O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Um Reino de Sonhos - Judith McNaught



1º Livro da Série Westmoreland


O destino não poderia ter traçado um futuro pior para as duas moças da nobreza escocesa. Pior do que serem raptadas por um temível guerreiro inglês, foi descobrir que o inglês é um homem sucinto e amigável. Quando uma delas fica doente, ele permite libertá-la em troca dos favores da outra, Jennifer. Ela não tem dúvida em sacrificar sua honra para salvar a vida de sua irmã. Indevidamente, entre Jennifer e o implacável guerreiro surge um intenso amor alheio ao combate entre seus respectivos clãs. Mas a vida pedirá um acerto de conta aos irrefletidos amantes.






Palavras de uma leitora...



"- No que pensava enquanto olhava pela janela?

- Eu... não estava pensando. - respondeu ela, ruborizando.
- O que fazia então? - perguntou Royce, em tom de curiosidade.
Ela esboçou um sorriso melancólico e voltou a cabeça para a janela.
- Estava... falando com Deus - respondeu. - Tenho esse costume.
Assombrado, Royce perguntou:
- De verdade? E o que ele te disse?
- Acredito que me disse: "De nada"
- Por quê? - perguntou ele com um sorriso.
Jenny o olhou nos olhos e respondeu com solenidade:
- Por você."

 
- E, acreditem, Jenny tinha motivos para agradecer. Embora eu adore essa mocinha e ache que ela mereceu muito o homem que Deus lhe deu... Deus teve muita misericórdia dela e foi bem bonzinho, viu! Pois ela rejeitou teimosamente seu presente...rsrs... Várias vezes. Ela não queria e chegou até a implorar a Deus que não permitisse que ela se casasse com "aquele homem" (Royce)...rsrs... Querem ver? Acompanhem algumas das suas orações e também as respostas de Deus:



"Senhor, se fores fazer algo para deter este matrimônio, terá que fazê-lo já, pois dentro de cinco minutos será muito tarde. Certamente mereço algo melhor que este matrimônio à força com um homem que me roubou a virgindade. Sabe que não a entreguei voluntariamente."


- Pausa para eu falar, gente! rsrsrs... Acreditam que ela pensou que mentindo para Deus conseguiria que ele tivesse piedade dela e impedisse o casamento??? Pois é, já que essa afirmação de que não entregou voluntariamente não é tão verdadeira. É uma verdade pela metade, entendem? Mas vamos continuar... Ela estava desesperada!



"Por acaso não tentei lhe servir sempre muito bem? Não lhe obedeci sempre?"


"Nem sempre, Jennifer - ressonou a voz de Deus em sua mente."


"Bem, quase sempre. Assisti a missa todo dia, exceto quando estive doente, coisa que acontecia muito poucas vezes. E rezava minhas orações toda manhã e toda noite. Bom, quase toda noite, exceto quando dormia antes de terminá-la. E fazia um verdadeiro esforço para ser tudo o que as boas irmãs da abadia desejavam que fosse. Sabe muito bem o quanto tentei! Senhor, se me ajudar a escapar disto jamais voltarei a ser caprichosa e impulsiva."


"Isso eu não acredito, Jennifer - ressonou em tom de dúvida a voz do Senhor."


"Sinceramente, eu juro, Senhor - replicou ela com toda seriedade, tentando chegar a um acordo. - Faria tudo o que desejasse. Retornaria diretamente à abadia, dedicaria toda minha vida à oração e..."
 
 
- Nesse momento ela ouve que o contrato matrimonial foi assinado e interrompe a oração por alguns segundos...rsrsrs... É hora do sarcedote ser chamado. Ela ainda não desistiu. Acredita que pode entrar em um acordo com Deus e conseguir que ele envie um anjo para salvá-la. Acham que ela tem motivos para temer se casar com o Lobo Negro? Eu acho que não e daqui a pouco explico porquê. Vamos ler o trecho no qual ela perde as esperanças.



"Meu Deus, por que me faz isto? Não vai permitir que isto aconteça, não é verdade?"


"Sim, Jennifer, permitirei."

