora rsrsrs.
Li outro da mesma autora de "Assim fala o coração" mas não te indiquei porque tenho a mais absoluta certeza que vc iria passar muitos momentos de raiva. Esse livro é "escrava do desejo" e já aviso que caso queira ler outro dessa autora - que realmente escreve muito bem - não leia esse! Só não fiquei com tanta raiva de ter lido esse livro porque a história não me prendeu tanto como em "Assim fala o coração", a história não foi tão bem cativante quanto esse livro sabe, qualquer dia faço a resenha lá no blog e falo mais dele.

Affeee! Essas autoras devem ser sadomasoquistas!!

Bjosss
Renata

Luna disse...

Olá Renata!

Tenho quase certeza de que você tbm não vai gostar desse livro. Ele não tem romance de verdade. O que tem é maldade, isso sim.

Obrigada..rsrs... Pode deixar que vou passar longe desse livro. Pretendo ler outros livros da autora de "Assim Fala o Coração", sim. Mas "Escrava do Desejo", não..rsrs...

Concordo com vc...kkkkkk... Devem ser mesmo! Não tem necessidade de colocar essas barbaridades nas histórias. Eu prefiro mil vezes romances se nenhuma violência.

Bjs!

Jaque disse...

Tarde demais...
Pena que ninguem me avisou antes, já li essa porcaria, juro tive vontade de parar na metade do livro....ai...ai, mas tudo bem só foram algumas horas perdidas.
Esse tipo de livro acaba com meu dia, pior ainda quando tem estupro e dai sim bate a revolta, pensa num livro ruim é Liberdade para sonhar foi o pior livro que eu ja li até hoj tinha morte de uma criança, a mocinha q estava gravida foi estuprada e perdeu o bebe entre outras coisas medonhas, isso q eu só aguentei até a metade imagina o resto... bom fica uma dica não leiam liberdade para sonhar.

bju

Luna disse...

Olá Jaque!

Também gostaria de ter sido avisada sobre o livro Amor e Vingança. Foi péssimo lê-lo.

Mas muito obrigada pelo aviso sobre o livro Liberdade Pra Sonhar!! Vou passar bem longe dele...rsrs...

Bjs!

Ana C. Nonato disse...

Olá!

Posso dizer que ainda não li o livro, mas sua resenha ficou tão interessante que a indiquei para o quadro Resenhas 10+ em meu blog. Espero que sua criticidade continue sempre tão verdadeira quanto me parece, e que muitas resenhas mais sejam feitas.

Abraços!

Luna disse...

Olá Ana!

Muito obrigada! Serão sim! Muitas outras resenhas serão feitas, se Deus quiser. E sempre serão verdadeiras.

Bjs!

Gercina Romances e Poesias disse...

Olá!

Estava vendo o seu site(1ª vez) e descobri o "Os piores romances que já li". Chego a aceitar e até entender o motivo de tanta raiva, mas eu discordo em alguns pontos - claro que o Rolf era muito mal e merecia sofrer muitooooo -mas, e a mocinha?Ingênua e burra. Ingênua por acreditar nas palavras do Rolf - em relação aos votos - e burra, pois quando teve a oportunidade de fazê-lo sofrer - final do livro - não o fez. Tudo bem que devemos perdoar as ofensas e esquecer as mágoas e, o amor, ah! o amor...Mas como a Meghan o fez é demais para mim.
Bom! não passa de um livro, mas sabemos que as mulheres são mais propensas a esquecer e perdoar, enquanto que os homens, racionais preferem sofrer à perdoar. Não estou aqui de forma alguma à defender o vilão, ops! quer dizer o mocinho.Estou aqui a defender mais à racionalidade por parte da mocinha.
E acredito que a história quis passar a questão do amor, que perdoa e muitas vezes é humilhado e, só quem ama é capaz de fazê-lo.

"Emoções à flor da pele" tudo haver com a sua resenha.

Luna disse...

Olá Gercina!


Seja bem-vinda! :)


Entendo sua opinião. No fundo tbm considero a mocinha uma completa tola...rsrs... Nunca conseguirei desculpar as atitudes do mocinho, não importa qual tenha sido a intenção da autora, mas entendi perfeitamente sua opinião!

