O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

sábado, 5 de outubro de 2013

Amável Tirano - Johanna Lindsey

(Título Original: Gentle Rogue
Tradutora: Isabel Paquet de Araripe
Editora: Record
Edição de: 1994)

3º Livro da Série Malory/Anderson

Georgina Anderson, caçula de seis irmãos, e única mulher, chega à Inglaterra e encontra seu prometido casado com outra e pai de dois filhos. Arrasada, cheia de ódio pela Inglaterra e por tudo que é inglês, ela resolve voltar para os Estados Unidos, o mais rapidamente possível. Sem dinheiro, ela se disfarça de taifeiro e embarca no Maiden Anne, deixando as tristezas nas costas da Inglaterra. Mas a inocente Georgina não desconfia o que irá lhe aprontar o capitão do navio - o libertino e irreprimível James Malory.

Fingindo desconhecer que ela é uma moça, Malory passa a partilhar o mesmo camarote e acaba por seduzi-la. Mas Georgina volta para casa sozinha, pois o ardente defensor do celibato não abre o coração para o matrimônio, numa jura que fez de que mulher alguma o levaria ao altar.

Numa história provocante de muita paixão, conflito e sedução, os personagens irão se envolver em incríveis façanhas amorosas num jogo de amor e rendição, paixão e ódio. 


Palavras de uma leitora...


"Do lado de fora, James pousou a garota no chão à sua frente. Ela deu uma boa olhada nele pela primeira vez à luz do lampião da taverna acima da porta, o bastante para fazê-la hesitar uma fração de segundo antes de chutá-lo na canela e disparar rua abaixo. Ele praguejou violentamente e saiu correndo atrás dela, mas parou a alguns metros, vendo que era inútil. Ela já desaparecera na rua escura. [...]

[...] - Como vou encontrá-la de novo, se nem sei quem é?

- Encontrá-la? - Anthony ria à socapa. - Como você gosta de sofrer, meu irmão. O que quer com uma moça que insiste em causar danos à sua pessoa, quando tem outra contando os minutos até a sua volta?

A garçonete com quem James combinara encontrar-se mais tarde já não o interessava tanto.

- Ela me deixou intrigado - replicou James simplesmente, depois deu de ombros. - Mas suponho que você tenha razão. A garçonete também serve, embora tenha passado quase tanto tempo no seu colo quanto no meu.

Mesmo assim, ele voltou a olhar para a rua deserta antes de se dirigirem para a carruagem que os esperava."


- Sabe quando uma história consegue te surpreender? E de maneira bem positiva? Eu tinha começado a ler essa história porque estava triste. E como não me agrada muito ficar triste, eu queria me irritar com alguma coisa que não fosse minha própria vida (risos) e imediatamente pensei num livro da Johanna Lindsey.rsrs... Que autora consegue ser mais especialista em me irritar do que essa autora? Não é segredo para ninguém que apesar de apreciar muito a escrita da autora, que me prende de forma impressionante, na maior parte das vezes, desejei matar seus mocinhos. E a culpa é toda deles, por amarem estuprar e agredir as mocinhas. E tem até aquele que além de estuprar, também aprecia drogar a mocinha. Foi por esse motivo que pensei num livro da autora para me tirar do meu estado de tristeza. Pensei que provavelmente acabaria por querer destruir o livro depois, mas que esqueceria meus próprios problemas, isso esqueceria.rsrs... Mas o livro se mostrou o oposto do que eu esperava e fez com que eu me apaixonasse perdidamente pelo meu querido cretino, James Malory. :D Vale que eu deixe claro que sou bastante ciumenta, por isso o James é só meu, ok?rsrs... Bem... Eu aceito dividi-lo com a Carlita e a Moniquita, mas as outras só poderão querê-lo, nada mais.kkkkkkk... Que pedaço de mau caminho ele é, gente! (suspiros...) Na verdade, não é só um pedaço. É o mau caminho por inteiro.rsrs... Acho que qualquer mulher abriria mão do paraíso por ele. Só espero não ser condenada por tal pensamento.kkkkkkkkk... Acho que não estou muito bem hoje, não.rsrs...


