O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

A Mansão dos Segredos - Candace Camp


1º Livro da Trilogia dos Aincourt


Há várias gerações, terras e títulos de nobreza foram concedidos à família Aincourt pela sua lealdade ao rei. A antiga abadia Darkwater, no entanto, veio com uma maldição: nenhum Aincourt que a possuísse conheceria a felicidade.

Dylan Aincourt, conde de Ravenscar, jamais pediu permissão para ser o que é — um verdadeiro libertino. Renegado pelo pai, Dylan é feliz em sua existência amaldiçoada, vivendo-a de forma hedonista, gastando todo o dinheiro herdado e não dando a menor atenção à administração de Darkwater, à beira da ruína. Até que um dia, sua mãe implora para que ele recupere a fortuna e o nome da família e se case com uma rica herdeira americana. Acreditando ser apenas uma união no papel, Dylan concorda em casar-se com Madison. No entanto, o que ele não imagina é que esta estrangeira decidida e autêntica tem seus próprios planos: restaurar Darkwater, tornar a propriedade rentável novamente, arrancar o conde das garras da amante e ganhar seu coração. Mesmo que para isso tenha de arriscar a própria vida diante de um inimigo desconhecido, sob o risco de se abater também sobre ela uma maldição eterna.

 
 
Palavras de uma leitora...
 
 
- Antes de falar do livro, gostaria de comentar com vocês uma coisa que eu vi no grupo do qual participo...rsrs... Uma leitora criou uma "Lista Negra de Autoras" e pediu para outras leitoras irem acrescentando quais autoras merecem ir para essa lista. E sabe qual foi uma das autoras que essa leitora citou????!!! Justamente a Sophia Johnson por causa do livro Amor e Vingança. Eu fiquei feliz com isso...rsrs... Minha felicidade se deve ao fato de saber que existem mais leitoras que não engoliram esse livro. Essa autora deveria ler a opinião de cada leitora e criar uma história que a salvasse. Achei ela talentosa, tenho que ser justa e acho que ela deveria usar o talento para criar romances de verdade em vez de isso, essa coisa...rsrs... Enfim... Teve uma leitora que citou uma autora que estou prestes a conhecer (risos) A Diana Palmer. Quem aqui for fã dessa autora, como sei que, por exemplo, a Lulu é, peço que não fiquem furiosas, senão eu tbm teria que ficar, pois tem uma outra leitora que disse que detesta a Penny Jordan...rsrs... Eu adoro a Penny Jordan apesar das decepções que já tive com ela. Não me ofendi. Entendo a opinião da pessoa. Ela deve ter justamente lido os piores livros dessa autora, como Dança do Destino, Rede de Sedução, Ilha da Perdição... Já pensou se citam a Lynne Graham? Candace Camp? Vou ficar torcendo para que isso não aconteça...rsrs... Enfim... Vamos falar agora desse livro maravilhoso que eu acabei de ler, e que, tenho a honra de dizer que é mais uma das maravilhosas histórias escritas pela Candace Camp. Adoro essa autora! Ela me curou do mal causado pelo outro livro. Isso sim é um romance de verdade, daquele de causar suspiros e nos fazer sonhar acordada :)
 