Só uma coisa: você gostou ou não do livro? Deu para perceber que vc não tem uma boa opinião do casal da história, mas no final das contas, não deu para saber se você gostou do livro :)


E vc gostou do livro Ilha da Perdição - Penny Jordan?

Bjs!

Gercina Veloso disse...

Oiiii
Vamos às respostas?

Bom,eu geralmente gosto dos livros,pois sempre aprendo algo com eles. Mas existem algumas histórias que não lembro com carinho e, essa é uma delas. Então, se for o caso digo que não gostei.

Obs:No meu outro comentário tentei manter-me neutra, não quis opinar(gostei ou não), quis apenas mostrar que depois de um momento a mocinha sofreu por escolha própria.

Em relação ao livro da Penny Jordan, não me encantei,não senti emoção, a estória é fraca. Ela não conseguiu desenrolar todas as tramas que desenvolveu de forma completa. Mas não é o caso de não gostar, é o caso de não ter vontade de ler novamente.

Valeu pela interação!

Luna disse...

Olá Gercina!


rsrs... Entendi agora. Muito obrigada por responder.


kkkkkk... Concordo. Não é a melhor história da PJ. Mas ela tem livros muito bons. Amei a série Irmãos Leopardi (embora nem todos tenham gostado), tbm adorei os livros: Amando o Homem Errado, Impossível Te Esquecer, Tardes de Espanha, Sonho Proibido, Caminhos do Destino, entre outros...rsrs... Só tome muito cuidado com os livros: Dança do Destino e Rede de Sedução.


Bjs!

Jessica disse...

Nossa!!
Tbm odeio quando o mocinho faz e faz a mocinha sofrer e é perduado facilmente...
e eu aqui q li TORRENTES DE PAIXÃO desse autora e adorei e estava prestes a ler esse dai =S
obrigado pelo aviso
no final ele deveria ter morrido c sua amargura e ela ter conhecido um verdadeiro principe encantado
hehehe

Luna disse...

Olá Jessica!


Também acho que ele deveria ter morrido.rsrs...


Olha, eu não posso afirmar que você também vai odiar o livro, embora eu acredite que vai.rsrs... Talvez fosse melhor você dar uma chance ao livro. Eu nunca voltei a ler livros dessa autora e por isso nem conheço as histórias boas dela. Quis distância da autora depois de conhecer o Rolf.


Bjs!

Anônimo disse...

Bem, eu vou passar longe desse livro. Mas uma coisa eu lhe digo, as vezes a mesma autora pode escrever livros completamente diferentes. Um exemplo é a Kathleen E. Woodiwiss. Eu li o livro dela "Shanna" e me apaixonei. É um dos melhores romances que já li, daqueles que te marcam para sempre. E o mocinho é tudo de bom que você possa imaginar. A mocinha faz ele de gato e sapato e ele permanece firme e forte amando ela. Depois de ler esse livro maravilhoso fui procurar outros da mesma autora e me deparei com "Cinzas ao Vento". Ahhhh... pra que? Só passei raiva. O "mocinho" (monstro) é um crápula, amostra grátis do demo, imbecíl, ordinário, filho da mãe... Não gosto nem de lembrar. Ele é a antítese do Ruark do livro Shanna. Se você já leu este livro você tem uma idéia. Agora se não leu o livro Shanna dessa autora eu te indico, você vai adorar e se apaixonar pelo mocinho.

Anônimo disse...

Ah, desculpe querida eu errei o nome do livro da Kathleen E. Woodiwiss que odiei. Não é "Cinzas ao Vento", este eu não li ainda. O nome dele é "A Chama e a Flor" e o monstro (que se faz passar por mocinho) é o Brandon.
O canalha estupra a mocinha (com a desculpa de que a confunde com prostituta). E mesmo depois de descobrir que ela é virgem ele continua estuprando ela e mantem ela presa. Ela consegue fugir e fica grávida. Os tios dela obrigam ele a casar com ela e o miserável fica com ódio dela porque tem que desmanchar o noivado para casar com a mulher que ele violentou e espera o filho dele, vê se pode? Ele promente que vai se vingar dela e que vai fazer da vida dela um inferno por ser obrigado a casar.

Confesso que não consegui nem terminar o livro, me deu nojo.

Agora quanto a Shanna, se não leu leia porque está perdendo.

Luna disse...

