O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

domingo, 29 de agosto de 2010

Forte Atração - Michelle Reid


4º Livro da Série Maridos Apaixonados

Ele queria ter sua esposa de volta a qualquer preço!

O magnata grego Leandros Petronades casara-se com Isabel no auge de uma paixão avassaladora. Mas, em um ano, a rotina do dia-a-dia fizera com que um casamento repleto de desejos e fantasias desmoronasse.

Três anos depois Leandros encontrou uma moça que daria uma esposa amável... bem diferente de Isabel! Então resolveu oficializar o divórcio. Mas reencontrar Isabel reacendeu a devastadora atração mútua que sentiam um pelo outro! Bastou trocarem o primeiro olhar para que o plano dele mudasse! Agora Leandros estava disposto a tudo para amansar sua teimosa esposa...

 
Palavras de uma leitora...
 
-Fica difícil decidir qual é o melhor livro da série. Até agora estou com dificuldade para fazer uma classificação, mas acho que, por enquanto, fica assim:
 
O Destino de um Sheik (por causa da impossibilidade de gravidez de Leona e a luta dos dois para ficarem juntos mesmo sofrendo);
 
Forte Atração (por causa da personalidade do casal e a luta dos dois para aprenderem a viver juntos);
 
Um Jeito Sedutor (por causa do jeito atrevido da Eve e de como o mocinho cai aos seus pés);
 
Labaredas da Paixão (por causa da determinação do casal para ficar juntos e contra todos se preciso. Eles não cedem à pressão).
 
-Todos esses livros são muito bons. Mas eu tinha que escolher só um para cada colocação. Quando eu ler "Paixão Oriental", provavelmente a ordem mudará... Mas todos esses livros são ótimos e especiais.
 
-Agora vamos falar de "Forte Atração"... O livro é fabuloso e divertido apesar de ter um toque de drama e até mesmo provocar raiva. Eu senti imensa vontade de estrangular o Leandros por causa de umas malditas frases que ele disse no momento que Isabel mais precisava de seu apoio. E claro que foi ele o principal responsável pelo fim do casamento. Mas vamos ao "um pequeno resumo" primeiro!
 
Um pequeno resumo:
 
Isabel é fotógrafa profissional e foi exatamente num de seus momentos relaxantes passeando pela cidade tirando fotos que o viu pela primeira vez e se apaixonou perdidamente. Os dois sequer esperaram um dia para irem para a cama. Naquele mesmo dia, fizeram amor como se a vida deles dependesse daquilo... E talvez dependesse...
 
Mas as coisas não foram uma maravilha para sempre. No momento que casaram, a incompatibilidade se fez presente. Eles podiam combinar perfeitamente enquanto faziam amor, mas fora da cama as coisas eram muito diferentes...
 
Leandros havia perdido o pai seis meses após o casamento e os problemas que o casal já tinha apenas se multiplicaram. Ele passava mais tempo fora de casa do que dentro dela e quando estava presente ou eles faziam amor ou ele ficava criticando o modo dela agir, falar e se vestir. A havia conhecido como ela era, mas queria transformá-la numa outra pessoa para poder agradar sua poderosa e horrível família.
 
Isabel se ressentia da pouca atenção que seu marido lhe dedicava e de como insistia em criticar tudo nela... exceto o sexo. Isabel percebeu que tudo que importava para ele era fazer sexo com ela. Ela não aceitaria aquela situação por muito tempo.... E mal sabia que uma tragédia provocaria logo, logo o fim do casamento.
 
A família de Leandros detestava Isabel e não fazia a mínima questão de esconder o fato. O sonho deles era vê-lo casado com a melhor amiga de sua irmã, Diantha. Diantha era uma moça adorável. Diantha tinha um bom nome. Diantha era organizada. Diantha adorava a família de Leandros. Diantha era como uma filha para a mãe de Leandros. Diantha era calma. Diantha sabia obedecer... Diantha, Diantha e Diantha!!!! Aquele nome se fazia sempre presente quando Isabel tinha que se encontrar com a família de seu marido. E até seu própri marido a achava melhor do que Isabel. Então, por que se casou com ela e não com a perfeita Diantha? Por causa do sexo maravilhoso que só tinha com ela... E isso não é motivo suficiente...
 
O casamento foi chegando cada vez mais perto do fim. Já não tinham a única coisa que os unia: o sexo. Se distanciaram e já não faziam mais amor. Não suportavam viver um perto do outro... Foi no meio dessa crise que Isabel descobriu que estava grávida. E como Leandros reagiu? Gritou e a culpou pela gravidez. Havia detestado saber que um filho crescia dentro de sua quase ex-esposa.
 