 
 
- Como podem ver, não adiantou ela orar. Deus não estava disposto a aceitar que ela rejeitasse seu tão generoso presente, embora no momento ela considerasse uma maldição. Mas será que eles se casam? Bem, sim, mas antes disso muita coisa acontece e... depois também, é claro. Principalmente, por culpa da mocinha. Enfim... Eu perguntei se vocês achavam que ela tinha motivos para ter medo de se casar com o Lobo Negro. E também disse que eu achava que ela não tinha motivos para ter medo e falei que iria dizer porquê. Bem... Por que teria? Ela simplesmente iria se casar com o inimigo da sua família, que havia matado o demônio do seu irmão e desejava matar o seu pai também. Nada demais, certo? Além disso ele era simplesmente o homem mais temido em toda Escócia e até mesmo na Inglaterra. Também conhecido como o próprio demônio e por torturar, matar suas vítimas e beber o sangue delas depois. Não. Ele não era vampiro, mas parecia ter uma queda especial por sangue. É motivo para ela ter medo? Claro que não! Ah! Eu esqueci de dizer que ele a havia sequestrado e ela havia feito esse mesmo homem, seu futuro marido, o Lobo Negro bebedor de sangue, de bobo ao conseguir fugir dele e ainda feri-lo com sua própria adaga. Ela realmente não tinha nenhum motivo para ter medo desse casamento. Principalmente porque o Lobo, amavelmente, lhe dirigiu um olhar de ódio durante a cerimônia....rsrsrs... Ainda não consigo entender o motivo dela ter ficado tão aflita, desesperada e ter tido uma conversa tão interessante com Deus...rsrs... Qualquer uma no lugar dela teria feito outra coisa: cometido suicídio.



- Bem... Antes de continuar, vou fazer um pequeno resumo da história. Prometo, tentar não revelar demais.




Um pequeno resumo:

Tudo que ela queria era um reino de sonhos...

 
Jennifer não teve uma infância exatamente feliz, mas ela só descobriu o que era sofrer quando seu pai voltou a se casar. A nova esposa do seu pai já tinha quatro filhos quando eles se casaram e dois deles não passavam de demônios disfarçados de gente. Alexander, o mais velho, mesmo sabendo que herdaria aquilo que era de Jenny por direito e assumiria o clã que era dela, estava disposto a fazer com que todos lhe virassem as costas. E agiu sem a menor piedade.


Ele começou a levantar calúnias contra ela até o ponto de acusá-la de matar a melhor amiga, afogada.


Ferida pela acusação cruel e injusta e vendo aqueles que um dia a amaram, seu povo, lhe olhando com desprezo e sequer lhe dirigindo mais a palavra, Jenny não pensou nas consequências e resolveu desafiar o infeliz para uma justa no campo de honra. Mesmo com a negação de Alexander, ela resolveu brigar com ele no campo, nem que fosse disfarçada de homem e conseguiu derrotá-lo... Mas pagou um alto preço...


Seu pai, ao ver o enteado e todo seu povo humilhado pela atitude de Jennifer, decidiu trancafiá-la num convento por tempo indeterminado.


Mesmo ferida com a atitude do pai, Jennifer, que o amava e não enxergava seu verdadeiro caráter, resolveu aceitar humildemente seu destino, acreditando que um dia seu pai lhe tiraria daquele lugar, e passou a fazer o possível para se tornar a filha perfeita...


Dois anos se passaram e finalmente seu pai voltou a procurá-la, disposto a tirá-la daquele lugar... se ela aceitasse trocar aquela prisão por um casamento de conveniência. O que Jennifer, para agradá-lo, aceitou.


Porém, naquele mesmo dia, atormentada pelo futuro terrível que a esperava ao lado de um homem que ela odiava e tinha idade para ser seu pai, Jennifer não sentiu vontade de voltar para os muros da abadia e sua irmã, vendo seu desespero, resolveu levá-la para dar um passeio... E foi assim que o destino deles se cruzou... para sempre.


Royce Westmoreland estava cansado daquela vida. Cansado de tantas batalhas, tanto sangue, dor e mortes. O terrível Lobo Negro só queria um pouco de paz e distância daquele cenário sangrento. Ele já havia falado com Henrique, o rei da Inglaterra, que iria parar. Mas antes disso precisava enfrentar uma última batalha... contra o clã Merrick, da Escócia, o clã de Jennifer.