Concordo com você (não sei seu nome).

Uma autora pode realmente escrever histórias completamente diferentes. Livros insuportáveis e romances inesquecíveis. O meu problema com a Sophia Johnson é que essa história me deixou morrendo de medo das outras histórias dela. Comecei pelo livro errado.rsrs...


Quanto ao livro "Shanna": já ouvi falar dele!!!! :D Uma amiga o leu e me recomendou. Pretendo lê-lo ainda este ano, se Deus quiser. Deve ser mesmo um romance inesquecível e já imagino que irei sentir raiva de mim por ter adiado tanto a leitura dele.rsrs...


kkkkkkk... Me desculpe, mas eu tive que rir com seus comentários sobre o Brandon!rsrs... Dá para perceber claramente que você o odeia com todas as suas forças.

Eu já o conheço.rsrs... E para minha própria surpresa acabei gostando demais dele.kkkkkkkkkk... Ele realmente é um canalha completo. Não há desculpa para suas atitudes. Ele é muito cruel com a mocinha e não merece perdão, mas... eu acabei perdoando-o.rsrs... Eu própria ainda estou chocada. Não esperava gostar dele. Acreditava que isso não fosse acontecer. Mas creio que o livro deu sorte. Devo tê-lo lido num momento em que estava muito compreensiva.rsrs...


Bjs!

Lucila disse...

Oi,
Amo teu blog, tuas resenhas são super boas... concordo muito com teus gostos, porque geralmente são os mesmo livros que adoro. Teus comentários são 1000 e sou fã deles.
Mas tenho que discordar deste livro. Apesar das crueldades dele, há todo um contexto. A época era assim, as mulheres não valiam nada, não tinham vontade ou opinião. Megan é lutadora, guerreira e conseguimos ver o Rolf curvado a isso. Ele sofre por ela, rende-se às vontades dela, porque sabe que já foi muito cruel. Ela o aceita por questões próprias: uma filho bastardo seria a negação de todos, e ela tem que ceder. Vi por este lado... enfim, apesar da crueldade, quem, amando muito, não perdoaria este coração vingativo e apaixonado?
É a minha mais humilde opinião.
beijo e parabéns pelo blog

Gardênia disse...

Esse é horrível! Infelizmente não li sua resenha antes de iniciar a leitura! Fiquei vários dias com aquela sensação de derrota, sabe? Concordo com vc em cada palavra... Não consigo imaginar nenhum castigo que o redima de todo o mal que ele causou.

Luna disse...

Olá, Lucila!

Muito obrigada pelo carinho, querida. :) É muito importante para mim saber que vocês gostam do que faço. Muito obrigada mesmo!

Sua opinião é muito válida, Lucila. Sim. Existe todo o contexto e também concordo quando você diz que a Megan é guerreira. Ela realmente foi e senti muita compaixão dela quando ela foi tão humilhada pelo Rolf. Enganada. Maltratada. A achei uma tola por perdoá-lo, pois, para mim, ele merecia ficar sozinho ou morrer (risos). Me senti muito decepcionada com ela. Mas ela é bastante forte e admiro isso. Nossa! Ela foi perfeita em muitos momentos. Digna. Orgulhosa. Adorei quando ela jogou a faca na direção dele.kkkkk...

Entendo o que você disse. A Megan realmente tinha seus motivos para perdoá-lo e ela o amava demais. Quem ama, pode perdoar. O amor faz isso. Mas meu coração sempre vai lamentar por ela não ter ficado com alguém que realmente fosse digno dela. O Rolf a humilhou demais. Ele foi até o fim com sua vingança. Eu não consegui perdoá-lo.


Bjs!

Luna disse...

Olá Gardênia!


Sei como é essa sensação. Esse livro deixou algo bem negativo em mim também. Um... nojo. Revolta. A história seria muito boa se o Rolf não fosse um monstro. A Megan não merecia ficar com alguém que lhe fez tanto mal.

Bjs!

Anônimo disse...

Eu gostei do livro,mais seria bom se ele sofresse um pouquinho né.

❥ ☥ ❥ Raíssa ❞ disse...