Isabel sofreu demais com a rejeição do marido e todo aquele estresse e sofrimento não tardaram a lhe arrancar aquele filho que ela tanto queria, mas que todos os outros rejeitavam. Dois meses e meio depois de descobrir que estava grávida, Isabel perdeu o bebê. A dor foi muito grande... Insuportável e o alívio de seu marido ao descobrir a perda da criança, foi a gota que fez o copo transbordar. Era o fim.
 
Isabel foi embora... Odiava o marido com todas as suas forças e não queria nunca mais vê-lo. Viveu sofrendo muito durante os três anos que se passaram, mas pelo menos não tinha que olhar para ele e ouvi-lo criticando-a sem parar. Ouvir sua família insultando-a em grego só por pensarem que ela não conhecia a língua, quando, na verdade, ela falava e entendia muito bem o idioma.
 
Mas a vida de Isabel promete piorar no momento que ela recebe a carta a convidando a ir até a Grécia para oficializar a separação porque seu adorado marido pretende finalmente se casar com a perfeita Diantha.
 
Isabel puxa toda coragem de dentro de si e resolve enfrentar a stiuação. Viaja para a Grécia e enfrenta mais uma vez Leandros.
 
O reencontro é eletrizante e rola até agressão física, que resulta no cancelamento do divórcio. Leandros decide que quer sua fera ao seu lado para sempre, mesmo achando que ela tinha dois amantes.
 
Embora tentem com todas as forças fazer com que essa segunda chance seja diferente, as coisas não prometem ser fáceis, pois há alguém tramando para separá-los a qualquer custo...
 
Será que dessa vez conseguirão unir forças ao invés de se distanciarem? Será que finalmente eles amadureceram?
 
-O casal briga do princípio ao fim. Até a penúltima página eles estão brigando. Isabel tem um gênio terrível, talvez até pior que o do marido...rsrsrs... Ela nunca facilita as coisas para ele. Mas temos que admitir que uma mulher fraquinha teria morrido por causa daquele arrogante. Ele teria destruído a vida de uma mulher que não tivesse o gênio da Isabel. Ele sabe ser muito cruel quando quer e até mesmo insensível quando as coisas não são como ele quer.
 
-Quando descobriu que Isabel estava grávida, ele não teve consideração e a culpou e gritou como se ela fosse a única responsável! Não queria o bebê e nem sequer tentou esconder o fato: "Como isso aconteceu? Você não acha que temos problemas bastantes sem um bebê?" ele gritou. E quando ela perdeu o bebê: "Ela era muito jovem. Ele não estava pronto. Aquilo foi o melhor". Ele matou o coração dela naquele instante.
 
E eu senti vontade de matá-lo. Quando eles se casaram, pediram para gravarem na aliança de cada um a seguinte frase: "Meu coração está aqui". O coração de Leandros estava com Isabel e o dela com ele. Ela foi carinhosa e cuidou do coração dele com todo o carinho, enquanto ele fez questão de destruir o dela. No lugar da Isabel nunca o teria perdoado por contribuir para a morte do bebê.
 
- Mas entendo que o amor é irracional e que o deles era muito forte e só poderiam continuar a respirar se estivessem juntos. Leandros estava fazendo o possível para mudar e ser um bom marido. Isabel não ia facilitar para ele, mas também não desejava a separação...
 
-Mas como eu disse, ela não tinha a mínima intenção de facilitar as coisas e esse trecho faz os leitores conhecerem um "pouquinho" do gênio dela: "Não tente me enganar! Eu deveria ir confrontá-la agora, só para me vingar de você. Deveria ir dar um tapa naquele rosto bonitinho e ameaçá-la por estar envolvida com meu homem! Talvez eu devesse fazer isso mesmo e deixar todo escalão de alto nível dessa droga de cidade saber que Isabel, sua assustadora prostituta, está de volta!"
 
-Brava, né? É o tipo de mocinha que mais gosto nos livros. E é o tipo de esposa que Leandros quer para sempre ao seu lado. Embora ele seja um idiota durante a maior parte do tempo, acho que é a pessoa certa para ela.
 
-Perdoei Leandros por rejeitar o bebê que Isabel perdeu, no instante que ele a fez enfrentar essa dor e confessou tudo que sentia com lágrimas nos olhos. Ele estava sofrendo pelo que tinha feito. Estava sofrendo muito e acho que já era o momento de os dois pararem de sofrer por algo que não podia ser mudado e tinham que seguir em frente.

2 comentários:

Beatriz Solano Pinzon disse...

Fiz uma primeira leitura do romance a princípio achei linda a estória, um amor bonito e muuuito complicado, mas o casal se amava muito, e principalmente o mocinho, poderia até parecer um ogro, mas era um cordeirinho nas mãos da amada, não desistiu e brigou por ela! Gostei, pra quem gosta de um romance light, cenas de amor na medida certa, recomendadíssimo.

Luna disse...

Olá, Beatriz!

Que bom que você gostou! É um dos meus livros preferidos desta autora! Amo demais!

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.