O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!

O AMOR VERDADEIRO JAMAIS MORRE!
O coração de uma mulher é um oceano de segredos

terça-feira, 3 de julho de 2018

La Magia de Tu Ser - Johanna Lindsey


4º Livro da Série Malory/Anderson

Amy Malory parece uma jovem tímida e recatada, mas é capaz de mostrar-se tão selvagem como o mais incorrigível de seus primos. Quando algo lhe interessa pode ser audaz e impiedosamente direta, sobretudo na hora de defender sua família. Aos dezoito anos, Amy se sente atraída pelo pretendente mais inapropriado: o atraente Warren Anderson, um capitão americano atormentado pela traição de uma amante infiel... Entre eles nascerá um romance capaz de reavivar as chamas de uma antiga inimizade entre as duas famílias. 



Palavras de uma leitora...



- Será que agora consigo ler a série em ordem?rs Conheci a saga dos Malory em 2013 quando li Amável Tirano, único publicado aqui no Brasil. Ele conta a história de Georgina e James e é o terceiro de uma série de 10 livros. Como sou fã da autora (vocês encontram várias resenhas de seus livros aqui no blog) e curti demais os personagens, o romance deles e suas respectivas famílias resolvi apostar nos outros. Assim, li Só Se Ama uma Vez (primeiro livro, edição de Portugal) e Terna e Rebelde (segundo livro, edição em espanhol) antes de mergulhar em La Magia de Tu Ser

Eu enrolei muito para começar a preparar esta resenha.rsrs Não sabia bem o que dizer. Estava em dúvida se tinha gostado ou não da história.kkkkkkk... Sério! E olha que iniciei a leitura acreditando que passaria ótimos momentos ao lado dos personagens, revendo o James, o Anthony e suas respectivas esposas... Todavia, embora marquem presença no livro quase todo nem eles foram capazes de fazer com que eu desse mais de 3 estrelas. E eu que pensava que o primeiro livro da série seria minha única decepção! 

- Aos dezessete anos de idade, faltando poucas semanas para os tão sonhados dezoito anos, Amy agarra com unhas e dentes sua oportunidade de conquistar o homem pelo qual se apaixonara seis meses antes, quando seu tio James casou-se com Georgina. Ao conhecer os irmãos de sua nova tia, os Anderson, ela sentiu-se imediatamente atraída pelo mais inadequado de todos e também o único que parecia sequer notar a sua existência. Enxergando-o como o homem de sua vida, aguardou impacientemente sua apresentação à sociedade, quando então deixaria de ser obrigada a vestir-se como uma menina, e o nascimento do primeiro filho de Georgina, o que faria os Anderson voltarem à Inglaterra. 

Ela sabia bem o que desejava. Não lhe importava que sua família não se desse bem com os Anderson e que o Warren chegasse a ser inimigo de seu tio. Não dava a mínima para o fato de ele ter deixado claro, quando ela deixou evidente o seu interesse, que jamais se envolveria com ela. Porque Amy tinha decidido que ele seria o seu esposo e faria até o impossível para levá-lo ao altar. Custasse o que custasse.

- Não vou me estender nesta resenha. Irei direto ao ponto.rsrs Embora o livro tenha uma pegada divertida, o que me fez gargalhar em alguns momentos e ficar com um sorriso no rosto ao acompanhar muitos dos diálogos, não foi possível me livrar da sensação de que muita coisa estava errada na história. Que o romance em si não estava acontecendo. E que os protagonistas pareciam coadjuvantes. 