Bem que diz que o gosto vai de cada um.. Eu AMEI esse livre, na verdade amo td que a Sophia escreve é sempre tão intenso... mas gosto é gosto né? Minha mãe q é um porre pra ler ADOROU e outras amigas q visitaram minhas estante tbm... mas como disse... gosto vai de cada um. E compreendo tbm q vc não é chegada em históricos, da msm forma que eu não morro de paixão pelos livros da meyer de certa forma já pegamos com um certo preconceito livros com temas q não gostamos ou autoras... é normal! ^^

Luna disse...

Olá, Raíssa!

Sim. Realmente gosto é gosto e embora eu odeie esse livro, respeito a opinião de quem o ama. E reconheço que a autora escreve muito bem e com intensidade. Eu decidi não ler mais livros dela porque o ódio que eu senti por Amor e Vingança foi forte demais. Fiquei com muito medo de ler outros livros dela.

Porém, não peguei esse livro já com preconceito por ele ser histórico. Na época em que li o livro, eu quase tinha superado o meu problema com históricos e já tinha lido vários livros históricos lindíssimos. Inesquecíveis. Sou louca pelos livros da Candace Camp, que só escreve livros históricos. Amo os históricos da Judith McNaught, Celeste Bradley, amo e odeio as histórias da Johanna Lindsey, as histórias da Kathleen E. Woodiwiss também me conquistaram, da Hannah Howell, Florencia Bonelli que sabe bem como escrever um histórico pesado também me conquistou demais. Eu hoje em dia AMO históricos. Mas minha opinião sobre esse livro não mudou. Mesmo se ele fosse contemporâneo, eu o odiaria. Mas sei que várias outras meninas o amam e eu respeito isso. Existem livros que eu amo e são odiados por outras meninas.rsrs... Meu ódio por Amor e Vingança não foi por ter preconceito de históricos.


Bjs!

Mari disse...

Nossa Luna, ri muito lendo sua resenha aqui. Eu também senti toda essa raiva do Rolf e terminei o livro querendo que ele tivesse sido esfolado vivo, mas ao contrário de você, não achei o livro um lixo. Ele é muito bem escrito sim, só que infelizmente a autora conseguiu criar um "mocinho" que age todo o tempo como um vilão e em nenhum momento ele sofre algo para se redimir pelas crueldades que cometeu.

E eu sei que você falou que nunca mais iria ler nada dessa autora, mas não vou resistir a defender os outros livros da série Blackthorn.

O livro do desgraçado do Rolf - é assim que chamam ele no blog da Lilith, para ver que o livro é bem polêmico mesmo - é o terceiro de uma série, onde o primeiro livro conta a história de Damron e o segundo o de Mereck, primos de Meghan.

E Luna, os primos dela são maravilhosos, o tipo de mocinho apaixonado e apaixonante, tanto que li esses livros há mais de dois anos e ainda suspiro pelo Damron ai ai, rsrs

Tenho certeza que se você os lesse, perdoaria a autora por essa aberração de mocinho que ela criou em Amor e Vingança. Não fica zangada comigo tá?

Beijos, e parabéns pelas suas resenhas.

Luna disse...

Olá, Mari!

Concordo que a autora escreve bem. Ela não nos deixa indiferente e seu livro realmente me prendeu. O Rolf foi o problema.kkkkk... Ele fez eu considerar o livro um "lixo". :( Por que ele teve que existir?! Se ao menos ele tivesse morrido no final...


kkkkkkkkk... Claro que não fico zangada! Qual o nome dos livros?! Acho que eu fui radical demais ao dizer que nunca mais leria nada da autora. Mas... sinceramente?! Só de pensar em ler outro livro dela eu fico em pânico.kkkkk... O tempo passou e eu não esqueci as crueldades do Rolf.


Mas vou colocar os livros na lista. :D Talvez (não estou prometendo nada.rsrs...) eu os leia. Acho que não é certo eu julgar todos os livros da autora por um só. Já fazia tempo que eu estava pensando que tinha sido radical demais.rsrs...


Obrigada pelas indicações! :)


Bjs!

Mari disse...

Ah, não precisa entrar em pânico não com o Damron e o Mereck, eles são incapazes de maltratar suas amadas.

Os livros são Um amor infinito, que é o primeiro livro da série e que conta a história de Damron, e outro é O guerreiro sem alma, sobre a história de Mereck.

Quem sabe esses dois lindões aí compensem a existência do maldito do Rolf né?

