O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Segredos de Amante - Lynne Graham

(Título Original: The Secret his Mistress Carried
Tradutora: Marie Olivier
Editora: Harlequin
Edição de: 2015)

Escondendo-se do grego!

O divórcio de Giorgios Letsos mal acabara de ser finalizado e ele já tinha um novo objetivo: encontrar Billie Smith, sua amante antes do casamento. Contudo, a mulher doce que um dia conhecera não existe mais... e batera a porta na sua cara! Billie lutou muito para se reerguer após Gio decidir ser marido de outra. E quando ele volta para sua vida, Billie não se apaixonará novamente. Ainda mais agora que tem um segredo a proteger: o filho deles! Mas Billie não imagina o quanto Gio quer tê-la de volta em sua cama...



Palavras de uma leitora... 


- A sinopse já diz tudo: "Billie não imagina o quanto Gio quer tê-la de volta em sua cama." Em sua cama, pois é para isso que ela sempre serviu. Para mais nada. 

Às vezes me pergunto o que me leva a continuar sendo fã desta autora.rsrs Sério. Se me perguntarem quais são meus autores preferidos, a LG com toda certeza estará entre eles. Mas em momentos como este, nos quais leio histórias com mocinhos tão filhos da pontualidade, eu me pergunto se não sou masoquista.

- Eu já comecei esta leitura me estressando. E quanto mais páginas lia mais revoltada ficava. Gio é exatamente aquele tipo de mocinho da autora que pisa, dança em cima da mocinha, ameaça, chantageia, faz com ela o que bem entende e no final diz que sempre a amou e vivem felizes para sempre. Ou seja, o tipo de história da autora que sempre sinto vontade de arremessar pela janela. É verdade que ele tenta mudar, mas nas últimas páginas do livro?! Não. Não é suficiente para fazer minha raiva passar ou torná-lo digno de perdão. Ele é um miserável durante a história quase toda e seu arrependimento nas páginas finais não compensa tudo que ele fez a mocinha sofrer. 

"Sem dúvida, Billie era especial, maravilhosa na cama, mas devia ser reduzida a isso."

- A história começa dois anos após a tumultuada separação entre Gio e Billie. Separação essa que ocorre após ele informar que está de casamento marcado com outra e que mesmo assim quer que Billie siga sendo sua amante. Porque sua futura esposa não vê qualquer problema em dividi-lo com a mocinha. E assim tudo estaria bem para todos, certo? Chocada, profundamente ferida com a insensibilidade e o egoísmo do homem que amava e com quem acreditava que passaria o resto da vida, nossa mocinha avisa a ele que se ele se casasse com outra ela iria desaparecer de sua vida. Que jamais aceitaria um papel tão sujo, tão humilhante. Furioso com uma reação tão "infantil" da parte dela, ele prefere ignorar suas ameaças e se casa com outra, acreditando que Billie jamais teria coragem de deixá-lo. Porém, quando ele retorna ao apartamento para procurá-la, ela já não está. E assim dois longos anos se passam... Ele contrata um detetive para localizá-la, pois não aceita o fim do relacionamento. Na mente dele, ela não tinha o direito de dispensá-lo. Aquele caso só acabaria quando ele quisesse. 

"Infelizmente, não havia escapatória para a dolorosa verdade de que ela só servia para transar, mas não para ocupar um papel importante ou permanente na vida de Gio."

- No início, ela acreditou que não suportaria toda aquela dor. Que não conseguiria seguir adiante sem ele, mas o filho que esperava e o apoio da prima a fizeram reerguer-se e entender que a vida precisava continuar. Que ela não poderia viver em função dele e de suas vontades. Que ela precisava pensar um pouco mais em si mesma. Então, ela o afasta para um cantinho de sua mente e segue em frente, montando o próprio negócio, comprando uma casa confortável e construindo um mundo seguro para ela e o filho... um mundo no qual não havia espaço para lembranças ou sofrimento. Um mundo no qual ela sentia-se bem, feliz e não constantemente humilhada. Mas toda sua felicidade se vê ameaçada no momento em que Gio reaparece... trazendo de volta antigas mágoas e arrependimentos. Seria ela capaz de resistir a ele desta vez? Conseguiria ser forte e mandá-lo para o quinto dos infernos de uma vez por todas? 

"-Você fazia parte da minha vida.
 - Não, eu era uma minúscula gaveta numa cômoda enorme cheia de gavetas. Nunca fiz parte da sua vida."

- A forma como esse cavalo trata a mocinha durante a história não é aceitável, não dá para tolerar. Sobretudo a maneira como ele a tratou no passado. Ele sempre pensou apenas em si mesmo, em seus desejos, suas vontades. Enxergava a mocinha apenas como uma transa maravilhosa. Alguém que deveria viver à sua disposição, sempre sorridente, jamais ousando contrariá-lo ou ter qualquer independência. Ele só a procurava quando queria sexo. Não saía com ela em público, não ligava a mínima para o que ela sentia, pensava ou queria. E eu fui incapaz de perdoá-lo por tanto egoísmo, tanta crueldade. Na minha opinião, ele deveria ir com passagem só de ida para o inferno. Ou ao menos deveria sofrer MUITO antes de ter a Billie de volta. Mas é claro que o mundo não é cor-de-rosa e a mocinha o ama tanto que não se atreve a tratá-lo como ele merece. O que aumentou ainda mais a minha irritação. 

- Em resumo, odiei o suposto mocinho, perdi a paciência diversas vezes com a mocinha, mas até que gostei da história. Porque é bem escrita, capaz de nos envolver apesar de tudo. E eu não desgostei da Billie, apenas me irritei com sua ingenuidade e o fato de tê-lo perdoado tão fácil. Enfim... 

2 comentários:

Beatriz Solano Pinzon disse...

Que romancezinho ruim, odiei esse Gio, mas gostei da Billie. Ele foi canalha e egoísta demais com a mocinha, só pensou nele e nas suas necessidades. Enquanto Billie pensava ser a sua namorada, Gio pensava nela simplesmente como uma amante qualquer, que servia somente para sexo, ficando escondida do público. Gio anuncia o casamento e ainda acha que ela continuaria sendo sua amante, e o casamento era de verdade e não somente fachada, ele pretendia ter um filho herdeiro com a esposa! A autora deixou uma lacuna grande na estória sobre esse casamento dele com a Calisto que durou 02 anos, deveria ter explicado melhor, porque deixa o leitor com a nítida impressão de que Gio somente se divorciou porque Calisto não quis engravidar. Se a esposa tivesse engravidado ele nem se lembraria da mocinha. É uma estória de amor que não convence de jeito nenhum e não deixa saudade!!!

Luna disse...

Olá, Beatriz!

Pois é. Eu concordo! É uma história que não deixa saudades! Eu me estressei muito com a forma como a mocinha era ingênua, boba, capaz de perdoá-lo tão fácil. Ela diz algumas verdades para ele, mas de modo geral o aceita de novo em sua vida fácil, fácil. Agora o Gio... esse eu desprezo com todas as minhas forças! É um dos supostos mocinhos da LG que mais detesto!

Bjs!

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.