Tecnicamente, a história é sobre Amy e Warren e não sobre os tios dela (Anthony e James) e os irmãos dele (Georgina, Drew e os demais), mas na prática a autora deu um destaque enorme ao Anthony e principalmente ao James e sua Georgina. E os protagonistas chegavam a sair de cena para que eles entrassem o que não foi legal, por mais que eu ame tais personagens. Eles têm suas próprias histórias então eu queria ver os protagonistas de La Magia de Tu Ser em destaque e não seus familiares. Porém, esses nem foram todos os problemas do livro para mim. Existiram piores.rs

Gente, o casal do livro em si não funcionou. Amy é uma mocinha divertida, determinada, muito à frente do seu tempo, mas também muito imatura, o que não é surpreendente considerando sua pouca idade. Mas me incomodou muito a forma como ela se jogava em cima do Warren. Como dizia coisas de maneira descarada, chegando a oferecer-se para ele levá-la para a cama quando bem entendesse. Perseguindo mesmo. Ela só faltou ficar nua na frente dele. O mocinho tem quase quarenta anos de idade e Amy nem dezoito fez ainda. E é ele que tem que ficar se controlando enquanto ela se oferece a cada oportunidade. Ela chega a chantagear, ameaçar. E se ele não faz o que ela quer, ela sai de noite, de madrugada para ser mais precisa, para ir atrás dele, pois talvez dessa vez consiga que ele a leve para a cama. Não interessa que o objetivo dela fosse casamento. A questão não é essa. O problema é a maneira ridícula como ela se comporta. Como se insinua, como dá em cima mesmo de um homem que mal conhece. Com o qual mal tinha falado. Só porque colocou na cabeça que estava apaixonada. Ela não é sedutora. Não está flertando simplesmente. O livro praticamente inteiro ela fica tentando que ele tire a roupa dela. Nem conseguia manter uma conversa normal. Saber mais sobre ele, sobre o homem em si ou fazer com que ele a conhecesse melhor, que enxergasse a pessoa por trás da garota estúpida. Quando tentavam conversar ela já vinha com coisas tipo "Vai me beijar? Posso te beijar?" E não parava nisso, não! Fazia de tudo para que ele não resistisse mais e a possuísse. Ele chega a deixar de visitar a irmã dele, pois a Amy estava hospedada lá. Deixa de passar momentos com a irmã e o sobrinho recém-nascido, numa tentativa de sair do caminho da garota, de fazê-la parar com aquele comportamento inaceitável. E eu fiquei pensando... se fosse o inverso? Se ele estivesse perseguindo ela? Ninguém acharia bonito. Porque a Amy persegue de verdade. Não estou exagerando. E coloca os dois em perigo, pois não está nem aí para o horário e os riscos. Não existe maneira de eu considerar as atitudes dela como aceitáveis. 

- O Warren não é um personagem de todo ruim. Apesar de se deixar manipular pela Amy, eu cheguei a ter pena dele pelo que tinha que suportar. O que realmente me incomodava no personagem era a maneira como ele não sabia resolver os próprios problemas. Não tinha muita atitude, sabe? E nem estou falando da relação dele com a mocinha, mas de outras situações do livro em que ele meio que seguia aquela música que diz "deixa a vida me levar".kkkkkkkk... Ele não encarava nada de frente. E não estou acostumada com esse tipo de mocinho. Prefiro aqueles que são decididos e não deixam a vida ao destino. 

- Dos quatro livros que li, amei dois (Terna e Rebelde e Amável Tirano) e me decepcionei com dois.rs Espero que as coisas melhorem daqui para frente. Não vou desistir da série. Não só porque amo a autora (embora tenha problemas com ela ao ler determinados livros com personagens cretinos), mas também porque sou apaixonada pela família Malory. Tenho toda a intenção de ler todos os livros da série. 


Segundo informações do blog Leituras & Devaneios, os livros que fazem parte dessa série, são:

Série Malory/Anderson & Associados

1-Love Only Once/ 1983 - Trad. Livre: Amar uma só vez (Só Se Ama Uma Vez - em português de Portugal)
Personagens: Regina Ashton & Nicholas Éden

2-Tender Rebel/ 1988 - Trad. Livre: Terna e Rebelde
Personagens: Anthony Malory e Roslynn Chadwick

3–Gentle Rogue/ 1990 - Amável Tirano (Editora Record/ 1994) 
Personagens: James Malory & Georgiana Anderson

4-The Magic of you / 1993 - Trad. Livre: A mágica de seu ser
Personagens: Amy Malory & Warren Anderson

5-Say you Love me/ 1996 - Trad. Livre: Diga que me ama
Personagens: Derek Malory & Kelsey Langton

6-The Present/ 1998 - Trad. Livre: O presente (mais conhecido como “O Marquês e a Cigana”) Este é um conto natalino, onde vislumbramos grande parte dos protagonistas dos livros anteriores, e também conhecemos a história do primeiro Marquês de Haverston Chistopher Malory, com sua cigana Anastasia.