PS: só cuida para não pegar Torrentes da Paixão, que é uma versão resumida e retalhada de Um amor infinito que a Nova Cultural lançou na série Sabrina.





Luna disse...

kkkkkkkkk...


Dica anotada! :) Mas como disse, não prometo que lerei os livros, Mari.rsrs... Ainda não sei.kkk... Mas já coloquei na lista. Quem sabe não aparece um dia em que eu esteja com muita coragem? :D


Bjs e ótimo final de semana!

Alana disse...

Olá Luna... Menina vc falou tão, mais tão "bem" desse livro que mim deu vontade de ler p saber melhor todos os detalhes mas acho q nao vou perder meu tempo com tantos livros bons q tem aqii kkkkkkk
obrigada pela informação pq antes de ler sua resenha achei q seria um livro legal rsrs mas mim enganeii...
bjuss

Luna disse...

kkkkkkkkkkkk...


De nada, Alana! :) Mas é só minha opinião, querida. Existem pessoas que adoram o livro. Eu faço parte do grupo que odeia.kkkkkkk..


Bjs!

Alana disse...

kkkkkkkkkkk aah mas se amoo os q vc gosta entao vou tbm vou odiar os q nao gosta rsrsrsr ;)


Bjiim!!!

Anônimo disse...

Oi Luna,
Nossa, eu estava procurando romances na internet e li essa sua resenha.... Sem palavras, perdi até a vontade de ler romances históricos como vc.... e olha que essa não é a primeira vez que isso me acontece, e quando aconteceu a última vez, eu achei uma série maravilhosa chamada Medieval da Elizabeth Lowell....

Os 3 livros da série são mto lindos, comicamente previsíveis.

(spoiler)

Nos dois primeiros, os mocinhos não acreditam na ''inocencia'' das mocinhas e elas são puras, no último livro, todos acreditam na pureza da mocinha e é o único em que ela não é virgem (confesso que ri muito)

(fim do spoiler)

Eu amo essa série, confesso que já li mais de uma vez e não me arrependo, sempre que me frustro com romances históricos volto a ler essa série ^^

Luna disse...

Olá!


Pois é. Esse tipo de história mancha a imagem dos romances históricos, que são romances lindos e não merecem que Amor e Vingança exista.rsrs... Eu hoje em dia sou completamente louca pelos romances históricos! :D

rsrsrs... Muito obrigada pela indicação! Já coloquei na lista! :)


Bjs!


P.S.: Já conhece os livros da Candace Camp e da Judith McNaught? Aposto que você iria amá-los! :D

Lucila disse...

Luna querida,
Li um livro que lembrei de você todo o tempo. Fiquei imaginando seus comentários. Ele mistura um pouco do Rolf (aliás o mocinho é Rolfe), do Ráfaga, do Brandon, mas que passa por uma dor interna, um sofrimento que compensa a Leitura.
O livro é O Conquistador - Brenda Joyce. Uma leitura bem gostosa, e o livro te prende muito.
Adoraria ver sua resenha.
beijo no coração

Luna disse...

Olá, Lucila!


Eu fiquei interessada depois de ler o que você escreveu! Tudo bem que não é muito agradável o fato dele se parecer com o Rolf e ter o mesmo nome dele (kkkkkk...), mas você disse que ele também se parece com o Ráfaga e o Brandon e o principal é que pelo o que eu entendi, ele sofre muito, paga por seus erros. Quero ler o livro! :) Já coloquei na lista e assim que eu tiver a oportunidade de lê-lo, publicarei a resenha aqui. Muito obrigada pela indicação, querida. :D

Bjs e obrigada pelo carinho!

Ana Teixeira disse...

Luna você resumiu tudo do livro !! Pena que não vi seu resumo antes porque li o livro. GENTE quase chorei na parte quando o CRÁPULA anunciou o casamento com a outra nessa a mocinha grita NÂOOOOOO que horror essa parte ta marcada!!!!

Luna disse...

Olá, Ana!

É realmente uma cena terrível! Ainda me lembro da tal cena e sinto de novo todo o o ódio que esse canalha-miserável-dos infernos me provocou! Ele não vale um centavo e nem sequer sabe se redimir.

Uma pena que você tenha lido essa porcaria. :(

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.delua@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.