O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sexta-feira, 4 de março de 2011

Para Todo Sempre - Lu Aluada (Luciana Zetum)



Samantha tinha uma missão. Entregar a Adam uma carta escrita por sua irmã, simples assim. Porém ela não contava com Marcos Marino, irmão de Adam. E não sabia lidar com o ódio que ele tinha dela. Pois não podia lhe revelar toda a verdade. E pior: estava apaixonada por ele.

 Marcos mal podia acreditar que estava cara a cara com a mulher que havia matado seu irmão. Iria fazê-la pagar por tudo de ruim que causou. Ele só não contava com uma coisa: apaixonar-se por ela. E Samantha guardava um segredo terrível. Mas que iriam vencer juntos!



Palavras de uma leitora...


- Pois é... A sumida apareceu! rsrs... Eu ainda não estou totalmente de volta, infelizmente. Não posso prometer que estou de volta oficialmente porque ainda tenho que saber de algumas coisas antes de voltar. Quanto mistério, não? Pois bem... para não fazê-los ficar imaginando mil e uma coisas vou dizer o seguinte: eu estou com um probleminha de saúde e meus exames vão ficar prontos no dia 18 desse mês. Então, até lá eu vou ficar bastante nervosa...rsrs... Não se preocupem comigo. Tudo vai ficar bem. Eu me assustei porque passei mal no domingo e sabe quando vc já sentiu aquilo antes? Não! Não é déjà vu, não. Realmente já senti aquilo antes e é difícil de esquecer... mas eu não devia ter ficado tão nervosa, sabe?... Bem... enfim...

- Desde o final de domingo que eu venho tentando ler e não consigo. Nada conseguia me distrair, me animar. Nem mesmo 'Se Houver Amanhã' (que é o livro que eu tinha começado a ler no domingo e pretendia que fosse a primeira resenha desse mês) conseguiu isso. Passei segunda, terça  e quarta sem conseguir ler nada. Ficava ouvindo música deitada na cama. Estava meio deprimida, sabe? Mas aquilo já estava me irritando muito...rsrs... Então, eu comecei a pesquisar livros que pudessem me deixar furiosa...rsrs... Pois é! Eu queria ficar com o meu sangue fervendo por causa de algum mocinho tirano. É bem melhor ficar irritada com um mocinho cruel do que ficar pensando em coisas negativas. É mais saudável, sabe? rsrs... Enfim... Então dei uma olhada em vários livros da Johanna Lindsey. Sei que o livro que eu mais odiei na vida foi Amor e Vingança da autora Sophia Johnson, mas eu não queria odiar a história. Queria só ficar furiosa! rsrs... Bem... Aí eu escolhi o livro 'O Amor do Pirata' da Johanna Lindsey. Não li a história. Fiquei só passando pelos diálogos (não recomendo que ninguém faça isso, pois não vai conseguir entender quase nada) e procurando motivos pra odiar o mocinho. E encontrei esses motivos: descobri que ele havia sequestrado a mocinha e a violava constantemente. Usava de ameaças pra fazê-la ceder. Eu até fiquei com raiva dele, mas por algum motivo estava achando os diálogos que lia muito divertidos...rsrs... E como não estava entendendo muito bem, deixei o livro de lado. Não estava conseguindo me concentrar. Pois bem... Passou algum tempo. Coloquei a música 'Embora Doa' pra tocar (essa música me foi indicada pela Monica) e fui dormir. Quando acordei lembrei de um livro que gostaria de ler faz tempo, mas tinha medo de lê-lo porque sabia que o mocinho agredia a mocinha. Eu sabia que esse livro me faria chorar e era tudo que eu menos queria no momento. Mas precisava ler esse livro. Senti muita vontade de lê-lo naquele momento e fiz isso. Comecei a ler o livro. O que aconteceu? Comecei a chorar, é claro. Mas isso não é surpreendente, não. Não é surpreendente pelo fato de eu ser uma chorona, mas sim porque tenho certeza que muita gente também chorou com essa história. O livro é tão intenso, profundo... emocionante. E me custa acreditar que foi escrito por uma autora brasileira. E o que me deixa ainda mais surpresa é saber que o livro não foi publicado por alguma editora ainda. Mas em breve será, tenho certeza. Só uma editora estúpida não correria pra publicar esse livro. A Luciana Zetum (criadora da comunidade Adoro Romances) é uma autora maravilhosa. E não digo isso somente porque participo da comunidade, não. Digo isso porque é verdade. Ela me prendeu até o final da história e me emocionou muito. Realmente está de parabéns por ter criado algo tão lindo, tão emocionante apesar de forte. Acho que todos aqui sabem que não sou muito fã de autores brasileiros, não é? Mas quero ler todos os livros que essa autora escrever. Li que teve algumas poucas pessoas que criticaram coisas no livro, como por exemplo: as agressões que a mocinha sofre por parte do mocinho, alguns erros de português e o fato da autora não ter dito em que parte da Itália a história se passa. O que eu tenho a dizer sobre isso? Autoras estrangeiras famosas também já colocaram agressões e até estupro em seus romances, erros de português eu já vi em livros publicados por editoras. E quanto a não ter dito em que parte da Itália a história se passa... isso não atrapalhou em nada a história! Respeito a opinião de cada um como tbm gosto que respeitem a minha... mas acho que essas coisas não deveriam ser levadas tão em conta. Só a primeira: a agressão. Mas com certeza não é motivo pra eu odiar a autora. Se fosse assim, teria que odiar várias outras autoras que colocam essas coisas em seu livro... Enfim...