7-A Loving Scoundrel/ 2004 - Trad. Livre: Adorável Safada
Personagens: Jeremy Malory & Danny

8-Captive of my desires/2006 - Trad. Livre: Cativo dos meus Desejos
Personagens: Drew Anderson & Gabrielle Brooks

9-No Choice But Seductions/2008 – Trad. Livre: Sem mais alternativa que a Sedução
Personagens: Boyd Anderson e Katey Tyler

10- Promised to a rogue (That perfect Someone)/2010

Personagens: Richard Allen & Julia Miller

16 comentários:

Stalker Literária disse...

Oi Luna! Achei que ia encontrar mais uma daquelas resenha super empolgadas que você escreve quando lê um 'romanção' de época, mas esse pelo visto não foi um dos mais agradáveis. Confesso que fiquei incomodada com essa mocinha oferecida ao extremo, e me incomodou também essa diferença gigante de idade entre os dois protagonistas, que pelo visto não são tão protagonistas assim, já que tão sempre saindo de cena para outros personagens aparecerem. Achei meio que um monte de coisa junta pra criar uma narrativa. Acho que dessa passo a dica.


Bjoxx - Aline

Cabine de Leitura disse...

Não conhecia está série, mas entendo bem quando diz não saber se gostou ou não da história, isso acontece comigo também. Uma peninha que algumas coisas não tenham te convencido nessa trama, principalmente o casal rsrsrs. Sou muito justa em relação a relacionamentos doentio, como parece ser o caso, essa coisa de possessividade é ruim tanto do homem quanto na mulher. Acho que não é um livro que me agradaria então dessa vez eu passo a dica.

Abraços.
https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

Paraíso Literário disse...

Oi Luna!

Tudo bem? Então, eu não conhecia o livro ou a autora, confesso que fiquei curiosa. Essa coisa de "mulher oferecida" é um conceito que me irrita, porque quando é mocinho que não larga do pé da personagem principal a gente adora e acha romântico, mas quando é o contrário chove crítica. Foi o ponto que mais me chamou atenção na sua resenha.

Beijinhos - Jessie
www.paraisoliterario.com

Luna disse...

Olá, Jessie!

Não sou mente fechada com relação à leitura. E sou feminista (levando em conta a essência do sentido de feminismo), então, o problema aqui é muito mais do que uma mocinha que não sai do pé do mocinho, como expliquei na resenha. Trata-se de uma menina fazendo o papel de ridículo na história, saindo até de madrugada para ir bater na porta do quarto de hotel do mocinho, expondo-se a todo tipo de risco e sem conhecer o mocinho! Mal tinha falado com ele quando decidiu que ele seria dela e ponto final. Isso é obsessão. É ridículo e doentio tanto no homem quanto na mulher. Não divido por gêneros. É uma atitude desprezível tanto em um quanto no outro.

Bjs!

D e s s a disse...

Oii!
Não conhecia essa série, e fiquei curiosa para conferir os outros volumes, vou procurar as resenhas.
Quanto a mocinha, já não gostei dessa obsessão toda, acho muito forçado, e tem um limite para personagens que têm atitude e personalidade, isso já é demais. rs
beijos
www.apenasumvicio.com

Carolina Trigo disse...

Oi Luna!
Eu não conhecia a série nem a autora, mas pelos seus comentários, não fazem muito o estilo que eu leio.
Não sou muito fã desses tipos de romances, então dessa vez passo a dica. Além de que, só com a sua resenha, já fiquei irritada com a protagonista, rsrs. Imagina lendo os livros?
Adorei a sua resenha sincera!
Bjss

http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com

Livreando disse...