"A moça era um mistério, que ele pretendia solucionar. Primeiro, contudo, ia se divertir com a sua impostura, instalando-a em seu camarote fazendo-a pensar que o taifeiro costumava dormir ali. Teria que fingir que simplesmente não a reconhecera ou deixar que ela presumisse que ele não se lembrava do encontro deles. Claro, sempre haveria a possibilidade de que ela mesma não se lembrasse, mas isso não importava. Antes do fim da viagem, ela não compartilharia apenas o seu camarote. Compartilharia a sua cama."


Georgina Anderson estava cansada de esperar. Há seis anos esperava que seu prometido voltasse da Inglaterra para se casar com ela. E por esse e outros motivos, ela odiava tudo que fosse inglês. Além dos ingleses terem trazido prejuízos para o seu país e para os seus irmãos, também tiveram a audácia de recrutar seu prometido para participar de uma guerra contra os Estados Unidos. Só isso já era motivo mais do que suficiente para ela não suportar sequer ouvir o nome "Inglaterra". Mas o fato de Malcolm permanecer nesse país, mesmo após o fim da guerra, só aumenta o seu desprezo. E Georgina percebe que está mais do que na hora dela ir salvar o seu noivo. Por isso, sem a autorização e proteção dos irmãos, ela decide viajar para a Inglaterra em busca do noivo, pouco se importando para as consequências de seus atos. E lá... ela não encontra somente Malcolm, casado e pai de dois filhos, mas também encontra um muro de pedras que a abala como homem algum jamais tinha conseguido abalar. Alguém que mexe com todo o seu corpo de uma forma que até então lhe era desconhecida. Alguém que a faz perceber que nem tudo que é inglês, é de má qualidade.rsrs...

"Ela o olhou e abaixou a cabeça conforme planejara, mas o planejamento parou ali. Involuntariamente a cabeça voltou a se erguer e seus olhos fitaram os olhos verdes que recordava com tanta clareza quanto se eles lhe estivessem assombrando os sonhos, como efetivamente fizeram em algumas noites. 

Não era possível. O muro de pedra? Aqui? Aquele brutamontes arrogante cujo caminho nunca imaginara cruzar de novo? Aqui? Este não podia ser o homem a quem se comprometera a servir. Ninguém podia ter tanto azar."

O primeiro encontro entre Georgina e James não foi lá muito agradável... para ela.rsrs... Para ele foi o suficiente para fazê-lo se pegar lembrando do breve toque que compartilharam e do quanto apreciaria um relacionamento mais longo com ela. Mesmo não a tendo visto por inteiro (pois ela estava bem escondida em trajes masculinos), um olhar para os seus olhos o fez esquecer até mesmo aonde estava. Existia algo naqueles olhos escuros que ele nunca tinha visto antes. Algo que ele queria ver novamente. Algo que ele queria ver todos os dias de sua vida, mesmo que ainda não pudesse admitir isso para si mesmo. Mesmo que ele próprio ainda não soubesse. 

James Malory tinha todos os motivos do mundo para não confiar nas mulheres. Para ele, elas serviam somente para breves momentos de prazer. Sequer mereciam a posição de amantes, pois eram traiçoeiras e espertas demais para se aproveitarem até mesmo dessa posição. Por isso ele jamais se casaria ou teria amantes (somente casos de uma noite, tarde ou manhã). Permaneceria solteiro pelo resto da sua vida, mas jamais permitiria que uma mulher invadisse seu coração só para destroçá-lo depois com suas infidelidades. Ele sequer acreditava no amor. E continuou insistindo em não acreditar até mesmo depois de se ver prisioneiro pelos olhos de uma menina temperamental e misteriosa, que mexeu com ele como nenhuma mulher jamais tinha mexido. Alguém que ele não conhecia, mas desejava conhecer profundamente. Além da cama. Ele queria conhecer a verdadeira Georgina. Aquela que se ocultava por trás do temperamento explosivo e do ódio que jurava sentir por ele. 