- Confesso que eu não pretendia ler Candace Camp agora. O motivo principal é que eu, por ser o começo de um novo ano, decidi, em janeiro principalmente, conhecer autoras novas. E aproveitando que estou no período de querer ler livros históricos, fui escolhendo na lista as autoras que não conhecia ainda. Podem reparar que esse ano não fiz resenhas de autoras das quais já era fã antes. Só foram autoras novas, exceto a Nicola Cornick. Eu já tinha lido um livro dessa autora antes, mas resolvi ler outro dela, pois não gostei muito do outro livro que tinha lido... Enfim... Mas acabo de quebrar minha própria regra ao ler A Mansão dos Segredos...rsrs... Isso é culpa do livro Amor e Vingança!!! (risos). Eu fiquei revoltada depois de ler esse livro e quando pensei em uma autora para me animar, me fazer rir, pensei na Celeste Bradley. Ao ler Desejo e Sedução me diverti muito e adorei o jeito de escrever da autora. Me tornei fã dela naquele momento e por isso pensei que ler um livro dela me animaria e ainda por cima faria com que eu não quebrasse exatamente minha regra, pois só tinha lido um livro dela... Sei que já era fã dela e tudo..rsrs... Mas achei que não quebraria exatamente essa regra.... Enfim... Mas houve algo que me impediu. Sabem o quê? A enquete de melhores autoras. A Celeste ficou em 9º lugar, por isso ainda não posso ler nada dela de novo. Tem três autoras na frente. Foi uma pena...Mas logo em seguida, pensei na Candace Camp...rsrs... Não para me fazer rir, mas por causa das histórias lindas que ela cria. Tem livros dela que são divertidos, mas quando penso em suas histórias penso em algo mais profundo, ela tem algo, uma maneira de escrever que faz com que eu deseje ler cada vez mais livros dela. Suas histórias são sempre fantásticas e com essa não foi diferente...
 
- Nesse livro a gente conhece o libertino Dylan Aincourt e a manipuladora Madison (tbm chamada de Miranda em outras traduções). Um casal que realmente se merece. Ai, gente eles formam um casal tão fofo! Adorei a história deles. E me apaixonei pelo Dylan. Ele estava tão perdido, tão necessitado de socorro... e a Madison chega justamente para fazê-lo se encontrar. A Candace criou dois personagens únicos, diferentes e que se completam de uma forma toda especial. Eu achei eles bem opostos em alguns sentidos e gostei da forma que a autora fez um essencial para o outro. Foi maravilhoso acompanhar o passo a passo, o progresso da relação deles. Eles não se deram bem desde o início e demorou um pouco para o Dylan perceber que passou quase 15 anos de sua vida vivendo de uma ilusão, amando uma ilusão... A Madison vai mostrando pra ele, pouco a pouco, que ela seria capaz de lhe dar tudo que ele sempre desejou, mas não encontrou por que ela ainda não havia aparecido na vida dele... Somente ela seria capaz de lhe dar o que seu coração queria. Aquela bruxa que ele pensava amar só o estava destruindo sem ele ao menos perceber isso. Gostei de como a Madison manipulou a situação e fez tudo acontecer como ela queria. Ela fez isso pelo bem dele, entende? Ela já o amava e decidiu resgatá-lo, como a sinopse diz, dos braços da amante destruidora. E ela consegue! Amei isso! Adorei o fato da Madison não fugir e nem ficar só brigando com o Dylan. Não. Ela agiu de um modo diferente. Falou simplesmente para o Dylan o seguinte: ou a amante ou ela. Simples assim... Mas fez algo mais. Em vez de ficar de cara feia e furiosa por ele pensar que amava a amante, ela se mostrou agradável, compreensiva, próxima e tbm... distante. Ela era um amor com ele, mas na cama dela ele não dormia...rsrs... Ou ele seria fiel ou... não a teria nunca. E ela tbm deixou claro que ele iria receber somente o que desse. Ela só seria fiel se ele também fosse. Gostei de como a Madison agiu. Deu certo. Com a convivência, o Dylan foi começando a sentir vontade de cuidar dela, de protegê-la das ofensas da amante dele, de não feri-la, não magoá-la... e foi sentindo ternura e... amor...rsrs... Até o momento que ele disse: chega! Era o momento de ele tomar uma decisão. E é claro que vocês já sabem qual é. Ele se libertou das garras da amante e decidiu construir um futuro ao lado da Madison. Foi lindo, gente!
 