Naquela época, Escócia e Inglaterra estavam em guerra e o clã Merrick era um dos clãs inimigos mais poderosos... Porém, não o suficiente para derrrotar o Lobo Negro. E Royce sequer precisava lutar muito para derrotá-los. Somente a lenda que cercava seu nome e sua vida era suficiente para aterrorizar seus inimigos e fazê-los serem derrotados antes mesmo que o Lobo os atacasse. Mas Royce não queria mais guerra, tinha nojo daquelas batalhas e o medo das pessoas o feria, embora ele não deixasse transparecer e foi quase com alívio, que ele aceitou a solução que seu irmão arranjou para evitar aquela última batalha: o sequestro das filhas do chefe do clã Merrick.


E foi assim que o encontro eletrizante entre Jennifer e Royce aconteceu... Um encontro inusitado, marcado por ódio, vingança e desespero... Eles são inimigos e se odeiam, mas contra toda a sua vontade, algo mais profundo, mais forte do que qualquer ódio ou vingança, começa a nascer entre eles... Algo forte demais... Mais forte do que o terrível Lobo Negro. Algo contra o que Royce não poderá lutar...


Ninguém é forte suficiente para lutar contra o amor... E ele não é a exceção. Ambos pediram, mesmo que inconscientemente, um motivo para viver, uma esperança, uma nova vida... E Deus resolveu lhes dar um presente. Um presente que eles recusarão no início, um presente que lhes causará mais dor do que eles um dia puderam sentir. Algo que irá machucar muito, mas a única coisa que eles precisam para ser feliz...


A vida inteira Jenny desejou um reino de sonhos, desejou ser amada pelo pai e pelo povo que ela, por direito, deveria governar... Deus não lhe dará exatamente o que ela pediu... O que ele reservou para ela é muito mais do que ela poderia imaginar... Mas tudo na vida tem um preço e para ser feliz Jenny terá que abrir mão de algo que lhe é muito importante... Ela terá que escolher entre a felicidade ao lado de Royce ou a lealdade para com seu povo, sua família. Não será uma escolha fácil e ela correrá o risco de destruir com as próprias mãos toda a possibilidade de ser feliz.


A vida de Royce, do homem que ela ama e odeia ao mesmo tempo, será colocada em suas mãos. A vida ou a morte dele dependerá de sua escolha...

 
- Bem... Acho que nenhum livro que eu venha a ler da autora poderá ser tão lindo, tão emocionante quanto o livro Alguém Para Amar. Aquele livro é único, especial demais e é até pecado comparar algum livro com ele. Já viram declarações de amor tão lindas, profundas e tocantes como as que há naquele livro? Eu não estou lembrada de nenhuma que pode se comparar com aquela e no livro "Um Reino de Sonhos", também não existe nenhuma que possa ser comparada... Mas há algo diferente e tão tocante quanto, nesse livro... Atitudes. A prova de amor que ambos deram no final da história. Foi uma cena angustiante demais, emocionante e de partir o coração, mas foi uma declaração de amor sem necessidade de palavras. Ambos haviam errado e estavam pagando um alto preço por esses erros, mas se amavam e tentaram mostrar esse amor da forma que podiam, naquele momento. E foi lindo... Me fez lembrar da declaração de amor do casal do livro Alguém Para Amar. E os fãs daquele livro podem julgar que eu estou louca, mas a declaração de amor sem palavras de Jennifer e Royce foi tão linda quanto aquela. Foi única. Diferente, mas muito emocionante. Me emocionou tanto quanto as palavras de Elizabeth e Ian. Foi difícil controlar as emoções... Se eu não soubesse que os livros da autora sempre tem final feliz (pelo menos não ouvi falar de nenhum que não tenha) e que a Carla jamais me indicaria um livro com final infeliz, sem ao menos me avisar...rsrs... Eu teria entrado em desespero naquele momento. Royce provou a Jennifer que a amava de uma forma inesperada para todos aqueles que o conheciam. Sua prova de amor foi muito dolorosa tanto para ele quanto para nós leitoras... Mas foi linda. Linda demais. Eu consegui "vê-lo" daquela forma, ali, naquele lugar por ela... Fazendo aquilo por amá-la e implorar o seu perdão e o seu amor da única forma que podia. Ele havia cometido um erro, ao agir por impulso, um erro que os separou e acreditou que fazendo aquilo poderia ter seu perdão. Mas quais seriam as consequências? Do que adiantava receber o perdão se não pudesse desfrutar disso ao seu lado, ao lado da mulher que amava? Mas é isso que emociona mais... O Lobo Negro, temido por muitos, incapaz de sentir piedade por qualquer pessoa, estava fazendo o que ninguém podia imaginar... Sacrificando tudo. Absolutamente tudo por ela... pela mulher que ele amava.