" - Capitão? - conseguiu dizer, entre um beijo e outro.
- Hmmm?
- Está fazendo amor comigo?
- Ah, estou, minha garota querida.
- Acha que deve?
- Sem dúvida. É a cura, afinal, para a doença que você vinha sentindo.
- Não pode estar falando sério.
- Mas estou. A sua náusea, minha querida, não passava de um desejo sadio... por mim.

Ela o queria? Mas sequer gostava dele. No entanto isso explicaria perfeitamente por que estava desfrutando tanto esta situação. Era óbvio que não se precisa gostar do objeto da nossa paixão. E ela tivera a sua resposta. Falar, concentrar-se, não pensar no que estava sentindo, ao menos um minuto, não fizera nada daquilo sumir. Estava tudo ali, e loucamente excitante. Sim, ela o queria, pelo menos esta única vez."

- Logo depois de ter seu orgulho ferido ao perceber que todos os anos de espera pelo homem que acreditava amar, tinham sido inúteis, Georgina decide que está mais do que na hora de abandonar a Inglaterra e todos os sonhos de menina. Por esse motivo, não desejava sequer esperar nem mais um segundo para partir. A Inglaterra e tudo que fosse inglês lhe causava repugnância. Enquanto não partisse, não teria paz. E por ironia do destino, o único navio que estava para partir no momento, para onde ela desejava ir, era inglês e pertencia a um inglês. Mas afinal de contas, ela desejava ir embora e mais aquela provação não era nada comparada à possibilidade de ter que passar mais alguns meses naquele lugar. Por esse motivo, ela aceita partir naquele navio e trabalhar como taifeiro, já que o navio necessitava de trabalhadores e não de passageiros. Ocultando-se novamente por trás de trajes masculinos, ela acreditava que poderia passar-se facilmente por um garoto, mas não contava com o fato de já ter se encontrado antes com o capitão daquele navio e de ele não a ter conseguido esquecer. Ela também não poderia imaginar que viveria naquele navio, durante a longa viagem, momentos de pura raiva, diversão, paixão e... amor. E que jamais em sua vida poderia esquecer-se daqueles momentos e sequer poderia imaginar a dor que tomaria conta dela no momento do inevitável adeus...

"Sentimentos de gratidão e ternura misturavam-se a uma outra coisa que fazia com que quisesse lhe agradecer, beijar, dizer o quanto fora magnífico, o quanto ela se sentia eufórica agora. Não o fez, é claro. Continuou apenas abraçando-o, acariciando-o ocasionalmente. Finalmente, beijou-lhe o ombro tão de leve que ele nem poderia ter notado.

Mas ele notou. James Malory, entendido em mulheres, aristocrata corrompido, estava num estado de percepção tão aumentada que sentia cada movimento que a moça fazia, e ficou emocionado com a sua ternura, mais do que gostaria de admitr. Jamais sentira nada parecido e isso era tremendamente assustador."