- Como disse, o livro é lindo, apaixonante, inesquecível. Eu o amei com todo o meu coração e coloco ele na lista dos melhores livros que já li...rsrs... Sabia que não me decepcionaria com a Candace. Ela nunca me decepciona. Suas histórias são sempre lindas. Parecidas e diferentes ao mesmo tempo. Nunca me canso de lê-las. Seus mocinhos são sempre apaixonantes... Há uma diferença no Dylan. Diferente dos outros mocinhos que conheço da autora... esse precisava de socorro. Nenhum dos outros eram tão perdidos quanto o Dylan. Na verdade, eles eram fortes, decididos. Podiam ter traumas e tudo, mas não eram tão carentes, entende? E o Dylan se tornou bem especial por isso..rsrs... Ele era orgulhoso, arrogante às vezes, mas tão sozinho, tão necessitado de amor. Não é uma daquelas pessoas fortes que nunca se deixam abater como muitos mocinhos de outros livros. Aqueles que nunca são influenciados por ninguém. Não. A Candace dessa vez criou um mocinho que se deixa influenciar, aquele tipo considerado fraco. E ela o criou de tal forma que ele ganha o nosso coração fácil, fácil...  Porque, apesar de ter feito inúmeras coisas erradas na vida, ele lá no fundo não era mau. Não passava de alguém precisando de alguém que gostasse dele o suficiente para ajudá-lo a se levantar e recomeçar. E a Madison faz isso. Ela faz uma bagunça na vida confusa dele e depois arruma tudinho. Me faz lembrar do Cage do livro Uma Sombra Dentro da Noite. O Dylan é como ele, confuso, rebelde, mas necessitado. E assim como o Cage, o Dylan me conquistou.
 
- Enfim... É uma história de amor linda e que vale muito a pena ler. A gente, nesse livro também conhece já alguns dos protagonistas dos outros livros da série. A única que a gente não conhece é a Jéssica do segundo livro, mas já conhecemos o mocinho desse livro. Já temos uma visão de como ele é. Tbm conhecemos o casal do terceiro e último livro da série e eu fiquei muito interessada pela história da Rachel. Ela parecia tão infeliz.. E o mocinho, marido dela, olhou pra ele de um modo especial que me fez ficar ansiosa para conhecer a história deles. Já sei que eles já são casados, só preciso saber o que exatamente se passa entre eles e como irão resolver os problemas.
 
Um pequeno resumo:
 
Inglaterra, século XIX. Madison sempre teve uma vida perfeita. Cresceu num lar cheio de amor, ao lado do pai, da madrasta e da irmã Verônica. Era feliz e realizada. E sua vida estava caminhando muito bem... Até...
 
Seu pai sugerir que ela se case com um certo conde libertino, que havia perdido toda sua fortuna em jogos e que andava ao lado das piores companhias além de já ter conquistado metade das mulheres da Inglaterra. Sem dúvida aquele não era o tipo de homem com quem ela desejava se casar. E a sua resposta foi não. Mas Madison muda rapidamente de decisão ao ficar cara a cara com o tal conde.
 
Após conhecê-lo melhor e enxergar além das aparências, ela percebe que ele era o único homem com quem desejaria se casar e decide aceitar a proposta de casamento dele, restaurar sua propriedade, pagar suas dívidas e arrancá-lo dos braços da amante. Madison sabia que livrá-lo da amante seria a tarefa mais difícil, mas ela gostava de um desafio e não desistiria enquanto não fizesse seu marido se apaixonar por ela.
 
Dylan Aincourt não teve uma vida feliz. Ele cresceu ao lado de um pai severo e religioso que sempre o julgava por tudo que ele fazia. Para o pai, ele nunca fazia nada certo. Era um desgosto. Dylan foi se revoltando cada vez mais com a situação e foi se tornando cada vez mais rebelde somente com o intuito de enfurecer o pai e mostrar para o mundo inteiro que realmente não prestava.
 
Ao completar dezoito anos e conhecer Leona Versey, uma mulher linda e sedutora, ele se apaixonou perdidamente por ela e isso foi sua perdição. Ao lado de Leona ele conheceu o seu pior lado e teve essa mulher como influência na sua vida. Saiu do lado de um pai controlador para cair nas garras de uma mulher má e possessiva que tudo que desejava era fazer dele seu escravo.
 
Com o passar dos anos Dylan foi ficando cada vez pior. Perdeu tudo que tinha incluindo a paz, a felicidade e a vontade de viver. Estava sempre bêbado e tendo caso com mulheres que não valiam nada. Fazia coisas das quais se envergonhava, mas não conseguia se libertar daquela vida... Até...
 
