O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

domingo, 15 de maio de 2011

Três Pequenos Milagres - Rebecca Winters




O PROBLEMA NÃO ERAM OS TRÊS ...

Apesar dos lapsos de memória, Tracy não conseguia esquecer o segredo devastador que a obrigara a fugir de Julien Chapelle quatro dias depois da lua-de-mel. Agora, para conseguir que Julien lhe desse o divórcio, teria de viver com ele por trinta dias e trinta noites! Mas a Mansão Chapelle estava cheia de surpresas. E a mais importante delas eram os encantadores bebês trigêmeos, parecidíssimos com seu marido. Havia um terrível motivo para Tracey separar-se de Julien e três maravilhosas razões para ela querer ficar...





 
Palavras de uma leitora...
 
 
 
 
" - Eu sou a mulher mais feliz do mundo, Julien Chapelle! - Os lábios dela estavam encostados aos dele. - Obrigada por não ter desistido, obrigada por ser o homem que é, por ter sido pai e mãe dos nossos filhos durante esse período negro da minha vida."
 
 
 
- Bem... O que posso dizer desse livro???!!! Ele é lindo! Eu já sou fã dessa autora desde que li o livro Nunca Sem Meu Filho e pretendo ler muitos outros livros dela... Claro que esse livro não é tão maravilhoso quanto o livro "Nunca Sem Meu Filho"... Acho difícil algum ser tão inesquecível quanto o outro... Mas esse também é muito especial... Emocionante, maravilhoso e principalmente por causa do mocinho...rsrs... O Julien é perfeito, é TDB e mais um pouco! Sempre que eu quiser ler um livro com homens perfeitos, super compreensivos, vou ler um livro dessa autora... O Julien entra com certeza para a lista dos mocinhos mais maravilhosos que existem!
 
 
- Vou fazer o "um pequeno resumo" antes de continuar minha declaração de amor pelo mocinho e deixar claro mais algumas coisinhas... Isso, é claro, tentando evitar contar o grande segredo da história. E que na verdade é realmente muito grande, terrível...
 
 
 
Um pequeno resumo:
 
 
Ela o conheceu quando ainda era bem jovem. Suas famílias eram muito unidas e Tracey sempre passava as férias no castelo da família de Julien. E desde nova ela sentiu que ele era o homem da sua vida...
 
Quando fez dezoito anos, Tracey prometeu que se casaria com Julien e com ele teria seis filhos... e passaria a vida inteira ao lado dele. Ela respirava Julien, o amava com todo seu coração e lhe irritava quando ele tentava resistir... Ela o tentava e ele resistia... Ela não entendia porque ele agia daquele modo, mas seu consolo era saber que era especial para ele... E ela nem pensou em recusar quando ele a pediu em casamento.
 
O casamento foi realizado em segredo. Julien não queria que ambas as famílias soubessem enquanto eles não estivessem casados. Infelizmente, na época os pais de Tracey já haviam morrido, vítimas de um terrível acidente de avião. Mas ninguém se opôs quando soube que eles haviam se casado. Pelo contrário, todos ficaram muito felizes.
 
 
Eles tiveram uma linda e inesquecivel lua-de-mel. Se amavam e sabiam que eram correspondidos... Cada segundo juntos era precioso e não podiam imaginar nada que pudesse abalar essa felicidade. Nada no mundo seria capaz de separá-los jamais! Tinham certeza absoluta disso...
 
Mas as coisas não foram como desejavam. O pai de Julien estava morrendo... Ele estava muito doente e lhe restava pouco tempo de vida. Atormentado por um segredo do passado, ele chamou Tracey para se confessar... E a partir daquele instante, sua vida virou um verdadeiro inferno. Era como se ela estivesse tendo um pesadelo e não conseguisse acordar. Só queria que Henry tivesse morrido antes de ser capaz de lhe revelar aquele terrível segredo, só queria nunca ter descoberto algo tão doloroso... Como poderia seguir em frente depois daquilo?
 
 
E como se não bastasse, Tracey descobre que está grávida e a depressão ameaça tomar conta dela... Ela foge do Julien e tenta a vida na sua cidade natal... com a ajuda de sua tia querida, Rose.
 