Eu lembro claramente que comecei a gritar de incredulidade quando tudo aquilo começou. Antes mesmo do sacrifício do Royce, a atitude impulsiva da Jenny causou um grande abalo. Eu sabia que ela faria aquilo, como gosto de spoiler, a Carla praticamente me contou o que se passaria naquela cena... E mesmo assim eu não conseguia acreditar. Não senti raiva dela, pois no fundo a entendia pelo que tinha acontecido antes daquilo. Mas fiquei revoltada. Sua atitude feriu muito o Royce e como eu já o amava com todo o meu coração... também me feriu. Mas ela nos recompensa por aquele momento de estupidez. Ela recompensa o Royce, no último instante, por seu sacrifício em nome do amor que sentia por ela... Enfim... Não irei contar aqui o que é que cada um faz no final da história, mas posso dizer que, para mim, foi tão lindo, emocionante e tocante quanto as declarações de amor de Elizabeth e Ian.


- Bem... Acho que já perceberam que esse se tornou um dos meus livros preferidos, certo? rsrs... Eu A-M-O esse livro! Amo o Royce TDB e muito mais e também amo a Jennifer, pois ela também é maravilhosa. Esse é um daqueles livros que ninguém deveria deixar de ler e que eu achei perfeito. Até as cenas dramáticas acabaram por ter um objetivo no final das contas. Houve uma cena muito dolorosa que eu considerei desnecessária, mas que depois de ler a história e ficar pensando nela, acabei considerando que foi até essencial para causar aquele impacto emocionante no final. A autora precisava de um certo drama, um motivo forte para provocar a separação do casal. Algo que a gente não considerasse no final que não era motivo para o casal se separar e, consequentemente, não necessitaria da cena final... Ela precisava de algo muito forte e, como adorei aquela declaração de amor sem palavras, acabei achando que a cena que provocou aquilo foi sim necessária...rsrsrs... Amo quando um livro me provoca fortes emoções. Gosto de ser tocada pela história, sabe? E esse livro me tocou. Já sei que jamais poderei esquecê-lo.


- A história começa com o casamento do casal e as orações que Jennifer faz a Deus durante a cerimônia de casamento...rsrsrs... De início a gente não entende muito, mas aí a mocinha começa a se lembrar dos acontecimentos que a levaram a conhecê-lo e nós começamos a entender como tudo levou àquele casamento e o desespero dela...rsrs... O irmão mais novo de Royce, o tal Lobo Negro temido por todos, descobriu que as filhas do clã que Royce pretendia atacar, estavam vivendo numa abadia e aproveitou que elas faziam um passeio... e resolveu sequestrá-las e levá-las para Royce decidir o que faria com elas. E é aí que começa algo muito interessante nessa história: a comédia romântica...rsrs... Apesar de alguns momentos de profunda angústia, essa história é a mais divertida que eu já li da Judith. E eu adorei! O primeiro encontro deles não é, digamos, do mais agradável. A primeira coisa que nossa leoa, mais conhecida como Jenny, faz ao conhecê-lo é... agredi-lo e xingá-lo! rsrs... E foi isso que chamou a atenção de Royce para ela. Foi a admiração que fez ele ter interesse por ela e daí surgiu o amor proibido e impossível.

 
"No momento em que a capa caiu para trás, Jenny lançou um punho com toda a sua força contra o gigante escuro e demoníaco que se encontrava diante dela, golpeando-o no queixo.



Brenna desmaiou.


- Monstro - gritou Jenny. - Bárbaro! - dispôs-se a golpear de novo, mas uma mão enorme se fechou sobre seu punho obrigando-a a manter o braço no alto. - Diabos! - Falou sem deixar de lutar ao mesmo tempo em que dirigia uma potente pernada contra sua virilha. - Seguidor de Satanás! Violador de inoc...!


- Que demônios! - rugiu Royce Westmoreland. Adiantando-se, segurou à moça pela cintura e a levantou no ar, sutentando-a por um braço de distância. Foi um engano. A bota de Jenny o alcançou diretamente na entre perna."