Sua mãe chegar num determinado dia em sua casa e exigir que ele se case com uma herdeira americana para livrá-los da ruína. De primeira Dylan não aceita, mas após ser influenciado por Leona, que desejava que ele se casasse para poder ter dinheiro para sustentar o gosto extravagante dela, ele resolve se casar com Madison, trancá-la numa propriedade no campo e seguir a vida com Leona ao seu lado gastando o dinheiro de sua esposa. Só que nada funciona exatamente como Dylan quer.
 
Dylan e Madison se casam e ambos vão descobrindo um amor muito forte capaz de enfrentar tudo, até mesmo uma amante antiga e forte e um assassino disposto a eliminar os dois... para sempre.
 
Juntos e sempre juntos, Madison e Dylan irão enfrentar tudo, pois tem algo que lhes dará forças: o amor que sentem um pelo outro.
 
 
- Bem... Eu também me diverti com o livro em alguns momentos. Por exemplo, nessa cena:
 
"— Srta. Upshaw! — exclamou o mordomo, surpreso. Dylan grunhiu e deixou a cabeça afundar nas mãos.


— Eu já deveria saber.


— Perdão — disse Madison, dirigindo-se ao mordomo e não a Dylan. — Mas eu estava me sentindo entediada de ficar plantada ali no corredor, e, francamente, tive medo de que você não tivesse coragem de acordar lorde Ravenscar. Achei que poderia precisar da minha ajuda.

— Meu Deus — grunhiu Dylan —, serei atormentado por você em todos os lugares, até na minha própria casa?"

- Eu achei divertido o modo como o mocinho falou...rsrs... E sabe de outra coisa que adorei no livro? A troca dos papéis. Dessa vez é o mocinho quem tem que se casar por dinheiro. Achei isso legal só para variar um pouco. Em tantos livros é sempre a mocinha quem está em dificuldades, a mocinha é sempre uma pobre coitada, mas nesse livro, não. Nossa mocinha é rica e é quem vai administrar os negócios do Dylan...rsrs... Mas se aquelas que estão acostumadas com mocinhas em dificuldades pensam que esse fato torna o mocinho menos, digamos, "homem" (risos), estão enganadas. Não estraga nada e não o torna dependente da mocinha, um homem fraco e que é mandado por ela. Não. A autora soube construir a história de maneira perfeita onde o fato do mocinho se casar por dinheiro não, como posso dizer, deixa os leitores chateados ou coisa parecida. É algo diferente e que eu gostei muito. Nosso mocinho não sabe lidar com os negócios por um simples motivo: ele é um artista. Ele pinta e é nisso que ele é bom. Outra coisa que a gente quase não vê nos livros e que eu achei lindo. Adorei esse lado do mocinho, essa diferença. Como disse, ele a mocinha são muito diferentes e por isso combinam tanto. Um tem o que o outro precisa.

- Também adorei a forma como o mocinho foi se encontrando depois da ajuda da Madison. Ele voltou a acreditar em si mesmo, se libertou da amante cruel e se permitiu amar. Ele foi sofrendo transformações maravilhosas durante o livro. E quanto mais a gente o conhece mais gosta dele.

- No livro também há um toque de mistério, suspense. Dylan é atacado por estranhos que pareciam querer vê-lo morto e Madison sofre "acidentes" suspeitos. O mistério não é o mais importante na história, mas ajuda  a torná-la melhor. E eu descobri que estou mal. Não consegui saber quem era o assassino e passei bem longe de um tal segredo. Levei um choque quando esse segredo foi revelado. Nem passou pela minha cabeça.

- Enfim... O livro é lindo, apaixonante e eu o recomendo à todos!

- O livro faz parte de uma série. É a Trilogia dos Aincourt. Os outros livros que fazem parte da série são:

O Castelo das Sombras (Richard e Jessica)
A Casa das Máscaras (Michael e Rachel)

12 comentários:

Renata Cristina - blog Mil Suspiroos disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Vim aqui justamente pra falar dessa lista Negra das autoras que apareceu nesse grupo!!!! Só me lembrei de vc! Mas pasme!!!! achei um blog de uma garota que tinha adorado esse livro "Amor e Vingança" ... gosto é gosto né!