Ela dá à luz a trigêmeos lindos e muito parecidos com o pai. As crianças nasceram de oito meses e Tracey ficou dia após dia pedindo a Deus por eles. E graças a Deus, as crianças conseguiram sobreviver... Até mesmo o pequeno Raul que tinha muita dificuldade para respirar...
 
Tracey recebeu alta com os filhos, assim que eles ficaram fortes o suficiente para poderem sobreviver sem o auxílio de aparelhos... Ela chegou em casa e teve uma discussão terrível com sua tia, que não aceitava que ela mantivesse os filhos em segredo, que não permitisse que Julien fizesse parte da vida deles.
 
Tracey havia pedido o divórcio ao marido e seu advogado já havia levado os papéis para ele assinar... mas Rose não concordava com isso e brigou com a sobrinha. Irritada, Tracey atravessou a rua sem olhar e acabou sendo atropelada por um táxi...
 
 
A partir desse momento, Julien viveu seu próprio inferno na Terra... Como se não bastasse voltar para casa e não ver mais sua esposa e passar muitas semanas desejando desesperadamente que ela voltasse... agora tinha que enfrentar a possibilidade de perdê-la. Médicos chegaram a lhe dizer que não adiantaria ele transferi-la para um hospital mais especializado. Mas Julien não lhes deu ouvido. Sua Tracey iria sobreviver e eles iriam criar juntos os três presentes que Deus lhes deu. Ele acreditava nisso, mas nada impedia que a dor ameaçasse devorá-lo a qualquer momento. Era terrível ver a mulher que ele amava em coma, lutando pela vida e não poder fazer nada...
 
Algum tempo depois, Tracey conseguiu resistir e sair do coma e passou mais meses no hospital... se tratando com uma psiquiatra, pois havia perdido a memória.
 
Cinco meses depois, parte de sua memória volta quando ela vê uma foto de sua tia... Naquele período, os pesadelos de Tracey haviam diminuído e sua psiquiatra acreditava que ela estava escondendo um segredo muito doloroso... que a fez bloquear toda a memória...Mas que era o momento de ajudá-la um pouco mais. Tracey reconhece a tia e deseja vê-la com desespero...
 
No mesmo dia, após saber que sua esposa reconheceu a tia, Julien decide aparecer na frente dela e ver o que acontece. Tracey nem precisa vê-lo para que outra parte oculta da sua mente se revele... basta ela ouvir sua voz. Logo depois disso, Tracey passa mal. Junto com aquela lembrança, veio também a lembrança do segredo que a fez fugir dele e tudo foi demais para ela...
 
 
A partir desse momento muita coisa vai acontecer. Julien terá que ser forte demais para suportar o desprezo da mulher amada. E mais do que isso, saber que ela o ama e que mesmo assim deseja vê-lo longe, deseja o divórcio... E Tracey ainda não lembra que deu à luz a três bebês... filhos dela e de... Julien. Como será que ela vai reagir quando essa lembrança também voltar?
 
O casamento parece perdido... Nada pode salvá-lo, nem mesmo a determinação de Julien. Um segredo sombrio impede que eles possam ficar juntos... Mas será que realmente não há nenhuma chance? Será que esse segredo é tão grave assim que nem o tempo possa resolver, enfrentar? Bem... Tracey pensa assim, mas, com o tempo, verá que nem tudo estava tão perdido assim...
 
 
- Bem... Não vou revelar o segredo da história, mas acho muito fácil descobri-lo. Basta pensar...rsrs... Eu suspeitei logo do que podia ser. Não via nada tão grave como "aquilo". Na minha opinião, só aquilo era grave o suficiente para impedi-los de ficar juntos. Pensei em três opções envolvendo a mesma coisa, sabe? Mas acabei ficando com a mais provável. Era muito óbvio... Vocês vão adivinhar e a própria Tracey nos ajuda ao dizer uma frase... Se ela não podia certa coisa, era porque o segredo era tal...rsrs... Enfim... A autora não criou tanta tempestade por nada. Felizmente, o segredo era realmente forte. Se não fosse, eu nunca teria perdoado a Tracey por fazer o Julien sofrer tanto.
 