 
- Como podem ver, não foi um começo fácil... E muito mais acontece. Jenny não o ama à primeira vista. Longe disso! Ela o odeia e tem medo dele, mas depois de algum tempo de convívio, ela passa a conhecê-lo e questionar todas as coisas horríveis que diziam sobre ele. Claro que ela sente na pele que para tudo há limites, mas descobre que ele não era o monstro que todos pensavam. Até porque, se fosse, ela não viveria para contar a história, já que ultrapassou o limite do tolerável várias vezes...rsrs... Há momentos de agressão física, mas nada muito grave. Não por parte do mocinho, pelo menos. As agressões mais violentas partiram da mocinha...rsrs... Ela chegou ao ponto de tentar matá-lo, o que só o fez se apaixonar ainda mais por ela. Vai entender...rsrs..



A noite de amor deles é uma das mais lindas que eu já li... O Royce é maravilhoso, terno, carinhoso, compreensivo. Embora tenha "forçado" a situação, naquele momento já dava para perceber o quanto ela lhe era importante. Ele a chantageou para fazê-la se render, mas a tratou como se ela fosse... sua vida, tudo que ele tinha de mais precioso. É linda, linda, linda! Uma das cenas mais belas do livro. Uma delas, pois existem várias outras. E como disse, há muita comédia nessa história. Até mesmo no dia que eles se casam...rsrsrs... Mas não irei contar o que acontece nas cenas engraçadas. Deixo vocês descobrirem. Mas além do casal mais maluco que eu tive o prazer de conhecer, existem outros dois personagens que nos fazem rir muito. A tia Elinor, que é a tia tagarela da mocinha. E o Arik, que é, digamos, o guardião do mocinho e que praticamente não fala. Não porque ele não possa falar. Ele simplesmente prefere ficar em silêncio e parecendo uma estátua. Imaginem o que pode acontecer quando Elinor passa a ter um certo interesse por aquele ser tão estranho...rsrs... Um mudo e uma tagarela. As cenas dela provocando-o nos rendem boas risadas. Enfim... Não irei contar a história toda, mas posso dizer que haverá alguns altos e baixos nesse livro, momentos de angústia, desespero, ódio, dor, mas também momentos que nos farão rir, se emocionar, chorar com eles... Há muitos momentos preciosos nesse livro. E esse casal é simplesmente perfeito! Feitos realmente um para o outro. E uma coisa que eu achei interessante: Royce não acreditava em Deus, ao contrário de Jenny, que até conversava com o Deus dela. E depois de passar por uma situação desesperadora, o Royce faz algo simples e que também me tocou. Não direi o que é, claro.

 
"Ela dirigiu um sorriso melancólico e em tom estranhamente triste, disse:



- Não se tratava de um reino real, com terras e castelos, mas sim de um reino de sonhos, um lugar onde as coisas fossem como eu desejava que fosse.


Uma lembrança longamente esquecida cruzou pela mente de Royce que, se inclinou sobre a balaustrada e olhou, imitando Jennifer, para as montanhas."


- É impossível não se apegar ao casal dessa história. Se nos colocarmos no lugar deles percebemos que eles estavam sofrendo muito e tentavam esconder isso. Mas quando eles se conhecem e passam a gostar um do outro, vão revelando pouco a pouco quem realmente são. Jennifer não era tão forte como tentava parecer, embora realmente fosse orgulhosa...rsrs.. E Royce... As pessoas diziam que ele era um monstro? Ele simplesmente não desmentia o que diziam e não deixava transparecer o quanto o medo das pessoas, incluindo as crianças e aqueles que dependiam de sua proteção, o magoava. Mas Jennifer, ela vê além das aparências e consegue enxergar sua alma. Sem dúvidas, ela era a mulher ideal para ele. Ela mudou sua vida. Completamente. Ela fez tudo ter sentido... Lendo o livro, vocês verão o quanto ela transformou a vida dele. E ele não foi egoísta... A recompensou por tudo, dando sentido para a vida dela também. Como disse, foram feitos um para o outro. Se completam.



- Enfim... Não tenho nada para criticar na história. Em nenhum momento senti vontade de abandonar o livro, pelo contrário, senti aquilo que sempre sinto quando leio um livro especial: saudade antes da hora. Antes mesmo do livro chegar ao fim, eu já estava sentindo saudade... De tudo, até dos momentos angustiantes. É um livro que com certeza lerei de novo! Eu recomendo a história. Para todos.