Sabe, não acredito que alguém possa colocar a Candace Camp nessa lista .... impossível!!!! rsrsrs

Quanto a Diana Palmer. Sinceramente não acredito que vc vá gostar! rsrsr quer dizer, depende, li uns 2 livros ótimos da DP, mas depois li "destemido" e agrh!!!! que raiva! rsrs

PS: Eu amo a história da Rachel, ela é simples mas tão fofa!!

Bjoss

Luna disse...

Olá Renata!

rsrsrs... Adorei essa ideia da lista negra...rsrs... E realmente gosto é gosto... Mas é difícil de entender como ela pôde gostar da história... Enfim...rsrs...

Tbm acho! Ninguém tem motivos para colocar a Candace Camp nessa lista. Ela nunca coloca maldades praticadas pelos mocinhos em seus livros.

Já tenho até medo da Diana Palmer antes de conhecer seus livrs...kkkk... Tem muita gente que a ama, mas tbm há bastante gente que não a suporta. Em breve descobrirei em qual grupo me encaixo. :)

Estou doida pra conhecer a história da Rachel! Parece ser muito boa! Eu já adoro esse casal antes de chegar no livro deles.

Bjs!

Anônimo disse...

Eu ainda não li muitos da Diana Palmer, mas todos os que li gostei bastante e alguns gostei muito (talvez por a maioria não pertencer à famosa série Homens do Texas). O que pode aborrecer no caso dessa autora é que ela cria mocinhos que muitas vezes são uns autênticos "cavalos".kkk E as mocinhas são sempre virgens e muuuuito inocentes. Mas ela é muito talentosa e por sorte, tirando um mocinho que era mais teimoso que uma mula, que se achava dono da verdade e dono da mocinha (ela não podia falar com nenhum homem mas ele podia desfilar para cima e para baixo com outra) até que eu gostei dos mocinhos dos livros que li dela. Tem até vários que classifiquei com 5 estrelas no skoob.
Quanto à menina que falou da Penny Jordan, aposto que ela só leu os livros mais modernos estilo Jessica, Paixão, etc, que não sei o que as editoras fazem mas poucos se salvam, mesmo de autoras que eu adoro. Essas meninas estão precisando ler os livros mais antigos dela. Ou então ler um livro no estilo "PROVA CEGA" como se faz nos vinhos. A gente tirava o nome da autora, elas leriam a história, adorariam e depois ficariam histéricas quando soubessem que era Penny Jordan.. rsrs

bjs
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

O que há de errado com a série Homens do Texas - Diana Palmer???!! rsrsrs... Ela exagera muito nessa série? Tem um livro dessa série na minha lista! Vou colocar para o final...rsrs...

Quais os livros bons que vc leu dela? Ela usa violência em seus livros ou faz o estilo da LG? Com mocinhos insuportáveis, porém não-violentos? Tem gente que odeia essa autora! Vc acha que eu vou odiar ou não? rsrs...

Bem... Sobre a Penny Jordan...kkkk... Tbm acho! Adoraria ver isso! kkk... Não pode julgá-la sem conhecer os livros bons dela. Embora eu faça isso com a autora Sophia Johnson...rsrs... Mas tenho a desculpa do livro Amor e Vingança ser um... lixo!

Bjs!

Anônimo disse...

Oi, Luna. Eu conheço pouco da série Homens do Texas, embora ache que já li um ou outro.

Olha para ser sincera, com base no que eu li, eu não creio que vc vá odiá-la. Que eu saiba (friso, que eu saiba) os mocinhos dela não são violentos. Acho que eles são é muito burros. Podem ficar até ao final do livro duvidando da mocinha, dizendo barbaridades algumas vezes, crueldades tb, mas quando caem em si eles ficam uns amores. rsrsrs E o que pode ser algo cansativo é essa quase "fórmula" de mocinho cavalo, mocinha suuper inocente e virgem. À conta disso o mocinho vira muitas vezes "professor" da mocinha, kkkk Mas eu confesso, o que li gostei muito. E os mocinhos dos livros que eu li não lembro de serem tão "cavalos" assim, rsrs daí eu referir que alguns provavelmente não eram dessa série.

