O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sábado, 12 de fevereiro de 2011

A Vingança - Miranda Lee


1º Livro da Série Clube do Pôquer

 
Dominique é a esposa que todo homem sonha ter: bonita, sexy e somente interessada no prazer de seu marido, Charles Brandon, um dos maiores magnatas de Sydney. E ele está hipnotizado pelos encantos de Dominique. Mas, ao que tudo indica, ela se casou por dinheiro, e não por amor. Charles fica arrasado... e furioso! Só que ele não está preparado para abrir mão de sua mulher... não antes que sua paixão por ela tenha sido saciada... e a vingança, consumada!

 
 
Palavras de uma leitora...
 
 
- Bem... Nem sei por onde começar... O certo seria começar pelo início, mas o fim do livro é tão... emocionante! As coisas que acontecem no final: a fuga da mocinha, a carta, o desespero do mocinho, o arrependimento do Rico, a ida ao cemitério, o reencontro entre pai e filha, as verdades reveladas... Me tocaram muito. Impossível não se emocionar... A reta final do livro é intensa, mas a parte que mais me tocou foi a do cemitério... Quando a mocinha chegou ali e começou a pedir perdão pra mãe... eu não aguentei. Foi uma cena forte, cheia de dor e arrependimento. A mãe da mocinha teve câncer. Ela passou anos e anos sofrendo até que finalmente tudo acabou. A Dominique foi quem esteve ao lado da mãe o tempo todo vendo, dia após dia, sua mãe indo embora... Ela não passava de uma adolescente na época e teve que amadurecer de forma cruel. Imagina como ela não se sentiu sozinha, com medo... Sua mãe estava morrendo e ela não podia fazer nada para salvá-la. E ainda por cima, seu pai, que deveria estar apoiando-a e cuidando de sua mãe, era um covarde que preferia passar o dia inteiro bêbado.

Com o passar do livro eu descobri que o pai da Dominique não era o responsável pela doença da mãe dela. No início eu achava que fosse. Mas eu ainda o considero responsável, pelo menos em parte. Aquele covarde podia não ter feito nada que fizesse a mãe da Dominique entrar em depressão e em seguida ter aquela doença horrível, mas ele também não ajudou a evitá-la. Foi um completo fraco e não sei se ele merecia receber perdão tão fácil. Tinha que sofrer um pouco mais, pelo menos. Se ele realmente amasse a esposa como dizia amar, teria levado ela nem que fosse à força ao médico. Teria gritado ou feito qualquer outra coisa que a fizesse reagir. Ela estava se entregando, mas ele, como o homem no qual ela confiava e amava, deveria ter lutado por ela. A Tess não queria estar doente, mas ela tinha medo. Um medo muito grande. Que era uma doença que foi provocada por um trauma. Trauma esse que não foi tratado.
 
A mãe da Dominique passou por uma situação traumatizante que a fez ter um medo excessivo de tudo. E o medo, normalmente, impede a pessoa de andar pra frente. A Tess se entregou. Desistiu, pois tinha medo de enfrentar. Ela precisava de ajuda, gente! Mas aquele covarde infeliz não fez nada! Tudo que ele fez foi encher a cara! Como eu o detestei! Sei muito bem que ninguém é igual. Há pessoas que não conseguem lidar com um determinado problema. Que tem gente que se afoga na bebida, pois não tem forças para ajudar alguém que ama... entre outras coisas. Mas eu não consigo entendê-lo. Uma pessoa que ama, normalmente, faz até o impossível para ver quem ama bem. Não consigo imaginar um ser humano vendo a pessoa amada se matando aos poucos e não fazer nada. Nem que seja gritar, brigar... alguma coisa vai fazer. Mas ele desistiu. Deixou a Tess ir se entregando cada vez mais até o momento que ela descobriu que estava com câncer. Ele não procurou um médico, não fez nada... só lhe deu morfina para diminuir as dores... Não sei se sou capaz de perdoá-lo. Ele deixou a mãe da Dominique morrer e ainda ajudou a destruir a adolescência da filha. Tudo bem... Ele não era forte. Mas a Dominique era obrigada a ser? Uma adolescente?! Enfim... Mas vamos falar do casal principal do livro agora...