- Não estou dizendo que é aceitável a mocinha ter sido agredida pelo mocinho. Com certeza não é! É algo inaceitável, cruel e covarde. E nos revolta ainda mais quando ficamos sabendo que a mocinha tem uma doença fatal e ele estava prejudicando ainda mais sua saúde. Mas a Luciana soube nos fazer perdoar seu mocinho, ela nos fez enxergá-lo de uma outra forma depois. No início eu o odiava, mas depois senti muita compaixão por ele. Ele sofreu tanto!

Imagine-se na situação dele: ele tinha se apaixonado por ela apesar de acreditar que ela era uma prostituta que destruía o coração das pessoas sem piedade. Ele queria se casar com ela apesar de saber que ela tinha todos os motivos do mundo pra ter medo dele e odiá-lo (as agressões e os maus-tratos) e tbm apesar de saber que sua família não aprovava essa relação. Quase ninguém a aceitava. Imaginou? Ele estava numa situação complicada, não? Sim, estava. Mas não foi isso que o destruiu e me fez sentir compaixão por ele. Foi o seguinte: a mulher que ele amava estava com os dias contados. Ela iria morrer em menos de sete meses. Não tinha salvação. O dinheiro dele não podia salvá-la, nada que ele fizesse, nem mesmo sua revolta contra a situação... Nada. Ele teria que assistir seu fim sem poder fazer nada pra evitá-lo. Somente um milagre poderia salvá-la. E eu como uma chorona que sou, chorei rios ao ver o desespero dele. E quando ele chora? Meu Deus! Eu não imaginava que o livro pudesse me emocionar ainda mais... Eu queria pegá-lo no colo e dizer que tudo ia ficar bem. Queria poder fazer alguma coisa. Naqueles momentos de desespero, ele não passava de um menino precisando de consolo. Foi tão triste. E ele estava tão arrependido por maltratá-la, estava sofrendo tanto... Ele realmente passou a amá-la, gente! Ele estava cansado de lhe fazer sofrer e só queria ter uma chance... Apenas uma chance de consertar tudo e ser feliz ao seu lado. Mas ele sabia que não a teria. Sabia que ela ia partir...

- Bem... antes de continuar vocês precisam de um resumo da história, certo? Quero deixar claro que a mocinha do livro não matou o irmão dele. Ela nem tinha um relacionamento com ele. Foi a Harriet, irmã gêmea da Samantha (adoro esse nome!) que se envolveu com o Adam e depois partiu o coração dele ao ir embora dizendo que não gostava dele, que tudo tinha sido uma brincadeira e depois escrever dizendo que tinha encontrado um amante mais rico. Já condenaram a Harriet? Ela é a irmã má? rsrs... Não, gente! A Harriet amava o Adam e não tinha outro amante rico coisa nenhuma! Ela disse tudo aquilo apenas pra fazê-lo sofrer menos, sabe? E sabe por que ela fez isso? Ela tinha a mesma doença que a Samantha e estava morrendo... Sua doença tinha avançado e ela não queria fazer o Adam sofrer ao vê-la em seus últimos dias. Por isso, ela inventou aquela história e foi embora. E, infelizmente, ela morreu. Não conseguiu vencer a doença. Mas o Marcos (irmão do Adam) não sabia de nada disso e muito menos que Samantha não era a Harriet. Ele acreditava que ela era uma vadia sem coração. Mas quero que saibam que nenhuma das duas irmãs eram o que ele pensava. As duas eram boas.