- Essa história me foi recomendada por duas leitoras. A Carla que vocês já conhecem e que é uma amiga muito querida e a Gisele Melo, que eu conheci no skoob e que também parece ser fã da Judith. Agradeço muito as duas! Adorei a história! Só estou com um pouco de medo da história da Whitney...rsrs... Parece ter uma espécie de Jason sem paciência na história da pobre Whitney. Mas como o Jason se tornou um dos meus queridos... rsrs...


- Bem... É isso! Até a próxima! :)

20 comentários:

Anônimo disse...

Jamais vou te indicar um livro com final infeliz!!! Sobretudo se for um romance. Que péssima amiga eu seria. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Amei a resenha!

Bjs!!
Carla

Luna disse...

kkkkkkkkkkkkkkk... Eu sei! Você é uma amiga ótima e jamais faria isso comigo! Muito obrigada! :D


Bjs!

Faby - Adoro Romances de Aracaju. disse...

Luna!

Adoreiiiiiiii a resenha ficou muito boa!
Eu tenho medo dessa autora, sinceramente além de seus livros serem raros demias são caros demais e vai que eu me apegue aos livros dela, vou a falência! kkkkkkkkkkkk

Ana Carolina Nonato disse...

Olá!

Adoro quando resenham livros que eu já li!!! Esse é um deles, mas... sei lá. Ele é muito lindo, concordo, mas dos romances históricos, nenhum se compara a O Último Solteiro (já falei dele? rs)... Adorei a sua resenha! Consegui enxergar muitos pontos em comum com a minha leitura do livro...
Muito interessante! Mal posso esperar pelas próximas. Ah, e tenho mais um livro pra indicar (eu não sei se você gosta, mas caso você não conheça...). Chama-se A Escrava de Atenas, é bem legalzinho!

Abraços!

Ana Carolina Nonato
Seis Milênios

Luna disse...

Olá Ana!


Muito obrigada!


Eu simplesmente AMO esse livro! Ele é perfeito e nunca irei esquecer meu casal querido.


Já anotei suas indicações! Muito obrigada. Irei ler os livros assim que possível.


Bjs!

Victoria's Secret girls disse...

Oi Luna
Esse mês tenho tido um tempinho então tenho posto a leitura em dia e posso vir comentar
;-). Sou muito sincera não era fã de romances historicos mas com a Judith acho que vou ficar. É o 2º livro que leio e estou encantada. Essa serie é muito boa mesmo. Já li "Whitney, meu amor" e amei. Nesse livro o trecho que mais gostei foi como a Jennifer (depois de fazer o coitado do Royce penar, se humilhar e quase morrer por ela) como ela (sendo tão orgulhosa) perante 7 mil pessoas se ajoelha aos pés dele para mostrar que lhe era fiel e leal. Foi um momento lindo e que para o Royce foi mais que merecido. A seguir irei ler "Até você chegar" e depois "Milagres" para completar a serie.

Luna disse...

Olá, Cris!


Eu também não era fã de históricos. Mas depois da Candace Camp, Judith McNaught, Celeste Bradley e Hannah Howell, me rendi.rsrs... Agora simplesmente amo romances históricos! :)


É uma cena emocionante! Eu adoro a Jennifer e me tornei ainda mais fã dela depois dessa cena. E tudo o que o Royce fez por ela?! Ele é único! Perfeito! E ocupa o segundo lugar na minha lista de mais amados. :D


Acredito que você vai amar o Stephen e o Nicholas continuará um encanto em "Até Você Chegar". Mas talvez você se decepcione com ele em "Milagres".


Bjs e ótima leitura!

rozinha vale disse...

amigas leitoras estou apaixonada pelos livros de judith mcnaught so nao com segui emcomtra ainda poderian me indicar onde achar eles por vavor bjs

Anônimo disse...

Na tentativa de achar uns dos livros de Judith McNaugth para baixar acabei encontrando seu blog.
Quero Parabeniza-la pelo modo em que descreve cada um dos livros que já leu...fica difícil não ficar com vontade de compartilhar essa sua euforia, rsrs.
A muito tempo sou fã dos livros dela, confesso que já reli, até mais de uma vez, todos!!!
Concordo com vc sobre a "pouca importancia" que ela deu ao "nosso Nicholas" eu esperava muito mais, fiquei muito decepcionada com o que li...
Aqui apenas vi os romances historicos, nao vi o conteporaneos se nao leu fica a dica...sao ótimos; Em Busca do Paraiso, Todo Ar Que Respira, Sussurros Na Noite, Tudo Por Amor...ah sou totalmente apaixonada por esses casais também.