- Comecei a resenha falando um pouco do final do livro. A morte da Tess foi uma tragédia na história, me afetou etc, etc... Mas o que isso tem a ver com a história? Tudo bem... Foi uma fatalidade, tem a ver com a mocinha e tudo o mais... Mas influencia os personagens? A história? Sim! Foi justamente o trauma causado pela morte trágica da mãe da Dominique que a fez escolher um caminho errado, provocou o encontro entre o casal e também a separação deles. A Dominique foi muito afetada por essa tragédia. E ela também não recebeu ajuda. Culpava o pai pela morte da mãe, culpava a falta de dinheiro... Acho que em parte, ela estava certa. O pai dela teve uma enorme parcela de culpa. Era culpado pelo fato de não ter ajudado a Tess a reagir. Pelo contrário, se embriagava, fazendo a esposa ficar ainda mais deprimida. E a falta de dinheiro ajudou também, pois ela, provavelmente, ficou ainda mais infeliz ao não conseguir dar tudo que desejava pra filha. Saber que eles estavam quase passando fome e que o marido gastava o pouco que tinham com bebida, só contribuiu para afundá-la. O pai da Dominique não fazia nada. Era para ele ter procurado um emprego. Pode até ser muito difícil e realmente é, mas não é impossível. E a desculpa dele não me convenceu... Enfim... A Dominique fez coisas muito erradas por causa da revolta que sentia pela morte da mãe. Como disse, ela culpava o pai e a falta de dinheiro. E por esse motivo, ela resolveu se transformar numa golpista...

- O quê???!!! Isso mesmo que vocês entenderam. Essa é uma história diferente. A mocinha dessa vez não é acusada de algo que não fez. Ela foi acusada de ser uma golpista e realmente era uma. Ela estudou durante anos, investiu na beleza... e tudo para conseguir um marido rico. Viveu fingindo, alimentando o ódio pelo pai e caçando um marido rico. Quando eu soube disso, quando o livro disse que ela realmente era esse tipo de pessoa... fiquei furiosa. Irritada com ela. Mas aí eu não sabia do passado dela, não sabia das outras coisas que o livro revela com o passar da história... Fiz algo que fazemos as vezes: julguei precipitadamente. Eu condenei a mocinha antes de conhecer todos os seus motivos e se ela realmente era tudo aquilo. Mas eu não a detestei por muito tempo, não. O mocinho evitou isso. Porque quando ele começou a se vingar, na mesma noite em que soube do passado dela, minha raiva foi direcionada pra ele. Não gostei nada do modo que ele pretendia se vingar. E fiquei com muita raiva. O que o salvou foi o fato dele tranformar a vingança num ato de amor, foi ele se deixar levar pelo amor que sentia pela mocinha.

- Bem... Mas antes de continuar falando da história, é melhor fazer um pequeno resumo...


Um pequeno resumo:


Ela não passava de uma menina infeliz. Estava machucada e sozinha. Só queria que a dor diminuísse, só queria que alguém pagasse pela morte da sua mãe... e acabou castigando a si mesma.

Aos dezoito anos, Dominique partiu da pequena cidade na qual morava com o único objetivo de lutar para conseguir um marido rico. Havia acabado de perder a mãe e sua revolta era imensa. Ela culpava o pai e falta de dinheiro pela morte da mãe e decidiu que não teria o mesmo fim que sua mãe teve. Não amaria. Não seria tola o suficiente para se deixar destruir pelo amor. Ela se casaria por dinheiro, pois assim nunca mais seria pobre e estaria segura.

Durante anos Dominique fez vários cursos e cuidou da sua incrível beleza. Dormiu com alguns homens e foi endurecendo ainda mais seu coração com o passar do tempo e, aos vinte e seis anos, finalmente teve a oportunidade de realizar seu desejo.

Ela começou a trabalhar para um homem rico, bonito e que, ela acreditava, cairia aos seus pés. O que em parte aconteceu. Dominique e ele tiveram um caso durante um tempo. Ele lhe prometeu o mundo e ela acreditou nele. Mas depois de se divertir bastante com ela... ele simplesmente a dispensou para se casar com outra.