- Como o resumo diz, ela fugiu do Julien quando o pai dele revelou aquilo antes de morrer, teve trigêmeos e sofreu um acidente depois de discutir com a tia. Ela ficou em coma e correu sérios riscos de vida... e apesar de tudo que ela tinha feito, Julien ficou dia e noite ao seu lado. Desejando com todas as suas forças que ela saísse daquela. Bem... Quando acorda do coma e lembra do Julien, ela não deseja vê-lo. Não pode. Ele tem que desprezá-la e coisa e tal... É a psiquiatra dela, que gostava muito dela (felizmente dessa vez é uma psiquiatra de verdade e não uma imitação mal feita como no livro anterior..rsrs...), que resolve fazê-la se entender com o marido... Ela consegue isso muito fácil... Só bastou dizer que a Tracey só saíria daquele hospital psiquiátrico quando o Julien quisesse...rsrs... Ele a internou lá e só ele poderia tirá-la. Ela não havia recuperado a memória toda e por isso estava em suas mãos. É lógico que ninguém quer ficar internado num lugar daquele mesmo que seja bem tratado... e a Tracey não era a única. Ela decidiu que iria fazer um acordo com o marido.
 
- Ela e o Julien tiveram outro encontro, no qual ela fez questão de cravar mais facas no peito dele (nesses momentos a Tracey me tirou do sério... e dou graças pelo segredo ter sido forte... só por isso fui capaz de perdoá-la). Ele disse que só a tiraria dali se ela aceitasse passar um mês na casa dele. Ele tinha esperanças de convencê-la a salvar o casamento e aproveitaria aquele tempo da melhor forma possível. Tracey ficou sem escolha e por isso aceitou.
 
- Bem... Não irei revelar o que acontece a seguir... Só darei minha opinião sobre alguns personagens...rsrs... Preciso falar um pouco mesmo que não diga o nome de todos...
 
 
- Sobre a Tracey: a achei uma mocinha forte apesar de tudo, pois creio que não teria tido a mesma capacidade de superar, caso passasse por uma situação igual. Creio que isso me mataria. Deve ser horrível para as pessoas que passam por isso na vida real... E coisas assim realmente existem e eu já vi um caso assim na televisão. Um caso real. Nem posso imaginar o desespero que deve tomar conta da pessoa... Realmente é muito terrível, muito doloroso... A Tracey ainda foi mais forte do que eu seria. Mesmo assim... ela me irritou. Me irritou porque fez o Julien sofrer muito e aquilo não era justo. Ele não tinha culpa de nada e ela sabia disso. Tudo bem que reconhecia que ele era maravilhoso e não merecia sua distância, mas ela achava que a melhor forma de afastá-lo era sendo cruel. Realmente era uma forma eficaz, mas ele não merecia aquilo. Já estava sofrendo demais e aquilo era muita maldade. Quando um não quer, dois não podem ter um relacionamento. Ela não precisava ser cruel. Se ela realmente desejasse ficar longe dele, não seria ele que a obrigaria a manter o casamento. Ela queria está perto dele. Isso era óbvio. Não desejava ir embora coisa nenhuma. E sei que ela o amava. Amava muito... Eu não a desprezo. Realmente a entendo. Só me irritei bastante porque o mocinho não merecia sofrer...rsrs...
 
 
- O Julien é TDB... Ele é um fofo, maravilhoso e a Tracey é uma sortuda! Só um homem muito apaixonado e muito compreensivo poderia suportar aquela situação. Ele foi muito paciente, procurando colocá-la acima de qualquer coisa e suportando cada facada no coração. Ele aguentou calado em alguns momentos, em outros teve que falar o que sentia... mas mesmo assim, até mesmo quando falava com dureza, causada pela dor... ele continuava tratando-a maravilhosamente bem. Fazendo tudo por ela, todas as suas vontades e ouvindo tudo que ela tinha para dizer também. Ele estava morrendo de medo de perdê-la, pois a amava com todo o seu coração. Foi tudo muito difícil para ele. Foi insuportável, mas ele suportou. Eu admiro esse mocinho e teria entendido perfeitamente se ele tivesse desistido dela. Se tivesse permitido que ela fosse embora. Não é qualquer um que teria aturado o que ele aturou. Mas o Julien é incrível! Ele sabe o que é amar e acreditou no que sentia, acreditou que ainda havia tempo para os dois... e quando soube qual era o tal segredo, ele não desistiu. Nem aquilo era motivo suficiente para ele. Nunca a deixaria mesmo com aquela revelação entre eles... Eu o achei perfeito! E na minha opinião, mesmo aquilo não devia separá-los. Eles já tinham história, se amavam e tinham três filhos... Se separar depois disso por causa do erro de outras pessoas? Ah, não! Mesmo que aquilo fosse verdade, eles deveriam ficar juntos. Sei que é um assunto muito delicado... Mas eles não sabiam daquilo "antes" de se envolverem. Não tinham culpa de nada!
 