- Sempre que leio um livro especial, me pego sem palavras para falar dele. Porque nunca sei o que dizer. Porque sempre, qualquer coisa que eu venha a dizer, não será suficiente. E tenho consciência de que essa resenha sequer chega aos pés do livro. Esse livro é tão especial que eu chego a ficar triste por não ter condições de mostrar para vocês o quanto o amo e quanto vale a pena lê-lo. Creio que vocês nunca me viram dizer tal coisa de um livro da autora.rsrs... Até mesmo Uma Doce Inimizade não pode se comparar a essa história, que é, sem sombra de dúvidas, a melhor história da autora que já tive a oportunidade de conhecer. E o mais incrível é que eu não esperava por isso. Em nenhum momento acreditei que fosse amar o James. Comecei a ler a história dele cheia de reservas e já preparada para mandá-lo para o quinto dos infernos.rsrs... Mas conforme fui conhecendo-o, ele foi conquistando profundamente o meu coração e me deixando totalmente louca por ele. Ele sabe ser um cretino, não há como negar. Mas é um cretino encantador, que no fundo não passa de um homem que necessitava encontrar em sua vida o verdadeiro amor. Alguém que era muito sozinho, mesmo rodeado por uma família amorosa, amigos que verdadeiramente o adoravam e um filho que via nele o seu herói. Ele precisava de amor. Ele precisava da nossa Georgina. Para mim, não existe mocinha mais perfeita para ele do que ela. :) E é muito lindo acompanhar a forma como o relacionamento deles evolui. E é algo tremendamente divertido também.kkkkk... Nunca li uma história da autora que fosse capaz de me divertir tanto. Foi uma experiência única, maravilhosa. E estou mais do que louca para ler o resto dos livros dessa série. Tenho certeza absoluta de que amarei todos eles. Porque tanto a família do James quanto a da Georgina também já conseguiu um espaço especial no meu coração. A Johanna Lindsey soube criar incríveis personagens coadjuvantes que darão ótimos protagonistas. A única coisa que me entristece um pouco é que parece que não haverá a história de todos os irmãos do James e todos os irmãos da Georgina. Eu penso que todos eles mereciam as próprias histórias. Até mesmo o mal humorado do Jason.rsrs... O ancião, como o James costuma chamá-lo.kkk... 

E como já não é novidade aqui no Brasil, até onde sei somente a história Amável Tirano foi considerada digna, pela editora, para ser publicada aqui. Até onde sei os outros livros da série não tiveram o mesmo privilégio. Sim. Um absurdo. Que é melhor eu nem comentar, senão falarei o que não devo.rsrs... 

E como faremos para ler os outros livros da série? Quem sabe inglês ou espanhol, terá que se contentar em ler nesses idiomas. Os outros terão que contar com as fãs que perdem horas e horas, dias, semanas e até mesmo meses, traduzindo os livros para que todas nós tenhamos a chance de conhecer esses livros maravilhosos, que as editoras insistem em não publicar aqui. 

"Com naturalidade, ainda sorrindo, ergueu o copo para ele antes de dar um gole.

- É muito sociável da sua parte, James. - O uso do seu nome agora, quando nunca o fizera antes, aborrecia-o, como ela por sinal imaginava. - Especialmente - continuou - porque tenho a impressão de que você está com raiva de mim por algum motivo.

- Com raiva? De uma moleca tão encantadora? Por que você pensaria uma coisa dessas?

Ela quase engasgou com o vinho tinto doce ao ouvir tal coisa.

- O fogo nos seus olhos? - indagou, atrevida.

- Paixão, minha querida. Paixão pura e autêntica.

O seu coração deu uma reviravolta dupla, enquanto ela ficava imóvel. Contrariando o seu bom senso, ergueu os olhos para os dele e lá estava a paixão a que se referira, quente, hipnótica, e tão sensual que foi até o seu âmago. Ela já virara uma poça no chão? Nossa!, se não virara, era o que estava acontecendo agora."

Segue abaixo a música desse meu casal tão precioso. :) Sim. Eles possuem uma música.rsrsrs... É que eu achei essa música simplesmente perfeita para eles. Ler a letra da música não é nada comparado a ouvir o Luis Fonsi cantando-a. Ouçam e verão se não é emocionante!