Dominique ficou furiosa por seu plano ter falhado e ela ter acabado sendo a vítima, mas não desistiu. Mudou mais uma vez de cidade, indo morar agora em Sidney, onde selecionou seu próximo alvo. Mas ela tinha mais exigências agora. Essa pessoa não poderia ser muito jovem e nem muito bonito. Tinha que ser inseguro o suficiente para se sentir mais do que honrado em ver uma jovem de beleza impressionante, supostamente apaixonada por ele. E decidiu quem seria sua vítima agora: Charles Brandon.

Pela foto, ele era o alvo perfeito. Tinha quarenta anos, era um homem muito bem sucedido e não era muito bonito. Dominique o escolheu, enviou seu currículo para a empresa dele, foi escolhida, pois era uma profissional competente e com ótimas referências... e partiu para o ataque.

Ela não o conheceu pessoalmente logo que começou a trabalhar na empresa. Mas o encontro inevitável estava marcado para acontecer durante uma festa da empresa. Dominique se produziu toda e chegou na festa disposta a conquistar seu chefe... mas ela não contava com um pequeno detalhe: o risco de acabar vítima de sua própria armadilha.

Ao vê-lo pessoalmente, ela se sentiu perdida. Ao olhá-lo, algo começou a se modificar dentro dela... O amor foi surgindo e os fantasmas do passado foram sendo vencidos. Bastou apenas um olhar para isso acontecer, pois Charles era justamente a pessoa que iria libertá-la, que iria salvá-la dela mesma e lhe mostrar que o amor nem sempre machucava. E dando-se conta do perigo de perder seu coração, Dominique bateu em retirada.

Só que ela já estava completamente perdida. Charles não a deixaria escapar tão fácil e, em pouco tempo, eles estavam casados.

Dominique agora tinha tudo que desejou durante quase dez anos: muito dinheiro. Mas ela também tinha o que mais precisava. Tinha o amor incondicional de seu marido e era tratada como nunca imaginou que seria na vida. Ela se sentia amada, protegida e querida. Estava feliz...

Porém, ela começou esse casamento com mentiras e em algum momento a verdade teria que aparecer. E apareceu mais cedo do que ela podia imaginar...

Como será que esse casamento poderá sobreviver depois que Charles descobrir quem sua esposa realmente era e começar a se vingar? Será que o amor será suficiente?


- Bem... Quando o livro começa, o casal já está casado. Estão terminando a lua-de-mel. Ambos se amam e sabem que são correspondidos. E ao contrário do que possam estar pensando, a Dominique não casou com o Charles por interesse. Ela realmente era uma caça-dotes antes, mas ao conhecer o Charles ela começou a se transformar. Ela o amou antes de se casar com ele e por isso fugiu. Quando o viu pela primeira vez pessoalmente, ela se sentiu muito "ligada" a ele e naquele momento, desistiu de tê-lo como alvo e foi embora. Mas o Charles foi atrás dela e ficou perturbando-a até que ela se rendeu. Foi ele que deu em cima dela e a pediu em casamento quando nem a conhecia direito. Ela aceitou se casar com ele, mas, gente, não foi por dinheiro. Ela realmente já o amava. Bem... agora que deixei isso claro, podemos continuar...

- Os problemas do casal começam logo no início do livro. Charles tem um amigo que é superprotetor e decidiu investigar o passado da Dominique enquanto eles estavam em lua-de-mel. Quando Charles se reencontra com esse amigo (o nome do infeliz é Rico), o infeliz revela tudo que o detetive particular descobriu sobre Dominique. Coisas horríveis e mais ou menos verdadeiras. Ele enche a cabeça do Charles dizendo que ela não valia nada, que só havia se casado com ele por dinheiro e que fingia que o amava. Charles ficou destruído. E... Aí eu paro de falar sobre o livro...rsrs... Já falei demais. Expliquei porque a Dominique vira uma caça-dotes, revelei inclusive que ela realmente era uma golpista... Enfim... contei muito da história. Eu não tenho o direito de contar tudo! Vai ser muito melhor se vocês descobrirem sozinhos o que acontece depois que Charles descobre os segredos da Dominique. Já disse que vai ter vingança e isso é óbvio, pois o título mesmo diz isso... mas não vou dizer mais nada. Sei que também já revelei que o casal irá se separar, mas muita coisa vai acontecer antes disso.

