O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

domingo, 6 de junho de 2010

Paixão Insaciável - Lynne Graham

Kitty tinha fugido de seu lar para aliviar a dor que Jack lhe tinha causado. Agora, de regresso em Mirsby para assistir ao funeral de sua avó, a garota estava decidida a esquecer seu passado. Depois de tudo, tinha começado uma nova vida.....
Por que, então, seus bons desejos se esfumaram, quando reviu a Jake?

Palavras de uma leitora...

Essa pequena sinopse que encontrei na internet é muito mentirosa. Kitty não fugiu de seu lar, na verdade ela nem tinha um lar, ela foi expulsa de lá. E recebeu ordens de nunca voltar. E não voltou para o funeral da avó, na verdade já havia passado um mês que ela morreu.

Senti tanto ódio de Jake que pensei que ele seria o único mocinho-vilão da Lynne que eu não seria capaz de perdoar. Só bem no finalzinho a gente entende o que motivou verdadeiramente Jake a se afastar de Kitty. Confesso que é chocante, pelo menos para mim foi.

Como sempre... Os pais e outros parentes têm resposabilidade na infelicidade das personagens principais. No caso desse livro, têm responsabilidade na infelicidade de Kitty e Jake.

Um pequeno resumo:

Kitty nunca soube o que é ter uma famiília ou receber carinho. Nem chegou a conhecer sua mãe, que morreu quando ela nasceu. Não sabia quem era seu pai e foi criada por seus avós maternos. Eles eram duas pessoas amarguradas que não tinham nenhum amor para dar à ninguém. Kitty era solitária, tímida e carente... E a amizade de Jake, quando ela tinha só cinco anos, a surpreendeu e assustou. Ele foi conquistando sua confiança aos poucos e quando Kitty deu por si, já estava totalmente dependente dele. Mal podia respirar sem ele. E depois de uma festa de Ano Novo, na qual Jake bebeu além da conta, viveu sua primeira experiência sexual. Embora tenha sentido mais dor do que prazer, não se importou. Daria tudo para ser eternamente de Jake... Mas a dura realidade a recebeu de braços, ou melhor, garras abertas. Jake não a queria. A noite de amor nada significou para ele. Ele se afastou dela e se casou com outra, uma mulher que pertencia a mesma classe social que ele. Kitty era muito jovem e inocente. Não sabia como sair da situação na qual se encontrava: estava grávida. Mas seu avós decidiram resolver a situação: expulsaram-na de casa e disseram para ela nunca mais voltar...

Oito anos depois, Kitty estava de volta para visitar o cemitério onde jazia sua família e para visitar sua propriedade: a casa dos Tarrant. Que agora pertencia a ela. Que irônico, Kitty, que outrora não podia nem pisar na casa da família de Jake, agora ser dona de tudo.
O reencontro com Jake provou que nem o tempo poderia destruir todo o amor que ela ainda sentia por ele. Ela o amava e odiava ao mesmo tempo. Ele havia destruído sua vida e seus sonhos... 

Jake, pensa o pior de Kitty, mesmo assim a quer em sua cama. O tempo não pôde apagar o intenso desejo que sente pelo corpo dela... E tê-la por um tempo não é suficiente para fazê-lo saciar seu desejo... A quer para sempre em sua vida e não aceitará um não como resposta. Será que ainda há tempo para eles? Será que Jake merece o amor de Kitty depois de ter se casado com outra, depois de roubar sua virgindade e destruído a já destruída vida dela? Ela o amava e ele não se importou. Merece que ela se importe pelos sentimentos dele?

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.