Um pequeno resumo: (com spoiler)


Aos dezesseis anos os primeiros sintomas começaram a aparecer. De maneira sutil. Mas com o tempo, elas foram ficando pior e ninguém sabia o que elas tinham. Só depois de muitos exames e alguns anos que os médicos foram descobrir o que era... E mais do que isso: descobriram também que a doença era fatal.

Samantha e Harriet perderam os pais quando eram muito novas e foram criadas pelos tios. Elas eram felizes, pois tinham uma a outra. Estavam sempre unidas para enfrentar o que quer que fosse... e juntas estavam enfrentando aquela terrível doença.

Quando tinha vinte e poucos anos e já estava perto da morte, Harriet quis conhecer a Europa. Fez uma lista de coisas que tinha que fazer antes de morrer e viajou. Samantha não foi, pois não tinham dinheiro suficiente e a doença da Harriet estava mais avançada do que a dela. Mas Harriet ficava mantendo Sam informada de tudo.

Harriet era tão parecida e ao mesmo tempo era diferente de Sam. Ela era mais animada, extrovertida... enquanto Samantha era mais tímida.

Ao chegar na Itália, Harriet queria uma coisa em especial: conhecer um homem maravilhoso e deixar de ser virgem antes de morrer. Viver uma aventura sem laços com ele. E com esse pensamento na cabeça, ela parou um homem simpático, lindo e gentil na rua e perguntou se ele poderia comprar um apartamento pra fazer amor com ela (risos). É lógico que ela surpreendeu o homem (Adam Marino), mas ela era tão linda e o acertou em cheio... ele já estava enfeitiçado por ela e faria qualquer coisa pra agradá-la.

Por saber que ele era rico, Harriet lhe fazia muitos pedidos mesmo que desistisse deles depois que ele os atendia. Por exemplo, quando pediu que ele comprasse um barco e ele comprou... ela simplesmente não o quis mais e pediu pra ele devolver. Harriet queria aproveitar o que lhe restava de vida fazendo loucuras... inclusive chocando a família do Adam.

Quando a família dele estava presente, ela dançava muito com outros homens e bebia muito querendo mesmo somente chocar aquela gente tão séria pro seu gosto. Quando chegava no apartamento com Adam, eles se divertiam muito ao lembrar dessas loucuras... Harriet só não achava tão engraçado quando acabava vomitando pelo excesso de bebidas.... Ela queria se divertir, aproveitar e Adam a entendia, embora nem suspeitasse do que ela tinha... de que ela estava morrendo.

Mas a felicidade de Harriet não dura muito. Sua doença avança cada vez mais e ela começa a se sentir muito mal. Desesperada, querendo viver e ser feliz ao lado de Adam, mas sabendo que aquilo era impossível... ela termina o relacionamento com ele, vende tudo que ele lhe deu e vai embora.

Ao chegar em casa, ela e Samantha sofrem juntas por causa do sofrimento de Harriet. Ela não queria morrer, não queria que tudo acabasse e toma uma decisão que a leva mais rapidamente pra morte: decide fazer uma cirurgia arriscada, mas que poderia curá-la. Ela se arriscou pra poder voltar pro Adam, mas acabou não resistindo. A cirurgia deu errado, ela entrou em coma e morreu.

Antes de morrer, Harriet fez um pedido a Sam: que ela fosse até a Itália, se passasse por ela e acabasse de uma vez por todas com as esperanças de Adam, dizendo coisas ofensivas pra ele e deixando mais do que claro que ela não o amava e nunca tinha amado. Embora tenha dito isso ante de partir da Itália, Adam não aceitou o fim e ficou enviando mensagens pela rádio, jornais... perturbando Harriet e acreditando que assim ela voltaria pra ele.

Por causa da insistência do Adam e pra atender o último pedido de sua irmã, Samantha vai até a Itália. Mas ao chegar lá ela nem desconfiava da mudança drástica que sua vida sofria.

Adam tinha descoberto o segredo de Harriet através de um detetive e por causa do sofrimento causado por essa descoberta, ele sai desesperado de casa e entra no carro sem rumo. Por causa das lágrimas e do desespero, ele acaba sofrendo um sério acidente (ele não tentou suicídio)...