- O livro é lindo! Simplesmente lindo! E o final nos faz chorar. Tem muita emoção, muito amor, dor, arrependimento. Eu me apaixonei perdidamente pelo livro e com certeza o lerei de novo quando tiver tempo. É uma história de amor incrível que merece mais do que cinco estrelas. O livro é cheio de amor e ambos se ferem muito, mas não desistem um do outro. A Dominique errou. Errou muito, mas o inferno no qual viveu durante os dez anos em que nutriu todo aquele rancor e ambição, foi castigo mais do que suficiente. Ela era infeliz e estava muito machucada. Tinha perdido quem mais amava e não tinha ninguém que lhe estendesse a mão e mostrasse que nem todas as pessoas eram mais e egoístas. Que existiam aquelas que se importavam com as outras, que o amor existia... Somente quando conheceu o Charles, ela descobriu isso. Ele lhe mostrou o que era o amor, a protegeu e lhe deu forças para abandonar de vez o passado. Ela passou a desejar somente ser feliz ao lado dele, passou a desejar ser mãe... coisa que ela não queria antes. Ela mudou muito. O Charles a salvou. E eu achei tudo muito lindo. E o final do livro é perfeito! Não podia desejar nada melhor.

Acompanhe um pequeno trecho:

— Não há mas ... — rangeu os dentes. — Quando me casei com você, casei com você na alegria e na tristeza, na riqueza e na pobreza, na doença e na saúde até que a morte nos separe. Aquele relatório foi um desastre, mas eu não vou me divorciar de você, Dominique. Eu amo você. Sempre vou amar, não importa o que aconteça. Se você realmente me ama, então voltará para casa comigo. Hoje. Porque não posso suportar outro dia sem você. E nem Rusty. Nós dois ansiamos por você, minha querida. Precisamos de você. Volte para casa comigo. Mas antes ... somente venha aqui. — E se esticou para abraçá-la.

Dominique desatou a chorar e depois caiu nos braços do marido.

Ele a amparou e a abraçou até que ela não tivesse mais forças para chorar.

— Sem mais lágrimas agora — ordenou. — Vamos para casa juntos e vamos ser felizes na nossa casa feliz."
 
- Eu acho esse trecho muito lindo. E se passa num momento em que a Dominique mais necessitava de apoio. O Charles é um dos mocinhos mais maravilhosos que eu já vi. Ele sabe o que é amar, é sensível e perfeito! Também sofreu traumas quando era bem jovem (não vou contar o que foi que aconteceu no passado dele), mas ele foi mais forte do que a mocinha. Não escolheu seguir nenhum caminho errado e não deixou de acreditar no amor. E ele acreditou nela. Só isso já é muito emocionante. O que ele fez por ela... Nossa! Ele se tornou um dos meus preferidos... Enfim... Quem é Rusty? rsrs... É a gatinha que a Dominique adotou. Quando a mocinha partiu e a deixou com o Charles, a gatinha ficou rebelde e fez greve de fome...rsrs... A Rusty a amou desde o momento em que a mocinha a abrigou em seus braços. E isso prova tbm que a mocinha não é má. Se ela fosse má não seria querida por várias pessoas. Até mesmo os homens que ela supostamente apenas usou... Até mesmo eles não guardavam ressentimento dela. Acho que se tivessem oportunidade, iriam desejar se casar com ela. Eles queriam que ela fosse feliz de verdade. Gostavam dela. Nossa mocinha nunca foi má. Ela estava perdida e só precisava de alguém que a fizesse encontrar seu lugar no mundo. Alguém que a ajudasse...
 