Um Abraço e mais uma vez parabens pelo blog.

Ana(analucia430@hotmail.com)

Luna disse...

Olá, Rozinha!


Os livros da Judith são muito difíceis de encontrar. Você pode tentar achá-los em sebos, que são lugares onde se vendem livros antigos. Freiras de livros... ou em sites que vendem livros pela internet, mas como não compro pela internet, não saberia que site indicar. Pode também tentar encontrar com alguma menina no Skoob, que queira trocar livros dela. "Whitney, Meu Amor" pode ser mais fácil de encontrar a edição atual dele na Saraiva.


Bjs!

Luna disse...

Olá, Ana!


rsrsrs... Muito obrigada! :)


Só de lembrar o que a Judith fez com o Nicholas, eu sinto raiva.rsrs... Ela foi muito injusta com ele.

Esses livros já estão na minha lista e pretendo lê-los assim que possível. Muito obrigada por indicá-los, Ana!


Mais uma vez muito obrigada pelo carinho! :D

Bjs!

jéssica disse...

esse livro é simplesmente maravilhoso, o que não é nenhuma novidade em se tratando de judith mcnaught.
a trilogia westmoreland é minha preferida.

Lynne disse...

Amo Judith Mcnaugth, e queria muito saber onde vcs compraram "Um reino de Sonhos"...e se a versão de vcs évem português...Estou muito ansiosa para ler tb "Um amor maravilhoso"... Mas quem disse que eu acho estes livros pra comprar?Sinto uma tristeza de ler as resenhas e não ter acesso ao livro...Bjos a todas!
alynnerochacalado@gmail.com

Luna disse...

Olá, Lynne!


Infelizmente esses livros ainda não existem em português. Você pode encontrar para comprar "Whitney, Meu Amor" e "Agora e Sempre" no momento, à venda nas livrarias. "Um Reino de Sonhos" e "Um Amor Maravilhoso" você encontra no Google. Mas é uma versão traduzida pelas fãs. Digitando o nome dos livros você os encontra fácil no Google.


Bjs!

Lucila disse...

Gosto muito dos teus comentários e resenhas. Percebo que nossos gostos se assemelham, por isso, sempre levo em consideração o que você escreve. Se você gostou de Alguém para amar, que é MARAVILHOSO, leia Segredos na Noite - Linda Howard.
Beijinho

Luna disse...

Olá, Lucila!


Muito obrigada pelo carinho e confiança nas minhas resenhas! Te agradeço também pela indicação. Já coloquei na lista e com certeza lerei. :D


Bjs e ótimo final de semana!

Caroline Christofolli disse...

Onde acho pra comprar ele traduzido ? :/
ou não tem ?

Luna disse...

Olá, Caroline!

Infelizmente, ainda não existe esse livro para compra, em português.


Bjs!

Ivna Sena disse...

Gente enfim encontrei uma resenha a altura desse livro no bom achei que foi otimo a forma q a autora usou para mostrar a declaracao dos personagens tendo em vista que nos livrobde judith as mocinha sofrem e choram horrores fazer (Royce)sofrer muiitoo foi diferente apesar dele ser tudibome homem ne e ela tmbem sofreu e foo manipulada pelo pai ate o ultimo momento e o fato dela ter sei la tipo dezoito anos e viver num convento nao depoe a favor da maturidade dela por isso eu deixo passar o q ela fez Royce sofrer so por isso rsrsrs mas serio eu amei esse livro ppr sair da rotina."o mocinho ogro faz a mocinha doce sofer depois de pisar ate nao poder mais se arrepende e a mocinha nem cogiya devolver na mesma moeda e cm toda asuperioridade de um coracao bom perdoa IMEDIATAMENTE" tipo isso nao faz nem charme rsrs mas esse deu ess satisfacao ele teve que provar msmo que sem palavras nesse caso os atos gritaram por si so muuiito bom mesmo

Luna disse...

Olá, Ivna!

Muito obrigada por considerar a resenha digna do livro. :) Fiquei muito feliz ao ler seu comentário! :D

Sim, eu também me canso às vezes desses livrinhos que têm sempre a mesma coisa. Um Reino de Sonhos é realmente diferente. O casal sofre muito, nenhum perdão vem rápido. Eles amadurecem com seus erros e são obrigados a reconstruir a ponte para o perdão. É uma história maravilhosa. Única e inesquecível.

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.