Oi Luna!
Ainda não conhecia a série, mas te entendo completamente. É realmente bem difícil formular uma resenha quando nos encontramos nessa dualidade, principalmente com o casal principal. Uma pena que a história como um todo não tenha agradado.
Bjim! Tammy

Bruna Costabeber disse...

Oi, tudo bem?
Eu ainda não conhecia essa autora e confesso que, apesar de você ter dito que outros dois livros dessa série tenha te agradado, achei a ideia desse livro bastante ruim para ser sincera. Eu não gostei de o casal parecerem coadjuvantes e não fiquei convencida com a história também. Vou passar a dica desse livro.
Beijos

Dani Souza disse...

Oi

Não conhecia essa série Ainda, acabei lendo a resenha com medo de algum spoiler. A premissa do livro em si não me interessou. Acho que o livro não seria uma leitura tão agradável assim para mim, por isso, vou passar a dica.

Marijleite disse...

Que mocinha mais assanhada, rsrs, uma pena que ela e o mocinho não tenham sido protagonistas tão legais, inclusive perdendo destaque para os personagens secundários. Ótima a sua resenha.

♥ Sâmella Bridges ♥ disse...

Oi, Luna!
Não conhecia a série nem a autora, mas, poxa, quanto problema essa protagonista causou, hein? Só estou começando agora a dar chance à romances de época, mas já sei que vou passar longe dessa série, rs. Complicado lidar com prota que parece não se valorizar e só persegue um mocinho, que inclusive parece ter o dobro da idade dela, que confusão; senti uma certa dó dele pelo o que tem de aguentar com ela, fo modo como você falou, rs. Uma pena que não tenha curtido, mas espero que os outros te agradem mais!
Beijos,
Sâmmy

Anelise Besson disse...

Oi.

Eu não conhecia essa série, confesso. Preciso ler sobre os outros volumes para poder entender como um todo e o contexto. Mas é uma pena que o casal principal não funcionou. Infelizmente isso acaba matando a história aos poucos. Anotei a dica, quem sabe eu não leia e goste? haha

beijos!

Book Obsession disse...

Olá!
Amo romances de época, mas não conhecia essa série. É uma pena que a leitura como um todo não tenha sido das melhores e fico muito frustrada quando isso acontece.
No entanto, mesmo achando a premissa interessante, fiquei com ressalvas e por estar evitando séries essa dica deixo passar.
Beijos!

Camila de Moraes

Dayane Reis disse...

Olá! Tem livro que eu também quero resenha mais ficou um tempo preparando a resenha por não saber o que falar. Mas essa sua resenha ficou bem completa, realmente dá para ver que você preparou ela um tempinho bem grande. Haha' O livro a principio não me despertou interessere. Pena que dos quatro livros que você leu apenas dois vou amo, e ao mesmo tempo se decepcionou com ele. Tomara que os outros seja melhor. Eu também quando começo uma série gosto de terminar. Beijos'

Thayenne Carter disse...

Olá,

Não conhecia essa série e nem a autora, a premissa é curiosa, contudo fica difícil se interessar por uma obra sabendo que ela não foi toda publicado por aqui, se formos considerar o quanto isso é constante com outras séries desanima ainda mais. Enfim, a protagonista desse livro me parece ser bem polêmica, fiquei interessada em conhecê-la, se a oportunidade surgir, darei uma chance, pois quero saber se ela amadurece.

Beijos,
oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

Jéssica Christina disse...

Oi Luna, tudo bom?
Eu nunca ouvi falar sobre essa premissa, mas já curti! O ruim é não ter todos os livros disponíveis, né? Tive isso com os livros Bad Half, infelizmente pararam de publicar. Isso devia ser proibido! Haha

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos!

Porém, existem duas regras:

1º Comentários cujo ÚNICO objetivo seja divulgar seu blog, um sorteio ou algo do gênero, serão excluídos;

2º Comentários ofensivos também serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog, basta mandar um email para luna.emocoes_leitora@hotmail.com e eu responderei o mais rápido possível.