- E o que falar do Rico???!!! Esse tal amigo do Charles me irritou profundamente. Era um intrometido que julgou a mocinha baseado somente na própria experiência de vida. Só porque a esposa dele era uma golpista em todos os sentidos, ele pensava que a mocinha também era. Quando a condenou, ele ainda não tinha provas contra ela. Ele a julgou só porque ela não era rica e o casal havia se casado muito rápido. O que ele tinha a ver com isso? Nada! Tinha que tomar conta da própria vida, mas não! Teve que se meter onde não havia sido chamado... Mas eu o perdoei no final da história por dois motivos: ele ficou arrasado quando a mocinha foi embora. Nesse momento ele percebeu o quanto estava errado. O quanto tinha sido injusto com ela. Olhando só para as provas no papel, mas não enxergando a pessoa que ela realmente passou a ser quando conheceu o Charles. Ela tão óbvio que ela amava o marido. Todos os percebiam. Até mesmo o Charles. Só o Rico não enxergava isso. Quando ele percebeu o quanto foi cruel com ela, ficou muito arrasado. O segundo motivo, é que a Renée parou de falar com ele....rsrsrs.... Esse foi um grande castigo. Ele mereceu! rsrs... Quem é Renée? Uma das integrantes do Clube do Pôquer. Ela protagoniza juntamente com o Rico, o segundo livro dessa série. Nesse primeiro livro já percebemos o quanto eles se amam ou se odeiam...rsrs... Enfim... A Renée fica furiosa com ele pelo que o intrometido havia feito e decidi não se dignar a lhe dirigir a palavra. Ele fica ainda mais arrasado, coitadinho! rsrs... Eu gostei muito disso. Ele merecia sofrer pelo menos um pouco. Assim ele aprende a não ser tão cruel com as pessoas. Mas eu até que sinto um pouco de compaixão por ele. É mais um traumatizado na vida...
 
- Bem... É isso. Eu amei o livro! Muito! Estou completamente apaixonada pela história e a recomendo pra todos! É um livro que vale muito a pena ser lido. E peço que não julguem a mocinha sem conhecê-la antes. Ela merece uma chance, ok?
 
- Essa é uma série de amigos que tem uma paixão em comum: o pôquer. Toda sexta-feira eles se encontram para jogar. E isso já dura mais de cinco anos. São quatro amigos: Charles, Rico (o intrometido...rsrs...), Renée (uma viúva rica e que se sente atraída pelo Rico) e o sheik Ali. Todos os amigos tem suas próprias histórias:
 
A Vingança
Amante por um Mês (Rico e Renée)
A Indomada e o Sheik (Ali e Charmaine)
 
- Esse livro foi uma indicação. O problema é que eu não lembro de quem, infelizmente. Eu acho que foi uma menina de um dos grupos do qual participo. Tenho quase certeza de que foi isso. Não lembro como foi que começamos a falar dessa autora, mas acho que foi ela que me indicou esse livro. O problema é que a gente não era amiga e não conversamos mais desde o dia em que falamos sobre a Miranda Lee. Na verdade, tenho certeza de que foi essa pessoa que me indicou esse livro, mas eu não lembro do nome dela. Vou procurar entre os emails. Quando eu achar o email dela, coloco o nome aqui. Mesmo assim, agradeço muito a essa pessoa! Foi muito bom ler esse livro. Maravilhoso, na verdade! Muito obrigada! E também tenho que agradecer a Laila, pois ela citou recentemente alguns livros que a emocionaram e esse livro estava entre eles. Ela me fez lembrar que eu tinha esse livro na lista. Muito obrigada, Laila!
 
- Enfim... Eu não pretendia...rsrs... Mas depois de ler um livro tão incrível quero continuar lendo a série. Por isso, o próximo livro que lerei será Amante por um Mês. Espero não me aborrecer muito com o Rico...

- Gente! Eu e a Monica resolvemos ler esse livro quase ao mesmo tempo e ela tbm fez alguns comentários sobre o livro durante a leitura. Segue abaixo alguns de seus comentários:

"Acabei de chegar na parte em que o amigo Rico conta a verdade sobre a Domiic.Acho que é a primeira vez que leio um livro em que a mocinha realmente é culpada...ela realmente iniciou tudo de forma calculada como uma golpista,como tantas que vimos em muitos livros,as secretárias querendo agarrar o chefe e complicando a vida da mocinha e por aí vai,ou seja todas as que tratamos por víboras e que agora temos o outro lado da moeda,o motivo de algumas serem assim.Enfim, como eu disse eu comecei a ler este livros 2 vezes e por algum motivo parei as duas vezes logo no começo,ou seja nunca cheguei na fase em que estou agora.Portanto estou muito interessada em saber como o Charles irá se vingar e como eu irei me comportar com relação a tudo isso,porque dessa vez a mocinha merece a lição e vai ser muito complicado pra ela fazer com que ele a perdoe e acredite que foi assim no começo e ela se arrepende,mas que no decorrer do processo e muito antes do casamento ela já estava apaixonada por ele e não pelo dinheiro.Eu acho que ele vai fazer ela comer o pão que o diabo amassou,aí Deus como vai ser,será que vamos dar razão a ele?,será que vamos ficar com pena da mocinha,pois conhecemos os verdadeiros sentimentos dela por ele e os reais motivos para o seu comportamento inicial?