El Anillo y La Flor - Luis Fonsi

Como siempre cada viernes
él despierta su corazón
y detiene el mundo entero para verla
como siempre en la tiendita de
la esquina está la flor
que él sabe q ha nacido para ella

mientras va por el camiño
de su casa al amor
él revisa varias veces su bolsillo
él ya sabe exactamente
que es lo que va a decir
y en su mano aprieta fuerte el anillo

quiero amarte
y cuidarte por el resto de mi vida
besarte
hasta que duela el corazón
quiero caminar contigo
nunca más decirte adiós
y q el tiempo no pase jamás

como siempre toca el timbre
y ella sonríe al ver la flor
pero siente q esta vez es diferente
con la voz quebrada y de rodillas
toma su mano fuerte
y en lágrimas le jura para siempre

quiero amarte
y cuidarte por el resto de mi vida
besarte
hasta q duela el corazón
quiero caminar contigo
nunca más decirte adiós
y q el tiempo no pase jamás

quiero amarteeeeeeeee

quiero caminar contigo
nunca más decirte adiós
y que el tiempo no pase jamás

como siempre ellos hablan del anillo y de la flor
han pasado muchos años...
y aunque ha pasado tanto tiempo...
el amor nunca pasó


Segundo informações do blog Leituras & Devaneios, os livros que fazem parte dessa série, são:

Série Malory/Anderson & Associados

1-Love Only Once/ 1983 - Trad. Livre: Amar uma só vez
Personagens: Regina Ashton & Nicholas Éden

2-Tender Rebel/ 1988 - Trad. Livre: Terna e Rebelde
Personagens: Anthony Malory e Roslynn Chadwick

3–Gentle Rogue/ 1990 - Amável Tirano (Editora Record/ 1994) 
Personagens: James Malory & Georgiana Anderson

4-The Magic of you / 1993 - Trad. Livre: A mágica de seu ser
Personagens: Amy Malory & Warren Anderson

5-Say you Love me/ 1996 - Trad. Livre: Diga que me ama
Personagens: Derek Malory & Kelsey Langton

6-The Present/ 1998 - Trad. Livre: O presente (mais conhecido como “O Marquês e a Cigana”) Este é um conto natalino, onde vislumbramos grande parte dos protagonistas dos livros anteriores, e também conhecemos a história do primeiro Marquês de Haverston Chistopher Malory, com sua cigana Anastasia.

7-A Loving Scoundrel/ 2004 - Trad. Livre: Adorável Safada
Personagens: Jeremy Malory & Danny

8-Captive of my desires/2006 - Trad. Livre: Cativo dos meus Desejos
Personagens: Drew Anderson & Gabrielle Brooks

9-No Choice But Seductions/2008 – Trad. Livre: Sem mais alternativa que a Sedução
Personagens: Boyd Anderson e Katey Tyler

10- Promised to a rogue (That perfect Someone)/2010
Personagens: Richard Allen & Julia Miller

4 comentários:

Mónica Ferreira disse...

Mais uma resenha maravilhosa!!!

Sorte sua nos permitir partilhar o James,já tinha a passagem para a cabana comprada kkkkkkkk....

ouvi a música que enviou e gostei muito,não li o livro,mas pelo que comentou me pareceu combinar com o casal.Depois de ler eu vejo se continuo a pensar a mesma coisa.

bjs

Móniquita

Luna disse...

Obrigada, querida! :)

kkkkkkkkkkkkkk... A Carlita vai atacar fogo na cabana, lembra?kkkkkkkk... Começo a achar isso uma excelente ideia. :D

A música é muito linda, não é? Estou completamente apaixonada por essa música!rsrs...

Bjs!

Cris disse...

Oi Luna
Ri demais com o começo da sua resenha... Excelente terapia para afastar a tristeza. Ler um livro de uma autora que sabemos que nos irrita. Amei a resenha vou ler o livro Abraços

Luna disse...

Olá, Cris!

kkkkkk... A Johanna Lindsey é muito boa nisso!kkkkk Saudades dos livros dela. Tenho vários desta série na minha lista de leituras deste ano.

Leia sim! Vai amar! É uma história maravilhosa! :)

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.