O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Marcou julho 2012:





Em julho, li os seguintes livros:




"Catherine descobrira nos livros de Thomas Wolfe a própria imagem da suave nostalgia que encontrava em si mesma, mas a sua era a nostalgia de um futuro que ainda não existira, como se algum dia, em algum lugar, ela tivesse vivido uma vida maravilhosa que agora ansiava viver outra vez."


"... sentia o ódio fervilhar dentro de si, sufocando-a tanto que mal podia respirar, e junto com o ódio havia algo mais, algo que não conseguia identificar."


- Dessa vez não foi difícil escolher.rsrsrs... Só de pensar nos livros que li em julho, eu já sabia qual tinha sido mais marcante. O Outro Lado da Meia-Noite me marcou tanto de modo positivo quanto negativo. 

- Um dos melhores livros que já li do SS (perdendo apenas para Se Houver Amanhã), O Outro Lado da Meia-Noite é uma história que não te deixa indiferente. Pelo contrário. Ela mexe profundamente com suas emoções, te abalando demais. Basta pensar nessa história para eu sentir aquelas mesmas emoções e nem todas elas são agradáveis. Até hoje não esqueço a tristeza que senti quando certas coisas aconteceram. Eu sabia que aquilo precisava acontecer, que em parte era merecido, mas sofri muito. Eu não queria aquilo e pensei demais no início do livro, em tudo que acompanhei. Era daquela forma que iria terminar? Tudo... jogado fora? Foi um dos finais que mais me abalaram nesta vida. Mas valeu muito a pena ler o livro. Eu até creio que leria de novo.kkkkk... O SS mostrou o quanto era talentoso nesse livro, o quanto sabia escrever uma profunda e eletrizante história. Nossos nervos são "destruídos" durante a leitura desse livro, mas não ousamos abandonar a leitura.rsrs... Quanto mais lemos, mais queremos ler e mais emocionados ficamos. Sinto falta dessa história.rsrs... 

"Ela ia até a praia, a alguns quarteirões de distância, e andava pela areia, seu corpo magro parecendo criar asas com as rajadas de vento. Passava horas a fio contemplando o inquieto lago cinzento, sentindo um anseio desesperado de algo que não sabia definir. Desejava alguma coisa com tal intensidade que às vezes mergulhava numa dor insuportável."

- É impossível não se apegar e desejar proteger tanto Catherine quanto Noelle. São duas personagens que nos conquistam e pelas quais sofremos. Torci muito pela Catherine e desejei muito que alguém impedisse a Noelle de destruir a própria vida. Queria muito que alguém a fizesse voltar a amar, a deixar de odiar tanto. Embora o desejo de vingança dela desse ritmo ao livro, eu desejava que no final ela largasse tudo e recomeçasse. Eu queria salvá-la. Ela é salva? Ela desiste da vingança? Isso você só saberá lendo.rsrs... Apesar de eu ter dito que o final da história é abalador, não disse o motivo. Não disse o que acontece. :)

- Eu arrisco dizer que essa não é só a história que me marcou em julho, mas uma das histórias que me marcaram profundamente no ano de 2012. Creio que ela estará na lista de mais marcantes no final do ano. :D

Bjs e até breve!

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.