Quando chega na Itália, Samantha acaba cruzando o caminho de Marcos Marino, irmão mais velho de Adam. Ele lhe diz que Adam morreu e ao vê-la sorrir de leve (Samantha sorriu por causa da ironia da situação e porque acreditava que a irmã e o Adam agora estavam juntos), e receber a notícia com suposta indiferença, ele fica ainda com mais ódio dela e a sequestra disposto a fazê-la pagar pela ruína do seu irmão.

Ao tentar levá-la com ele e ofendê-la, Samantha resiste e o agride. Agindo por reflexo, Marcos revida o tapa e a faz perder os sentidos.

Ele a leva para uma fazenda onde pretende torturá-la (não com agressões, mas sim com humilhações. O que não é muito reconfortante, certo?) e lá ele acaba agredindo mais uma fez Samantha... dessa vez com maior violência. Após ela morder seu dedo, chegando a tirar sangue, ele mais uma vez age sem pensar e dessa vez lhe dá um soco no rosto... fazendo a mocinha mais uma fez desmaiar...

O que mais será que irá acontecer? Até onde Marcos irá? E o que acontecerá quando ele se apaixonar por ela e descobrir o pouco tempo que lhe resta para viver esse amor?

- Bem... fiz o pequeno resumo da melhor forma que eu consegui. Espero que vocês tenham entendido a história. Como já disse, eu amei o livro. O amei com todo meu coração, pois a história é muito emocionante. Há esses momentos de violência e eles são bem desagradáveis. O Marcos agia sem pensar, bateu nela não porque quisesse fazer isso, mas porque não colocava a droga da cabeça pra pensar antes de sua mão agir. Isso não justifica nada! Ele deveria aprender a controlar seu temperamento, pois não era nenhuma criança. Já era um homem e sabia que suas atitudes tinham sido bem covardes. Ela não tinha nenhuma chance contra ele e se ele continuasse dando aqueles socos nela iria acabar matando-a. E ela quase morre, sabe? Ele a deixa sem comida porque ela não queria dizer que o amava (pois é... ele tem vários parafusos faltando). Isso dura uns três dias, eu acho. Mas nossa mocinha estava doente e ainda mais: seus medicamentos importantes pra mantê-la viva não estavam com ela. E por isso ela fica muito mal e sofre convulsões. Mas não vou contar tudo. Já falei muito sobre a história, não é? Tenho que deixar vocês saberem do resto sozinhos.

- Eu achei essa história incrível! Muito bem feita, profunda... especial. Me tocou muito e me encantou. Tudo bem que violências em livros me deixam muito irritada e nem sempre eu perdoo, mas era impossível não perdoar o Marcos. Ele pagou por seus erros ao imaginar sua vida sem ela, ao vê-la passando mal bem na sua frente.. ao saber que o fim dela estava chegando. Ele sofreu muito mesmo. E a tratou com tanto carinho depois. Enfrentou a família por ela... se humilhou ao implorar mais de uma vez que ela não o deixasse... Ai, gente! Só de lembrar dá vontade de chorar.

Eu recomendo o livro a todos! Leiam! Não irão se arrepender. Pelo menos eu acho que não. Eu não me arrependi. O livro me fez bem e me deixou muito mais animada. Estou menos deprimida agora. Mais feliz, sabe?

- Bem... é isso. Ainda não voltei. Felizmente consegui ler esse livro tão lindo, mas não prometo que voltarei agora, ok? Mas vou tentar fazer o possível pra manter contato. Sinto tanta falta do blog e de vocês quando fico longe. Falo sério. E vou tentar voltar ao normal logo, logo.

- 'Se Houver Amanhã' ficou de lado um pouco, infelizmente. Não é um livro recomendável pra eu reler no momento...rsrs... Mas vou tentar fazer a resenha dele antes do final do mês. Não prometo nada. Prometi antes e acabei não podendo cumprir o que falei... Enfim...

E termino a resenha com um trecho que achei lindo e triste:

"Tocou a face dela delicadamente — Achei que ia morrer ali, na minha frente e zangada comigo porque eu disse que estamos noivos. — a voz estava embargada e o homem engoliu em seco várias vezes — Quando chegar a hora quero que seja em minha cama, abraçada a mim, entendeu? Não ouse me abandonar sem ao menos…"


* Eu achei esse trecho muito emocionante. Quando ele diz que quando o fim chegar tem que ser ao lado dele, abraçada a ele... É forte... E uma coisa que eu não disse: Samantha morre ou não????!!! Bem... Eu não estou no meu momento de suportar finais infelizes, então...rsrs... Já respondi, certo? rsrs... Se disse que amei o livro e ele me fez bem...rsrs...