Estou aflita e com muita pressa de chegar ao final da leitura.Ah!! não podemos no esquecer da amizade do Charles com o Rico,como vai ficar depois disso tudo,ele continuará cético com a relação a Dominic? A amizade vai continuar?Perguntas,perguntas...."
 
 
"Estou chocada!!! Eu pensei que ele fosse partir para uma vingança em que a humilhação seria a base de tudo.Sobretudo humilhações de caracter sexual.Pensei que iria flertar com outras mulheres,enfim alguma coisa do tipo,mas a menos que ele mude a estratégia ele vai começar a fazer o que eu nunca suspeitaria e ele tem todo o meu respeito.To amando esse mocinho e odiando o Rico rsrsrsr... apesar de entender os motivos,mas acho que ele agiu mais por amargura e talvez até um pouco de inveja do que por amizade.Digo inveja porque como a mulher dele não agiu correctamente não suportou o facto de ter o amigo com uma mulher que o amasse de verdade,não suportou ou não acreditou.Agora o Charles optar por conhece-lá melhor,por se mostrar a ela e manter o casamento,é a maior prova do amor dele por ela,realmente é amor,só não sei como as coisas vão se dar,porque uma hora ela vai saber do relatório,o como será? terá vergonha e vai fugir? Não sei,mas esse livro promete e estou muito interessada em ler o livro que conta a história do Ali e curiosamente não fiquei nem um pouco interessada no livro que contará o romance de Rico e Renee rsrsrrsrsrsr..."
 
- Obs: perceberam que o Rico não é muito querido durante boa parte do livro, não é? Eu o desprezei, a Monica o desprezou... Aposto que terá mais leitores que ficarão com muita raiva dele... Mas no final ele ganha um pouco nossos corações. :)
 
"Acabei agora de ler A Vingança,chorei muito quando li a carta dela,nossa!!! Chorei muito quando eles se encontraram no cemitério e depois quando o pai apareceu!!! Ainda estou muito emocionada e com dor de cabeça depois de chorar tanto.Esse livro foi uma surpresa incrível.Nunca poderia imaginar um livro tão intenso e cheio de emoção.A dor,a sensação de traição,o amor acima de tudo,depois a perda e finalmente o reencontro e o perdão.Um amor digno de ser celebrado e eu estou tão feliz por ter lido esse livro e tão desapontada comigo por ter iniciado a leitura por duas vezes e sem motivo ter desistido.Que livro incrível!!! Espero que você também tenha gostado,eu estou encantada,foi o amor mais altruísta,sincero e intenso que eu vi.E também perdoei o Rico e já começo a ter vontade de saber como será o livro dele com a Rennee."
 
- Que carta é essa?! Bem... Se vcs lerem o livro (risos) saberão do que se trata. É linda! A Dominique colocou seu coração naquelas páginas e o nosso pobre Charles ficou arrasado. Como disse, o final desse livro é intenso. E que bom que não fui a única a chorar, viu?! Isso prova que eu não tenho nenhum problema...rsrs... Portanto, preparem vcs tbm os lenços, pois vão precisar! Ah! E se não me engano, a Laila tbm chorou com o livro!






3 comentários:

Lulu Sempre Romantica disse...

Eu li os 3 livros da série e realmente nos faz chorar, apesar que eu gostei mas do 2º livro.

Beijos

Tatinha disse...

Comecei a ler esse livro somente hoje, depois de ler seus comentários. Adorei seu blog, estou seguindo a partir de hoje...Um abraço Tatiana

Luna disse...

Olá Tatiana!


Seja bem-vinda! :)


Espero que você goste do livro. Eu o amei e ainda consigo lembrar da história. Achei a mocinha bastante humana, bastante solitária tbm até conhecer o Charles. E a história de amor deles é linda!


Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.delua@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.