 
- E os bebês são uns fofos! Adorei aquelas três criaturinhas encantadoras e podia até imaginar como eles eram pelas descrições dos pais. E foi graças a eles também que os dois tiveram um motivo para ficarem próximos, para conviverem... São dois meninos e uma menina. O mais velho se chama Jules, em segundo lugar vem a Valentine e depois o Raul. Gostaria de ler um livro sobre cada um e principalmente sobre a Valentine e o Alex, que é primo dela. O garotinho de dois anos ficou encantado pela priminha e berrou quando teve que se separar dela. Apesar do receio da Tracey por eles serem primos, eu não vejo tanto mal nisso (opinião totalmente pessoal). Desde antigamente era comum envolvimento entre primos, certo? Eu acho que seria linda uma história sobre a Valentine e o Alex... desejaria muito ler um livro sobre os dois.
 
- E eu detestei alguns personagens infelizes! Não me interessa a justificativa de nenhum deles e nem das pessoas que se importam com eles. Eram uns miseráveis! Não mereciam que as outras pessoas gostassem deles, pois foram traidores, erraram feio e depois ainda ficaram quietinhos enquanto quem os amavam inventaram vários motivos para perdoá-los. Não justifica! Eles fizeram aquilo por livre e espontânea vontade e eu não seria capaz de perdoar não... Não só perdoar, mas ainda por cima continuar convivendo como se nada tivesse acontecido! Não valorizaram o amor que os outros sentiam por eles e mereciam passar a vida inteira sendo desprezados pelas pessoas que traíram!!! Aquilo foi demais... E eu gostaria de falar mais aqui, mas creio que já disse até demais...rsrs...
 
 
- Enfim... o livro é muito bom! Fofo, maravilhoso, com uma história linda, um mocinho TDB (risos) e ainda tem amnésia e casamento em crise. Dois temas que adoro! Tendo crianças também ainda por cima! Amei! Como disse antes, não é tão especial como o outro livro, mas tem seu próprio valor e merece as cinco estrelas do skoob!
 
E não posso esquecer de dizer que esse livro foi uma indicação da minha amiga Mónica! Muito obrigada, Mónica!!! Amei essa história!
 
 
- É recomendo sim! É leve e fácil de ler... Só demorei para terminar a leitura por falta tempo, mas creio que dá para terminar em algumas horas... É uma história doce e fofa... Romântica e simples. Perfeita! :)
 
 
 - E termino a resenha deixando alguns trechos do livro:
 
 
" - Quando minha vida parecia condenada à escuridão eterna, eu sonhava com momentos como este, Tracey... Eu, na minha casa, com minha mulher e meus filhos... Como é possível você estar junto de nós e não sentir o que sinto? Será que não quer que este instante se prolongue para sempre?
 
Tracey apertou os lábios para não chorar alto.
 
- Diga, mon amour, se puder... Convença-me de que não pertence aos meus braços, que não sente falta do prazer que alcançávamos juntos até você fugir da minha vida."
 
 
" - Diga que isso não é verdade, mon amour - implorou, com lágrimas na voz. - Diga que vamos voltar para casa e que esta noite poderemos nos amar como fazíamos no Taiti."
 
 
- E antes de terminar...rsrs... A música que eu indico para ouvir lendo ese livro é a "Dígale" do cantor David Bisbal. Essa música é triste e reflete também a tristeza do casal desse livro. Mas também tem muito amor... como esse casal. Vou colocar só um trecho dela aqui.
 
 
Fueron tantos los momentos que la amé  
Que siento sus caricias y su olor esta en mi piel
Cada noche la abrazaba junto a mí
La cubría de besos, y entre mil caricias
La llevaba a la locura

Y ahora estoy aquí
Buscándola de nuevo y
Ya no está, se fue
Tal vez usted la ha visto dígale, que yo siempre la adoré
Y que nunca la olvidé
Que mi vida es un desierto y muero yo de sed
Y dígale también, que sólo junto a ella puedo respirar
No hay brillo en las estrellas
Ya ni el sol, me calienta
Y estoy muy solo aquí, no sé a donde fue
Por favor dígale usted

11 comentários:

Anônimo disse...