12 comentários:

Anônimo disse...

Oi, Luna! Que bom que vc está de volta.

Vou querer ler esse livro tb. Quanto aos tais erros, acho que é bom citá-los para que a autora tenha um feedback e possa melhorar sempre, mas não valorizá-los demais, afinal ela é ainda uma iniciante com tudo o que isso implica (e ao que tudo indica, das boas).


Beijo grande!
Carla

Luna disse...

Olá Carla!

Isso que vc disse é verdade. É bom falar pra que ela saiba no que pode melhorar. Mas como vc tbm disse, não valorizar! E algumas pessoas podem acabar fazendo isso só por ela ser brasileira. Mas o livro vale tanto a pena!

Bjs!

Anônimo disse...

Oi, Luna. Vc recebeu as musicas? é que eu enviei um segundo email que foi retornado. Fiquei sem saber se o primeiro chegou bem. Beijos

Carla

Renata Cristina - Mil Suspiroos disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Ler O Amor do Pirata da Johanna Lindsey realmente é um bom jeito de pegar raiva. rsrsrs Vi que no skoob que vc vai ler "Prisoner of my desire" ou "escrava do desejo" esse é um bom livro pra passar raiva tbm! rsrsr

Bjossss
Saudades de tu ..... rsrs

Luna disse...

Olá Carla!

Agora eu fiquei confusa! rsrs... Acho que recebi todas as músicas sim. Pelo menos eu acho que sim. :)

Bjs!

Luna disse...

Olá Renata!


rsrs... É mesmo! Já sei tantas coisas desses dois livros que já odeio ambos mocinhos-cruéis sem nem mesmo ter lido os livros...kkk...

Eu tbm estou com saudades! Mas já, já fico aparecendo como antes. :)

Bjs!

Victoria's Secret girls disse...

Amei esse livro! Li hoje e achei lindo demais! A autora está de parabéns! Já tinha gostado muito de "Ardiloso sedutor" mas esse foi ainda melhor. A violência inicial dele obvio que eu não gostei mas o Marcos é todo sentimento e conseguiu me fazer compreende-lo. Eu também não sei se não seria cruel com alguém que eu pensasse que por futilidade tinha destruido emocionalmente e fisicamente alguém que eu amasse. Eu sou bem calminha mas para defender quem eu amo eu brigo mesmo! Mas falando do livro: o Marcos me conquistou. O amor dele é tão evidente e intenso não é como certos romances que os mocinhos passam o livro inteiro tratando a mocinha pessimamente e só no final é que revelam seu amor incondicional, por vezes soa tão falso quando isso acontece, mas nesse livro o amor deles se desenvolve e cresce de maneira visivel para todos!

gisele bodo disse...

como faço para baixar os livros

Luna disse...

Olá, Gisele!

Pelo blog não é possível. Tente pelo Google. Talvez tenha algum site que forneça o ebook.

Bjs e ótimo domingo!

riza fernandes fernandes disse...

amei este livro.nunca lia autoras brasileiras.vejam o que é o preconceito.Luciana zetum(LU ALUADA)é uma das melhores autoras que li.bjos

Beatriz Solano Pinzon disse...

É um romance muito intenso sobre mal entendidos e falsos julgamentos envolvendo irmãs gêmeas. Bem escrito, intenso, envolvente, quando começa a ler não consegue parar. Samantha e Harriet eram garotas corajosas, parece que só vieram ao mundo para sofrer, é triste a estória delas. Marcos é o mocinho que a gente ama e odeia ao mesmo tempo, difícil de explicar! Parabéns a nossa Luciana, prata da casa kkkk Claro que temos que melhorar sempre, mas ela já é uma vencedora, porque fez o que muita gente não tem coragem, se expôs, se arriscou, deu a cara a tapa, a admiro muitíssimo e ela vai chegar lá com certeza!

Luna disse...

Olá, Beatriz!

Estou com tanta vontade de reler esse livro! Eu ainda me lembro bastante da história, de tudo que acontece... Sinto saudades de Samantha e Marcos.

Sim, o Marcos é bem complexo. Há momentos em que o odiamos profundamente e outros nos quais ele toca nosso coração de tal maneira que nos custa acreditar que era a mesma pessoa que fazia aquelas coisas horríveis. Enfim...

A Luciana é um talento! Quero ler outros livros dela. Preciso lê-los!

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.