Os que eu li e gostei foram esses:

Uma noite em Paris (acho que foi o primeiro que li e gostei muito! )

Mensageira do Amor (sei que começa de uma forma engraçada, mas não lembro do resto da história. Mas acho que tb gostei.)

Caminhos do Coração (nesse vc vai ter uma surpresa, se conseguir resistir às resenhas) kkk

Brincadeira Perigosa (esse eu ri do princípio ao fim.)

Além da Pureza (tb adorei e ri muito!)

A noite dos prazeres (com esse eu ri muuuito.. O Carson é um verdadeiro cavalgadura. kkkk Ele se mete em brigas e só deixa a mocinha chegar perto. Tem um cara que chega a subir em uma árvore com medo dele, ela chega e ele vai com ela parecendo um cordeirinho manso).kkkkk

Me desculpa, Luna, mas eu não posso acreditar que vc consiga odiar essa autora. rs

Acho que o único que não gostei muito foi "Manhã de Outono", mas tb não cheguei a odiar. rs

Bjs
Carla

Anônimo disse...

Esqueci de mencionar. Não sei se vc conhece a Suelen. Ela é a menina mais bem informada acerca de Diana Palmer. Ela é viciada nela, sabe tudo sobre Diana Palmer, tudo mesmo que vc possa imaginar, conhece todos os livros, tudo! kkkk Se vc quiser tirar umas dúvidas com ela, ler as resenhas dela, etc tem aqui o skoob dela. Ela tb tem um blog.

http://www.skoob.com.br/usuario/38306

http://www.romancesinpink.com.br


bjs
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

Obrigada pelas indicações. O livro Uma noite em Paris já estava na minha lista, mas os outros não. Já leu A Paciente? Destemido? Uma leitora que tenho que procurar o nome no email (risos) me indicou o livro A Paciente e disse que é muito bom. A Renata odiou o livro Destemido.

Conheço a Suelen sim. Não sei se faço parte do skoob dela, mas do blog faço. Já percebi que ela é fanática pela DP...rsrsrs...

Mais uma vez obrigada!

Bjs!

Luna disse...

Olá Carla!

Estava olhando na lista e Brincadeira Perigosa tbm já estava na lista. Muita gente gosta dessa autora e tem leitoras que me indicam livros dela. Acho que devo acabar gostando dela se ela é mais ou menos como a Lynne Graham, Michelle Reid... Com mocinhos arrogantes, mas nem tanto... eu acho...rsrsrs....

Tenho evitado ler resenhas no skoob antes de ler os livros...rsrs... Só leio depois!

Bjs!

Anônimo disse...

Eu acho que ela não chega a ser como Michelle Reid ou Lynne Graham. Pelo menos eu acho os mocinhos da Michelle Reid e LG às vezes insuportáveis e cruéis demais. Não estou dizendo que os da DP não sejam até porque estou longe de ter lido todos os livros da DP, mas os mocinhos dela me parecem de um estilo diferente. Só lendo alguns para vc entender.

Ainda não li nenhum desses dois. Lamento não poder dar opinião. Eu lembro que alguns que vc tem na lista eu já havia te recomendado antes. Acho que já havia te falado em "Uma noite em Paris".

bjs
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

Os mocinhos dela são menos arrogantes que os da LG e da Michelle Reid?! Então, eu vou gostar dela! rsrs... Se eu suporto os da Lynne da Michelle :)

Sim. Acho que você me falou de livros da Diana Palmer antes, mas minha cabeça está meio confusa. É coisa demais pra lembrar! rsrs... Desculpa se eu não lembrei disso. Estou passando a anotar a partir desse ano. Tenho que aceitar que minha memória não é tão boa como eu pensava que fosse...rsrs...

Mais uma vez obrigada pelas indicações!

Bjs!

Anônimo disse...

kkkk Não tem que pedir desculpa, Luna. Sua cabeça é até bastante boa. Eu não lembraria de metade dos detalhes que vc lembra. rs Beijos
Carla

Luna disse...

Obrigada, Carla!

E mais uma coisa: você lembraria sim!!! :)

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.