Fiquei com muita vontade de ler esse livrinho! Se não me engano amnésia é um dos seus temas preferidos, não é? Tb gosto muito!
Quanto ao segredo... haverá algum tipo de laços sanguíneos entre eles? rs

Bjs!
Carla

Luna disse...

Olá Carla!


Sim! É um dos meus temas preferidos, mas a mocinha recupera a memória muito rápido...rsrs...


Sobre a outra pergunta...rsrs... Estou te respondendo por email nesse exato momento!! :)


Bjs!

Náh disse...

Parece bem legal... Gosto desses Biancas com duas história... É um dos únicos com duas histórias que compro sem medo...
Bjus,
Náh
http://lerdormircomer.blogspot.com/

Jaque disse...

oi luna, adorei a sua resenha, fiquei bem curiosa... vou ler msm.
Posso te indicar um romance muito lindo? Eu li essa semana e não esqueci ainda, Amor a primeira vista (Catherine Anderson) acho que vc vai gostar... Chorei muitas vezes é lindu...
bjus

Luna disse...

Olá Jaque!


Muito obrigada pela indicação! Lerei o livro com certeza! :)


Bjs!

Victoria's Secret girls disse...

Oi Luna! É sempre um prazer vir aqui ler as suas resenhas. Ainda só comentei uma vez mas leio todas as resenhas e me divirto muito com elas! Quando você ama um livro deixa a gente apaixonada por ele mesmo antes de ler e quando detesta... saí de baixo! rs
Sobre esse livro maravilhoso:
Se seu mocinho de eleição é o Roger, o meu é o Julien. Eu sou completamente apaixonada por ele! Pelo amor que ele sente pela Tracy. O modo como ele luta por ela e nunca desiste. Eu quero um amor desses! E morri de pena da Tracy o livro inteiro. Deus como ela sofre e no entanto como é forte!
Continue com suas resenhas que eu sempre que puder darei uma passagem e comentarei.

Luna disse...

Olá Victoria's Secret girls! Posso te chamar assim mesmo?


Muito, muito obrigada mesmo pelo carinho, querida! :)


O Julien é mesmo maravilhoso. Senti até falta dos livros da Rebecca Winters agora. Os dois mocinhos que conheci dela são incríveis. E tenho mais livros dela na minha lista!


Bjs!

Beatriz Solano Pinzon disse...

O romance não é de todo ruim, por causa do mocinho. Julien é tudo de bom, nunca vi um homem tão apaixonado, ele foi perfeito do início ao fim do livro. Mas, tenho que confessar que a leitura é angustiante. Não foi correta a atitude da Tracy, numa situação como essa é claro que ela deveria ter contado tudo ao Julien, ele tinha o direito de saber, afinal isso também afetava a ele. Que raio de amor era esse que ela dizia sentir por ele, fazendo-o sofrer feito um cão condenado. Então a babaca enfia o rabo entre as pernas, foge, se esconde, e deixa o parceiro na escuridão aff!

Luna disse...

Concordo com você, Beatriz! O Julien é maravilhoso!

Eu amei o livro. Claro que certas atitudes da mocinha nos fazem respirar mais fundo para não perdermos a paciência. Ela fez algumas escolhas erradas, mas a perdoei. E a entendi. O Julien teve que ter a paciência de um santo para suportar tudo o que passou, para reconstruir sua família. Enfim... Os livros dessa autora costumam ser lindos e nos fazer pensar. Eu sinto falta de ler mais coisas dela.

Bjs!

Beatriz Solano Pinzon disse...

Eu não me decepcionei com nenhum romance dessa autora Rebecca Winters, os romances dela são muito intensos que prende a gente do início ao fim. Livros que li e adorei são: [A Gêmea Errada] - [Amor Perdido] - [Gêmeos] - [Três Pequenos Milagres] e [Um Novo Milagre]. São muitos bons, vale a pena ler...

Luna disse...

Beatriz, até agora só li dois livros da Rebecca, pelo que me lembro, e amei os dois. Vou colocar esses outros que você leu na minha lista de futuras leituras! Obrigada pelas indicações! :)

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.